Busca

Tag: CMFor


14:36 · 20.09.2017 / atualizado às 16:14 · 20.09.2017 por
O prefeito de Sobral, Ivo Gomes (PDT), fez duras críticas , por meio de seu perfil no Facebook, à atuação da Polícia Civil Foto: José Leomar

O vereador Acrísio Sena (PT) defendeu, no plenário da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor), na manhã desta quarta, 20,  as ações do governo estadual em relação à Polícia Civil. “Com certeza, na história dos últimos 20 anos, nenhum governador fez na segurança o que está fazendo o governador Camilo Santana”, diz o parlamentar. A fala veio como resposta a discurso de Soldado Noélio (PR) criticando a estrutura da corporação e a fala do prefeito de Sobral, Ivo Gomes (PDT), que disse, em sua página no Facebook, ter chegado ao limite de sua tolerância com a “incompetência” da Polícia Civil em sua cidade.

Segundo o parlamentar, foi durante a administração do petista que se descomprimiu a carreira da Polícia Civil. “Podemos dizer que é pouco, mas dizer que o governador abandonou a Polícia Civil e a segurança do Estado é uma injustiça, e com isso eu não posso concordar”, afirma o vereador.

O prefeito de Sobral, Ivo Gomes (PDT), fez duras críticas , por meio de seu perfil no Facebook, à atuação da Polícia Civil na cidade. O chefe do Executivo municipal, que é aliado do governador Camilo Santana, fez questionamento sobre o número de assassinatos no município, que já somam 78 neste ano.

Veja a publicação de Ivo Gomes

Por solicitação do Diário do Nordeste, a Polícia Civil afirmou que o percentual de resolutividade de homicídios da Delegacia Regional de Sobral é de 26,92%, com 21 casos elucidados em 2017, de um total de 78. Segundo órgão, o índice está bem acima da média nacional, que é de 8%, e também da média do Estado, de aproximadamente 22%.

Além de considerar a taxa de resolutividade elevada, a SSPDS afirma que a delegacia de Sobral registrou mais 8 mil BOs, sendo cerca de 40% delituosos, resultando na instauração de 990 inquéritos policiais. Além de Sobral, a delegacia atende as cidades de Forquilha, Cariré e Groaíras.

Sobre o efetivo, a Polícia reconhece que existe uma carência de profissionais, mas sem informar o número preciso. O órgão disse que aguarda a convocação de mais policiais civis do cadastro de reserva do último concurso. A instituição estadual assumiu que, mesmo diante das dificuldades, os agentes extrapolam sua carga horária para cumprir com excelência seu trabalho, inclusive com sacrifício do próprio convívio familiar.

11:17 · 20.09.2017 / atualizado às 13:19 · 20.09.2017 por

A presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de Fortaleza, Larissa Gaspar (PPL), foi à tribuna da Casa na manhã desta quarta, 20, para criticar a decisão da Justiça Federal do Distrito Federal de permite que psicólogos a oferecer tratamentos de mudança de orientação sexual. “Como se as pessoas com identidades de gênero diferente da hegemônica fossem doentes”, declara.

A vereadora afirma a decisão contraria a decisão da Organização Mundial de Saúde (OMS), que retirou a homossexualidade do rol de doenças na década de 1990. Ela parabenizou a administração municipal que, através de suas redes sociais, somou-se a entidades como o Conselho Federal de Psicologia (CFP) e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). “O que nos cabe enquanto pessoas é aceitar a existência de pessoas que são diferentes”, diz a parlamentar.

11:11 · 20.09.2017 / atualizado às 11:11 · 20.09.2017 por

A vereadora Eliana Gomes (PCdoB) defendeu, na tribuna da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor), a instituição de uma cota de 20% para mulheres em concursos municipais. A parlamentar apresentou um projeto de indiciação na Casa propondo a ideia. “Peço que vejam com bons olhos o nosso projeto”, declara.

De acordo com a comunista, a iniciativa surgiu em razão da “permanência da cruel realidade imposta ao gênero feminino, que vive uma grande desigualdade no mercado de trabalho”. Ela lembra que as mulheres ganham, em média, apenas 76% do salário masculino. “Temos a certeza que através do combate da desigualdade é que vamos enfrentar essa violência brutal contra nossas mulheres”, declara.

12:32 · 19.09.2017 / atualizado às 12:32 · 19.09.2017 por

O presidente da Comissão de Segurança Pública da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor), Márcio Cruz (PSD), usou a tribuna da Casa na manhã desta quarta, 19, para elogiar as iniciativas do governo do Estado na área de segurança pública. “O governador Camilo Santana (PT) implantou aqui em Fortaleza um projeto ousado e inovador, que é o Ceará Pacífico”, declara. O vereador ainda lembra ou aumento de efetivos nas polícias militares e civis. “Vieram para trazer aquela paz social”, diz.

O parlamentar diz, porém, que é preciso mudanças na legislação. Ele afirma que leis brandas são a razão para que a violência não se reduza na proporção desejada pela população. “É preciso que o criminoso sinta o peso do Estado”, declara o vereador. Cruz também pediu que, na Capital, haja uma integração maior entre as forças estaduais e a Guarda Municipal.

 

11:13 · 19.09.2017 / atualizado às 11:13 · 19.09.2017 por

O primeiro secretário da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor), Idalmir Feitosa (PR), foi à tribuna da Casa na manhã desta terça, 19, para criticar a fala do general Antônio Mourão, secretário de Economia e Finanças do Exército, afirmando que se não for encontrado uma solução ao problema da corrupção “nós teremos que impor isso”. De acordo com o parlamentar, a frase tem conteúdo “velado e ameaçador”.

Feitosa afirmou ser “um amante e um defensor do Exército brasileiro”, exaltando a figura do patrono da força, o Duque de Caxias, como um exemplo de humildade e liderança. Entretanto, declarou que “nenhuma ditadura é legítima para dirigir a Nação brasileira”.

11:09 · 19.09.2017 / atualizado às 11:09 · 19.09.2017 por

O vereador Benigno Jr. (PSD) usou a tribuna da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor) para criticar a proposta de reforma da Lei de Organização Judiciária proposta pelo Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJ-CE). De acordo com ele, trata-se de “precarização” de comarcas. “A gente acha isso um retrocesso”, declara.

O parlamentar declara que o Judiciário deveria focar seus esforços em implantar soluções tecnológicas, como a digitalização de processos. Assim, ele crê que os juízes poderão tratar do processos mesmo não estando na respectiva comarca. “Os fóruns do interior todos abarrotados de processos físicos”, declara.

13:50 · 14.09.2017 / atualizado às 13:50 · 14.09.2017 por

A Ordem do Dia, espaço onde ocorrem as votações na Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor), foi levantada na Casa por falta de quórum. Os parlamentares votavam um veto parcial do prefeito Roberto Cláudio (PDT) a projeto do vereador Acrísio Sena (PT) apontando formas de combater o fumo dentro do transporte coletivo. O Paço Municipal foi contra trecho que dava ao motorista o poder de remover o fumante de dentro dos coletivos, inclusive podendo solicitar apoio da Polícia. O texto teve 19 votos, todos favoráveis ao veto, quando eram necessários 22 sufrágios no mínimo.

12:00 · 14.09.2017 / atualizado às 12:00 · 14.09.2017 por

O vereador Benigno Jr. (PSD) usou a tribuna da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor) na manhã desta quinta, 14, para pedir que ações sejam tomadas para resolver o problema da violência na comunidade Cidade de Deus, no bairro São João do Tauape. De acordo com o parlamentar, não se trata mais do “direito à moradia, mas do direito à vida”.  O parlamentar quer que os moradores da localidade sejam agraciados com moradias construídas pela Prefeitura. “Eles não querem nem a moradia. Eles querem é viver”, diz.

O peessedista diz que vem visitando diversos órgãos do Estado e do Município para tentar solucionar a situação. “Até agora, a situação não foi resolvida”, diz. Ele afirma que as residências da região tem diversos buracos de bala, fruto do confronto entre facções que atinge a comunidade.  “As pessoas não tem mais condições de morar no local pela insegurança”, declara. O parlamentar anunciou que também deve levar o relato da situação ao Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE).

10:52 · 14.09.2017 / atualizado às 10:52 · 14.09.2017 por

O líder da bancada do PDT na Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor), Iraguassú Filho, usou  tribuna da Casa na manhã desta quinta, 14, para destacar a importância da prevenção do câncer de mama, que ele afirmou ser fundamental para um combate efetivo ao problema. “Todo câncer, quando é diagnosticado de forma precoce, pode haver um percentual alto de cura”, declara. Por esse motivo, ele diz ser contrário à suspensão do serviço de mastologia do Gonzaguinha de Messejana, que seria centralizado no Hospital da Mulher. “Teremos uma incidência maior de diagnósticos de câncer numa fase avançada”, diz.

Ele lembra que no próximo mês é realizado o Outubro Rosa, mobilização em torno da prevenção da doença. “É um mês importante para o combate ao câncer de mama”, declara. De acordo com Iraguassú, mais de 30 casos da enfermidade são registrados diariamente no Estado.

10:19 · 14.09.2017 / atualizado às 10:19 · 14.09.2017 por

O vereadora Eliana Gomes (PCdoB) foi à tribuna da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor) para relatar problemas no Conjunto Renascer, no bairro Dias Macêdo, tem enfrentando em relação ao saneamento básico. “Não é só no momento da chuva. Todos os dias, eles sofrem com a falta desse serviço”, declara a parlamentar. Ele diz ter visitado a comunidade juntamente com seu colega de partido, o deputado estadual Carlos Felipe, e lideranças comunitárias.

A parlamentar afirma que se reuniu com o presidente da Cagece, Neurisangelo de Freitas, para discutir o assunto. “Tiramos vários encaminhamentos para serem executados lá no Conjunto Renascer”, diz Gomes.  Entre as medidas acordadas está o esgotamento das fossas sépticas do bairro, o que deve ser concluído em seis meses. De acordo com a comunista, veículos também devem fazer a limpeza das fossas mensalmente a partir de outubro.