Busca

Categoria: Sucessão


09:27 · 26.07.2016 / atualizado às 09:27 · 26.07.2016 por

A coordenadora da Propaganda Eleitoral e do Poder de Polícia em Fortaleza, juíza Jane Ruth Maia de Queiroga, da 82ª Zona Eleitoral, convidou os representantes dos partidos políticos para uma reunião, nesta quarta-feira, 27/7, às 9 horas, no auditório do Fórum Eleitoral Péricles Ribeiro, na Praia de Iracema.

O objetivo da reunião é esclarecer duvidas sobre as novas regras da propaganda eleitoral, em decorrência da minirreforma eleitoral – Lei nº 13.165/2015 – que culminou com várias mudanças para as eleições municipais deste ano.

No ofício-circular nº 005/2016, enviado aos partidos políticos, a juíza da 82ª Zona Eleitoral, que coordenará os trabalhos de fiscalização da propaganda na capital, juntamente com os juízes da 1ª, 116ª e 117ª ZEs, alerta os representantes partidários para a importância da reunião, “a fim de evitar eventuais transtornos durante o periodo eleitoral”.

da assessoria do TRE

09:33 · 23.07.2016 / atualizado às 09:33 · 23.07.2016 por
O presidente do PSDB (primeiro à esquerda) e o pré-candidato pelo PR, Wagner Sousa (à direita) participarão do evento. FOTO: JOSE LEOMAR
O presidente do PSDB (primeiro à esquerda) e o pré-candidato pelo PR, Wagner Sousa (à direita) participarão do evento. FOTO: JOSE LEOMAR

O PSDB Ceará reúne neste sábado (23), no auditório do Hotel Luzeiros, em Fortaleza, de 8 às 12h, todos os pré-candidatos a prefeito, vice e Vereador do partido no Estado para curso do Instituto Teotônio Vilela (ITV) sobre as eleições deste ano.

Legislação eleitoral, comunicação e marketing na campanha e prestação de contas serão os temas debatidos pelos técnicos do ITV nacional. O PSDB está presente em 169 municípios cearenses.

Fortaleza

Às 14 horas, no mesmo local, haverá um bate-papo dos pré-candidatos a vereador de Fortaleza com o pré-candidato a prefeito, Capitão Wagner (PR).
com informações da assessoria do PSDB

10:30 · 03.07.2016 / atualizado às 10:30 · 03.07.2016 por

Por Miguel Martins

 

Elmano Freitas, presidente do diretório municipal do PT diz que não fala sobre hipótese, no caso o apoiamento do governador a campanha de Roberto Cláudio
Elmano Freitas, presidente do diretório municipal do PT diz que não fala sobre hipótese, no caso o apoiamento do governador a campanha de Roberto Cláudio

A decisão do governador Camilo Santana em apoiar a candidatura do prefeito Roberto Cláudio para o pleito deste ano tem divido opiniões dentro do Partido dos Trabalhadores (PT), sigla da qual Santana é filiado. No entanto, a maior parte da bancada do grêmio na Assembleia Legislativa concorda no apoio que deve ser dado, visto que Roberto Cláudio apoiou a postulação petista em 2014, quando Camilo se consagrou vitorioso.
O chefe do Poder Executivo Estadual tem aumentado as aparições em público com Roberto Cláudio e já deu sinais de que vai apoiar o prefeito. No entanto, o diretório municipal do PT ainda aguarda uma conversa oficial com Camilo, o que ainda não aconteceu. Desde o ano passado o presidente municipal da sigla petista em Fortaleza, Elmano de Freitas, defende uma reunião com Camilo, mas o governador vem protelando esse encontro.
“Vamos sentar com o governador, dialogar, como sempre fazemos. Nesse momento estamos concentrados em organizar a pré-candidatura e depois a candidatura da deputada Luizianne Lins à Prefeitura. Estamos priorizando as negociações e o programa, e e4speramos que o governador sente com a executiva para tratar desse assunto”, disse Elmano. Ele está organizando ainda a vinda do ex-presidente Lula a Fortaleza, no próximo dia 12 de julho.
Questionado sobre o apoio que deverá ser dado por Camilo a Roberto Cláudio, Elmano disse que não opinaria sobre “hipóteses”, e que só o fará caso isso aconteça de fato. “Tenho por ele muito respeito, e sei que ele tem muito compromisso com nosso partido. Prefiro aguardar”, disse. O Partido dos Trabalhadores, segundo informou, está conversando com siglas menores na tentativa de compor uma coligação com vistas à candidatura própria. No entanto, caso não seja possível, o próprio partido vai indicar o vice-prefeito e trabalhar em uma chapa única.
O deputado Manoel Santana (PT), por outro lado, afirmou que na campanha de governador, em 2014, o prefeito Roberto Cláudio foi um dos principais apoiadores de Camilo em todas as atividades. Já no lançamento da candidatura, em Barbalha, uma das primeiras pessoas à frente da mobilização era o gestor da Capital. “Já naquela época houve dificuldade de entendimento com pessoas expressivas do PT, o que fragilizou essa participação. O governador faz agora um reconhecimento desse apoio e retribui. Isso é uma tendência natural das pessoas”.
Quanto à decisão de deliberação partidária neste sentido, Santana afirma que existe choque de posições dentro da sigla, visto que há uma tendência de o governador Camilo seja liberado para apoiar Roberto Cláudio. Em diversos municípios há composição entre PT e PDT, e nacionalmente há uma aliança em defesa do mandato da presidente afastada Dilma Rousseff. “Eu vejo que a gente não deveria estar supervalorizando essa questão”, defendeu o petista.
Já a deputada Rachel Marques (PT) afirmou que as argumentações do governador são procedentes, tanto do ponto de vista de retribuição de uma apoio em 2014 quanto por interesses partidários do Partido dos Trabalhadores em outros municípios. “Temos um Governo que é do PT, e temos que estar vendo no governador outros interesses e não somente na Capital. Acho que o governador tem suas razões em estar apoiando o prefeito e vamos ter que encontrar formas para que isso não atrapalhe os projetos do PT”, disse.

09:33 · 02.03.2016 / atualizado às 09:48 · 02.03.2016 por
Camilo também tratará de assunto administrativos com a presidente (Foto: Roberto Stucket Filho/PR)
Camilo também tratará de assunto administrativos com a presidente (Foto: Roberto Stucket Filho/PR)

O governador Camilo Santana vai ser recebido daqui há pouco, no Palácio do Planalto, em Brasília, pela presidente Dilma Rousseff, a quem comunicará sua decisão de votar, em outubro deste ano, no prefeito Roberto Cláudio (PDT), para continuar administrando a Prefeitura de Fortaleza. Camilo também falará de assuntos administrativos.

Esse encontro do governador do Ceará com a presidente Dilma, para tratar de sucessão em Fortaleza, já havia sido antecipado pelo Diário do Nordeste, assim como uma reunião com o presidente nacional do PT, Rui Falcão, acontecido no mês passado, em São Paulo, onde o mesmo tema foi tratado.

Camilo justificará para a presidente Dilma sua decisão de votar em Roberto Cláudio e, consequentemente, de ser contra a uma candidatura do PT em Fortaleza. Segundo ele, além da gratidão pelo apoio recebido de Roberto Cláudio, no pleito passado, entender que o seu partido que já tem o Governo do Estado, com o apoio do grupo político do prefeito, não pode querer ter também a Prefeitura da Capital.

