Busca

Tag: CMFor


09:32 · 20.09.2018 / atualizado às 09:32 · 20.09.2018 por

O vice-líder do prefeito Roberto Cláudio (PDT) na Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor), Portinho (PRTB) afirmou, ontem, que a violência no trânsito, em especial envolvendo os motociclistas, apesar da redução recente, continua tendo impacto das finanças do município. De acordo com ele, foram gastos mais de R$590 milhões no ano passado com atendimentos dessa natureza. “Esse dinheiro poderia estar sendo gasto em outros setores da saúde, na educação, na segurança… E somos nós que estamos pagando”, declara o parlamentar em entrevista.

Portinho anunciou que na segunda-feira, 24, uma audiência pública será realizada na CMFor para discutir maneiras de enfrentar o problema. De acordo com o parlamentar, havia uma demanda dos motociclistas em relação aos problemas no trânsito. “Eles dizem que são, muitas vezes, causadores involuntários de acidentes, além de serem atingidos por outros veículos com frequência pela falta de uma boa mobilidade”, declara.

15:13 · 19.09.2018 / atualizado às 15:13 · 19.09.2018 por

O vereador Guilherme Sampaio (PT) foi à tribuna da Câmara Municipal de Fortaleza, na manhã desta quarta-feira, 19, para solicitar que a Prefeitura de Fortaleza encaminhe à Casa mensagem isentando os pequenos teatros e pontos de cultura da Capital do pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

De acordo com ele, a própria Secretaria de Finanças já reconheceu que o impacto da medida sobre a arrecadação municipal seria mínima. Segundo o petista, a própria Casa já aprovou um projeto de indicação de sua autoria com a ideia. Essa modalidade de projeto não precisa ser executada pelo Paço Municipal, servindo primordialmente como uma sugestão.

A fala foi feita enquanto Sampaio comemorava a reinauguração do teatro municipal São José, que acontece nesta quarta, 19, após oito anos de obras de restauração. Para ele, é preciso comemorar “a criação de mais um espaço cênico para acolher o talento dos artistas cearenses”, alegando que a falta de espaços para apresentações é uma das maiores dificuldades da classe na Capital. Ele pediu que a gestão do equipamento seja “democrática”, envolvendo também a comunidade artística, citando o Teatro Carlos Câmara, equipamento estadual, como um exemplo

12:35 · 18.09.2018 / atualizado às 12:35 · 18.09.2018 por

O vereador Acrísio Sena (PT) foi à tribuna da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor) defender, na manhã desta terça-feira, 18, que a tendência é que o novo candidato do partido à Presidência da República, o ex-ministro da Educação Fernando Haddad, deve crescer ainda mais nas próximas pesquisas eleitorais. Para o parlamentar, o crescimento do presidenciável é um “novo fato político” na disputa deste ano.

“Ele já mostra o seu potencial e a saída daquela condição de cidadão desconhecido”, diz o parlamentar. Para o petista, entretanto, não se trata apenas da transferência de votos do ex-presidente Lula da Silva (PT), que liderava as pesquisas até ter sua candidatura impugnada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). De acordo com Sena, o crescimento também se deve ao currículo de Haddad. “Ele é Prouni, Fies, ônibus escolares, 322 escolas técnicas, 18 novas universidades, a valorização da educação pública de qualidade nos oito anos de Lula”, diz o vereador, reconhecendo, porém, que o poder de transferência de votos de Lula ainda não se encerrou.

 

12:29 · 18.09.2018 / atualizado às 12:29 · 18.09.2018 por

Servidores municipais da área de saúde fazem manifestação nesta terça-feira, 18, na Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor). Eles também realizam uma paralisação de dois dias começando hoje. Os profissionais pedem melhorias na segurança em unidades de saúde municipais.

“O conjunto dos trabalhadores da saúde de Fortaleza está extremamente preocupado com a onda de violência que incomoda a toda a população mas que está atacando espaços públicos importantes, como as unidades de saúde”, declara Cláudio Ferreira, diretor de Formação Política do Sindicato dos Odontólogos do Estado do Ceará (Sindiodonto-CE).

O líder do prefeito Roberto Cláudio (PDT) na Casa, Ésio Feitosa (PPL), declara que, na mesa de negociação permanente, propostas estão sendo construídas entre os servidores e o Executivo. Na área de segurança, a ideia é conectar as câmeras de segurança dos postos de saúde às Células de Proteção Comunitária que estão sendo construídas pela cidade, além dos demais órgãos de segurança.

12:44 · 13.09.2018 / atualizado às 12:44 · 13.09.2018 por

O terceiro vice-presidente da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor), Paulo Martins (PRTB), foi à tribuna da Casa na manhã desta quinta-feira, 13, para pedir que a próxima bancada federal cearense, tanto na Câmara dos Deputados, quanto no Senado Federal, apoiem de maneira mais intensa a Prefeitura na área da Saúde. De acordo com ele, o Executivo municipal ainda carrega um peso grande nessa área, destacando que a cidade administra dez hospitais próprios, enquanto Salvador, por exemplo, acabou de inaugurar o seu primeiro. “O Paço Municipal tem um ônus muito grande em relação a essa área”, diz.

E, de acordo com o vice-presidente do Parlamento municipal, há áreas em que a necessidade é maior. Martins destaca o caso das cirurgias de hérnia e de pedra na vesícula. “É impressionante como a população precisa dessas operações”, declara o vereador. Ele sugere que seja feito um mutirão para tentar atender parte da demanda.

12:43 · 13.09.2018 / atualizado às 12:43 · 13.09.2018 por

O vereador Gardel Rolim (PPL) foi à tribuna da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor) na manhã desta quinta-feira, 13, para comemorar o acordo entre os governos estadual e federal para tentar liberar recursos para a conclusão das obras da transposição de águas do Rio São Francisco para o Ceará. De acordo com o parlamentar, foi um ato de grandeza, já que o governador Camilo Santana (PT) é adversário do presidente Michel Temer (MDB). “Parabenizo sem nenhum preconceito os ministros do governo Temer”, declarou o parlamentar, referindo-se ao ministro da Secretaria de Governo Carlos Marun (MDB), e da Integração Nacional, Antonio de Pádua.

De acordo com o pepelista, as suas administrações compreenderam que as dificuldades geradas pela estiagem é maior do que as divergências políticas entre os governos. Para Rolim, a obra é fundamental para evitar maiores problemas hídricos na Capital. Segundo ele, se os acordos feitos entre Abolição e Planalto forem cumpridos, “teremos um 2019, se Deus quiser, com uma situação hídrica mais tranquila”.

18:23 · 12.09.2018 / atualizado às 18:23 · 12.09.2018 por

O primeiro secretário da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor), Idalmir Feitosa (PR), foi à tribuna da Casa na manhã desta quarta-feira, 12, para defender as Casa Legislativas do País. De acordo com ele, a má fama dos parlamentos é injustificada. “Há poderes que são mais corrompidos”, declara o parlamentar. Segundo ele, há uma visão de que os parlamentos seriam “o alicerce da corrupção”.

O republicano também fez críticas ao Judiciário, afirmando que, ao ver os jornais, observa vários sendo presos em operações policiais apenas para serem soltos mais a frente através de recursos. “Sem mais nem menos, o camarada vai condenado, requer um habeas corpus, e é solto”, diz. Segundo ele, nessas situações, os criminosos riem da Justiça e dos juízes que os prenderam, dizendo também que é preciso uma valorização dos julgamentos criminais para que a sociedade seja convencida de que os inocentes serão poupados e os culpados não tenham tantos habeas corpus.

14:40 · 12.09.2018 / atualizado às 14:40 · 12.09.2018 por

O vice-presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Vida, Jorge Pinheiro (DC), foi à tribuna da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor) na manhã desta quarta-feira, 12, para pedir que a população cobre dos candidatos e partidos um posicionamento claro sobre temas como a legalização do aborto e o que ele chama de “ideologia de gênero”.

“Se ele não for declaradamente contra, não vote”, pede. A fala foi feita enquanto ele convidava os parlamentares para uma sessão solene em comemoração aos de anos da Marcha pela Vida em Fortaleza, que será realizada nesta quinta-feira, 13.

De acordo com o parlamentar, o País encontra-se em “um momento decisivo” e, por isso, o eleitor deve questionar os candidatos a todos os cargos sobre o tema. “Aos poucos, vamos trazer também alguns candidatos e partidos que são contra a vida”, diz.

14:37 · 12.09.2018 / atualizado às 14:37 · 12.09.2018 por

O líder do prefeito Roberto Cláudio (PDT) na Câmara Municipal de Fortaleza, Ésio Feitosa (PPL), foi à tribuna da Casa na manhã desta quarta-feira, 12, para defender a necessidade de uma reforma tributária no País. De acordo com ele, “há uma clara distorção sobre como os tributos são cobrados”. Ontem, os vereadores foram convidados a participar de debate organizado pela Associação Cearense dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Acefip) sobre a política fiscal do País, a ser realizado no dia 26.

De acordo com o parlamentar, Fortaleza sofre com o atual sistema tributário no País. Ele reclama da concentração de recursos junto à União. E, por causa disso, muitas vezes faltam recursos para a cidade em razão das desonerações dadas pelo governo federal, que reduzem os repasses federais. Segundo Feitosa, “a intensidade com a qual governo federal faz cortesia com o chapéu alheio”, com frequência, obriga as cidades a elevar tributos municipais para poderem financiar suas políticas públicas.

14:19 · 11.09.2018 / atualizado às 15:11 · 11.09.2018 por

O primeiro secretário da Câmara Municipal de Fortaleza, Idalmir Feitosa (PR), foi à tribuna da Casa na manhã desta terça-feira, 11, para pedir consciência  na hora do voto. “É o voto a força mais significativa para a constituição dos nossos Poderes”, declara o parlamentar, segundo o qual esse pedido torna-se mais importante, neste momento, em razão da prisão do ex-governador paranaense Beto Richa (PSDB), na manhã desta terça, e da divulgação do depoimento do ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci (ex-PT) fazendo acusações contra lideranças petistas. “Fiquei perplexo, atônico, conturbado, tão tonto que me perguntei se essa era o País em que vivia”, declarou o vereador.

De acordo com o parlamentar, a decisão do voto não é tão complexa. Ele sugere que, em caso de dúvida, o eleitor busque ouvir pessoas semelhantes. “Eu estarei votando em uma pessoa que eu reputo tão digna quanto eu”, diz. Segundo Feitosa, entretanto, trata-se de um momento que exige uma reflexão profunda do eleitor. “Que a gente possa escolher candidatos probos, dignos, que possam representar o povo”, declara o republicano.