Busca

Categoria: Preconceito


09:29 · 02.11.2017 / atualizado às 09:29 · 02.11.2017 por

Por Renato Sousa

O início do Novembro Azul – mês de mobilização internacional no enfrentamento do câncer de próstata – foi alvo de discursos na Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor) na manhã de ontem, 1º. Os parlamentares afirmaram que ainda é preciso vencer o preconceito para que a prevenção da doença seja mais eficiente.

O terceiro vice-presidente da Casa, Paulo Martins (PRTB), declarou, na tribuna da Casa, que em seu próprio gabinete há quem se recuse a realizar o exame preventivo. “Um dos nossos desafios nesse mês de novembro é levá-lo ao urologista”, declara o parlamentar. De acordo com ele, há ainda muito preconceito em relação ao exame de toque retal. Entretanto, para Martins, “é um exame médico, como a endoscopia”.

O parlamentar afirma que a prevenção é fundamental. “Lendo sobre o assunto, vi realmente a necessidade dessa campanha”, declara. De acordo com ele, um em cada quatro brasileiros não fazem o exame preventivo. Entretanto, a cada cinco, um terá a doença, com a óbito atingindo um em cada oito doentes. “Que os homens quebrem esse preconceito”, apela.

Márcio Martins (PR) também levantou a bandeira a prevenção. “A partir desse momento inicial, vamos somar, aderir, através do nosso mandato e das instituições que são nossas parceiras, a essa campanha tão importante”, diz. O parlamentar comprometeu-se a, ao longo do mês, dialogar com o máximo de homens que puder para esclarecê-los sobre a importância da matéria.

Assim como seu colega de CMFor, o republicano acredita que o maior desafio para o combate à doença é o preconceito. “Precisamos olhar (o tema) com outros olhos, tendo uma postura mais crítica e aberta”, declara. Para ele, “a prevenção é sempre o item mais importante para qualquer se seja a doença”.

 

14:11 · 25.05.2017 / atualizado às 14:12 · 25.05.2017 por

O vereador Dr. Eron (PP) foi à tribuna da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor) para criticar o discurso de Eleonora Broilo (PMDB-RS), da cidade gaúcha de Farroupilha, que afirmou que os nordestinos “talvez não saibam falar muito bem, mas sabem roubar que é uma maravilha”.

Para ele, “temos que colocar para o Brasil que nós, nordestinos, merecemos pelo menos respeito”. O parlamentar informou que Dummar Ribeiro (PPS) está articulando uma moção de repúdio contra a fala da vereadora. Eron declara que “é importante que todos nós assinemos e coloquemos a nossa indignação”.