Busca

Categoria: Praças


08:58 · 04.11.2015 / atualizado às 08:58 · 04.11.2015 por

Em pronunciamento na Câmara Municipal de Fortaleza, ontem, o vereador Gelson Ferraz (PRB) cobrou medidas efetivas para proporcionar segurança aos fortalezenses nos espaços públicos. Segundo ele, as praças da cidade foram tomadas pelo abandono, tráfico e violência e os espaços públicos estão sendo trocados pelos shoppings.
“Quem aqui neste recinto se sente à vontade para fazer uma caminhada numa praça, em qualquer dia da semana? Curtir os espaços públicos sem a preocupação de ser assaltado, aviltado em sua dignidade, tem sido cada vez mais difícil”, criticou.
De acordo com o parlamentar, a situação dos locais é ainda pior na periferia e são ocupados por usuários de drogas. Ele classificou as praças de Fortaleza como espaços demarcados para que as famílias não utilizem.
Gelson listou que o cidadão de Fortaleza tem como opção de lazer algumas praças de Aldeota, uma no Papicu, o passeio público e a trilha do Parque do Cocó. “Temos a Beira Mar quando ninguém é esfaqueado, baleado ou assaltado”, acrescentou. O vereador apontou que a Guarda Municipal e a polícia ambiental ainda é insuficiente para cobrir todos os espaços públicos.
Ele pediu ao prefeito Roberto Cláudio para que olhe as praças da periferia. E afirmou que se não fosse a gestão de Luizianne Lins não haveria espaço público para os jovens. “Olhe para as praças da Regional V e VI, principalmente. Olhe para o CSU Adauto Bezerra, que vive com placas de reforma, mas parece que o dinheiro não chega ou não tem ninguém olhando, sendo aquela casa mal assombrada há décadas. Não fosse os espaços de convivência para a juventude implantado pela gestão anterior, quando Luizianne construiu os CUCAs, não haveria para onde o jovem ir”, avaliou.
Apesar de destacar a entrega das Areninhas por oferecem um ótimo espaço para socialização e a prática de esporte, ele apontou ser preciso ter vigilância e segurança constante para que os locais não se transformem em possíveis espaços de disputa pelo tráfico de drogas.
“Não dá pra continuar falando em bem estar social e simplesmente deixar de estar presente nos bairros. Não adiantam obras fantásticas, se as pessoas continuarem aterrorizadas com a violência, sem opção”, concluiu.

18:51 · 28.12.2014 / atualizado às 18:51 · 28.12.2014 por

O prefeito Roberto Carlos (PROS) já assinou vários termos de cooperação entre o Município de Fortaleza e empresas cediadas na Capital para que elas cuidem de praças e canteiros, dentro do projeto de realização das melhorias urbanas na “Área Verde” em permite, não apenas o cuidado com o bem público referido, como, inclusive construções que impliquem em melhorias dos equipamentos, todos, porém, “sem que para tanto haja qualquer contrapartida financeira ou de qualquer outra maneira por parte do Município”.

Mais de uma dezena de praças já estão sendo cuidadas por empresas privadas em Fortaleza