Edison Silva

Categoria: Próprio


09:22 · 14.09.2018 / atualizado às 09:22 · 14.09.2018 por

O candidato ao Senado pelo PROS, Luis Eduardo Girão, financiou, até agora, quase 90% da própria campanha, segundo a Justiça Eleitoral. O empresário já desembolsou R$ 1,5 milhão, que corresponde a 88,24% do total de R$ 1,7 milhão que tem à disposição para gastar. O Partido Republicano da Ordem Social (PROS) doou R$ 200 mil. Entretanto, Girão já doou R$ 110 mil para outros candidatos.

Em valores,  Luis Eduardo Girão fica atrás apenas do senador Eunício Oliveira (MDB), que recebeu da direção nacional do partido R$ 3,3 milhões. Por enquanto, é a única arrecadação do parlamentar, que busca a reeleição. O terceiro na lista entre os postulantes ao Senado é o ex-governador Cid Gomes (PDT), que acumula R$ 1,5 mi, sendo R$ 1 mi doado pelo suplente Prisco Bezerra, R$ 500 mil do PDT Nacional e R$ 200 mil do empresário Beto Studart. Mayra Pinheiro (PSDB) recebeu R$ 800 mil do PSDB Nacional.

Governo

O candidato à reeleição ao Governo do Estado, Camilo Santana (PT), recebeu, ao todo, R$1.405.883,00. A fatia maior é da direção nacional do Partido dos Trabalhadores, no valor de R$ 785 mil, seguida pela doação do empresário Beto Studart, de R$ 500 mil. Há, ainda, mais duas contribuições de pessoas físicas: Everardo Ferreira doou R$ 70 mil e Clóvis Rolim R$ 50 mil. General Theophilo (PSDB) registra uma doação, no valor de R$ 1,2 milhão, feita pelo partido.

Pesquisar

Edison Silva

Blog da editoria Política, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

09h09mBardawil recorre ao TSE por candidatura ao Senado

09h09mVereador diz que acidentes de trânsito retiram recursos de outras áreas

09h09mEunício e Girão são os candidatos ao Senado que mais gastaram em campanha

09h09mNomes de profissões, apelidos e animais no apelo de candidatos por votos

09h09mParlamentares criticam o general Mourão

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs