Busca

Categoria: Secretriado


10:50 · 23.11.2014 / atualizado às 10:50 · 23.11.2014 por

O silêncio do governador eleito Camilo Santana sobre a formação do seu secretariado motiva inúmeras especulações, no ambiente da política cearense, a partir da Assembleia Legislativa onde deputados titulares e suplentes ficam a todo instante atrás de informação sobre quem vai sair e entrar no Legislativo, em razão da formação do secretariado.

Se dependesse de alguns deputados, Sérgio Aguiar seria o secretário de Turismo do novo Governo, Osmar Baquit iria para a secretaria de Esportes e Moisés Brás, um dos dois petistas eleitos para a Assembleia seria o secretário de Desenvolvimento Agrário. Eles, interessados ou curiosos, citam os nomes e justificam as indicações. Sérgio Aguiar, hoje, é um dos deputados mais ligados ao Turismo, Osmar Baquit aos Esportes (ainda hoje ele é presidente do Fortaleza), e o Moisés foi o candidato representante do pessoal ligado ao Campo.

Ainda da Assembleia sairia o deputado Ivo Gomes, mas para a secretaria de Educação do Município, onde ele estava desde o início da administração do prefeito Roberto Cláudio, afastado apenas para efeito de desincompatibilização e disputar a reeleição. Ele já tem data para voltar ao secretariado.

Com a saída de quatro deputados titulares, Camilo garantiria a convocação dos seus correligionários que ficaram nas primeiras suplências no Legislativa estadual.

Da bancada federal, o nome mais cotado para o secretariado do próximo governador é o do Odorico Monteiro. Além de sua convocação garantir a permanência na Câmara do primeiro suplente Vicente Arruda, o governador contaria com um secretário de trânsito livre no ministério da Saúde, conhecedor da situação da Saúde no Ceará, também por ter sido secretário das prefeituras de Icapuí, Quixadá, Sobral e Fortaleza, servindo também para calar os petistas que reclamam espaço no próximo Governo. Os questionamentos sobre a passagem de Odorico pela Prefeitura de Fortaleza não seria obstáculo, admitem alguns.