Busca

Categoria: Site


09:09 · 17.10.2017 / atualizado às 09:09 · 17.10.2017 por

Está no site do O GLOBO:

BRASÍLIA – O Diretório Nacional do PSB recomendou à bancada na Câmara que destitua imediatamente a líder Tereza Cristina (MS), aliada do presidente Michel Temer. A partir da troca de comando, solicitada nesta segunda-feira à noite, os dirigentes do partido vão substituir os deputados Danilo Forte (CE) e Fábio Garcia (RN) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), até então dois votos garantidos a favor do bloqueio das investigações contra Temer. A CCJ deve decidir se a segunda denúncia da Procuradoria-Geral da República contra Temer deve ser levada adiante. Temer é acusado de integrar organização criminosa e de obstrução de justiça.

Os dirigentes do PSB decidiram sugerir a troca da líder depois da decisão da Justiça do Distrito Federal de impedir a deliberação do Diretório Nacional na noite desta segunda-feira sobre a expulsão dos três deputados governistas, Forte, Garcia e Cristina, e também do ministro Fernando Bezerra Filho (Minas e Energia).

Para a Justiça, os dirigentes não cumpriram os prazos legais previstos para processos de expulsão. A reunião do Diretório teria que ser convocada com pelo menos oito dias de antecedência. A reunião desta segunda-feira teria sido convocada na última sexta-feira. As ordens contra a deliberação partiram do juiz Hilmar Castelo Branco, da 21ª Vara Civil, e do desembargador Flávio Luís Rosterolla.

Diante das decisões judiciais, os dirigentes do PSB remarcaram uma nova reunião para o próximo dia 26, quando finalmente os deputados e o ministro deverão ser expulsos. Mas, antes disso, deverão substituir a líder e os dois deputados da CCJ por outros dois colegas, favoráveis às investigações contra Temer. A destituição da líder é dada como certa. Dos 35 deputados do partido, 22 já se manifestaram pelo prosseguimento da denúncia contra o presidente.