20:25 · 01.02.2016 / atualizado às 20:25 · 01.02.2016 por
Heitor Férrer e Danilo Forte comandarão o evento em FortalezaFOTO: JL ROSA
Heitor Férrer e Danilo Forte comandarão o evento em FortalezaFOTO: JL ROSA

O Partido Socialista Brasileiro (PSB) realizará no próximo dia 10 de março, o lançamento do programa Agenda 40, em Fortaleza. O evento contará com a presença do presidente da Fundação João Mangabeira, Renato Casagrande, ex-governador do Espírito Santo, e do atual governador de Pernambuco, Paulo Câmara.

Na ocasião, tomará posse o presidente da filial da Fundação no Ceará, Pedro Albuquerque. Lideranças da Capital e Interior devem discutir sobre política, fortalecimento da legenda no Ceará, além de temas eleitorais. Apesar do lançamento oficial da Agenda 40 estar marcado para acontecer no dia 10 de março, o programa já foi realizado nos municípios de Pacajus e Caucaia.

O evento estava marcado para acontecer no próximo dia 16 de fevereiro, mas por falta de agenda de um dos convidados teve que ser adiado. O presidente estadual do partido no Ceará, Danilo Forte, e o presidente Municipal, em Fortaleza, Heitor Férrer, estarão presentes.

09:43 · 18.05.2015 / atualizado às 09:43 · 18.05.2015 por
Patrícia Aguiar foi escolhida para presidir PSD no início de maio. FOTO: NATINHO RODRIGUES
Patrícia Aguiar foi escolhida para presidir PSD no início de maio. FOTO: NATINHO RODRIGUES

O novo diretório do PSD no Ceará, que contará agora com o comando da prefeita de Tauá, Patrícia Aguiar, deve ser formado nas próximas semanas, e pode contar com a presença do presidente nacional da sigla, o ministro de Cidades, Gilberto Kassab. A dirigente aguarda a presença do gestor em sua posse, e para isso deve marcar a solenidade em data compatível com a de Kassab.

No início de maio, Aguiar  acertou sua saída do PMDB e ida para o PSD, depois de entendimentos o ainda presidente da agremiação no Ceará, Almircy Pinto. Patrícia é mãe do deputado federal Domingos Neto, líder do PROS na Câmara dos Deputados, e esposa do ex-vice-governador e hoje conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), Domingos Aguiar.

Conforme já foi informado neste blog, o PSD, quando estava sendo fundado no Brasil, foi oferecido a Domingos Filho, mas  ele preferi ficar no PMDB, de onde  saiu para ingressar no  PROS, visando disputar a indicação ao Governo do Estado, o que não aconteceu.

 

11:39 · 19.03.2015 / atualizado às 11:39 · 19.03.2015 por
Mesmo declinando algumas vezes para cargos no Executivo, Cela já foi secretária de Educação de Município e do Estado. FOTO: JOSE LEOMAR
Mesmo declinando algumas vezes para cargos no Executivo, Cela já foi secretária de Educação de Município e do Estado. FOTO: JOSE LEOMAR

O líder do Governo na Câmara Federal, o deputado cearense José Nobre Guimarães (PT), indicou o nome da vice-governadora do Ceará, a educadora Izolda Cela (PROS), para o Ministério da Educação, para que ela ocupe o cargo deixado por Cid Gomes, ontem.  Segundo ele, fundamental para o momento político no Brasil é que as políticas públicas do País  não sofram nenhum dano, e que portanto, vai procurar consolidar a proposta do orçamento e corrigir os erros do FIES e PROUNI.

“A corda já foi esticada demais”, disse o petista quando questionado sobre o episódio de ontem, quando Cid Gomes reafirmou que na Câmara Federal havia achacadores. “Esse é um assunto encerrado. O ex-ministro reafirmu muitas coisas, e o resto eu não quero me manifestar. Eu vou lutar para que o Ceará mantenha o Ministério, porque temos outros nomes, e Izolda é um dos nomes que apresentei”, ressaltou.

Em entrevista ao Diário do Nordeste ainda em janeiro, Izolda Cela afirmou que nunca gostou de se envolver com política, e que por muitas vezes, procurou declinar dos convites feitos para ser gestora da Educação. Foi secretária de Educação do Município de Sobral, do Estado e agora é vice-governadora do Ceará. Durante sua gestão na área, o Governo criou o Paic (Programa de Alfabetização na Idade Certa) que serviu de modelo ao Pnaic (Programa Nacional pela Alfabetização na Idade Certa).

 

08:17 · 12.01.2015 / atualizado às 08:17 · 12.01.2015 por
No discurso de posse, Camilo prometeu combate à corrupção e maior diálogo com setores da sociedade. FOTO: Kléber A. Gonçalves
No discurso de posse, Camilo prometeu combate à corrupção e maior diálogo com setores da sociedade. FOTO: Kléber A. Gonçalves

Próximo de concluir duas semanas de gestão como governador do Estado do Ceará, o petista Camilo Santana, ao longo dos últimos dias, realizou diversas atividades, que, em, praticamente, sua totalidade agradaram a dirigentes partidários, parlamentares de oposição e até mesmo movimentos grevistas. Com um início de Governo voltado mais para o diálogo e de conciliação, o chefe do Poder Executivo demonstra que poderá ter, durante seus quatro anos de mandato, uma gestão mais próxima dos interesses da população, discutindo, diretamente com setores da sociedade civil.

Já quando da posse, ao apontar um possível desejo de governar através do diálogo, Santana convence, de certo modo, parlamentares que farão oposição à seu Governo, que esperam um contato mais direto com o Palácio da Abolição, conforme disseram ao Diário do Nordeste. Em seu discurso de posse, o governador foi enfático ao dizer que vai investir no combate à corrupção assim como garantiu que deve dialogar com todos os setores da sociedade.

“Não tolerarei e serei firme no combate àqueles que tentarem abusar dos recursos e da boa vontade do nosso povo. Quero dialogar com os trabalhadores e trabalhadoras como se fossem meus irmãos, sabendo escutar as angústias, reclamações, orientações e ajudá-los a superar desafios e inquietações”, disse ele. Uma atitude simples, que foi vista como positiva por aliados e adversários, foi o fato de Camilo ter se comprometido em não colocar imagens do chefe do Poder Executivo nas repartições públicas, mas de trabalhadores cearenses, pessoas comuns.

Camilo agradou aliados no primeiro escalão do secretariado

Ao nomear o secretariado, ele buscou atender os interesses da coligação que o ajudou a se eleger, e com isso, petistas e membros do PROS, partido do ex-governador Cid Gomes, foram os mais beneficiados, uma vez que encabeçam a chapa vencedora nas eleições de outubro passado. PC doB, PDT, PSD e PP foram beneficiados já no primeiro escalão do Governo. As demais siglas não contestaram as indicações de Santana, pois sabem que vão ser contempladas nos segundo e terceiro escalões.

Na semana passada, Camilo conversou com, praticamente, todos os deputados eleitos para a próxima Legislatura, dentre eles, alguns que dizem que vão compor o grupo de oposição do Governo nos próximos anos. O encontro mais esperado foi com o deputado estadual eleito Wagner Sousa (PR), um dos chefes da greve da Polícia Militar em 2012. Em entrevista com o Diário do Nordeste, o republicano disse ter gostado da conversa com o chefe do Poder Executivo, destacando que ele demonstrou ser um político de mais diálogo que o seu antecessor, Cid Gomes.

Roberto Mesquita (PV), que fez duras críticas ao Governo passado durante os últimos quatro anos da gestão cidista, é um dos que têm demonstrado mais entusiasmo naquilo que vem sendo apresentado pelo novo gestor. “Eu não vejo como fazer oposição nesse primeiro momento, com as virtudes que tenho visto até agora. Ele tem demonstrado respeito e vontade de dialogar, o que dá um pé no freio na postura oposicionista”, chegou a dizer ele ao Diário.

Criação de secretárias é ponto negativo, segundo  oposição 

No entanto, um ponto em que opositores já discordam é a criação de novas secretarias, segundo eles, apenas para acomodação política de alguns aliados. Como Camilo Santana anunciou cortes em todas as secretaria para contenção de despesas da máquina pública, os oposicionistas acham um contrassenso criar novas pastas. Os cortes nas pastas, segundo o petista, devem garantir mais recursos para situações emergenciais, como, por exemplo, o período de seca, que, conforme perspectivas de órgãos de meteorologia, pode atingir o Estado pelo terceiro ano consecutivo.

O anúncio que Camilo Santana fez, na última quinta-feira, para preenchimento de 249 vagas de professores efetivos nas universidades estaduais corroborou para o fim da greve de uma das instituições de Ensino Superior no dia seguinte.

O governador também se comprometeu em nomear outros 33 educadores aprovados em concurso realizado em 2012. Durante assembleia realizada sexta-feira, no Campus do Itaperi, os professores da Universidade Estadual do Ceará (Uece) decidiram pôr fim à greve da categoria, que se estendia por quatro meses. As aulas na Uece já podem ser retomadas nesta segunda-feira, mas o estado de greve foi mantido, com objetivo de pressionar o gestor a cumprir sua promessa.

09:52 · 11.01.2015 / atualizado às 09:52 · 11.01.2015 por

O atual líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado José Sarto (PROS), pode atuar como vice-presidente na composição da nova Mesa Diretora, a partir de fevereiro próximo. Isso porque duas vagas para o PROS, maior partido da Casa (presidência e primeira secretaria), já estão, praticamente determinadas, a de presidente para o atual, José Albuquerque, e a de primeiro secretário também para o atual, Sérgio Aguiar. José Sarto afirmou que pode ser vice-presidente do Poder Legislativo, e para isso vai conversar com seus aliados.

“Vou procurar contribuir com o Governo na Assembleia, assim como ao meu partido. Eu vou conversar com o partido a possibilidade de ir para a Mesa Diretora”, disse o atual líder do Governo. Questionado se essa vaga pretendida por ele seria a vice-presidência o parlamentar respondeu apenas que “pode ser”.

Já Sergio Aguiar (PROS) salientou que a tendência majoritária é Zezinho Albuquerque (PROS) se manter na Presidência da Mesa para os próximos dois anos, e tal qual ele está com direito à reeleição, Aguiar que é o primeiro secretário, disse que coloca o o seu nome para se manter na mesma função.

“Vamos ter outras posições na Mesa, e estamos conversando sobre a ampliação de um bloco. Certamente que o bloco terá mais que dois cargos na Mesa, e a tendência é que outros nomes dentro do partido possam compor essa vaga”, frisou.

09:36 · 05.01.2015 / atualizado às 09:36 · 05.01.2015 por

Por Suzane Saldanha

Siglas que apoiaram o governador e não foram chamadas no primeiro escalão aguardam reunião com Camilo

O presidente estadual do PSL, vereador José do Carmo, diz esperar que Camilo se sensibilize e atente para a contribuição que o partido deu à sua vitória FOTO: JL ROSA

Os dirigentes estaduais dos partidos que apoiaram e se coligaram na eleição com o governador Camilo Santana (PT) que não foram contemplados com a nomeação em pastas do primeiro escalão do Governo Estadual estão na expectativa para assumir cargos no segundo e terceiro escalões da gestão. Nesta semana, Camilo fará a primeira reunião com o secretariado. Aliados políticos esperam que seja definido o restante dos nomes.

O secretariado de Camilo foi empossado em 1º de janeiro em cerimônia de transmissão de cargos no Palácio da Abolição. Além de escolhas técnicas, o governador buscou contemplar aliados que contribuíram no pleito com membros do próprio partido, o PT, além de PSD, PCdoB, PROS, PRB, PP e PDT. As escolhas garantiram que candidatos derrotados no processo eleitoral de 2014 fossem nomeados e vagas na Assembleia Legislativa fossem abertas para suplentes.

