Edison Silva

Categoria: Secreto


09:37 · 18.09.2017 / atualizado às 09:37 · 18.09.2017 por

O deputado Leonardo Araújo, por conta de uma decisão do Supremo Tribunal Federal, referente a um processo sobre a competência ou não do Tribunal de Contas de julgar contas de prefeito municipal, que lá estava em grau de recurso, acabou por perder o mandato em razão de a decisão beneficiar o autor da ação, e, como ele disputou um mandato de deputado estadual dependendo dessa decisão e ficou na suplência, os votos que recebeu foram considerados   válidos, e, em consequência, a coligação que apoiou o governador Camilo na disputa de 2014 ganhou mais um deputado, cuja vaga tinha sido ocupada pelo PMDB.

O acórdão, efetivando o trânsito e julgado da ação foi publicado no mês passado. O TRE terá que fazer a recontagem dos votos e comunicar o novo resultado à Assembleia, para que se efetive a mudança das vagas. O TRE aguarda uma comunicação do TSE, após ser oficializado da decisão do Supremo para fazer a recontagem, ou,   poderá fazer antes se provocado pelo interessado direto na vaga hoje ocupada por Leonardo, no caso o suplente Manoel Santana, exercício do mandato substituindo um dos titulares licenciados.

Neste momento de troca de gentilezas, entre aliados do governador e de peemedebistas, o caso de Leonardo também está no meio dos entendimentos. Santana, o beneficiado, está no exercício do mandato. Leonardo, um dos mais ferrenhos adversários do Governo, ficará contido. E como a deciso coisaão pode ser cumprida a qualquer momento, a tendência é de não mexerem com a coisa.

Na última quinta-feira, na Assembleia  Legislativa, foi votada a Resolução recomendando a aprovação das contas do governador Camilo Santana, referentes ao exercício de 2016. A votaçao foi secreta, como manda o Regimento da Casa. Alguns deputados de oposição se manifestaram contra a aprovação, embora o Tribunal de Contas do Estado tenha emitido um parecer, recomendando a aprovação, apesar de algumas observações.

Mas quando foram conhecidos os números da votação só apareceram três votos contra a aprovação, atribuídos à deputada Fernanda Pessoa, ao Capitão Wagner e ao Heitor Férrer. O deputado Leonardo Araújo, o último a votar, foi imediatamente apontado como um dos que votaram a favor da aprovação. Brincando, teve deputado que sugeriu a “violação” do Painel eletrônico para confirmar o voto dele, apontando os entendimentos para a aliança do senador Eunício com o Governo, como o motivo do voto do parlamentar.

Pesquisar

Edison Silva

Blog da editoria Política, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

09h09mBardawil recorre ao TSE por candidatura ao Senado

09h09mVereador diz que acidentes de trânsito retiram recursos de outras áreas

09h09mEunício e Girão são os candidatos ao Senado que mais gastaram em campanha

09h09mNomes de profissões, apelidos e animais no apelo de candidatos por votos

09h09mParlamentares criticam o general Mourão

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs