Busca

Categoria: Provável


09:34 · 18.07.2018 / atualizado às 09:34 · 18.07.2018 por

Por Miguel Martins

Cid Gomes disse que o governador Camilo Santana não será convidado para a convenção nacional do PDT, sexta-feira próxima, para homologação da candidatura de Ciro Gomes à Presidência da República, para evitar constrangimento. “Jamais colocaremos amigos nossos em situação de desconforto. Isso é constrangimento”, disse ele, lembrando que o partido do governador, o PT, tem pré-candidatura formalizada.
De acordo com Cid Gomes é pouco provável que até lá, embora haja expectativa de algum anúncio a ser feito, que se consiga fechar uma chapa com os partidos que poderão se coligar com o PDT. “O Ciro está conversando com o PSB e com o PCdoB, e estou muito otimista com relação a isso”. Existe outra frente conversando com partidos do chamado Centrão, composto por DEM, PP e SD, além de diálogos com outros partidos, como PRB, PR, PHS e PSC.

“Se der certo tudo isso, o Ciro terá o maior tempo de televisão. Isso será muito mais do que a gente pediu a Deus. Esperamos que os diálogos feitos sejam razoáveis com a proposta do Ciro, encontrando um ponto de igualdade entre todos”, disse Cid Gomes, que vem organizando a pré-campanha do irmão pelo País afora.

O presidente do PDT nacional, Carlos Lupi, afirmou que todos aliados e amigos de Ciro Gomes estão sendo convidados para comparecerem em Brasília, na sexta-feira, inclusive, o governador Camilo Santana. Mas segundo afirmou, “para evitar constrangimento, provavelmente, ele não irá. Porque o PT tem um pré-candidato, e acho muito difícil ele comparecer”. Sobre eventuais alianças que já podem ser confirmadas já no dia 20 de julho, o dirigente disse que é “pouco provável”. “Tudo ainda está em fase de conversa, muita coisa indo e vindo. Pode ser que alguma aliança seja formalizada, mas acho pouco provável”.