Edison Silva

Categoria: Tecnologia da informação


11:24 · 18.12.2016 / atualizado às 11:24 · 18.12.2016 por
Aplicativo 'Infoleg', desenvolvido pela Câmara dos Deputados está disponível para ser instalado em tablets ou smartphones que utilizem as plataformas IOS ou Android Imagem: Agência Câmara
Aplicativo ‘Infoleg’, desenvolvido pela Câmara dos Deputados está disponível para ser instalado em tablets ou smartphones que utilizem as plataformas IOS ou Android Imagem: Agência Câmara

Faltando pouco menos de dois anos para a escolha dos 513 deputados federais para a legislatura 2019-2022, os eleitores já podem acompanhar um número cada vez maior de informações sobre os parlamentares com mandato vigente.

Na sexta-feira (16), por exemplo, o site da Câmara dos Deputados anunciou uma série de novas funcionalidades para seu aplicativo ‘Infoleg’, criado em março deste ano. O cidadão que já possuir a ferramenta instalada em seu tablet ou smartphone ou resolver instalá-la poderá saber, em tempo real, quais deputados estão presentes ou não nas sessões em Plenário, bem como a relação de parlamentares em votações nominais nas 25 comissões permanentes da Casa, além das comissões mistas e temporárias.

O eleitor também passa a poder efetuar a pesquisa sobre a atuação dos deputados, no aplicativo, em ordem alfabética, por partido ou por unidade da Federação. É possível consultar ainda os destaques da ‘Ordem do Dia’, a lista de oradores de cada sessão e informações sobre as questões de ordem. O ‘Infoleg’ já permitia o acesso a informações como início e resultados de votações, composição de bancadas e comissões, tramitação de propostas e a biografia dos parlamentares.

Para baixar gratuitamente o aplicativo, o cidadão pode fazer a instalação, por meio das lojas virtuais, em aparelhos que utilizem as plataformas IOS ou Android.

Uso crescente da tecnologia

O ano de 2016 foi marcado pelo aumento no uso de aplicativos por eleitores interessados em acompanhar, não só as campanhas às prefeituras e câmaras municipais, mas também a atuação política nas esferas estaduais e federal.

E o uso desses aplicativos não se restringiu apenas à consulta de informações. Ferramentas como o ‘Pardal’, desenvolvido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), permitiu a realização de 32 mil denúncias de irregularidades de campanhas, apenas no 1º turno.

Além dos aplicativos, a busca por informações sobre a atividade política dos três Poderes também é intensa nos sites e portais. Criado em 2004, o Portal da Transparência do governo federal, por exemplo, recebeu 16,6 milhões de visitas no período entre janeiro e novembro deste ano, mais que a média de todos os anos anteriores.

No último dia 7, a sessão do Supremo Tribunal Federal (STF) que decidiu pela permanência de Renan Calheiros (PMDB-AL) à frente da presidência do Senado Federal bateu o recorde de audiência no canal da Corte na rede social Youtube, com 40.808 usuários.

11:56 · 29.08.2012 / atualizado às 11:56 · 29.08.2012 por

A secretaria de Administração do Município de Fortaleza contratou a empresa Fortal Empreendimentos Ltda. para os “serviços de terceirização de mão-de-obra especializada em tecnologia da informação, para atender as necessidades da Secretaria Municipal de Educação – SME, por um período de 12 meses, podendo ser prorrogado nos limites da lei e mediante justificativa do interesse público”.

A Prefeitura pagará mensalmente por esses serviços a importância de R$ 269.089,04, somando um total de R$ 3.229.068,48 por ano. O contrato está vigindo a partir deste mês de agosto.

Pesquisar

Edison Silva

Blog da editoria Política, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

09h09mBardawil recorre ao TSE por candidatura ao Senado

09h09mVereador diz que acidentes de trânsito retiram recursos de outras áreas

09h09mEunício e Girão são os candidatos ao Senado que mais gastaram em campanha

09h09mNomes de profissões, apelidos e animais no apelo de candidatos por votos

09h09mParlamentares criticam o general Mourão

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs