Busca

Categoria: Regime de urgência


12:47 · 10.03.2016 / atualizado às 12:47 · 10.03.2016 por

Por Suzane Saldanha

Foi aprovado na Câmara Municipal de Fortaleza, ontem, o pedido para tramitação em regime de urgência das propostas do prefeito Roberto Cláudio (PDT) que tratam do reajuste parcelado dos servidores municipais. Na medida lida na última terça-feira, em plenário, o chefe do Executivo propôs o aumento em duas parcelas, sendo a primeira de 2%, a partir de janeiro passado, e a segunda de 8,5%, em dezembro.
Pelo regime de urgência as matérias devem ser votadas em até 30 dias, segundo o Regimento Interno. No embalo do Executivo, a Mesa Diretora apresentou o reajuste dos servidores da Casa Legislativa.
Durante a votação do regime de urgência das iniciativas do Executivo, o vereador João Alfredo (PSOL) voltou a questionar o regime de urgência por entender ser necessário tempo para a medida ser debatida. Segundo ele, há um processo de negociação na Casa com os servidores para se chegar um índice melhor ou situação de que não haja perda salarial.
O líder do Governo, Evaldo Lima (PCdoB), afirmou que o debate sobre o reajuste não está sendo atropelada e vem ocorrendo desde o ano passado em mesas de negociação. Ele voltou a salientar o momento de dificuldade econômica registrado no Brasil. “A proposta é razoável quando a gente fizer um levantamento sobre o que está acontecendo em outras Capitais do Brasil”. O parlamentar destacou que a medida não só trata da recomposição salarial como reajusta o auxílio alimentação de R$ 8 para R$ 10 e outras vantagens.