Busca

06:32 · 29.06.2017 / atualizado às 08:18 · 29.06.2017 por
Proposta será analisada pela Secretaria do Esporte que, assessorada pela Seplag Foto: Cid Barbosa

O secretário de Planejamento e Gestão do Governo do Estado, engenheiro Maia Júnior, revela ao blog que recebeu quarta-feira, 28, do Clube Unesco do Brasil – braço esportivo da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura – uma proposta “de custo zero” para a gestão do Centro de Formação Olímpica do Ceará (CFO), equipamento de Primeiro Mundo construído bem em frente à arena Castelão, em Fortaleza.

A proposta lhe foi entregue, oficialmente, por uma advogada e dois executivos do Clube Unesco Brasil. Agora, ela será analisada pela Secretaria do Esporte que, assessorada pela Seplag, emitirá um parecer a ser encaminhado à apreciação do governador Camilo Santana.

Segundo o secretário Maia Júnior, a Unesco – para assumir a gestão do Centro de Formação Olímpica do Ceará – mobilizará empresas nacionais e estrangeiras que, utilizando-se da Lei do Esporte, se associarão ao projeto por meio do investimento de recursos oriundos de deduções do Imposto de Renda.

O Clube Unesco Brasil quer fazer do CFO não apenas um polo de treinamento de atletas com vocação para o esporte olímpico, mas também um centro de atividades esportivas para crianças e adolescentes de famílias pobres. O Governo do Estado entende que essa proposta atende às finalidades do CFO, razão pela qual há grande possibilidade de as duas partes formalizarem uma parceria.

04:52 · 29.06.2017 / atualizado às 04:52 · 29.06.2017 por

O empresário Cristiano Maia, presidente da Associação dos Criadores de Camarão do Ceará e ele mesmo o maior produtor brasileiro de camarão, disse ao blog que está faltando camarão no Brasil e no mundo.

De acordo com Cristiano Maia, toda a produção de camarão não consegue atender metade da demanda mundial.

É verdade! Por exemplo: toda a produção de camarão do Brasil só é suficiente para atender ao mercado interno, que está em expansão, exigindo mais oferta do produto.

O Ceará, que é o maior produtor brasileiro de camarão criado em cativeiro, produz hoje cerca de 40 mil toneladas por ano, mas suas fazendas de criação têm capacidade para produzir até duas vezes mais, desde que voltem as chuvas para encher de água os viveiros.

04:49 · 29.06.2017 / atualizado às 04:49 · 29.06.2017 por

Boa notícia está chegando do Ministério do Trabalho e Emprego:

Cresceu 30%, em todo o País, entre 2010 e 2015, o número de pessoas da faixa etária de 50 a 60 anos que estão hoje empregadas com carteira assinada.

Em 2010, eram 5,8 milhões empregados com essa faixa de idade;

Em 2015, esse número saltou para 7,6 milhões de pessoas.

Aqui no Brasil, no Ceará também, ainda há um preconceito contra quem, no mercado de trabalho, tem 50 anos ou mais de idade.

Ora, a expectativa de vida do brasileiro – segundo o IBGE – é hoje de 76 anos.

Quem tem entre 50 e 70 anos de idade – como este blogueiro, que tem 74 – está com plena capacidade intelectual para o trabalho. É uma mão-de-obra que não pode nem deve ser dispensada.

Ou seja, o brasileiro está vivendo mais e melhor, apesar de todas as dificuldades que são consequências da má gestão dos governos e da corrupção de boa parte dos políticos. Infelizmente.

04:45 · 29.06.2017 / atualizado às 04:45 · 29.06.2017 por

Nas próximas segunda e terça-feiras, dias 3 e 4 de julho, haverá aqui em Fortaleza o Primeiro Encontro Finep para a Inovação, um evento muito importante para os empresários pequenos, médios e grandes que desejam obter financiamento para implantar ou ampliar seus projetos.

Estarão aqui o presidente e os especialistas do Finep – que é um fundo de financiamento vinculado ao Ministério de Ciência e Tecnologia.

Seu presidente, economista Marcos Cintra, já mandou um excelente aviso prévio aos interessados cearenses: será apresentado, durante o encontro, o Sinep Startup, novo edital de financiamento de projetos de inovação tecnológica de empresas em estágio inicial.

Um detalhe: será possível, durante o encontro, agendar atendimento personalizado com os especialistas do Finep.

04:42 · 29.06.2017 / atualizado às 04:42 · 29.06.2017 por

Uma boa notícia transmite o secretário das Cidades do Governo do Ceará, engenheiro Lúcio Gomes:

As obras de duplicação do IV Anel Viário de Fortaleza serão retomadas dentro de mais 30 dias.

Para quem já esperou três anos, mais um mês de espera não significará nada.

A duplicação do IV Anel Viário – uma rodovia federal transferida para a gestão estadual cearense – é uma imperiosa e urgente necessidade.

É por essa estrada que está passando, em caminhões e carretas pesadas, toda a carga que vai e vem dos portos do Mucuripe e do Pecém, além dos veículos de passeio que demandam o Distrito Industrial de Maracanaú, nas proximidades do qual está também a Ceasa, que é outra grande fonte geradora de tráfego.

Um consórcio de empresas da construção pesada ganhou a licitação para executar o restante da duplicação. Se não faltar dinheiro e se o consórcio for competente, a duplicação do IV Anel Viário estará pronta dentro de um ano e meio.

04:38 · 29.06.2017 / atualizado às 04:38 · 29.06.2017 por

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: “Nem todo aquele que me diz: ‘Senhor, Senhor’, entrará no Reino dos Céus, mas o que põe em prática a vontade de meu Pai que está nos céus. Naquele dia, muitos vão me dizer: ‘Senhor, Senhor, não foi em teu nome que profetizamos? Não foi em teu nome que expulsamos demônios? E não foi em teu nome que fizemos muitos milagres? Então eu lhes direi publicamente: Jamais vos conheci. Afastai-vos de mim, vós que praticais o mal. Portanto, quem ouve estas minhas palavras e as põe em prática é como um homem prudente, que construiu sua casa sobre a rocha. Caiu a chuva, vieram as enchentes, os ventos deram contra a casa, mas a casa não caiu, porque estava construída sobre a rocha. Por outro lado, quem ouve estas minhas palavras e não as põe em prática é como um homem sem juízo, que construiu sua casa sobre a areia. Caiu a chuva, vieram as enchentes, os ventos sopraram e deram contra a casa, e a casa caiu, e sua ruína foi completa!”

Quando Jesus acabou de dizer estas palavras, as multidões ficaram admiradas com seu ensinamento. De fato, ele as ensinava como quem tem autoridade e não como os mestres da lei.

04:55 · 28.06.2017 / atualizado às 04:55 · 28.06.2017 por

A empresa Agrícola Famosa, que tem sede em Fortaleza e fazendas de produção em Icapuí e no Perímetro Irrigado Tabuleiros de Russas, já mandou um bom aviso aos empresários da pecuária cearense: ela ensilou, em suas fazendas, 5,5 toneladas de milheto e pasto natural, o suficiente para alimentar, durante o segundo semestre deste ano, o rebanho bovino leiteiro de toda a Chapada do Apodi, no Ceará.

Mas outras empresas, inclusive da pecuária, também ensilaram pasto natural, milheto e palma forrageira, que serão utilizados de agosto em diante, quando a fase de estio apertar.

04:51 · 28.06.2017 / atualizado às 04:51 · 28.06.2017 por

O presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), engenheiro Jerson Kelman, está dizendo que a gestão do Projeto São Francisco de Integração de Bacias não deve ser entregue à Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf).

Jerson Kelman considera que é a Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) o único organismo federal capaz de assumir a gestão do Projeto São Francisco, uma vez que tem hoje a administração de todo o regime de águas da região nordestina, incluindo o próprio rio São Francisco.

O blog pode informar que essa opinião é rechaçada pelos engenheiros do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), a mais antiga repartição pública federal do Nordeste. Para eles, é o Dnocs que deveria tomar a gestão do Projeto S. Francisco por causa de sua expertise.

Eis uma boa polêmica.

04:47 · 28.06.2017 / atualizado às 04:47 · 28.06.2017 por

O segundo voo fretado ligando o aeroporto de Congonhas, em São Paulo, à praia de Jericoacoara, no município de Cruz, no litoral Oeste do Ceará, já está lotado.

Esse voo da agência de viagens CVC, a maior do País, é operado pela Gol Linhas Aéreas com um Boeing 787-800, com capacidade para 177 passageiros.

O segundo voo Congonhas-Jericoacoara partirá às 10h30 do próximo sábado, dia 1º de julho.

A chegada do voo em Jeri está previsto para as 13 horas e 15 minutos.

04:44 · 28.06.2017 / atualizado às 04:44 · 28.06.2017 por

A Companhia Hidrelétrica do São Francisco parece ter chegado à conclusão de que gerar hidreletricidade, nestes tempos de poucas chuvas de baixa vazão, é remar contra a maré da natureza.

Por esta razão, a gestão da Chesf entendeu, finalmente, que o melhor a fazer hoje é reduzir o uso da água para gerar energia elétrica e, em vez disso, investir na geração de energias renováveis, como sugerem os ecologistas do mundo inteiro.

Mas, por que essa mudança? A Chesf concluiu que os custos das energias renováveis, como a solar e a eólica, caíram muito nos últimos anos, e já estão hoje muito próximos dos custos das hidrelétricas. Os custos da eólica já emparelharam.

E as energias renováveis ainda têm uma grande  vantagem, pois são ambientalmente limpas.

Assim, a Chesf tomará o caminho correto, se vier a priorizar o investimento na geração de energia solar e eólica, permitindo que a água de suas barragens seja usada para o abastecimento humano e a dessedentação animal e para a irrigação dos campos de produção de alimentos no Nordeste.

Por causa da tecnologia, a irrigação consome hoje cada vez menos água.