Busca

Categoria: Sedentarismo


11:05 · 20.04.2018 / atualizado às 11:05 · 20.04.2018 por

Por Renato Sousa

O vereador Maninho Palhano (PPL) foi à tribuna da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor) na manhã de ontem, 19, para defender mais investimentos da Prefeitura em políticas de esporte. De acordo com ele, a iniciativa serviria como prevenção às doenças oriundas do sedentarismo e para ocupar o tempo da juventude, além de ser uma fonte de emprego para os profissionais de educação física. “Quantos não estão desempregados e poderia estar ajudando a população?”, questiona o parlamentar, que é profissional da área.

De acordo com o o pepelista, dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia apontariam que o País tem cerca de 27 milhões de hipertensos, sendo que apenas cinco milhões buscariam tratar a doença. Segundo Palhano, muitas dessas enfermidades são frutos da falta de atividade física, que custaria mais de R$13 bilhões por ano em tratamento. De acordo com ele, esse motivo demonstra que o incentivo da Prefeitura às atividades físicas funciona também como uma maneira de preservar os cofres públicos. “Quanto não estaríamos economizando a nível de município?”, pergunta.

O pepelista afirma ainda que a medida também teria impactos na segurança, já que ofereceria aos jovens algo com o que ocupar o tempo. “Sabemos que a criança que mora na periferia, na favela, fica ociosa depois que chega da escola”, diz. Para ele, isso poderia ser amenizado com a cobertura de quadras de esportes que existem em muitas das praças da Capital. O vereador fez um apelo para que os parlamentares apresentem projetos e emendas ao orçamento com esse tipo de sugestão.

Para Palhano, o Paço também poderia investir em programas de atividades físicas nas praças de Fortaleza, o que poderia dar aos profissionais da área mais oportunidades de empregos. Ele lembra que as atividades que viriam a ser desenvolvidas pelos educadores físicos teriam reflexos nos cofres públicos ao diminuir os gastos com doenças oriundas do sedentarismo. “A cidade ganharia muito”, defende.

Em aparte, o vereador Márcio Martins (PR) defendeu que a Prefeitura dê mais apoio às diversas modalidades. Segundo ele, a iniciativa das Areninhas é positiva, mas é focada exclusivamente em um esporte. “Investe-se um valor considerável no futebol, e as outras categorias ficam com muito pouco ou nada”, critica. O parlamentar declarou que o Paço Municipal vai no caminho correto com sua iniciativa, mas que os recursos poderiam ser melhor repartidos.