Edison Silva

Categoria: Senado Federal


15:56 · 06.07.2017 / atualizado às 16:42 · 06.07.2017 por

Por Adriano Queiroz

Eunício comandará o Brasil, enquanto o presidente da República, Michel Temer (os dois aparecem na foto acima), e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) estiverem cumprindo agenda no Exterior Foto: AFP

Ao assumir a Presidência da República na tarde desta quinta-feira (6), o presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira (PMDB-CE), passou a ser o quinto cearense na história republicana brasileira a ocupar o posto máximo do Poder Executivo do País.

Eunício é atualmente o terceiro na linha sucessória presidencial e comandará o Brasil, enquanto o presidente da República, Michel Temer (PMDB-SP), e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) estiverem cumprindo agenda no Exterior.

>Eunício será o 4º a ocupar a Presidência da República em 14 meses

Temer viajou nesta quinta para Hamburgo, na Alemanha, onde participa, até sábado (8) da reunião de cúpula do G-20, grupo das 20 maiores economias mundiais. Já Maia tem compromissos na Argentina e só deve retornar ao País no domingo (9).

Antes de Eunício, outros quatro cearenses ocuparam a Presidência da República Foto: Beto Barata/PR/FotosPúblicas

Antes de Eunício, os outros cearenses que ocuparam a Presidência da República, foram: José Linhares, que governou interinamente entre outubro de 1945 e janeiro de 1946; Humberto Castelo Branco, primeiro presidente do regime militar, e que governou entre abril de 1964 e março de 1967 (ele viria a falecer cerca de 4 meses depois em um acidente aéreo); Paes de Andrade, que na qualidade de presidente da Câmara,assumiu o comando interino do País, por 11 vezes, entre os governos de José Sarney e Fernando Collor; e, mais recentemente, Mauro Benevides, que, assim como Eunício, era presidente do Senado quando precisou ocupar a chefia do Executivo em dezembro de 1992.

Eunício Oliveira é natural de Lavras da Mangabeira, tem 64 anos, e está na presidência do Senado desde 1º de fevereiro deste ano. Ele ocupa mandato na Casa Legislativa desde 1º de fevereiro de 2011. Antes, Eunício já foi deputado federal (1999-2011) e Ministro das Comunicações (2004-2005), do governo Lula.

Saindo do país em viagem a Hamburgo, na Alemanha, para participar da Cúpula do G20, Michel Temer passou o comando da Presidência da República interinamente ao presidente do Senado Eunício Oliveira (PMDB-CE). As informações da assessoria do Planalto são de que Temer transmitiu o cargo temporariamente logo antes de embarcar, por volta das 13h, no entanto, Eunício só passa a ser presidente oficialmente entre 15h e 16h. Rodrigo Maia, presidente da Câmara, que é o primeiro na linha sucessória, iria assumir o cargo, mas está em viagem na Argentina. Veja no vídeo o momento em que Temer passa o cargo a Eunício. #presidencia #temporaria #viagem #temer #eunicio #brasil #planalto #diariodonordeste #dn

Uma publicação compartilhada por Diário do Nordeste (@diariodonordeste) em

09:55 · 24.02.2014 / atualizado às 09:55 · 24.02.2014 por

No site da revista Veja, uma matéria analisando o quadro político em relação à eleição de um terço do Senado Federal, no plento de 5 de outubro próximo, trabalho assinado pelo jornalista Gabriel Castro, tem uma parte referente ao Estado do Ceará, onde ele diz:

“No Ceará, por exemplo, os peemedebistas têm se aproximado do PSDB, e podem apoiar o tucano Tasso Jereissati ao Senado. Em troca, o PSDB encampará a candidatura do atual senador Eunício Oliveira (PMDB) ao governo estadual. “A preferência é acertar dentro da aliança nacional. Mas vamos ver se vai ser possível. O PMDB se relaciona bem com todos os partidos”, diz Eunício.

Por isso, a divisão de forças no Estado pode não respeitar a aliança entre petistas e peemedebistas no plano federal. O PT deverá compor a chapa com o novato Pros, partido do governador Cid Gomes, que tentará renovar seu mandato.”

Na verdade, o governador Cid Gomes não poderá renovar o seu mandato, pois já está completando o segundo, uma vez ter sido reeleito em 2010. Mas Cid não abre mão de indicar um nome do seu partido para disputar o cargo de governador do Ceará.

 

Pesquisar

Edison Silva

Blog da editoria Política, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

09h09mBardawil recorre ao TSE por candidatura ao Senado

09h09mVereador diz que acidentes de trânsito retiram recursos de outras áreas

09h09mEunício e Girão são os candidatos ao Senado que mais gastaram em campanha

09h09mNomes de profissões, apelidos e animais no apelo de candidatos por votos

09h09mParlamentares criticam o general Mourão

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs