Busca

Categoria: Segundo turno


08:01 · 30.10.2016 / atualizado às 08:03 · 30.10.2016 por

Um total de 1.692.657 eleitores da Capital cearense estão aptos a votar neste domingo, no segundo turno da eleição municipal. No dia 2 de outubro, no primeiro turno, votaram apenas 1.404.295 eleitores, ocorrendo uma abstenção de 17,04%, correspondendo a 288.362 eleitores.

Diferentemente do primeiro turno da disputa, acontecido no dia 2 deste mês de outubro, agora são apenas dois candidatos: Roberto Cláudio (PDT) e Capitão Wagner (PR). O processo de votação começa às 8 horas e fica encerrado às 17 horas. Duas horas depois, no máximo, já poderemos ter o resultado. O mesmo acontecerá no Município de Caucaia, o único além da Capital que tem segundo turno em razão de ter mais de 200 mil eleitores.

As tropas federais desde cedo estão nas ruas de Fortaleza. São 2.500 homens distribuídos por toda cidade, nas proximidades das seções eleitorais, conforme solicitação da Justiça Eleitoral, em razão da preocupação com a possibilidades de distúrbios.

09:47 · 27.09.2016 / atualizado às 09:47 · 27.09.2016 por

 

Por Antonio Cardoso

Em Caucaia, o candidato Naumi Amorim (PMB) tem 39% das intenções de voto, seguido de Eduardo Pessoa com 27%, conforme pesquisa Ibope publicada ontem no Diário do Nordeste. Em seguida aparecem os candidatos Potim (PTC) e Silvio Nascimento (PP) com 6% cada. Daniel Gadelha (PSOL) e Baiano Ximenes (REDE) têm 2% e 1% das intenções de voto respectivamente.

Se considerados apenas os votos válidos, descontando-se os votos em branco e nulos, Naumi Amorim aparece com 49% das intenções de voto contra 33% de Eduardo Pessoa. Potim surge com 8%, Silvio Nascimento com 7%, Daniel Gadelha com 2% e Baiano Ximenes com 1%.

Os números deram confiança a Naumi. Ele acredita que poderá vencer os adversários já no primeiro turno. “Vamos reforçar o trabalho com nossos militantes para que eles possam motivar ainda mais as pessoas a votarem na nossa chapa. Assim vamos conseguir o pouco que falta e vencer logo de primeira”.

Nesta semana Naumi promete que sua bandeira estará ainda mais presente nas ruas de Caucaia, tudo para não perder os votos que diz já ter conquistado e, de quebra, angariar os dos indecisos. “Temos feito entre seis e oito caminhadas por dia”, conta. Para alcançar o maior número possível de visitas, ele diz que seu grupo se divide. “Eu vou para um bairro, minha esposa para outro, meu filho e meu irmão também seguem para outros destinos. Sozinho não conseguiria visitar a todos os lugares. Mas a equipe já esteve nos quatro pontos da Caucaia e, se tiver segundo turno, vamos aumentar muito mais essa busca da confiança do eleitor”, avisa, acrescentando que pesquisas internas mostram vantagem ainda maior sobre os adversários. “Mas vamos nos basear sempre pela menor, para fazer um trabalho maior, corrigindo o que estiver errado”.

Segundo colocado nas pesquisas o tucano Eduardo Pessoa avalia que, embora as pesquisas sejam um meio “científico e interessante” para acompanhar uma eleição, ele prefere respeitar o dia da eleição e o voto de cada eleitor. “O eleitor é quem vai decidir se ganhamos no primeiro turno ou se vamos para o segundo. Enquanto isso, nosso trabalho continua igual, firme e forte”.

Em caso de votação numa segunda etapa em Caucaia, feito inédito, Pessoa conta que ouvirá os eleitores e vai traçar ações para resolver os problemas do município. “Nasci e moro até hoje no mesmo lugar, na Carauçanga, zona rural de Caucaia. Conheço a cidade como a palma da minha mão e tenho o dever de não permitir que ela caia em mãos erradas”, diz o peessedebista.

11:01 · 21.10.2012 / atualizado às 11:01 · 21.10.2012 por

Confira a programação dos candidatos à Prefeitura de Fortaleza neste domingo:

ELMANO DE FREITAS (PT)
7:30: Carreata. Concentração: Avenida Juscelino Kubitschek com Avenida Perimentral (entre a Chesf e a Avenida Dedé Brasil). Previsão de chegada do candidato: 9h30min.

ROBERTO CLÁUDIO (PSB)
7:00 – Feira de Messejana
13:00 – Gravação de programa eleitoral
19:00 – Comício Bom Jardim

 

12:46 · 14.10.2012 / atualizado às 12:46 · 14.10.2012 por

Está na Coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, deste domingo, a seguinte nota:

Tiroteio

Que moral tem Ciro? Ele disputou com Lula e só não enfrentou Dilma porque o PSB não deixou. Eles têm sede de poder desmedida.

DE LUIZIANNE LINS (PT), prefeita de Fortaleza, sobre pressão dos irmãos Ciro, Cid e Ivo Gomes para que Lula não suba no palanque do PT na capital cearense.

10:05 · 10.10.2012 / atualizado às 10:05 · 10.10.2012 por

A propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão, durante o segundo turno em Fortaleza, terá início neste sábado (13), conforme decidido ontem em reunião entre o coordenador da propaganda eleitoral em Fortaleza, Sérgio Parente, e os representantes dos candidatos Roberto Cláudio (PSB) e Elmano de Freitas (PT).
Cada coligação terá dez minutos para apresentar suas propostas, sendo, no rádio, às 7 e às 12 horas, e na TV, às 13h e às 20h30. Ficou acordado que a primeira aparição no programa eleitoral gratuito será do petista Elmano de Freitas, por ter sido o mais votado no primeiro turno, sendo, posteriormente, revezada a ordem de exibição dos programas dos candidatos.
As 30 inserções diárias no rádio e na televisão de cada postulante, cada uma com duração de 30 segundos, também têm início no mesmo dia, que é o prazo limite estabelecido pelo Tribunal Superior Eleitoral para o horário eleitoral gratuito neste segundo turno. Os programas dos candidatos serão exibidos de 13 a 26 de outubro, todos os dias, inclusive aos domingos, que foram poupados no primeiro turno.

09:05 · 07.10.2012 / atualizado às 09:05 · 07.10.2012 por

No dia 9 de outubro de 2011, analisando as perspectivas da disputa que hoje chega ao fim, na sua primeira etapa, antecipávamos essa realidade, quando o natural, na época, era se falar na continuidade da aliança do governador Cid Gomes com a prefeita Luizianne Lins, nascida em 2006, com o lançamento da candidatura dele ao Governo do Estado, e consolidada com a reeleição dela em 2008, a partir de quando como a esfriar.
As conversas que tínhamos, naquela oportunidade, tanto com um quanto com o outro protagonistas do debate sobre a sucessão municipal, embora consciente da longa distância ainda a percorrer até a consumação do fato, isto é, até a homologação das candidaturas, em junho deste ano, nos asseguravam a fazer as afirmativas que foram feitas quanto à decisão de Luizianne de ter um candidato próprio para garantir a continuidade do seu Governo e a de Cid Gomes de só apoiar um nome do PT comprometido com um modelo de gestão diferente do da prefeita.
No texto do dia 9 de outubro do ano passado, quando falamos sobre Luizianne, está dito: “Para ela, a população dar-lhe-á o merecido crédito. E assim, suficientemente respaldada administrativamente, Luizianne entende ter o apoio garantidor ao candidato por ela indicado para continuar o projeto político e administrativo em curso. A determinação com que relata esse quadro, entrelaçando com o histórico da sua trajetória política deixa implícito não estar disposta a ceder quanto a ter um dos seus na disputa sucessória do próximo ano”.
Por seu turno, o governador, ainda no ano passado, não guardava reserva ao dizer do seu interesse em manter a aliança do PSB com o PT, para esta eleição municipal, fazendo restrições quanto ao nome do candidato para tornar isso possível. Cid nunca escondeu ser peremptoriamente contra a candidatura de um petista integrante do grupo de Luizianne. E fez incursões no sentido de as diversas tendências do PT local corroborarem com sua tese, obtendo parcial sucesso. Os manifestos publicados à época pelos grupos liderados, respectivamente, pelos deputados José Guimarães e Francisco Pinheiro, além da resistência do deputado Artur Bruno, em querer ser candidato, atendiam ao objetivo de Cid, embora todos infrutíferos.
Luizianne sempre esteve determinada em ter o seu próprio candidato. No dia 6 de novembro de 2011, tratamos disso. A prefeita não queria ser coadjuvante, o que forçosamente seria se mantida fosse a aliança com o governador e ele assumisse o palanque do candidato petista. Ademais, ela sabia, como o governador também tinha ciência, de que o candidato dela iria para o segundo turno, por uma série de razões, dentre as quais a força da máquina, alavanca para qualquer pretendente a um cargo eletivo.
Alianças
Agora, tudo isso é história. Os próximos 20 dias nortearão os caminhos que os dois partidos vão seguir em 2014. O discurso de que a disputa está se dando apenas no campo dos municípios, pelo norte definido nos últimos dias da campanha em Fortaleza, não vai se sustentar. Os únicos momentos em que os dois candidatos puderam se defrontar, ficou bem claro que a discussão agora vai ser acirrada, tendo como alvo as administrações estadual e municipal.
Como restaram mágoas em razão dos atos e fatos da campanha, na sua parte primeira, a partir de amanhã, ainda sob os efeitos dos números registrados pela Justiça Eleitoral, só acontecerão sondagens, tanto da parte do governador Cid Gomes (PSB) quanto da prefeita Luizianne Lins (PT), para a formação das novas alianças em torno dos seus respectivos candidatos, confirmando-se que a disputa no segundo turno seja realmente entre Roberto Cláudio e Elmano de Freitas, afilhados dos dois governantes.
Alguns dos candidatos cotados para saírem de cena hoje, por uma série de razões, ficarão totalmente distantes do segundo embate. Heitor Férrer (PDT), Renato Roseno (PSOL) e Marcos Cals (PSDB), moralmente estão impedidos de ajudar qualquer dos dois apoiados por Cid e Luizianne. Seus discursos foram muito cáusticos contra ambos e os governos dos seus padrinhos, diferentemente de Inácio Arruda (PCdoB), cujas críticas aos governistas, por entendidas como eminentemente políticas, além de plenamente assimiladas por ambos não o violentam perante o eleitor.
Resta Moroni, cuja participação na disputa surpreendeu a alguns observadores pelos números que as pesquisas registravam a seu favor, antes do efervescer da campanha. A sua expressão eleitoral é menor que a repulsa das agremiações socialistas e de esquerda têm pelo viés ideológico do seu partido, o DEM, ex-PFL. O PT de Luizianne não o procurará e o PSB de Cid não deverá quebrar arestas para apresentá-lo como um apoiador do seu candidato. Os demais influenciarão muito pouco a qualquer das duas candidaturas.

07:20 · 03.10.2012 / atualizado às 07:20 · 03.10.2012 por

Na última pesquisa do Ibope, publicada hoje pelo Diário do Nordeste, foram testados seis possíveis cenários de segundo turno. Caso a disputa em Fortaleza seja entre os candidatos Elmano e Roberto Cláudio, 43$ dos eleitores votariam no candidato do PSB, enquanto 38% votariam no petista. Neste cenário, 16% dos eleitores declaram a intenção de votar em branco ou anular o seu voto e outros 3% não sabem ou preferem não responder.
Outros dois cenários foram testados com Roberto Cláudio. Caso a disputa fosse entre ele e Moroni, Roberto ganharia com 52% dos votos contra 28% do democrata. Já se a disputa ficasse entre Roberto Cláudio e Heitor Férrer, o candidato do PSB ganharia por 50% contra 35% do candidato do PDT.
Também foram testados mais dois cenários envolvendo o candidato Elmano de Freitas. Se a disputa ficasse entre ele e Heitor Férrer, o petista venceria com 47% dos votos contra 38% de Heitor, já se o pleito fosse entre o petista e Moroni, Elmano ganharia com 50% contra 33% do candidato democrata. Como último cenário testado, caso a disputa fique entre Heitor Férrer e Moroni, o candidato do DEM alcançaria 49% dos votos contra 36% dos votos do candidato do PT.
A pesquisa, realizada entre os dias 29 de setembro e 1º de outubro com 805 eleitores, teve o objetivo de levantar junto aos eleitores da área em estudo opiniões relacionadas a assuntos políticos e administrativos. O intervalo de confiança é de 95% e a margem de erro máxima estimada é de 3 pontos percentuais par mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra. As entrevistas são pessoais com a utilização de questionário elaborado de acordo com os objetivos da pesquisa e realizadas por uma equipe devidamente treinada.
Segundo o Ibope, observando-se os diversos grupos de eleitores, nota-se que entre os eleitores com idade entre 40 e 49 anos a intenção de voto do candidato Roberto Cláudio cresce 7 pontos percentuais, passando de 16% para 23%. Por outro lado, entre os eleitores mais jovens (entre 16 e 24 anos), sua intenção do candidato cai de 34% para 26% nesta rodada.
A intenção de voto do candidato Elmano apresenta um crescimento mais expressivo nos seguintes segmentos: eleitores que cursaram entre a 5ª e 8ª série (eram 19% e agora são 29%), entre os eleitores com idade entre 16 e 24 anos (passando de 19% para 28%) e entre os eleitores com renda entre 1 e 2 salários mínimos (16% na rodada anterior contra 24% nesta pesquisa). Já entre os eleitores com 50 anos de idade ou mais, sua intenção de voto cai de 21% para 15% e entre os eleitores com 50 anos de idade ou mais, sua intenção de voto cai de 21% para 15% e entre os eleitores com nível superior vai de 20% para 15%.
O candidato Moroni Torgan, cuja intenção de voto vem em queda desde o começo da campanha, recebe menos menções nesta rodada nos seguintes segmentos: eleitores com idade entre 40 e 49 anos (passando de 20% para 11%), eleitores que cursaram entre a 5ª e 8ª série (eram 27% na última pesquisa e agora são 18%) e entre os eleitores que cursaram até a 4ª série, segmento no qual sua intenção de voto passa de 27% para 20%.

11:34 · 28.05.2012 / atualizado às 11:34 · 28.05.2012 por

Tem um grupo do PSB, no Município de Caucaia, o maior colégio eleitoral do Interior querendo indicar candidato próprio à Prefeitura local. Acontece que o Governo tem interesse na reeleição do atual prefeito Washington Góis e desaprova o movimento, liderado pelo Coronel Amarília, por sinal um dos que mais defenderam a candidatura de Góis em 2008

Caucaia tem pouco menos de 200 mil eleitoral. Por muito pouco   não entrou na relação dos municípios onde a eleição pode acontecer em dois turnos. Segundo a legislação eleitoral, em localidades onde o número de eleitores superar os 200 mil, a eleição poderá ocorrer em dois turnos, se no primeiro turno nenhum dos candidatos obtiver mais das metade dos votos válidos.