Busca

Categoria: Tucanos


09:28 · 10.11.2017 / atualizado às 13:18 · 10.11.2017 por
PSDB cearense realiza convenção estadual nesta sexta-feira (10), na Câmara Municipal de Fortaleza

O PSDB cearense faz convenção estadual hoje (10), na Câmara Municipal de Fortaleza, para eleger sua nova direção. Terminou o mandato de Luiz Pontes e ele será substituído por Francini Guedes, ex-prefeito de Jaguaribara, que também já foi deputado estadual e presidente do mesmo PSDB.

O ponto alto do encontro dos tucanos é o discurso do senador Tasso Jereissati, exatamente um dia depois de ter sido afastado da presidência nacional interina da agremiação, por ato do senador Aécio Neves, cujo modo de fazer política, segundo o próprio senador Tasso Jereissati, é bem diferente do seu, tanto no campo político e principalmente no “ético”.

Como fica a nova direção

A nova direção do PSDB cearense será composta de Francini Guedes, presidente; Carlos Roberto Martins Rodrigues (Cabeto), primeiro vice-presidente; Geraldo Luciano, segundo vice-presidente; João Barroso, secretário geral; Emília Pessoa, primeira secretária, e Camila Castro, tesoureira.

10:52 · 11.06.2017 / atualizado às 10:52 · 11.06.2017 por

Todo o noticiário dá conta da dificuldade que experimenta o PSDB nacional quanto a decidir sair ou ficar no Governo Temer, no encontro marcado para esta segunda-feira em Brasília. A decisão deveria ter saído na semana passada, mas foi adiada para amanhã em razão do julgamento que acontecia no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para onde estavam voltadas todas as atenções do universo político nacional, até pela possibilidade de ali ser decretada a saída de Temer da Presidência da República.

Muitos observadores vaticinam que também nesta segunda-feira o PSDB não decidirá. Uma boa parte do partido, explicitamente defende a retirada do Governo. O restante está dividido entre os que querem ficar e aqueles que realmente sabem das consequências internas de uma decisão sobre a saída, pois as denúncias que recaem sobre o presidente nacional afastado, senador Aécio Neves, cujas atividades parlamentares  estão suspensas por decisão judicial.

Ora, se o alegado para o partido retirar o seu apoio ao Governo Temer é o fato de o presidente estar sendo acusado de práticas delituosas, incompatíveis com o decoro e motivadoras de investigação criminal, o que fazer internamente com o senador Aécio Neves, em igual situação de Temer, que motivou até uma decisão judicial afastando-o do exercício parlamentar, diferente de outros senadores, também investigados, mas ainda no pleno exercício do mandato.

É verdade que tanto  Temer quanto Aécio estão sendo apenas investigados. Ainda não há sentença condenatório contra nenhum dos dois. Mas, se o PSDB se afastar do Governo para não se contaminar com os malfeitos atribuídos a Temer, como justificar manter Aécio nos seus quadros.

Está na coluna Painel do jornal Folha de S.Paulo deste domingo:

Ampulheta Para tentar segurar o ímpeto de debandada do PSDB do governo Temer, tucanos contrários à saída dirão, na segunda (12), que é preciso dar um pouco mais de tempo ao presidente. A ideia é estabelecer um novo prazo de 15 dias.

Nem aí Alvo de aliados que agora pregam seu afastamento definitivo da presidência do PSDB, com novas eleições para a sigla em setembro, Aécio Neves (PSDB-MH) tem feito articulação política de sua casa. Ele pede calma nas conversas sobre a saída do governo.

Me aguardem “Para se tomar uma decisão dessa magnitude é preciso que haja razoável convergência”, diz Aécio. “Pelo que tenho ouvido de governadores , ministros e parlamentares, isso ainda não existe.”

09:49 · 06.04.2015 / atualizado às 09:49 · 06.04.2015 por

 

Domingo, na edição do Diário do Nordeste e neste Blog, foi publicada esta informação sobre a mobilização  dos tucanos no Ceará:

“Luiz Pontes, presidente estadual do PSDB, está motivado pelo senador Tasso Jereissati a avançar na reestruturação do partido no Ceará, de modo a participar das eleições municipais em vários municípios, inclusive em Fortaleza, onde, historicamente, a agremiação nunca teve uma forte representação. Os tucanos cearenses não têm qualquer acordo com o grupo de partidos a que se aliou no pleito passado. “Aquilo é página virada”, diz Pontes.

Pela programação dos tucanos, a partir de agora alguns eventos serão programados para diversos municípios cearenses, sempre com a presença do senador Tasso, a princípio, com o propósito de inaugurar os 120 diretórios já estruturados por velhos e novos aliados, e posteriormente para cuidar das eleições municipais. A direção estadual da agremiação quer apresentar o maior número possível de candidatos a prefeitos e vereadores, preferencialmente nomes jovens com determinação de contribuir para oxigenar a política cearense.

O sentimento dominante no espaço tucano é que a falta de lideranças com pensar novo, com o sentimento de mudanças no modo do fazer política de hoje, detestável por um expressivo segmento social, reclama do PSDB esse investimento nos seus quadros, ensejando, inclusive, a que outras agremiações se renovem e afastem os não comprometidos com as boas práticas reclamadas a todos que se propõem estar na vida pública.”

Nesta segunda-feira, na coluna “Painel” da Folha de São Paulo, tem esta outra notícia sobre a reestruturação do PSDB nacional:

“Surfando A cúpula do PSDB vai definir na quarta-feira os moldes de uma campanha nacional de filiações ao partido para aproveitar a crise e a onda de manifestações contra o governo Dilma.Tucanos dizem ter encomendado pesquisas que apontam até um milhão de jovens com perfil alinhado à legenda.

Em reforma Na mesma reunião, o partido de Aécio Neves deve determinar uma intervenção em “dezenas” de diretórios do PSDB, em municípios em que o mineiro teve desempenho fraco na eleição presidencial. A ideia é trocar o comando do partido nesses locais e fortalecê-los antes da disputa municipal de 2016.”

Compartilhe
12:46 · 29.06.2014 / atualizado às 12:47 · 29.06.2014 por

À moda CidGomes, em épocas de campanhas ou outros eventos políticos, o senador Eunício Oliveira (PMDB) chegou à convenção do seu partido, em que seu nome foi homologado como candidato a governador do Estado, dirigindo seu próprio carro, tendo ao lado o ex-senador Tasso Jereissati e no banco de trás o presidente estadual do PSDB, Luiz Pontes, o empresário Chiquinho Feitosa (DEM) e Roberto Pessoa (PR), candidato a vide-governador na chapa de Eunício.

A ida de Tasso à convenção do PMDB e chegando junto com Eunício Oliveira, animou os correligionários de ambos pela possibilidade de Tasso ser o candidato a senador com Chiquinho Feitosa sendo o seu primeiro suplente.

As convenções do PSDB e do DEM acontecem nesta segunda-feira, o último dia do Calendário Eleitoral para homologação de candidaturas.

11:36 · 28.06.2014 / atualizado às 11:36 · 28.06.2014 por

Moroni Torgan terminou vencido. O presidente nacional do DEM, senador Agripino Maia atendeu ao senador Aécio Neves, candidato a Presidente da República, e determinou que o partido no Ceará forme na mesma coligação do PSDB que é com o PMDB, para fortalecer o palanque de Aécio no Ceará. A convenção do DEM será segunda-feira, no mesmo dia da convenção do PSDB, quando a aliança será oficializada.

Moroni, desde o segundo turno da eleição municipal em Fortaleza, em 2012, estava aliado ao governador Cid Gomes, com compromisso de votar no candidato de Cid à sucessão estadual. Ele não vogaria em Dilma, candidata do governador e nem em qualquer outro petista, como havia dito.

A saída do DEM da aliança liderada pelo governador foi acertada na última sexta-feira.

17:51 · 09.05.2013 / atualizado às 17:51 · 09.05.2013 por

O ex-senador Luiz Pontes será eleito amanhã à tarde presidente estadual do PSDB cearense, em convenção que será realizada no auditório do Hotel Praia Centro. O senador Aécio Neves, nome apresentado pelo partido para ser o presidente nacional da sigla e seu candidato à Presidência da República participará do evento. Luiz Pontes já presidiu o PSDB cearense e agora ele assume em substitutição a Marcos Cals.

Recentemente, o PSDB de Fortaleza elegeu o seu novo diretório municipal, ficando o ex-deputado Tomás Filho com a presidência da agremiação em substituição a Pedro Fiuza.

11:42 · 21.04.2013 / atualizado às 11:42 · 21.04.2013 por

Os deputados estaduais João Jaime e Fernando Hugo, preocupados com suas reeleições e descrentes da revitalização do PSDB cearense, estão conversando, isoladamente, com outros colegas sobre seus ingressos em novas siglas, até setembro próximo, data limite para todos quantos queiram disputar mandato em 2014 estar filiado a um partido.

No momento de avaliação do quadro de candidatos à Assembleia e Câmara Federal, todos se preocupam com a capacidade eleitoral dos postulantes de suas próprias agremiações, pois depende do somatório dos votos de cada legenda o número de eleitos com a ajuda do voto de legenda. Outra preocupação é com o leque de alianças que possam ser feitas. E esse campo, em razão do panorama nacional, é bem limitado para o PSDB.

Os dois deputados do PSDB, pelos nomes dos pretensos candidatos do partido ao Legislativo estadual, não vislumbram chances de reeleição. E “eu não vou colocar a corda no meu pescoço”, diz João Jaime, após relacionar apenas uns cinco ou seis pretensos tucanos tentando ser deputado.

Os tucanos, no curso desta legislatura, perderam cinco deputados para o PSD. Ainda não conseguiu filiações expressivas e vai para a próxima disputa sem candidato competitivo ao Governo do Estado e quadros novos na disputa proporcional, razão maior do incômodo de João Jaime e Fernando Hugo.

No momento, o partido trabalha a renovação dos seus diretórios, municipais e estadual. O jovem ex-deputado Tomaz Figueiredo está figurando como futuro presidente do PSDB de Fortaleza, enquanto para comandar o núcleo estadual, um grupo defende o nome do ex-senador Luiz Pontes. Há quem aposte no trabalho dos novos dirigentes da agremiação para buscar uma boa performance no pleito futuro, principalmente na capacidade de manter as bases partidárias ainda existentes no Interior do Estado, embora muito menor, também em razão da debandada de prefeitos e vereadores em busca de abrigo no PSD, hoje um outro braço do Governo.

09:13 · 28.02.2013 / atualizado às 09:13 · 28.02.2013 por

O deputado Fernando Hugo, apontado recentemente como o provável presidente do diretório municipal do PSDB de Fortaleza, não quer o cargo. Como é muito amigo de Marcos Cals, o presidente estadual da agremiação, Hugo sabe quanto Cals sofre para comandar o partido e fazê-lo oposição aos governos estadual e de Fortaleza. Talvez por isso ele não queira o lugar hoje ocupado pelo empresário Pedro Fiúza. A propósito de Marcos Cals, a quem diga que ele poderá entregar a presidência do partido ao deputado João Jaime.

Aliás, um ex-tucano, na Assembleia Legislativa, hoje filiado ao PSD, estava defendendo que tanto João Jaime, quanto Fernando Hugo, deveriam se filiar ao PSD, para garantirem suas releições na eleições dos próximos anos. Não é fácil eles trocarem de partido, porém, se o fizerem terá que ser até o mês de setembro próximo.

11:59 · 27.01.2013 / atualizado às 11:59 · 27.01.2013 por

Os tucanos cearenses definiram a estratégia de trabalho para reestruturar a agremiação, visando a eleição do diretório no fim do próximo mês. No encontro em que foi tratada a questão, foram ouvidos algumas reclamações sobre a não posição oposicionistas de seus filiados, sobretudo os detentores de mandatos.  O núcleo central do partido derfende uma posição crítica em relação aos governos estadual e municipal.

O prefeito de Jaguaribara, Francini Guedes, ex-presidente estadual do PSDB, ficou com a responsabilidade de filiar eleitores na Região do Jaguaribe, para começar dali  o soerguimento da agremiação que, até bem pouco tempo era a maior do Estado, por contar com deputados federais, estaduais e a grande maioria dos prefeitos cearenses.

12:02 · 29.10.2012 / atualizado às 12:02 · 29.10.2012 por

A exceção de Marcos Cals, presidente estadual do PSDB, a quase totalidade dos tucanos cearense vibrou com a vitória de Roberto Cláudio na disputa pela Prefeitura de Fortaleza. No sábado, quando ainda havia aquela grande expectativa em relação ao resultado da votação de ontem, o deputado João Jaime, um dos tucanos mais ligados ao grupo fundador do partido, ao participar de um evento social fora de Fortaleza, não escondia sua preocupação com a disputa e sem arrodeios destacava sua preferência por Roberto Cláudio.

Ontem, em meio às comemorações da vitória de Roberto Cláudio, um dos participantes da festa era do deputado federal Raimundo Gomes de Matos. Fernando Hugo, deputado estadual que foi o companheiro de Marcos Cals na disputa pela Prefeitura de Fortaleza, no primeiro turno, não escondia o seu contentamento, na Messejana,  o seu ninho político. Hugo, por sinal, foi o primeiro tucano a anunciar, de público, seu apoio a Roberto Cláudio. Ele terminou coordenando a campanha do vencedor em toda área da Messejana.

O discurso de Marcos Cals de oposição ao futuro prefeito é isolado do partido.   A maioria tucana diz que sua oposição é mesmo é ao PT.