Busca

Categoria: PT na Mesa


17:00 · 05.05.2013 / atualizado às 17:00 · 05.05.2013 por

Roberto CláudioO prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PSB), ao longo da semana que passou decidiu dar uma resposta para a oposição que afirma não ter visto nada ser feito nos cem primeiros dias de seu Governo. Teve candidato derrotado que chegou a dizer que o gestor não conhece a estrutura da Capital e que ainda não mostrou para o que veio.

Pois bem, o pessebista resolveu arregaçar as mangas e colocar o bonde nas ruas. Primeiramente, ele anunciou uma medida simples, básica, mas que ameniza a situação de milhares de pessoas na periferia da cidade, que foi a reforma emergencial de posto de saúde no Pirambu. Na quinta-feira, o gestor visitou o equipamento para verificar as condições do local e anunciou as intervenções para ontem.

Para este caso específico, ele avisou que será dispensada licitação para os reparos que devem começar nesta semana. “Vamos entrar com uma reforma de emergência para recuperar a energia e a infiltração, estamos deslocando duas equipes médicas que estavam trabalhando fora dele para voltar a trabalhar na unidade e o posto está aguardando uma grande licitação para compra de equipamentos”, foram as palavras de Roberto Cláudio.

Na segunda-feira passada (29/4), houve uma reunião com todos os diretores dos 92 postos de saúde de Fortaleza e lá foram apresentadas as inovações que deverão ser implantadas nos equipamentos ao longo de 2013. Tais reformas fazem parte de um pacote de ações da Prefeitura no valor de R$ 49 milhões, visando a melhoria de 75 destas unidades, além da construção de outras 25.

Ainda na semana que passou foi anunciada o início das obras da Via Expressa e Santos Dumont, obras de mobilidade urbana que estão dentro do pacote para a Copa do Mundo de 2014. A primeira fase contempla a construção de um túnel na Avenida Santos Dumont, cruzando a Via Expressa e de acordo com a Prefeitura, a obra permitirá que a via se torne efetivamente expressa, o que vai facilitar o fluxo naquela importante região da cidade. De acordo com ele, até o dia 15 de junho, as intervenções nas vias que dão acesso à Arena Castelão estarão concluídas. As demais, até o início da Copa do Mundo, no próximo ano.

No campo do “resolver pendências deixadas pela gestão passada”, Roberto Cláudio fez uma visita ao Campo do América, para tratar da compra do terreno, que é propriedade do Instituto Nacional de Previdência Social (INSS), visando sua revitalização. Lá ele se comprometeu a entrar em contato com o titular da Secretaria Municipal de Educação (SME), Ivo Gomes, para agilizar o processo da assinatura de um convênio entre a Associação das Mulheres do Campo do América e a Prefeitura de Fortaleza para a construção de uma creche na comunidade.

O projeto de urbanização da área prevê que seja disponibilizado um campo de futebol gramado ao invés de uma quadra poliesportiva. Além disso, todo o terreno será urbanizado e contará com outras equipamentos de lazer, como um playground e utensílios de ginástica, conforme garantiu o prefeito. Ou seja, foi uma semana bem agitada para o prefeito de Fortaleza, que em uma semana intensa, apresentou diversas propostas para a cidade, até mesmo a retomada das obras nos Cucas Chico Anysio e Luiz Gonzaga, localizados nas Regionais V e VI, respectivamente, para esta segunda-feira (06).

Inacabadas

O Cuca Chico Anysio, no bairro Mondubim, foi entregue pela ex-prefeita Luizianne Lins, com obras inacabadas e em entrevista à Rádio Verdes Mares ele disse que os dois equipamentos foram inaugurados “com metade das obras feitas e sem dinheiro para terminá-las o que é pior”. As obras serão reiniciadas e terão um prazo de 90 a 120 dias para serem entregues à população, dessa vez por completo. Ele afirmou também que o Cuca Che Guevara, na Barra do Ceará, vai funcionar também às noites e nos fins de semana.

Apesar de tais feitos, para a oposição Roberto Cláudio ainda não mostrou para que veio. E eles não estão errados em cobrar, criticar e apontar erros. Este é o papel da oposição, que, inclusive, nos anos anteriores, na gestão Luizianne Lins, se mostrou fraca. Atuante, mas com poucos resultados práticos. Isso porque a petista conseguiu, ao longo de seus oito anos de Governo, cooptar toda uma base aliada sólida, que ficou ao lado, sempre dizendo “sim senhora” até as eleições do ano passado.

Agora, o Partido dos Trabalhadores, que tem um papel exemplar como oposicionista, (lembro-me do agora líder da oposição na Câmara, Guilherme Sampaio, dizendo: “agora vocês vão ver o que é oposição) pretende estar atento a todos os passos do prefeito Roberto Cláudio, analisando, fiscalizando e cobrando. A ex-prefeita Luizianne Lins, ainda que aparentemente, distante desta função é quem comandará tudo. Ela já disse certa vez que iria vistoriar cada passo de Roberto Cláudio, e assim o será.

Sobrou para o candidato derrotado nas urnas, Elmano de Freitas, a não tão árdua tarefa de acompanhar cada movimento do prefeito da cidade. Ele é quem irá coordenar o observatório político, anunciado na mesma semana em que Roberto Cláudio deu um fôlego a mais às suas atividades administrativas. Além de ser um projeto para espalhar por aí críticas à gestão do PSB na Capital, a proposta virá a calhar para o petista, pois dará visibilidade a ele em uma tentativa quase certa de comandar o PT de Fortaleza, além de uma futura disputa para uma vaga na Assembleia Legislativa em 2014.

O observatório funcionará com agendamento de seminários temáticos, todos sobre a gestão de Roberto Cláudio, onde algumas entidades organizadas, todas ligadas ao PT, é claro, irão debater a gestão pessebista. A reunião de fato, para as críticas ao Governo Roberto Cláudio deverá acontecer no próximo dia 17 de maio, com direção de Elmano de Freitas.

Muitos vão dizer que essa posição do PT de Fortaleza é “dor de cotovelo”, que eles “querem aparecer” e que “não souberam perder”. Tudo bem que existe um tanto de verdade nestas afirmações, mas é bom salientar que esse projeto vem a calhar em um momento que as forças ideológicas partidárias e se mostram fragilizadas. Cada vez mais vemos os governos da maioria absoluta, sem qualquer tipo de contraponto, o que não é bom para a política e muito menos para a sociedade.

Maioria

Na Câmara Municipal, temos os quatro do PT e os dois do PSOL, que se dizem de oposição, e que de certo modo, fazem uma crítica ao Governo Roberto Cláudio, ainda que sem muita relevância, vista a maioria absoluta de pelo menos 37 aliados do prefeito. Alguns fazem birra daqui outros resmungam acolá, mas na hora da votação todos estão juntos com o Executivo.

Independente do interesse petista em querer fortalecer a carreira política de Elmano de Freitas, é válido, sim, a criação de tal observatório. E que cobrem mesmo. Que levem as demandas da população para à tribuna da Casa e que inovem como oposição. Caberá ao prefeito Roberto Cláudio a sensibilidade de avaliar até onde os pontos levantados pelos petistas e seu observatório valerão a pena de serem levados a sério. Caberá a ele mostrar à oposição que é o gestor do diálogo, da ponderação e da humildade de aceitar críticas e sugestões. Desde que essa seja uma oposição “responsável”, como vem alardeando o pessoal do Partido dos Trabalhadores.

08:51 · 13.12.2012 / atualizado às 08:51 · 13.12.2012 por

Está reservado para a bancada do PT, no acordão para a eleição da nova Mesa Diretora da Câmara Municipal de Fortaleza, o lugar de segundo vice-presidente e as presidências das comissões de Educação e de Direitos Humanos. O acordo está parcialmente fechado, embora alguém no partido ainda fique falando em resistência e na possibilidade de ter candidato à presidência.