Busca

Categoria: Tráfico de pessoas


10:40 · 08.03.2014 / atualizado às 10:40 · 08.03.2014 por

Por Miguel Martins

O deputado Ronaldo Martins (PRB), discorreu, ontem, sobre o número alto de casos de tráfico de seres humanos no mundo, e, principalmente, no Brasil e Ceará. O parlamentar lembrou ainda que uma Lei, de sua autoria, que institui a Semana de Combate ao Tráfico de Seres Humanos, aprovada em 2004, caso fosse colocada em prática, ajudaria a conscientizar as pessoas sobre o crime.
“Nós realizamos vários debates ao longo desse período, discutindo com entidades e órgãos públicos sobre a necessidade de levar a sério a prática da escravidão de pessoas em pleno século XXI”, ressaltou. Segundo disse, passada quase uma década, praticamente nada de efetivo foi feito quanto ao problema, visto que o Estado do Ceará continua como “porta de saída” para centenas de pessoas que são assediadas através de propostas fantasiosas.
“É bom que se alerte que o tráfico de seres humanos não se limita apenas a levar nossas mulheres para fora do Brasil para trabalharem como profissionais do sexo. Milhares de cearenses já foram enviados para trabalhar em canaviais, em carvoarias e em diversas outras atividades que promovem o isolamento e a exploração da pessoa”, lamentou.
Ele informou também que de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), no início de junho de 2012, a estimativa era de que pelo menos 20,9 milhões de pessoas estavam sendo escravizadas para o trabalho forçado e exploração sexual em todo o mundo. O movimento anual deste tipo de “mercado” alcança a casa dos US$ 32 bilhões anualmente, sendo uma das atividades mais lucrativas que existe.
“São 4,5 milhões de homens e mulheres, cerca de 22% do total, que são utilizadas, feito bichos, para atividades sexuais forçadas; 14,2 milhões em trabalhos forçados; e 2,2 milhões pelo próprio Estado, sobretudo naqueles países onde ainda impera ditaduras, que são militarizados”, afirmou. De acordo com o republicano, mais da metade dessas pessoas são mulheres, e cerca de 5 milhões dentro deste grupo de risco ainda não chegaram aos 17 anos de idade.
Ainda segundo os dados da ONU, de caca mil pessoas no planeta, pelo menos três estão seviciadas. Outro estudo da Organização, baseado em dados fornecidos por 155 países, e considerado o primeiro relatório global sobre o tráfico humano, revelo que enquanto as policias, em todo o mundo, interceptam entre 10% e 20% de droga traficada, as vítimas de tráfico humano não chegam a 1% das resgatadas. A Semana Estadual de Combate ao Tráfico Humano, parte integrante do calendário oficial de eventos do Estado, caso estivesse sendo cumprida, estaria se debruçando sobre palestras, seminários, congressos e campanhas em escolas e comunidades para discutir o tema.
Ronaldo Martins destacou ainda que se faz importante debater o assunto na Semana Contra o Tráfico de Seres Humanos, ressaltando que o Ceará se configura como uma das mais importantes rotas do tráfico de pessoas. As denúncias partidas do Estado aumentaram em 43% nos últimos seis anos, e revelam que durante muito tempo se perpetuou no Ceará a ideia de normalidade diante os casos ocorridos por aqui.
“Não era incomum que uma menina trabalhasse sem receber nada, e ainda fosse abusada sexualmente pelo patrão ou pelo filho do patrão. E até hoje acontece de intermediários lotarem ônibus em cidades do Interior para levarem nossos irmãos e irmãs para o trabalho forçado em lavouras do sudeste, centro-oeste e norte”, lamentou.