Busca

Categoria: Recadastramento


10:01 · 28.04.2017 / atualizado às 10:01 · 28.04.2017 por

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) está abrindo mais cinco postos, em igual número de bairros de Fortaleza, para permitir que o eleitorado cearense faça o seu recadastramento e já nas próximas eleições, de 2018, possa votar na Capital pelo novo sistema. Em Fortaleza, em 2018, o voto pelo sistema biométrico ainda não será obrigatório, mas o desembargador Abelardo Benevides, presidente do TRE até o próximo mês de junho, quer possibilitar ao maior número de eleitores possíveis estar habilitado a utilizar esse novo sistema.

Com os novos cinco postos, o eleitor fortalezense terá 9 pontos onde poderá fazer o seu recadastramento, dentre eles em shopings, depois que mais 50 militares do Exército brasileiro se incorporaram ao grupo que trabalha nos respectivos postos de recadastramento.

11:25 · 20.01.2017 / atualizado às 11:25 · 20.01.2017 por

 

Desembargador Abelardo Benevides quer ampliar ao máximo o número de eleitores recadastrados em Fortaleza
Desembargador Abelardo Benevides quer ampliar ao máximo o número de eleitores recadastrados em Fortaleza

Em quase todos os shoppings de Fortaleza, a partir dos próximos dias, haverá  um balcão da Justiça Eleitoral para possibilitar ao eleitorado da Capital fazer o recadastramento eleitoral, embora, para as eleições de 2018, o voto pelo sistema biométrico ainda não seja obrigatório em Fortaleza. O propósito da direção do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) é ter o maior número de eleitores recadastrados na Capital cearense.

O desembargador Abelardo Benevides, presidente do TRE, aguarda a definição de uma data pelo governador Camilo Santana para renovar o convênio entre o Estado e a Justiça Eleitoral, permitindo a cessão de um grupo de jovens do programa primeiro passo, que após treinados também trabalharão no processo de recadastramento de eleitores, em Fortaleza e noutros municípios do Estado. A Justiça Eleitoral no Ceará, praticamente eliminou a contratação de serviços terceirizados, também por fala de recursos, para fazer a mudança do sistema de votação do tradicional para o biométrico.

O convenio feito com o Exército permitiu que 60 militares desse segmento das Forças Armadas possam trabalhar nos cartórios e postos da Justiça Eleitoral, recadastrando eleitores. 30 estão operando na central dos cartórios de Fortaleza, e os outros 30 ainda estão sendo treinados e serão distribuídos pelos postos nos diversos bairros da Capital cearense.