Edison Silva

Categoria: Proporcional


08:59 · 30.07.2018 / atualizado às 08:59 · 30.07.2018 por

Por Renato Sousa

                       

Capitão Wagner, presidente estadual do PROS, confirmou na convenção de ontem, a coligação com o PSDB, apenas na proporcional FOTO: JL ROSA

Com a convenção conjunta deste domingo, 29, PSDB e Pros confirmam que não estarão coligados na disputa proporcional deste ano. Enquanto o PSDB lançará 14 postulantes à Câmara dos Deputados e 20 para a Assembleia Legislativa, o Pros contará com 69 candidatos a deputado estadual e 33 para federal. “Não havia como nos coligarmos, porque se nós o fizéssemos, perderíamos nomes do Pros. Isso enfraqueceria o partido”, declarou o presidente estadual da sigla, o deputado estadual Capitão Wagner, que concorrerá à Câmara Federal este ano. Em junho, ele já havia anunciado que a meta do partido é eleger quatro deputados estaduais e quatro federais.

Vários dos agora candidatos dos dois partidos já iniciaram seus esforços de campanha ontem mesmo, durante a convenção: caravanas de apoiadores compareceram ao evento, além de banners apresentando seus nomes também estarem nos muros do espaço, muitos com referências ao nome do candidato ao governo do Estado homologado ontem, o general Guilherme Theóphilo (PSDB).

Um dos candidatos que compareceu ao evento foi o deputado federal Vitor Valim (Pros), que concorre à Assembleia Legislativa este ano. “Na Assembleia, acho que vou poder estar mais próximo da população. Vou poder dar respostas mais imediatas”, declara o parlamentar. De acordo com ele, era esperado que a oposição chegasse com poucos partidos ao dia da convenção. “Faz parte. O poder de sedução do governo é muito grande”, declara. Ele, entretanto, acredita que é possível enfrentar esse poder. “Aqui, no Ceará, temos as mídias sociais, e o povo está interessado em política. Eles vão pesquisar quem são os candidatos”, declara.

O deputado estadual Carlos Matos (PSDB), por sua vez, aponta que os dois partidos contam com poderosos cabos eleitorais: Capitão Wagner, que é o deputado estadual com maior votação na história do Estado, e o senador Tasso Jereissati (PSDB), principal liderança tucana no Ceará. “Os dois são as grandes alavancas dessa campanha”, declara o parlamentar, que deve buscar a reeleição na disputa deste ano. Segundo ele, a expectativa é que três tucanos sejam eleitos em cada uma das disputas proporcionais.

O perfil do general Theóphilo, que disputa agora o seu primeiro cargo, também é apontado pelo parlamentar como um ativo, declarando que a sociedade procura nomes novos, de fora da política. “Já reflete na disputa proporcional. As pessoas entusiasmam-se, querem ajudar na campanha, e acabam votando também em aliados”, explica.

Vice

Perfil também é um ponto que é discutido quando o assunto é o candidato a vice-governador da coligação. De acordo com Wagner, nomes já são analisados, apesar dele não adiantar nenhum. Entre as características desejadas, segundo ele, está a presença no interior do Estado. “Isso já está sendo levado em consideração. Já temos nomes sendo cogitados, e muitos deles são fortes no interior”, explica.

O deputado federal em busca da reeleição Danilo Forte (PSDB) é ainda mais específico. “Há uma discussão muito grande para que esse vice seja da região do Cariri”, declara. De acordo com ele, buscasse também pessoas com perfil “de renovação” e com reconhecimento em sua área, como ele avalia ser o caso dos candidatos ao Senado da coligação majoritária, Mayra Pinheiro (PSDB) e Eduardo Girão (Pros).

O candidato a governador, Guilherme Theóphilo, por sua vez, diz que o domicílio de residência de seu companheiro de chapa não é prioridade. “(O que procuramos) é gestão, é um cara que seja focado, que tenha ficha limpa, experiência na administração pública. É por aí que nós queremos”, declara. Segundo ele, o nome deve ser anunciado até o próximo sábado, 4. 

16:41 · 24.06.2014 / atualizado às 16:41 · 24.06.2014 por

O deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB) disse na manhã de hoje ao deputado Osmar Baquit (PSD), que está sendo discutida uma aliança proporcional entre o partido dele com o PSB, segundo conversa havida entre ele e a deputada estadual Eliane Novais, candidata à Câmara Federal. A informação, causou surpresa em razão de o PSB ter candidato próprio ao Governo do Estado e o PSDB, estar aliado com o PMDB e PR, com outro candidato a governador.

Tanto Raimundo Gomes de Matos quanto a deputada Eliane Novais estão precisando de aliança para viabilizarem suas eleições. Atualmente, os partidos deles não têm uma chapa capaz de garantir os votos suficientes para a eleição de um deputado federal. A aliança poderá salvar um deles.

09:51 · 23.01.2013 / atualizado às 09:53 · 23.01.2013 por

Alexandre Pereira, presidente estadual do PPS, hoje aliado ao Governo do Estado, já está organizando chapa de candidatos a cargos proporcionais (deputados estaduais e federais) nas eleições do próximo ano. Ele convidou o suplente de deputado federal Eugênio Rabelo (PP) a se filiar ao PPS, afirmando que já tem alguns candidatos à Câmara Federal, com votos suficientes para garantir o quoeficiente eleitoral e eleger até dois deputados. Ele citou alguns nomes. Eugênio ficou de ir conversar com o governador sobre o assunto. condicionando ainda sua troca de partido a um compromisso de não se coligar com grandes legenda para a disputa proporcional.

Alexandre Pereira diz, também, que no momento o seu partido está com uma relação de alguns bons nomes para a disputa de vagas na Assembleia Legislativa. O PPS e vários outros partidos já estão trabalhando a formação de chapas sob a alegação de que, até outubro todos os possíveis candidatos já terão que estar devidamente filiados aos partidos e. no início do próximo ano, mesmo antes do prazo das desincompatibilizações, todas as chapas estejam acertadas.

Pesquisar

Edison Silva

Blog da editoria Política, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

09h09mBardawil recorre ao TSE por candidatura ao Senado

09h09mVereador diz que acidentes de trânsito retiram recursos de outras áreas

09h09mEunício e Girão são os candidatos ao Senado que mais gastaram em campanha

09h09mNomes de profissões, apelidos e animais no apelo de candidatos por votos

09h09mParlamentares criticam o general Mourão

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs