Busca

Tag: Fortaleza


12:26 · 12.03.2017 / atualizado às 12:26 · 12.03.2017 por

Trabalhadores da educação anunciam a paralisação das suas atividades no Município de Fortaleza, por prazo indeterminado a partir da próxima quarta-feira. A informação foi dada, através de edital publicado na edição deste fim de semana do Diário do Nordeste, assinado pela União dos Trabalhadores em Educação do Estado do Ceará (UTE).
A UTE afirma que, na condição de representante legal dos trabalhadores em educação no Município de Fortaleza, atendendo aos dispositivos legais e regulamentares, “comunica à população de Fortaleza que os trabalhadores do magistério reunidos em assembleia geral ocorrida no dia 8 de março de 2017, tendo como local o logradouro público em frente à Secretaria de Educação, situada na Avenida Desembargador Moreira, Bairro Dionísio Torres, deliberaram pela paralisação das suas atividades laborais por prazo indeterminado, podendo ser deflagrado a partir da zero hora do dia 15 de março”.
Sem expor as causas para a paralisação, o edital comunica que, “em atendimento aos termos da Lei 7.783/89, a Lei de Greve, a UTE estará realizando as ações necessárias ao estabelecimento da continuidade dos serviços necessários à manutenção das atividades essenciais”.

15:30 · 07.02.2017 / atualizado às 15:30 · 07.02.2017 por

Após permutar a inscrição para fazer uso da tribuna com o deputado Renato Roseno (PSOL), Fernanda Pessoa (PR) tratou sobre o câncer de mama e os limites entre os municípios de Maracanaú e Fortaleza, nesta terça-feira (7).

A parlamentar disse que há uma comissão de trabalho conjunta entre as prefeituras de Maracanaú e Fortaleza para discutir os reais limites dos municípios. “Nosso mandato já tinha requerido que a correção dos limites fosse realizada e vamos continuar trabalhando para resolver esses impasses”, afirmou.

Fernanda assumiu o compromisso de defender a bandeira do tratamento do câncer de mama. “Estaremos com as mulheres nessa luta pois, enquanto pudermos levar um benefício a mais, tenho certeza que estaremos mobilizando palestras com gestores e medicos”, pontuou.

09:38 · 06.02.2017 / atualizado às 09:38 · 06.02.2017 por
Governador procura atrair parceiros internacionais para tentar obter êxitos em seu intento. FOTO: JOSE LEOMAR

O governador Camilo Santana segue sua jornada para conclusão de obras deixadas no meio do caminho por seu antecessor, o ex-governador Cid Gomes. Um dos mais polêmicos equipamentos iniciados na gestão Cid Gomes é o Acquário Ceará, que Camilo quer concluir mas “sem gastar dinheiro do Estado”, através de uma Parceria Público-Privada (PPP).

Em visita à Assembleia Legislativa na semana passada, o chefe do Poder Executivo voltou a falar do empreendimento, e destacou que há diálogo com empresários chineses, brasileiros, cearenses inclusive.

No entanto, a discussão mais avançada tem sido travada com parceiros espanhois. Segundo ele, a ideia é que tudo o que o Estado construiu até aqui seja parte do negócio e caberia à iniciativa privada a conclusão do equipamento, além do gerenciamento.

“Consideramos o Acquário Ceará um equipamento fundamental e estratégico para o turismo cearense e de Fortaleza. Infelizmente, muitas vezes a burocracia e o momento que o País atravessou nos últimos dois anos deixaram muito instável a segurança jurídica para investidores externos, o que dificultou a concretização das parcerias”, disse.

Ele afirmou que neste ano vai concluir o processo de parceria, para em seguida retomar a conclusão do equipamento. “Repito, o Acquário é um equipamento importante, mas a decisão do Estado é não colocar mais recursos do tesouro estadual, e sim uma parceria com a iniciativa privada”, destacou.

A Lei das Concessões encaminhada para a Assembleia Legislativa ano passado e aprovada pelos deputados estaduais dispõem, além de outras coisas, do processo de Parceria Público-Privada.

Balhmann acredita que até 2018 Governo inicia obras a refinaria

O governador também está empenhado em iniciar de vez os trabalhos de uma refinaria no Cerá, depois que os projetos de instalação da Refinaria Premium II foi cancelado pela Petrobras.

De acordo com o assessor especial para Assuntos Internacionais , Antônio Balhmann, as negociações com chineses e iranianos vão permitir que até o início de 2018 sejam realizados os trabalhos de construção do equipamento. A Refinaria foi prometida algumas vezes pelos governos Dilma e Lula, mas nunca chegou a ser iniciada.

21:32 · 10.01.2017 / atualizado às 21:34 · 10.01.2017 por
Na última segunda (9), a corregedora regional eleitoral, desembargadora Nailde Pinheiro, deu as boas vindas aos treinandos Foto: TRE-CE
Na última segunda (9), a corregedora regional eleitoral, desembargadora Nailde Pinheiro, deu as boas vindas aos treinandos Foto: TRE-CE

Um grupo de 30 militares está sendo treinado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) para atuar na coleta de dados de cadastramento biométrico do eleitorado de Fortaleza. Segundo o TRE-CE, a ação é fruto de um termo de cooperação técnica firmado entre o Tribunal e o Ministério da Defesa, em dezembro de 2016, para incrementar a força de trabalho na Capital. Outros 30 cabos e soldados do Exército Brasileiro também receberão o treinamento, em abril deste ano.

Os militares recebem treinamento teórico desde a última segunda-feira (9) e, nesta sexta (13), finalizam a capacitação com aula prática na Central de Atendimento ao Eleitor, na Praia de Iracema, onde já iniciarão o trabalho de cadastramento biométrico dos eleitores.

O TRE-CE informa que, para realizar o cadastramento biométrico, os eleitores devem agendar atendimento no Disque Eleitor (148), que funciona de segunda a sexta-feira, de 7h às 19h, ou no site do Tribunal.

Meta

Segundo dados do TRE-CE, nas eleições municipais de 2016, 34,78% dos eleitores cearenses votaram com a identificação biométrica – 16% em Fortaleza. A meta da Justiça Eleitoral no Ceará é recadastrar cerca de 75% do eleitorado do Estado até o pleito de 2018 e chegar à cobertura de 100% em 2020.

Dos 184 municípios cearenses, 62 já têm 100% dos eleitores cadastrados. Em outros 117 municípios, incluindo a Capital, o processo está em andamento. Apenas Beberibe, Quixeramobim, Pereiro, Massapê e Senador Sá não estão fazendo a identificação biomértica dos eleitores, por conta da falta de espaço físico para a instalação dos kits nos respectivos cartórios. O TRE-CE ressalta que vem tomando providências para viabilizar o recadastramento dos eleitores nestes municípios.

Com informações do TRE-CE

 

15:44 · 04.01.2017 / atualizado às 15:44 · 04.01.2017 por
O vereador defende oposição a Roberto Cláudio, enquanto Acrísio pensa diferente. FOTO: JOSE LEOMAR
O vereador defende oposição a Roberto Cláudio, enquanto Acrísio pensa diferente. FOTO: JOSE LEOMAR

Ex-secretário de Cultura do governador Camilo Santana, o vereador Guilherme Sampaio atuará como o líder do Partido dos Trabalhadores na Câmara Municipal de Fortaleza para o período legislativo que se inicia. Na função, o parlamentar reafirma o papel de oposição do PT à gestão municipal e explica que o partido não comporá com o bloco de oposição formado por PR e PSDB no Legislativo.

Apesar de Acrísio Sena, do PT, defender uma postura mais independente ao lado da gestão Roberto Cláudio, Sampaio defende “uma oposição forte, combativa, consistente e qualificada ao prefeito, mas pela via da esquerda”. O vereador não pretende compor com as bancadas de oposição do PSDB e PR, que deram sustentação à candidatura de Capitão Wagner (PR), no pleito passado.

“Esse grupo político faz oposição ao governador Camilo Santana e, nacionalmente, sustenta o golpe contra a presidente eleita Dilma Rousseff”, ressalta ele. “Com a redução das bancadas de esquerda temos a imensa responsabilidade de sermos porta-vozes dos movimentos sociais e populares e do pensamento progressista na Câmara”.

com  assessoria

11:55 · 04.01.2017 / atualizado às 11:55 · 04.01.2017 por
Elpidio Nogueira disse que a ideia é se antecipar aos casos para evitá-los. FOTO: ALEX COSTA
Elpidio Nogueira disse que a ideia é se antecipar aos casos para evitá-los. FOTO: ALEX COSTA

O secretário de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Combate à Fome da Prefeitura de Fortaleza, Elpídio Nogueira, já está trabalhando em projeto que visa evitar casos de exploração sexual de crianças e adolescentes na Capital cearense durante o período do Carnaval, em fevereiro. Preocupado com o aumento de turistas na cidade que praticam o chamado “turismo sexual”, o gestor pretende combater tais ações antes mesmo das festas iniciarem.

“Estamos nos antecipando a um problema que já sabemos que é uma constante na cidade. Todo ano temos notícias de crianças exploradas sexualmente, e a cada ano a Prefeitura vem tentando diminuir essa violência contra a criança e adolescente”, disse ele.

O gestor afirmou que vai pedir apoio ao trade turístico para que os visitantes que chegarem a Fortaleza já saibam que estarão sob fiscalização intensa e que tenha cuidado, “pois Fortaleza estará de olho aberto”. A primeira reunião para tratar do assunto já foi realizada, onde Elpídio se comprometeu em elaborar um plano de divulgação para que a população possa denunciar qualquer caso de violência.

“Vamos disponibilizar um número de telefone, bottons, fitas para serem usadas na cabeça e também indicaremos pessoas da Secretaria de Desenvolvimento Social para que elas estejam presentes, e que possam verificar e tentar evitar qualquer abuso”, destacou.

11:16 · 20.11.2016 / atualizado às 11:16 · 20.11.2016 por
O sistema de identificação do eleitor, por meio da biometria, começou a ser implantado no Ceará, em 2009, no município do Eusébio Foto: Érika Fonseca
O sistema de identificação eleitoral, por meio da biometria, começou a ser implantado no Ceará, em 2009, no município do Eusébio. Na foto, de 2014, eleitores eusebianos fazem assinatura biométrica antes de votar Foto: Érika Fonseca

A possibilidade de votar com identificação biométrica, que nas eleições deste ano atingiu 34,78% do eleitorado cearense (ou quase 2,2 milhões de eleitores, em 98 municípios do Estado), estará disponível para mais eleitores de mais 83 cidades do Ceará, a partir de segunda-feira (21).

As informações foram divulgadas em nota do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE).Nas eleições municipais de 2016, um total de 62 municípios teve votação realizada com 100% de seus eleitores utilizando a identificação biométrica. Em outros 34 essa modalidade de assinatura eleitoral foi facultativa, entre eles, Fortaleza, por exemplo. Na Capital, 16% do eleitorado usou a biometria ao votar.

Nas cidades onde a votação é facultativa, o cadastramento eleitoral com biometria será reaberto também nesta segunda. Com a inclusão de mais 83 municípios nesse processo, o TRE-CE projeta alcançar a meta de 75% de eleitores cearenses cadastrados biometricamente até o pleito de 2018 e 100% em 2020. O cadastro nas cidades que iniciarão a implantação do sistema será facultativo, contudo.

Apenas os eleitores de cinco das 184 municípios cearenses terão de aguardar um pouco mais para aderir à biometria. As cidades de Beberibe, Quixeramobim, Pereiro, Massapê e Senador Sá não vão iniciar ainda o cadastramento biométrico, segundo o Tribunal, “por conta da falta de espaço físico para a instalação dos kits nesses cartórios”. O órgão justifica, porém, que já estão sendo tomadas providências “no sentido de viabilizar, em breve, o recadastramento dos eleitores desses municípios”.

Além do intuito de promover a modernização do sistema de identificação eleitoral no Estado, o TRE-CE aponta como motivo para ampliar o uso da biometria nos municípios cearenses um levantamento do órgão que indica haver menos abstenção nas cidades que já implantaram o recadastramento biométrico.

Abstenção e ausência da biometria

Conforme o órgão, 56 dos 62 municípios onde esse sistema já é obrigatório tiveram índices de abstenção inferiores a 10% nas eleições deste ano. Para efeitos comparativos, a média nacional de eleitores faltosos (considerados os dois turnos) ficou em 17%, no pleito de 2016. Já a média cearense de abstenção ficou em 18,77%.

Em Fortaleza, por exemplo, onde a biometria é facultativa, o índice de abstenção no 1º turno ficou em 17,04% e no 2º turno foi ainda maior: 18,6%. Em Caucaia, município que também adotou o cadastramento biométrico facultativo, a taxa de eleitores faltosos foi de 15,41% na primeira etapa eleitoral e de 20,07% na fase final do pleito.

Já o município de Ipueiras, um dos que não teve identificação biométrica neste ano, foi o sexto do Brasil com maior taxa de abstenção. Um total de 31,64% dos eleitores de lá deixaram de ir às urnas em 2016, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O eleitorado ipueirense poderá, contudo, optar pelo cadastramento biométrico, a partir desta segunda.

Processo de recadastramento

De acordo com o TRE-CE, o processo de recadastramento eleitoral, incluindo a identificação biométrica, poderá ser feito, na Capital, de segunda a sexta-feira, no horário das 8h às 17h, e no Interior, também em dias úteis, mas das 8h às 14h.

Ainda segundo o Tribunal, o eleitor pode agendar data e horário de atendimento, por meio de uma central telefônica: o Disque Eleitor, cujo número é 148. O sistema funcionará de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h. Outra opção é o agendamento (24h por dia) pelo site do TRE-CE.

Histórico

O sistema de identificação eleitoral, por meio da biometria, começou a ser implantado no Ceará, em 2009, no município do Eusébio, com o cadastramento de 21.746 eleitores. Em 2013, mais sete municípios aderiram à biometria, o que ampliou o número total no Estado para 426.309 eleitores.

Nos últimos três anos, outros 90 municípios cearenses e cerca de 1,8 milhão de eleitores foram recadastrados e puderam passar a fazer assinatura eleitoral biometricamente.

09:02 · 30.10.2016 / atualizado às 09:02 · 30.10.2016 por

O prefeito que governará Fortaleza pelos próximos quatro anos será homem, mas a maioria do eleitorado apto a escolhê-lo nas urnas é feminino. Na capital cearense, segundo estatísticas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 762.318 homens e 928.307 mulheres poderão votar, no segundo turno deste domingo (30), em um dos dois nomes colocados na disputa: Capitão Wagner (PR) ou Roberto Cláudio (PDT). A diferença numérica entre eleitoras e eleitores é de 159.989 pessoas.

Os dados referentes a sexo e faixa etária do eleitorado nos 57 municípios brasileiros onde haverá segundo turno estão disponíveis em matéria publicada neste sábado (29) no site do TSE.

Em Caucaia, única cidade cearense onde haverá segundo turno além da Capital, já que tem mais de 200 mil eleitores, a diferença entre eleitores e eleitoras é menor do que em Fortaleza. Lá, 100.635 homens e 112.358 mulheres devem escolher o próximo prefeito do município em disputa travada entre os candidatos Naumi Amorim (PMB) e Eduardo Pessoa (PSDB).

No Brasil, 17,7 milhões de mulheres e 15 milhões de homens estão aptos a votar neste domingo. Deste total, de acordo com o TSE, quase 4,9 milhões de eleitores são da cidade do Rio de Janeiro, sendo 2,6 milhões dos votantes mulheres e 2,3 milhões homens.

Na análise da faixa etária, a maioria do eleitorado de Fortaleza tem entre 45 e 59 anos, grupo correspondende a 399.971 pessoas. Em seguida, estão os eleitores com idades entre 25 e 34 anos: 396.877 no total. Já em Caucaia, os que têm de 25 a 34 anos são maioria, totalizando 52.745 eleitores.

Com informações do TSE

08:17 · 18.10.2016 / atualizado às 08:17 · 18.10.2016 por

Por Antonio Cardoso

O professor Clésio Arruda pondera que o 2º turno se caracteriza por escolha mais racional Foto: Marília Camelo
O professor Clésio Arruda pondera que o 2º turno se caracteriza por escolha mais racional Foto: Marília Camelo

O primeiro turno das eleições, realizado no último dia 2 de outubro, apresentou altos índices de abstenções por parte do eleitorado. Nos dois municípios cearenses onde haverá segundo turno, de acordo com a base de dados do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), na Capital, abstenções, votos nulos e brancos somaram 25,42% do eleitorado, enquanto que, no município da Região Metropolitana, os índices representaram 30,89% dos eleitores.

Uma das justificativas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para o grande número de pessoas que deixaram de comparecer aos locais de votação neste pleito seria a desatualização de cadastros, o que possibilitaria, inclusive, que eleitores já mortos permaneçam na contagem dos tribunais regionais eleitorais.

A solução para essa questão tem sido apresentada através do cadastramento biométrico, porém, em Fortaleza e Caucaia, os eleitores não foram obrigados a se recadastrar para as eleições deste ano. Nos dois maiores municípios do Estado, o recadastramento biométrico foi facultativo e só deverá ser obrigatório nas eleições de 2018.

O cientista político e professor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Maurício Santoro, analisa que os níveis de abstenções e, principalmente, os votos brancos e nulos deixam claro que o eleitor optou por posicionamento de protesto. “Vimos altos índices de abstenção e nulos que, em alguns municípios, chegaram a quase metade dos votos. Isso deixa claro que o eleitor não está satisfeito. É um recado explícito de descontentamento com o sistema”, opina.

Segundo turno

Para Maurício Santoro, a ausência nos locais de votação ou a anulação de votos tendem a aumentar na eleição do próximo dia 30, quando será realizada a escolha no segundo turno. “Se (o índice) foi alto no primeiro, quando havia opção entre meia dúzia de candidatos, no segundo, só com duas, provavelmente aumenta esse tipo de falta”.

O cientista político Clésio Arruda, professor da Universidade de Fortaleza, por sua vez, prega cautela na projeção. “Se discutir pela questão lógica, de desempenho, (o índice de abstenções) pode subir, mas o segundo turno se caracteriza pela escolha mais racional, onde opções se dão menos por ideologias e mais por questões de capacidade”, diz.

No primeiro turno, ele afirma que há um vínculo maior do eleitor com a tendência ideológica, enquanto que no segundo tal força se reduz, dando mais espaço, inclusive, para movimentos mais voltados a interesses específicos, não aqueles imediatos, do indivíduo, mas aos relacionados à Prefeitura.

Na análise do cientista político José Roberto Siebra, professor da Universidade Federal do Cariri (Ufca), quando um grande percentual de eleitores deixa de exercer seu direito de votar, manda o recado do quanto está insatisfeito com a situação posta e, às vezes, imposta. “No segundo turno a possibilidade é que isso aumente”. Ele lembra ainda que, quando há apenas dois candidatos, o acirramento também tende a ser maior na disputa.

09:09 · 17.10.2016 / atualizado às 09:12 · 17.10.2016 por
Pré-candidato ao pleito de 2019 pelo PDT, Ciro trabalha para reeleger Roberto Cláudio, em Fortaleza. FOTO:JOSE LEOMAR
Pré-candidato ao pleito de 2018 pelo PDT, Ciro trabalha para reeleger Roberto Cláudio, em Fortaleza. FOTO:JOSE LEOMAR

Ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, que esteve em evento do PDT na manhã de sábado (15), em Fortaleza, criticou as propostas do Governo Michel Temer de limitar o teto dos gastos por 20 anos e disse que a atual gestão do PMDB tem nota “zero abaixo de zero”.  Na avaliação de Ciro, o PDT teve uma participação expressiva no pleito deste ano no Ceará, e caso se consagre vitorioso em Fortaleza, permitirá dar esperança para que o projeto se fortaleça em nível nacional. Segundo disse, a mobilização pedetista junto aos aliados no segundo turno visa garantir a liberdade para que a população possa votar “sem constrangimento, sem violência”.

Para o ex-governador do Ceará, o País vive uma das situações mais potencialmente ameaçadoras da sorte da família brasileira. “Temos uma crise internacional que faz os preços de minérios, soja e petróleo caírem, a moeda desvalorizada e uma pressão de preços. A solução que se encaminhou foi estranhamente equivocada nunca antes vista na história da humanidade, com medidas tão draconianas”, apontou.

Ciro lamentou ainda que o Brasil tenha passado por uma depressão que fez sua riqueza cair em até 9%, e com a maior taxa de juros em elevação. Na avaliação de Ciro Gomes, o Governo do presidente Michel Temer é “zero abaixo de zero”.

“A crise política demonstrou que o golpe está sendo cumprido de forma criminosa. Numa madrugada entregaram o petróleo e na outra começaram a revogar a Constituição de 1988, com essa PEC da morte, congelando por 20 anos as despesas essenciais ao viver do povo”, disse. De acordo com ele, o Governo atual está  “deixando a mais criminosa das despesas livre de qualquer controle,  R$ 600 bilhões de juros,  que vão se entregar aos bancos”.

 

13:54 · 11.10.2016 / atualizado às 13:54 · 11.10.2016 por
Roberto Cláudio já conta com o apoio de 23 partidos na disputa deste segundo turno Foto: Thiago Gadelha
Roberto Cláudio já conta com o apoio de 23 partidos na disputa deste segundo turno Foto: Thiago Gadelha

O Partido Trabalhista do Brasil (PTdoB), em Fortaleza, confirmou apoio ao prefeito Roberto Cláudio neste segundo turno. Com a adesão da sigla, o candidato à reeleição está coligado com 23 agremiações. Ainda nesta terça-feira, PRP e PSB podem anunciar seus apoios aos postulantes que seguem na disputa.

De acordo com o presidente do PT do B/CE, Thiago Ciríaco, o partido apoiará no segundo turno da eleição deste ano o candidato Roberto Cláudio. “No primeiro turno, Nilton Araújo do PT do B foi o candidato a vice prefeito de Tin Gomes (PHS) com a proposta de construirmos uma Fortaleza mais humanizada. Agora, apoiamos Roberto Cláudio porque acreditamos que ele representa o melhor para a nossa capital”, ressaltou.

12:49 · 01.10.2016 / atualizado às 12:57 · 01.10.2016 por
Heitor Férrer iniciou campanha do último dia em uma pastelaria. FOTO: KID JR
Heitor Férrer iniciou campanha do último dia em uma pastelaria. FOTO: KID JR

Como é de praxe no último dia de campanha eleitoral em Fortaleza, alguns candidatos aproveitaram a véspera da eleição, que acontece neste domingo (2), para fazerem o corpo a corpo junto a moradores que se encontram no Centro da cidade. Na manhã deste sábado (1), postulantes ao cargo de prefeito e vereador escolheram a praça do Ferreira como ponto de partida para tentar convencer o eleitor na reta final da disputa.

Além dos candidatos a prefeito de Fortaleza, João Alfredo (PSOL) e Heitor Férrer (PSB), também estiveram no Centro da cidade militantes da campanha da candidata Luizianne Lins, como o deputado federal José Nobre Guimarães (PT), e postulantes a vereador, como Evaldo Lima (PCdoB), Guilherme Sampaio (PT) e Ailton Lopes (PSOL). Dirigentes do PCdoB e o deputado federal Chico Lopes (PCdoB) também estiveram na praça.

Luizianne Lins chegou a marcar participação no evento de campanha ocorrido na manhã deste sábado, mas preferiu ficar em casa. Elmano de Freitas (PT), que é candidato a vice na chapa da petista, foi quem realizou a passeata. De acordo com o deputado Guimarães a reforma política realizada no País foi encomendada e dirigida pelo ex-deputado federal, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), contra a esquerda. Conforme informou, a campanha mais curta interessou apenas às grandes máquinas com prejuízo grande para a democracia.

“O eleitorado está muito passivo, inclusive, aqui em Fortaleza. E isso pode indicar qualquer caminho. Está aberto em Fortaleza, e desde ontem à noite e até amanhã, as 17 horas, pretendemos ganhar os votos dos indecisos. Temos quase 25% do eleitorado indeciso e quem chegar melhor vai para o segundo turno”, avaliou o parlamentar.

Como tem acompanhado outras candidaturas no Interior do Estado, Guimarães afirmou que o PT deve sair fortalecido da campanha, com 46 candidaturas majoritárias e possibilidade de eleição na maioria delas. “Teremos grande vitória no Cariri, e estamos virando em Itapipoca, Crateus… Os grandes partidos com presença no Estado, como PT, PDT e PSD sairão fortalecidos. Aqui em Fortaleza, mesmo com a passividade do eleitorado, estamos confiantes que chegaremos ao segundo turno”.

Já Heitor Férer, que iniciou a campanha no último dia da eleição no primeiro turno lanchando na pastelaria Leão do Sul, destacou que o momento é de agradecer ao eleitorado e buscar concentrações. Conforme informou o pessebista, as mídias sociais, os debates e a televisão têm grande influência na decisão do voto, no entanto, o corpo a corpo é simbólico pois o candidato acaba recebendo um pouco de energia das pessoas.

“Meu sentimento é que estamos muito além do que as pesquisas dizem. Tivemos o viés de ser uma pesquisa mais curta, onde as redes sociais tiveram um impacto grande. Apesar de termos tido uma diminuição da ajuda financeira, vimos campanhas muito caras, como a do prefeito Roberto Cláudio. Mas isso tudo é um desafio”, afirmou.

Candidato do PSOL, João Alfredo finalizou a campanha na Praça do Ferreira. FOTO: KID JR
Candidato do PSOL, João Alfredo finalizou a campanha na Praça do Ferreira. FOTO: KID JR

Candidato do PSOL à Prefeitura de Fortaleza, João Alfredo iniciou sua caminhada na praça Coração de Jesus, no Centro, terminando o ato na praça do Ferreira. Ele também criticou a nova legislação vigente, que conforme disse, invisibilizou a candidatura de partidos menores. “Sofremos boicote das emissoras, porque a legislação não nos proibia de sermos chamados”, reclamou.

Ele também criticou candidaturas, como as do candidato Capitão Wagner (PR) e Roberto Cláudio (PDT), que conforme informou “são poderosíssimas, utilizando o poder das máquinas e da especulação imobiliária”. Outros postulantes também têm ações de campanha neste sábado, como Luizianne Lins, que deve participar de carreta no fim da tarde; Roberto Cláudio, que também realizará carreata; e Capitão Wagner. Ronaldo Martins (PRB) participa de “adesivaços” e “bandeiraços” em vários pontos da cidade.

09:00 · 26.09.2016 / atualizado às 09:00 · 26.09.2016 por
Tomaz Holanda apoia a esposa, mas não vai votar nela, pois seu título está registrado em Quixeramobim FOTO: FABIANE DE PAULA
Tomaz Holanda apoia a esposa, mas não vai votar nela, pois seu título está registrado em Quixeramobim FOTO: FABIANE DE PAULA

No pleito do próximo dia 2 de outubro, alguns parentes e aliados de candidatos que estão na disputa deste ano, apesar de estarem pedindo votos para seus correligionários ou familiares, não vão votar neles. Isso acontece porque alguns dos principais cabos eleitorais da disputa de 2016 estão com  domicílio eleitoral em outros municípios.

É o caso, por exemplo, do deputado Tomaz Holanda (PMDB), que apesar de pedir votos para a esposa, Libânia Holanda, que é candidata à vereadora de Fortaleza,  não vai votar nela,  uma vez que seu título está registrado em Quixeramobim. Tomaz,  recentemente, desistiu da disputa à Prefeitura do Município.

Outro caso semelhante é do deputado Bruno Gonçalves (PEN) e do seu pai, Acilon Gonçalves (PEN), que apesar de ajudarem Marta Gonçalves, pedindo votos para ela aqui na Capital, votam no Município do Eusébio.

Carlomano Marques (PMDB) e Magaly Marques (PMDB), conhecidos pelos apoios dados um ao outro, não contarão com seus votos para se ajudarem neste pleito, visto que Carlomano é candidato em Pacatuba, e Magaly em Fortaleza. Os irmãos Lucílvio Girão (PP) e Luciram Girão (PDT) passam pela mesma situação. Apesar de aliados, Lucilvio vota em Maranguape e Luciram é candidato em Fortaleza.

10:06 · 25.09.2016 / atualizado às 10:06 · 25.09.2016 por
Diretórios peemedebistas e republicanos, nas esferas municipais, estaduais e nacional, foram os que mais contribuíram com campanhas nos principais municípios do Estado. Em Fortaleza, as duas siglas estão coligadas em torno da chapa Capitão Wagner (PR) e Gaudêncio (PMDB) Foto: JL Rosa

Diretórios peemedebistas e republicanos  foram os que mais contribuíram com campanhas nos principais municípios do Estado. Em Fortaleza, as duas siglas estão coligadas em torno da chapa Capitão Wagner (PR) e Gaudêncio (PMDB) Foto: JL Rosa

Nos 15 municípios cearenses com maior arrecadação para campanha a prefeito em 2016, 14 siglas fizeram doações partidárias para candidatos ao Poder Executivo municipal. Juntas, essas legendas contribuíram com R$ 6.116.492,11 para as candidaturas que apoiam.

O partido que mais fez doações foi o PMDB, tendo distribuído um total de R$ 1.389.983,00 a candidatos de cinco municípios: Fortaleza, Sobral, Lavras da Mangabeira, Camocim e Pacatuba. Logo em seguida, aparece o PR que fez doações no valor de R$ 865 mil, em dois municípios: Fortaleza e Pacatuba. Na Capital, as duas siglas aparecem coligadas na chapa Capitão Wagner/Gaudêncio.

O PDT é o terceiro maior doador, entre os 15 municípios com campanha mais cara, tendo contribuído com R$ 824.131,34 em cinco municípios: Fortaleza, Juazeiro do Norte, São Gonçalo do Amarante, Pacatuba e Itapipoca. Na Capital, o partido apoia a reeleição do atual prefeito e seu filiado Roberto Cláudio. Na quarta posição, aparece o PT, com doações de R$ 800 mil, concentradas apenas na candidatura da ex-prefeita Luizianne Lins, na Capital cearense.

Fechando a lista dos cinco partidos que mais fizeram doações, entre os 15 municípios cearenses de campanha mais cara, está o PP que doou R$ 745 mil a candidatos de quatro municípios: Fortaleza, Crato, Pacajus e São Gonçalo do Amarante.

Municípios

Considerando apenas os 15 municípios com mais arrecadação na disputa para prefeito, Fortaleza aparece com volume quase dez vezes maior de doações partidárias, em relação ao município com segundo maior total de recursos recebidos por meio dessa fonte.

A Capital, que tem oito candidatos a prefeito, recebeu de 10 partidos um montante de R$ 4.790.025,15. Lavras da Mangabeira, que aparece em seguida recebeu apenas R$ 490 mil, frutos da doação de um único partido, o PMDB. Na sequência aparece Sobral, que recebeu R$ 200 mil também de contribuição peemedebista.

Completam a lista dos cinco municípios que mais receberam doações partidárias: Pacajus e Juazeiro do Norte, que arrecadaram, via contribuições das legendas, R$ 190.210,00 e R$ 136.227,62, respectivamente. A diferença entre essas campanhas é que no caso de Juazeiro do Norte houve doações de cinco partidos, enquanto em Pacajus apenas três partidos fizeram doações.

Na lista dos 15 municípios cearenses com maior arrecadação, apenas Itaitinga e Eusébio não contaram com receitas oriundas de partidos. Confira abaixo o ranking de doações partidárias nos 15 municípios com maior arrecadação no Ceará!

RANKING DE DOAÇÕES POR PARTIDO

PMDB: R$ 1.389.983,00
PR: R$ 865.000,00
PDT: R$ 824.131,34
PT: R$ 800.000,00
PP:R$ 745.000,00
PRB: R$ 487.500,00
PSDB: R$ 400.000,00
PSB: R$ 324.992,15
PHS: R$ 100.000,00
PTB: R$ 75.000,00
PV: R$ 40.000,00
PSOL: R$ 28.693,00
SD: R$ 20.000,00
PMB: R$ 16.192,62

RANKING DE DOAÇÕES PARTIDÁRIAS POR MUNICÍPIO

FORTALEZA: R$ 4.790.025,15
LAVRAS DA MANGABEIRA: R$ 490.000,00
SOBRAL: R$ 200.000,00
PACAJUS: R$ 190.210,00
JUAZEIRO DO NORTE: R$ 136.227,62
PACATUBA: R$ 100.00,00
SÃO GONÇALO DO AMARANTE: R$ 90.168,00
CAMOCIM: R$ 55.000,00
ARACATI: R$ 50.000,00
CRATO: R$ 50.000,00
MARANGUAPE: R$ 40.000,00
ITAPIPOCA: R$ 15.581,34
GRANJA: R$ 20.000,00
ITAITINGA: R$ 0,00
EUSÉBIO: R$ 0,00

DETALHAMENTO POR MUNICÍPIO

1-FORTALEZA:

PR: R$ 815.000,00
PSDB: R$ 400.000,00
PMDB: R$ 599.983,00
PSB: R$ 299.992,15
PSOL: R$ 28.000,00
PT: R$ 800.000,00
PDT: R$ 684.550,00
PP: R$ 575.000,00
PRB: R$ 487.500,00
PHS: R$ 100.000,00

TOTAL: R$ 4.790.025,15

2-JUAZEIRO DO NORTE:

PTB: R$ 75.000,00
PSOL: R$ 00.315,00
PSB: R$ 20.000,00
PDT: R$ 24.000,00
PMB: R$ 16.912,62

TOTAL: R$ 136.227,62

3-MARANGUAPE:

PV: R$ 40.000,00

4-SOBRAL:

PMDB: R$ 200.000,00

5-LAVRAS DA MANGABEIRA:

PMDB: R$ 490.000,00

6-CAMOCIM:

PMDB: R$ 50.000,00
PSB: R$ 5.000,00

TOTAL: R$ 55.000,00

7-CRATO:

PP: R$ 50.000,00

8-PACAJUS:

PP: R$ 100.000,00
PSOL: R$ 210,00
PSB: R$ 90.000,00

TOTAL: R$ 190.210.000,00

9- SÃO GONÇALO DO AMARANTE:

PDT: R$ 50.000,00
PP: R$ 40.000,00
PSOL: R$ 168,00

TOTAL: R$ 90.168,00

10- PACATUBA:

PMDB: R$ 50.000,00
PR: R$ 50.000,00

TOTAL: R$ 100.00,00

11- ARACATI:

PDT: R$ 50.000,00

12- ITAPIPOCA:

PDT: R$ 15.581,34

13- ITAITINGA:

NENHUMA DOAÇÃO PARTIDÁRIA

14-EUSÉBIO:

NENHUMA DOAÇÃO PARTIDÁRIA

15 – GRANJA:

SD: R$ 20.000,00

TOTAL: R$ 6.116.492,11

Fonte: TSE

15:03 · 15.09.2016 / atualizado às 15:03 · 15.09.2016 por
Luizianne tem utilizado imagens do ex-presidente pedindo votos para ela Foto: Kid Júnior
Luizianne tem utilizado imagens do ex-presidente pedindo votos para ela Foto: Kid Júnior

A candidata à prefeita de Fortaleza, deputada Luizianne Lins, afirmou que vai continuar utilizando a imagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em sua campanha, destacando ainda que vai “continuar lutando por ele”. Segundo a petista, o líder político está sofrendo uma injustiça por parte dos investigadores da Operação Lava Jato, e ela vai continuar “lutando por ele”.

Lula marca entrevista para rebater denúncia

Lula é denunciado e defesa diz que acusação é ‘ilusionismo’

“Eu acho que eles estão cometendo a maior injustiça com um líder popular. A sanha deles é tanta, que eles não têm medido esforços para tentar humilhar e desconstruir o Lula”, disse Luizianne Lins.

Segundo ela, enquanto não acontece nada a outros políticos que são citados em casos de corrupção, como Renan Calheiros (PMDB-AL), Aécio Neves (PSDB-SP), Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e José Serra (PSDB-SP), o Ministério Público Federal não tem medido esforços para atacar o ex-presidente.  A candidata tem utilizado imagens do ex-presidente em seu programa eleitoral, onde ele pede votos para ela.

09:13 · 13.09.2016 / atualizado às 09:13 · 13.09.2016 por
Os dados prestados pelos prefeituráveis ao TSE podem ser acessados no site do órgão na página “Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais” Foto: José Leomar
Os dados prestados pelos prefeituráveis ao TSE podem ser acessados no site do órgão na página “Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais” Foto: José Leomar

Se os oito candidatos a prefeito de Fortaleza, quinta maior cidade do País, sofrem com a escassez de recursos para campanha em 2016, a situação dos que concorrem às prefeituras dos outros 183 municípios cearenses é ainda mais precária. De acordo com informações divulgadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no sistema de Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais, excluindo a Capital o município de campanha que mais arrecadou, até a noite de sexta-feira (9), era Juazeiro do Norte, que também tem oito postulantes à chefia do poder Executivo municipal. A diferença é que todos eles somados declararam até agora ter arrecadado R$ 1.048,492,12, menos de um oitavo do total arrecadado na Capital.

E as disparidades entre os pleitos é ainda mais fácil de verificar quando se analisam as receitas do terceiro município com campanha mais cara. Maranguape, na Região Metropolitana de Fortaleza, tem arrecadações de seus quatro prefeituráveis somados equivalentes a R$ 407.200,00.

Outros três municípios da RMF, excetuando a Capital, aparecem entre as dez campanhas mais caras. Pacajus, em sétimo, com R$ 198.950,00 e quatro candidatos a prefeito; São Gonçalo do Amarante, em oitavo, com R$ 185.300,00 e também quatro postulantes; além de Pacatuba, em nono, com R$ 184.873,00, e cinco prefeituráveis.

À frente desses municípios, mas abaixo de Juazeiro do Norte e Maranguape, aparecem Sobral, na quarta posição, com receitas dos candidatos a prefeito somando R$ 401.500,00; Lavras da Mangabeira, na quinta colocação, com R$ 339.132,00; Camocim, em sexto lugar, com R$ 253.802,00; e Crato, com R$ 248 mil. Na décima posição desse ranking, por sua vez, aparece o município de Aracati, com receitas somadas dos seus quatro candidatos de R$ 170 mil.

Dificuldades

As dificuldades das campanhas no Interior do Estado pode ser melhor avaliada analisando o conjunto dos municípios. Em apenas seis deles, as arrecadações dos candidatos a prefeito somam mais de R$ 200 mil.

Outros 19 têm campanhas com receitas que variam entre R$ 100 mil e R$ 200 mil, incluindo o quarto maior colégio eleitoral cearense, Maracanaú. Lá os dois prefeituráveis arrecadaram um montante de R$ 125 mil.

Um total de 32 municípios têm prefeituráveis com arrecadações que somam entre R$ 50 mil e R$ 100 mil. Entre eles, está a cidade de Caucaia, segundo maior colégio eleitoral do Ceará e único município, além de Fortaleza, que pode ter segundo turno em 2016. Em termos de receita declarada pelos seus seis candidatos a prefeito, Caucaia soma apenas R$ 56.002,00, ocupando a 52ª colocação entre os 184 municípios cearenses.

O maior número de cidades cearenses, 42, têm campanhas de postulantes à Prefeitura com receitas de R$ 25 mil e R$ 50 mil.

Outros 36 municípios têm arrecadações de seus prefeituráveis com valores entre R$ 10 mil e R$ 25 mil. Por sua vez, 25 municípios têm campanhas para cargos no Executivo somando receitas entre R$ 290,00 e R$ 10 mil. A situação mais grave é a de 23 municípios cujos candidatos a prefeito ainda não declararam nenhuma receita arrecadada.

Prestação parcial

Todos os 511 prefeituráveis e 13.781 postulantes a cargos nas câmaras municipais do Estado têm até amanhã para fazer uma primeira prestação parcial de contas à Justiça Eleitoral. O mesmo vale para candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador de todos os municípios brasileiros.

15 maiores arrecadações no Ceará*

1.JUAZEIRO DO NORTE
R$ 1.048.492,12
2. MARANGUAPE
R$ 407.200,00
3.SOBRAL
R$ 401.500,00
4.LAVRAS DA MANGABEIRA
R$ 339.132,00
5.CAMOCIM
R$ 253.802,00
6.CRATO
R$ 248.000,00
7.PACAJUS
R$ 198.950,00
8.SÃO GONÇALO DO AMARANTE
R$ 185.300,00
9.PACATUBA
R$ 184.873,00
10.ARACATI
R$ 170.000,00
11.ITAPIPOCA
R$ 156.981,34
12.ITAITINGA
R$ 153.920,00
13.EUSÉBIO
R$ 134.324,81
14.GRANJA
R$ 127.200,00
15.MARACANAÚ
R$ 125.000,00

* Excluindo Fortaleza

09:22 · 12.09.2016 / atualizado às 09:22 · 12.09.2016 por

O  quanto foi arrecadado pelos 511 candidatos a prefeito nos 184 municípios cearenses.

Confira abaixo o ranking completo das campanhas de maior receita no Estado, até o momento!

Receitas dos candidatos a prefeito nos municípios cearenses:

ACIMA DE R$ 1 MILHÃO

1.FORTALEZA: R$ 8.748.679,15
2.JUAZEIRO DO NORTE: R$ 1.048.492,12

ACIMA DE R$ 200 MIL

3.MARANGUAPE: R$ 407.200,00
4.SOBRAL: R$ 401.500,00
5.LAVRAS DA MANGABEIRA: R$ 339.132,00
6.CAMOCIM: R$ 253.802,00
7.CRATO: R$ 248.000,00

ENTRE R$ 100 MIL E R$ 200 MIL

8.PACAJUS: R$ 198.950,00
9.SÃO GONÇALO DO AMARANTE: R$ 185.300,00
10.PACATUBA: R$ 184.873,00
11.ARACATI: R$ 170.000,00
12.ITAPIPOCA: R$ 156.981,34
13.ITAITINGA: R$ 153.920,00
14.EUSÉBIO: R$ 134.324,81
15.GRANJA: R$ 127.200,00
16.MARACANAÚ: R$ 125.000,00
17.CANINDÉ: R$ 119.130,00
18.QUIXADÁ: R$ 114.000,00
19.IGUATU: R$ 112.997,00
20.RUSSAS: R$ 112.325,00
21.IBICUITINGA: R$ 111.010,00
22.IPUEIRAS: R$ 109.000,00
23.BOA VIAGEM: R$ 105.760,00
24.ITAPAGÉ: R$ 105.200,00
25.MERUOCA: R$ 100.020,00
26.IPU: R$ 100.000,00

ENTRE R$ 50 MIL E R$ 100 MIL

27.PEDRA BRANCA: R$ 96.000,00
28.PEREIRO: R$ 94.454,32
29.JUCÁS: R$ 93.490,00
30.BATURITÉ: R$ 93.300,00
31.ICÓ: R$ 90.350,00
32.CARIÚS: R$ 87.105,00
33.QUIXERAMOBIM: R$ 81.700,00
34.GUARACIABA DO NORTE: R$ 79.046,00
35.MORADA NOVA: R$ 77.000,00
36.CEDRO: R$ 75.739,00
37.HORIZONTE: R$ 74.450,00
38.CRATEÚS: R$ 69.900,00
39.REDENÇÃO: R$ 69.300,00
40.FORTIM: R$ 67.420,00
41.QUIXERÉ: R$ 66.260,00
42.SANTANA DO CARIRI: R$ 65.632,00
43.ITAREMA: R$ 65.400,00
44.SÃO LUÍS DO CURU: R$ 65.100,00
45.VARJOTA: R$ 64.733,70
46.IPAUMIRIM: R$ 64.580,00
47.HIDROLÂNDIA: R$ 62.712,00
48.FARIAS BRITO: R$ 61.650,00
49.QUIXELÔ: R$ 59.490,00
50.ACOPIARA: R$ 58.808,00
51.TRAIRI: R$ 57.465,80
52.CAUCAIA: R$ 56.002,00
53.VIÇOSA DO CEARÁ: R$ 53.000,00
54.MARCO: R$ 55.212,00
55.LIMOEIRO DO NORTE: R$ 52.500,00
56.NOVA OLINDA: R$ 51.326,00
57.TIANGUÁ:R$ 51.100,00
58.QUITERIANÓPOLIS:R$ 50.479,99

ENTRE R$ 25 MIL E R$ 50 MIL

59.TABULEIRO DO NORTE: R$ 49.695,00
60.ANTONINA DO NORTE: R$ 49.000,00
PARAIPABA: R$ 49.000,00
62.COREAÚ: R$ 47.280,00
63.SANTA QUITÉRIA: R$ 44.430,00
64.TAUÁ: R$ 43.900,00
65.APUIARÉS: R$ 43.500,00
66.AQUIRAZ: R$ 42.900,00
67.JAGUARUANA: R$ 42.650,00
68.BELA CRUZ: R$ 42.008,80
69.POTIRETAMA: R$ 41.125,00
70.JAGUARETAMA: R$ 41.120,00
71.ASSARÉ: R$ 40.930,00
72.TURURU: R$ 40.770,00
73.AURORA: R$ 38.576,00
74.UMIRIM: R$ 38.500,00
75.PARACURU: R$ 37.100,00
76.ICAPUÍ: R$ 37.000,00
77.GROAÍRAS: R$ 36.772,00
78.ALTANEIRA: R$ 36.650,00
79.ALTO SANTO: R$ 36.050,00
80.CRUZ: R$ 33.000,00
81.DEPUTADO IRAPUAN PINHEIRO: R$ 32.700,00
82.JARDIM: R$ 31.211,60
83.ARACOIABA: R$ 30.700,00
84.ACARAÚ:R$ 30.015,00
85.PIRES FERREIRA: R$ 30.000,00
86.ARARIPE: R$ 29.918,80
87.GENERAL SAMPAIO: R$ 29.243,00
88.PENAFORTE: R$ 29.000,00
89.ABAIARA: R$ 28.750,00
90.MILAGRES: R$ 28.374,00
91.PORTEIRAS: R$ 28.300,00
92.BEBERIBE: R$ 28.200,00
93.IBIAPINA: R$ 28.019,00
94.SANTANA DO ACARAÚ: R$ 27.900,00
95.CATUNDA: R$ 27.800,00
96.PALHANO: R$ 27.750,00
97.CARIRÉ: R$ 27.600,00
98.JIJOCA DE JERICOACOARA: R$ 27.000,00
PARAMBU: R$ 27.000,00
100.ARARENDÁ:R$ 25.000,00

ENTRE R$ 10 MIL E R$ 25 MIL

101.MOMBAÇA: R$ 24.700,00
MONSENHOR TABOSA: R$ 24.700,00
103.IRAUÇUBA: R$ 24.670,01
104.MASSAPÊ: R$ 23.600,00
105.CATARINA: R$ 22.910,00
106.PARAMOTI: R$ 22.780,00
107.MADALENA: R$ 22.500,00
108.FORQUILHA: R$ 22.300,00
109.CAMPOS SALES: R$ 21.000,00
110.SÃO BENEDITO: R$ 20.000,00
111.ERERÊ: R$ 19.745,00
112.MARTINÓPOLE: R$ 19.500,00
113.BANABUIÚ: R$ 19.444,00
114.NOVO ORIENTE: R$ 18.554,00
115.JAGUARIBE: R$ 18.500,00
116.SENADOR POMPEU: R$ 17.964,00
117.IRACEMA: R$ 17.500,00
118.CARIRIAÇU: R$ 16.400,00
119.ORÓS: R$ 16.002,00
120.TAMBORIL: R$ 16.000,00
121.BARRO: R$ 15.507,50
122.SABOEIRO: R$ 15.350,00
123.BARROQUINHA: R$ 15.223,00
124.ITAPIÚNA: R$ 15.150,00
125.SÃO JOÃO DO JAGUARIBE: R$ 15.090,00
126.MULUNGU: R$ 14.800,00
127.VÁRZEA ALEGRE: R$ 13.310,00
128.RERIUTABA: R$ 13.300,00
129.CASCAVEL: R$ 12.900,00
130.SOLONÓPOLE: R$ 12.610,24
131.GUARAMIRANGA: R$ 12.000,00
132.ARNEIROZ: R$ 11.850,00
133.MORAÚJO: R$ 11.800,00
134.BAIXIO: R$ 11.000,00
BARREIRA: R$ 11.000,00
136.TEJUÇUOCA: R$ 10.400,00

ENTRE R$ 290,00 E R$ 10 MIL

137.INDEPENDÊNCIA: R$ 9.774,58
138.MAURITI: R$ 9.481,00
139.UBAJARA: R$ 9.300,00
140.AIUABA: R$ 9.200,00
141.ITAIÇABA: R$ 9.000,00
PACUJÁ: R$ 9.000,00
143.GUAIÚBA: R$ 7.500,00
144.OCARA: R$ 7.300,00
145.ARATUBA: R$ 7.000,00
MILHÃ: R$ 7.000,00
147.FRECHEIRINHA: R$ 6.800,00
148.PALMÁCIA: R$ 6.710,00
149.GRAÇA: R$ 6.500,00
PIQUET CARNEIRO: R$ 6.500,00
151.CHOROZINHO: R$ 6.400,00
152.PINDORETAMA: R$ 5.300,00
153.TARRAFAS: R$ 5.243,00
154.CARNAUBAL: R$ 4.650,00
155.URUOCA: R$ 4.200,00
156.MISSÃO VELHA: R$ 3.069,00
157.CARIDADE: R$ 3.000,00
UMARI: R$ 3.000,00
URUBURETAMA: R$ 3.000,00
160.IBARETAMA: R$ 1.000,00
161.JAGUARIBARA: R$ 290,00

SEM RECEITAS DECLARADAS

163.ACARAPE: R$ 0,00
ALCÂNTARAS: R$ 0,00
AMONTADA: R$ 0,00
BARBALHA: R$ 0,00
BREJO SANTO: R$ 0,00
CAPISTRANO: R$ 0,00
CHAVAL: R$ 0,00
CHORÓ: R$ 0,00
CROATÁ: R$ 0,00
GRANJEIRO: R$ 0,00
IPAPORANGA: R$ 0,00
ITATIRA: R$ 0,00
JATI: R$ 0,00
MIRAÍMA: R$ 0,00
MORRINHOS: R$ 0,00
MUCAMBO: R$ 0,00
NOVA RUSSAS: R$ 0,00
PACOTI: R$ 0,00
PENTECOSTE: R$ 0,00
PORANGA: R$ 0,00
POTENGI: R$ 0,00
SALITRE: R$ 0,00
SENADOR SÁ: R$ 0,00

19:15 · 04.09.2016 / atualizado às 19:15 · 04.09.2016 por
Para Heitor Férrer, corpo a corpo é obrigatório, mas uso das redes sociais otimiza o trabalho. FOTO: HELENE SANTOS
Para Heitor Férrer, corpo a corpo é obrigatório, mas uso das redes sociais otimiza o trabalho. FOTO: HELENE SANTOS

Com o advento da Internet, e em especial das redes sociais, os candidatos ao cargo de prefeito de Fortaleza estão buscando inovar a campanha eleitoral deste ano e dando mais ênfase para o público que está conectado.

Além das carreatas, passeatas, adesivaços e o corpo a corpo em feiras livres e comunidades, os postulantes têm encontrado nesses mecanismos uma força de maior aproximação com o eleitorado.

Na manhã deste domingo, enquanto Roberto Cláudio (PDT) participava de uma bicicletada no Cocó, Heitor Férrer (PSB) visitava a feira do Antônio Bezerra, e Luizianne Lins (PT) gravava programa eleitoral. Capitão Wagner (PR) iniciou o dia com uma carreata pelas ruas do José Walter e à tarde participa de um bate-papo na comunidade Jardim das Oliveiras. Ronaldo Martins (PRB) tem agenda no Pirambu e Conjunto Esperança.

Nas caminhadas que tem feito pelas ruas da cidade, o atual prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, recebeu sugestões da população sobre demandas locais. No entanto, no geral, a maior parte da população reclama por melhorias na Saúde e Segurança Pública.

Heitor Férrer, que esteve na manhã deste domingo no bairro Antônio Bezerra, afirmou que a ida do candidato aos pontos que têm maior concentração de pessoas é uma obrigação do postulante, ainda que tenha utilizado com mais intensidade as redes sociais. “É preciso otimizar mais o tempo, e as redes sociais ajudam nisso”, explicou.

10:01 · 23.08.2016 / atualizado às 10:01 · 23.08.2016 por
Artur Bruno tem participado de eventos em prol da candidatura de Roberto Cláudio à reeleição.
Artur Bruno tem participado de eventos em prol da candidatura de Roberto Cláudio à reeleição.

O secretário do Meio Ambiente do Governo Camilo Santana, o ex-deputado Artur Bruno, está se licenciando do Partido dos Trabalhadores (PT) para apoiar o prefeito Roberto Cláudio durante o período eleitoral.   Bruno foi um dos petistas que não aceitou a indicação da candidatura da deputada federal Luizianne Lins para disputar a Prefeitura de Fortaleza nas eleições deste ano.

O ex-deputado tem participado dos eventos do atual prefeito da Capital cearense, e na noite de ontem, participou de solenidade no comitê de campanha de Roberto Cláudio, ao lado de outros dirigentes e vereadores que apoiam sua candidatura à reeleição. Artur Bruno não descarta a possibilidade de deixar, definitivamente, os quadros do Partido dos Trabalhadores, mas disse que vai aguardar que a sigla reconheça os seus erros.

“Depois das eleições é necessário fazer uma avaliação do partido. Vamos ver se ele fará uma autocrítica”, disse Bruno, que informou ainda que entrega sua licença na manhã desta terça-feira. “Não vou decidir nada agora. Vou aguardar a avaliação desse processo todo, mas estou muito incomodado com tudo isso.  A minha expectativa é de punição dos corruptos e corruptores. O PT precisa reconhecer os erros, fazer autocrítica e assumir compromissos de profundas mudanças”.

Artur Bruno não é o único petista que está descontente com a situação pela qual a legenda passa atualmente. Outras lideranças do partido também tendem a repensar a permanência na sigla. “Se essa autocrítica não ocorrer, vira um partido sem crédito, como a maioria dos existentes. Mas não vou discutir isso (se sai do grêmio) agora”, pontuou.

09:55 · 22.08.2016 / atualizado às 10:37 · 22.08.2016 por
Voto com biometria é uma das preocupações da Justiça Eleitoral neste ano. FOTO: JOSE LEOMAR
Voto com biometria é uma das preocupações da Justiça Eleitoral neste ano. FOTO: JOSE LEOMAR

Os cartórios eleitorais, em Fortaleza, já estão trabalhando em regime de plantão para atender as demandas campanha deste ano na Capital cearense. Neste fim de semana denúncias de propaganda irregular e até uma Ação de Investigação Judicial foram protocoladas na Justiça Eleitoral.

>Candidatos ainda sem propostas públicas

Durante este mês os auxiliares do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) recebem treinamento sobre o funcionamento da urna eletrônica para, a partir de setembro, repassarem as informações aos mesários que trabalharão no dia do pleito nas seções eleitorais da cidade.

Na manhã deste domingo dezenas de funcionários do Tribunal estavam tirando dúvidas sobre o dia da votação, que também será feita através do voto biométrico, ainda não obrigatório na Capital.

Até a manhã de domingo, algumas denúncias de propaganda irregular foram feitas. No entanto, a fiscalização da Justiça Eleitoral não avistou qualquer irregularidade e nenhum postulante foi punido, conforme informou o chefe da 116ª Zona Eleitoral, Roberto Lopes, que faz parte da comissão responsável pela propaganda eleitoral deste ano.

Uma das denúncias dizia respeito à realização de uma ação social, que teria sido realizada pelo candidato Carlos Dutra, do PDT. Outra dava conta de pintura irregular em muro no comitê de campanha de Cláudia Gomes, e uma terceira de carro de som parado, no bairro Presidente Kennedy. O veículo estaria fazendo campanha para Eliana Gomes, do PCdoB. Os fiscais do TRE informaram que nenhuma das ações estavam ocorrendo.

Fiscais trabalham durante o fim de semana, em regime de plantão. FOTO: JOSE LEOMAR
Fiscais trabalham durante o fim de semana, em regime de plantão. FOTO: JOSE LEOMAR

“O que acontece é que ainda há muito desconhecimento sobre as novas regras eleitorais, e como há uma disputa acalorada, cheia de interesses, as pessoas acabam fazendo muitas denúncias. Mas elas, muitas vezes, não se configuram como irregulares”, apontou Roberto Lopes.

Ele informou ainda que muitos candidatos estão tentando registrar o CNPJ, mas a Receita Federal tem demorado a liberar o documento, visto que muitas informações dos próprios postulantes estão incorretas ou faltando.

Na manhã de ontem, na sede do Fórum Péricles Ribeiro, na Praia de Iracema, houve treinamento e instrução para auxiliares da Justiça Eleitoral que vão repassar as informações para os mesários. O trabalho de preparação acontece desde o final de julho passado e vai até o fim de agosto.

A partir de setembro será a vez dos mesários receberem o treinamento. De acordo com o chefe da 118ª Zona Eleitoral, Romaico Carvalho, há uma preocupação especial com o fato de neste ano Fortaleza participar do voto com identificação biométrica e voto normal, na urna eletrônica.

Ele explicou que o cadastramento biométrico ainda não é obrigatório na Capital cearense, e que acontecerá de forma ordinária, toda vez que o eleitor for realizar algum tipo de procedimento nos cartórios eleitorais.

PR e SD entram com ação contra Roberto Cláudio e Moroni

Até o momento o Ministério Público Eleitoral solicitou apenas a impugnação das candidaturas de Leonelzinho Alencar (PROS) e de Aonde é, do PTdoB. Os dois renunciaram seus mandatos para evitarem a cassação pela Câmara Municipal de Fortaleza por corrupção.

No entanto, na manhã deste domingo foi protocolado na 112ª Zona Eleitoral uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral em desfavor do prefeito Roberto Cláudio (PDT) e do candidato a vice-prefeito, Moroni Torgan (DEM). A ação foi feita pela coligação “Novo Caminho”, formada por PR e Solidariedade (SD), que apoiam o candidato Capitão Wagner (PR). O documento foi distribuído para a 114ª Zona Eleitoral, e aguarda assinatura da juíza, Maria Marleide Maciel Mendes, responsável pela Zona.

A ação se deu, segundo o advogado da coligação, Thiago Almeida, porque foi constatado diversas publicidades institucionais por parte da Prefeitura de Fortaleza fora do período estipulado pela Justiça Eleitoral, que deveria ocorrer até o dia 2 de julho passado.  Segundo Almeida, em diversos cruzamentos e avenidas da cidade existem propagandas institucionais sobre o funcionamento de UPAs 24 horas, pavimentações e outras ações da gestão Roberto Cláudio.

A ação foi requerida junto à Justiça Eleitoral para suspender a propaganda eleitoral em período vedado, e no mérito solicitou multa, que varia de R$ 5 mil a R$ 25 mil.