Edison Silva

Categoria: Transporte alternativo


17:48 · 03.02.2013 / atualizado às 17:51 · 03.02.2013 por

Atendendo recomendação do promotor de Justiça Ricardo Rocha, o prefeito Roberto Cláudio mandou anular a licitação feita em dezembro passado, pela administração da ex-prefeita Luizianne Lins, reelacionada ao transporte alternativo, com Vans, motivo de discussão quanto à sua legalidade, em razão de indícios de direcionamento para uma Cooperativa ligada a petistas. Ainda na gestão anterior, o Ministério Público questionou a tal licitação. Pediu providências ao Tribunal de Contas dos Municípios – TCM e chegou até a recorrer ao Judiciário. O TCM requereu da Prefeitura cópia do processo licitatória e recebeu a documentação no dia 28 de dezembro, três dias antes do fim do Governo de Luizianne.

Logo após a posse do prefeito Roberto Cláudio, o promotor de Justiça Ricardo Rocha, em ofício enderaçado ao prefeito, fez várias considerações para concluir recomendando a anulação da licitação, em razão dos atos ilegais apontados, “porquanto  comprometem o caráter competitivo do certame, a livre concorrência, bem como ferem a moralidade administrativa e demais princípios vigentes”. O prefeito acatou a recomendação e mandou a Procuradoria Geral do Município adotar as providências. Brevemente acontecerá uma nova licitação para o transporte alternativo da Capital.

O promotor Ricardo Rocha foi comunicado da decisão do prefeito Roberto Cláudio, de anular a licitação para o transporte alternativo, na última sexta-feira. O procurador geral do Município, José Leite Jucá Filho, no ofício encaminhado ao promotor, diz que requereu a devolução do processo que está no TCM, “com brevidade, a fim de atender a Recomendação Ministérial”. Ele anexou ao seu ofício, o expediente enderaçado ao Tribunal de Contas, pedindo a volta do processo.

A anulação do processo licitatório implica, também, na nulidade do contrato de concessão assinado pela ex-prefeita Luizianne Lins com a Cooperativa que controla um grupo de Vans. A primeira denúncia de vício na licitação foi feita por uma outra cooperativa de Vans que não pode participar do certame.

Pesquisar

Edison Silva

Blog da editoria Política, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

09h09mBardawil recorre ao TSE por candidatura ao Senado

09h09mVereador diz que acidentes de trânsito retiram recursos de outras áreas

09h09mEunício e Girão são os candidatos ao Senado que mais gastaram em campanha

09h09mNomes de profissões, apelidos e animais no apelo de candidatos por votos

09h09mParlamentares criticam o general Mourão

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs