Busca

Categoria: Reorganização


08:38 · 12.03.2013 / atualizado às 08:38 · 12.03.2013 por

Por Miguel Martins

O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) está preparando uma série de mudanças em nível Nacional, Estadual e Municipal, já visando as eleições do próximo ano, mas ainda não decidiu qual a posição que vai ter a partir de agora quanto às gestões da Capital e do Governo do Estado. Em reunião no mês passado, a legenda estabeleceu um calendário de renovação de seus diretórios onde, até o momento, pelo menos 120 representações municipais já foram reaparelhadas, conforme informou o deputado federal Raimundo Gomes de Matos.
Nos próximos dois meses, uma série de encontro acontecerá na agremiação com o intuito de mobilizar seus filiados, o que culminará em um encontro do Diretório Nacional no dia 19 de maio para tratar de alianças e escolha da presidência do partido. Dentro da sigla é forte o desejo de conduzir o senador Aécio Neves para presidir os trabalhos do PSDB, já preparando o parlamentar para uma possível disputa à presidência da República.
No PSDB do Ceará, o nome de Marcos Cals continua posto e o de Fernando Hugo foi sondado diversas vezes por Raimundo Gomes de Matos em entrevista ao <CF61>Diário do Nordeste </CF>para a Executiva Municipal. No entanto, o deputado tucano afirmou que não foi convidado oficialmente pelos diretores da Estadual, mas externou que não tem qualquer vontade de estar à frente dos trabalhos da legenda em Fortaleza.
“Eu externo o respeito que tenho pelo PSDB, mas não tenho vontade e nem predisposição de assumir essa executiva, porque nos tempos áureos do PSDB nunca me ofereceram o cargo, e agora que o partido está nanico e no marasmo total eles querem me oferecer? Com todo respeito, eu tenho minhas atividades públicas”, afirmou Fernando Hugo.
Apesar do posicionamento do parlamentar, Gomes de Matos garante que nas últimas reuniões da agremiação estava se trabalhando no sentido de dar a ele o cargo. Sobre o posicionamento quanto ao Governo do Estado e à Prefeitura de Fortaleza, o deputado federal afirmou apenas que o PSDB não pode ser contra aquilo que teria planejado e criado.
“Como podemos ser contra o Pecém e a Siderúrgica? Podemos ser contra o Eixo das Águas se foi o PSDB que criou o Castanhão? Eu não tenho medo de dizer que 80% das obras estruturantes do Ceará foram feitas na gestão do PSDB e graças a Deus, outros governadores estão dando sequência”, defendeu o deputado federal.
Raimundo Gomes de Matos, assim como Fernando Hugo, apoiaram a candidatura de Roberto Cláudio no segundo turno das eleições municipais passadas, pois o presidente estadual, Marcos Cals, que foi candidato no primeiro turno, liberou os quadros tucanos para apoiarem quem quisessem. De acordo com Gomes de Matos, a partir da eleição da nacional, em maio, começará ser discutida as probabilidades de apoios nos municípios e estados.
“Eu defendo que temos que ter dois planejamentos. Um para o Nordeste e outro para o Sul e Centro-Oeste, porque existe uma diferença da forma de tratamento. Aqui, por exemplo, a avaliação da presidente é muito boa por causa de políticas, como o Bolsa Família, que torna as pessoas dependentes”, reclamou o deputado federal.