O presidente estadual do PSL, vereador José do Carmo, aguarda a convocação do governador, pois, para ele, o partido foi corresponsável na vitória nas urnas por ter dado apoio na campanha e alcançado 150 mil votos. “Estamos acreditando que isso aconteça. Se isso não ocorrer, também não será problema para o apoio. Agora espero que ele se sensibilize e reconheça, já que vários outros partidos foram atendidos, partidos que tiveram votação expressiva como o nosso”, alega.

Educação

Ele relatou ter deixado o governador à vontade para decisão quando Camilo conversou com os presidentes dos partidos aliados no início de dezembro, mas informou que o PSL poderia contribuir em áreas como a educação, cultura e recursos hídricos.

“O governador me chamou lá para agradecer o apoio que nós demos antes de assumir e, por ocasião do momento, nós dissemos da nossa pretensão de participar do Governo, já que nós somos corresponsáveis pelo Governo que nós participamos da campanha e demos apoio”, frisou.

Marcelo Silva, do PV, está esperando que as promessas firmadas sejam respeitadas. “Estamos abertos e esperamos que os compromissos sejam cumpridos”, destacou. O dirigente salientou que, durante conversa com Camilo em dezembro, foi indagado sobre as tendências do partido.

Conforme Silva, a prioridade do PV é a área ambiental, o que não impede o partido de participar em outros setores, já que o meio ambiente é transversal.

Apesar da expectativa de assumir cargos até no primeiro escalão, como secretário adjunto ou executivo, o presidente do PTC no Ceará, Aldenor Figueiredo, reconhece as limitações da agremiação por não conseguir eleger parlamentares no último pleito e pela divulgação do escândalo envolvendo o vereador Aonde É, que foi preso e está sendo investigado por desvio de verbas.

“De qualquer maneira, espero e ele (Camilo) deixou transparecer que vamos ter uma representação, podemos pegar um secretário adjunto em nível de primeiro, tendo em vista que fomos apoiador”, salienta.

Movimentos populares

Ele destacou ter enviado ao governador Camilo Santana nomes do partido de movimentos populares que podem atuar na área da Juventude. Aldenor pondera que a maioria dos partidos contemplados até o momento tiveram deputados eleitos, com exceção do PSL e PHS, que elegeram federal e estadual, mas ainda não foram prestigiados.

Para o presidente do PEN, Samuel Braga, Camilo Santana deve se posicionar na próxima semana após reunião com o secretariado do primeiro escalão. Segundo ele, pela conversa com o governador em dezembro, a expectativa é que todos os partidos aliados sejam contemplados.

Samuel explicita que o PEN pode contribuir no meio ambiente e educação. “Claro que nós ficamos na expectativa, como todos os partidos. Ele vai fazer a reunião com o secretariado e vai poder se posicionar, talvez daqui a uma semana, para falar com os partidos”, disse.

O dirigente estadual do PTB, o deputado federal reeleito Arnon Bezerra, acentuou que o partido no Estado não fez reivindicação de cargos no Governo em troca do apoio à candidatura de Camilo.

Ele afirmou já se sentiu acolhido com o trabalho realizado no pleito e entende que o partido não tem presença marcante no Estado.

“Fui chamado pelo governador Camilo Santana e disse que, antes de qualquer questão, o partido quer lhe deixar à vontade, não quero fazer reivindicação, me sinto contemplado com trabalho realizado, não queremos ser nenhum empecilho”, enfatizou. Arnon Bezerra diz que o PTB tem outros objetivos, como fortalecer a agremiação nos municípios do Estado.

Entretanto, ressaltou que o PTB tem pessoas qualificadas para atuar na saúde e educação. “É claro que o partido quer participar e ter o compromisso se ele entender que precisa de alguém dos nosso quadros”, disse. Ele afirmou que o secretariado do Governo está bem colocado em termos técnicos e políticos.