Edison Silva

Categoria: Privativa


13:48 · 18.09.2017 / atualizado às 13:48 · 18.09.2017 por

Os deputados estaduais cearenses que apresentaram emendas ao projeto do Tribunal de Justiça do Estado, alterando a Lei de Organização Judiciária, não conhecem a própria Constituição que juraram respeitar e cumprir.

O Art. 99 da Carta estadual diz: Ao Poder Judiciário é assegurada autonomia administrativa e financeira.  Já o Art. 96 da mesma Constituição diz que a Lei de Organização Judiciária, de iniciativa do Tribunal de Justiça, disporá sobre a estrutura e funcionamento do Poder Judiciário do Estado e a carreira da magistratura … Por seu turno, o Art. 108 alínea “e”  diz que é competência do Tribunal de Justiça a alteração, mediante lei, da organização e da divisão judiciária.

A iniciativa da organização do Poder Judiciário, incluindo-se aí os cartórios extrajudiciais, os tantos que os deputados querem criar, só pode ser do Tribunal de Justiça, pois a iniciativa é competência privativa, como destaca o Art 60 da Constituição já referida, quando trata da iniciativa das leis.

 

 

Pesquisar

Edison Silva

Blog da editoria Política, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

09h09mBardawil recorre ao TSE por candidatura ao Senado

09h09mVereador diz que acidentes de trânsito retiram recursos de outras áreas

09h09mEunício e Girão são os candidatos ao Senado que mais gastaram em campanha

09h09mNomes de profissões, apelidos e animais no apelo de candidatos por votos

09h09mParlamentares criticam o general Mourão

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs