Busca

Categoria: Segurança da eleição


11:05 · 24.09.2016 / atualizado às 11:18 · 24.09.2016 por
Representantes da cúpula da Segurança Pública do Estado entregaram planejamento ao desembargador Abelardo Benevides Foto: TRE-CE
Representantes da cúpula da Segurança Pública do Estado entregaram planejamento ao desembargador Abelardo Benevides Foto: TRE-CE

A avaliação que é feita na Justiça Eleitoral é que a situação de Segurança para o processo de votação, dia 2 de outubro, quando serão eleitos os novos 184 prefeitos dos municípios cearenses e todos os novos vereadores das câmaras municipais, é de muita tranquilidade.

Somente para o Município de Icó foi preciso ser mandado um reforço policiais há alguns dias.  Nas cidades de Caririaçu, Mombaça e Santa Quitéria foi preciso ações policiais para evitar maiores consequências. A previsão é que tudo transcorra com tranquilidade até o encerramento do pleito do primeiro domingo de outubro.

> Força Federal nas eleições em 14 estados brasileiros

Para trabalhar na segurança do primeiro turno do pleito municipal, que acontece no próximo dia 2 de outubro, 5.600 policiais militares serão mobilizados no Ceará, com pelo menos um oficial da Polícia Militar (PM) em cada um dos 184 municípios cearenses. O efetivo está previsto no Plano de Segurança para as Eleições 2016, entregue nesta sexta-feira (23) ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), Abelardo Benevides, pelo secretário adjunto de Segurança Pública e Defesa Social do Estado (SSPDS), coronel Lauro Prado, e pelo comandante geral da PM, coronel Geovani Pinheiro.

Segundo o planejamento, apresentado em reunião no gabinete do presidente do TRE-CE, da Capital partirá, no próximo dia 27, um reforço de mil policiais para o Interior, que terá cerca de 4 mil homens atuando no dia das eleições.

Já em Fortaleza, 1.400 policiais estarão mobilizados, com reforço de 450 homens na Capital e  outros 220 na Região Metropolitana (RM). Cerca de 170 viaturas da PM circularão pela Capital no dia 2 de outubro, 80 na RM e 350 no Interior. Além disso, de acordo com o Plano de Segurança, uma aeronave também ajudará no trabalho de cobertura das ações da Polícia.

Na reunião, o secretário adjunto da SSPDS informou, ainda, que o Centro de Comando e Controle da Secretaria fará monitoramento da situação na Capital e acompanhará, também, as demandas oriundas do Interior do Estado.

O desembargador Abelardo Benevides, por sua vez, ressaltou que o Tribunal acompanha a segurança em todos os municípios “em constantes conversas com as autoridades competentes do Estado”. Também estiveram presentes na reunião a vice-presidente e corregedora regional eleitoral do TRE-CE, desembargadora Nailde Pinheiro Nogueira, o presidente da Comissão de Segurança do Tribunal, juiz Mauro Liberato, e o diretor geral, Hugo Pereira Filho.

Com informações do TRE-CE

 

09:24 · 20.09.2012 / atualizado às 09:24 · 20.09.2012 por

Os promotores eleitorais de todos os municípios cearenses estão sendo convocados para participarem de uma reunião preparatória para as atividades a serem desenvolvidas por cada um no dia das eleições. O encontro será nesta sexta-feira, a partir das 8h30min, no auditório da Procuradoria Geral da Justiça.
O promotor de justiça, Raimundo Filho, coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias Eleitorais (Caopel) espera que dessa reunião participem todos os promotores de justiça que vão atuar, no dia das eleições, tanto na capital quanto no interior do Estado.
Essa reunião é importante para o Ministério Público Eleitoral porque nela serão traçados os parâmetros gerais da atuação dos promotores na fase final de campanha, no dia da eleição e no processo de apuração dos votos. Além do coordenador do Caopel, promotor Raimundo Filho, também estará à frente dos trabalhos o procurador regional eleitoral, Márcio Torres.
Reuniões dessa natureza sempre são realizadas quando se aproxima uma eleições. Trata-se de um momento importante para o Ministério Público porque serve para uma avaliação do trabalho realizado até então, levantamento das dificuldades que estão sendo enfrentadas por alguns promotores e definição das providências a serem adotadas para a fase mais importante do processo eleitoral, que consiste na captação e apuração dos votos.
Sobre o resultado do trabalho realizado pelo Ministério Público Eleitoral até agora a avaliação do promotor Raimundo Filho é positiva, lembrando que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) ao concluir os julgamentos dos recursos apresentados em processos de registro de candidatura foi possível identificar que na questão da aplicação da Lei Ficha Limpa o Ceará teve uma posição destacada no Brasil e a maioria das impugnações foram promovidas pelos promotores de justiça.
Quanto ao clima da campanha eleitoral no interior do Estado, informou que começaram a chegar informações de que está mais forte o acirramento entre cabos eleitorais de adversários em alguns municípios. Sobre ameaças a promotores disse que o único caso registrado foi o do promotor de Juazeiro do Norte, José Carlos Félix da Silva, que gerou uma nota pública do procurador geral.
No que se refere a segurança das eleições em geral disse o comitê de segurança das eleições definiu prioridades para alguns municípios que sempre mereceram uma atenção redobrada em época de eleições e também para outros municípios onde, este ano, a clima político se apresenta como merecedor de atenção.
Para a maioria dos municípios cearenses o reforço policial será deslocado com uma semana de antecedência das eleições, mas para os municípios merecedores de atenção especial o deslocamento deve acontecer, aproximadamente, 15 dias antes do pleito. Este é o caso, por exemplo, dos municípios de Icó, Iguatu, Alto Santo, Iracema, Tianguá, Ipu e Trairi. A Polícia Federal também está montando um plano especial de acompanhamento das eleições em alguns municípios cearenses, informou o promotor Raimundo Filho.