Busca

Autor: Egídio Serpa


04:55 · 28.06.2017 / atualizado às 04:55 · 28.06.2017 por

A empresa Agrícola Famosa, que tem sede em Fortaleza e fazendas de produção em Icapuí e no Perímetro Irrigado Tabuleiros de Russas, já mandou um bom aviso aos empresários da pecuária cearense: ela ensilou, em suas fazendas, 5,5 toneladas de milheto e pasto natural, o suficiente para alimentar, durante o segundo semestre deste ano, o rebanho bovino leiteiro de toda a Chapada do Apodi, no Ceará.

Mas outras empresas, inclusive da pecuária, também ensilaram pasto natural, milheto e palma forrageira, que serão utilizados de agosto em diante, quando a fase de estio apertar.

04:51 · 28.06.2017 / atualizado às 04:51 · 28.06.2017 por

O presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), engenheiro Jerson Kelman, está dizendo que a gestão do Projeto São Francisco de Integração de Bacias não deve ser entregue à Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf).

Jerson Kelman considera que é a Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) o único organismo federal capaz de assumir a gestão do Projeto São Francisco, uma vez que tem hoje a administração de todo o regime de águas da região nordestina, incluindo o próprio rio São Francisco.

O blog pode informar que essa opinião é rechaçada pelos engenheiros do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), a mais antiga repartição pública federal do Nordeste. Para eles, é o Dnocs que deveria tomar a gestão do Projeto S. Francisco por causa de sua expertise.

Eis uma boa polêmica.

04:47 · 28.06.2017 / atualizado às 04:47 · 28.06.2017 por

O segundo voo fretado ligando o aeroporto de Congonhas, em São Paulo, à praia de Jericoacoara, no município de Cruz, no litoral Oeste do Ceará, já está lotado.

Esse voo da agência de viagens CVC, a maior do País, é operado pela Gol Linhas Aéreas com um Boeing 787-800, com capacidade para 177 passageiros.

O segundo voo Congonhas-Jericoacoara partirá às 10h30 do próximo sábado, dia 1º de julho.

A chegada do voo em Jeri está previsto para as 13 horas e 15 minutos.

04:44 · 28.06.2017 / atualizado às 04:44 · 28.06.2017 por

A Companhia Hidrelétrica do São Francisco parece ter chegado à conclusão de que gerar hidreletricidade, nestes tempos de poucas chuvas de baixa vazão, é remar contra a maré da natureza.

Por esta razão, a gestão da Chesf entendeu, finalmente, que o melhor a fazer hoje é reduzir o uso da água para gerar energia elétrica e, em vez disso, investir na geração de energias renováveis, como sugerem os ecologistas do mundo inteiro.

Mas, por que essa mudança? A Chesf concluiu que os custos das energias renováveis, como a solar e a eólica, caíram muito nos últimos anos, e já estão hoje muito próximos dos custos das hidrelétricas. Os custos da eólica já emparelharam.

E as energias renováveis ainda têm uma grande  vantagem, pois são ambientalmente limpas.

Assim, a Chesf tomará o caminho correto, se vier a priorizar o investimento na geração de energia solar e eólica, permitindo que a água de suas barragens seja usada para o abastecimento humano e a dessedentação animal e para a irrigação dos campos de produção de alimentos no Nordeste.

Por causa da tecnologia, a irrigação consome hoje cada vez menos água.

04:35 · 28.06.2017 / atualizado às 04:35 · 28.06.2017 por

A Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) parece ter chegado à conclusão de que gerar hidreletricidade nestes tempos de poucas chuvas e baixa vazão, é remar contra a natureza.

Por esta razão, a gestão da Chesf começa a entender, finalmente, que o melhor a fazer hoje é reduzir o uso da água para gerar energia elétrica e, em vez disso, investir na geração de energias renováveis, como sugerem os ecologistas do mundo inteiro.

Mas, por que essa mudança? É que os custos das energias renováveis, como a solar e a eólica, caíram muito nos últimos anos, e já estão hoje muito próximos dos custos das hidrelétricas.

E as energias renováveis ainda têm uma grande  vantagem, pois são ambientalmente limpas.

Assim, a Chesf tomará o caminho correto, se vier a priorizar o investimento na geração de energia solar e eólica, permitindo que a água de suas barragens seja usada para o abastecimento humano e a dessedentação animal e para a irrigação dos campos de produção de alimentos no Nordeste.

Por causa da tecnologia, a irrigação consome hoje muito menos água,e esta é a boa notícia.

04:28 · 28.06.2017 / atualizado às 04:28 · 28.06.2017 por

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: “Cuidado com os falsos profetas: Eles vêm até vós vestidos com peles de ovelha, mas por dentro são lobos ferozes. Vós os conhecereis pelos seus frutos. Por acaso se colhem uvas de espinheiros ou figos de urtigas? Assim, toda árvore boa produz frutos bons, e toda árvore má produz frutos maus. Uma árvore boa não pode dar frutos maus, nem uma árvore má pode produzir frutos bons. Toda árvore que não dá bons frutos é cortada e jogada no fogo. Portanto, pelos seus frutos vós os conhecereis”.

04:04 · 27.06.2017 / atualizado às 04:04 · 27.06.2017 por

Amanhã, quarta-feira, 28, o secretário de Infraestrutura do Governo do Ceará, Maia Júnior, receberá em seu gabinete o representante no Brasil da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura – Unesco.

Os dois tratarão da proposta que a Unesco apresentou ao governo cearense para a gestão – a custo zero, como este blog revelou em primeira mão na segunda-feira, 26, do Centro de Formação Olímpica do Ceará (CFO).

Estava previsto para hoje, em Paris, onde a Unesco tem sede, um encontro do seu presidente com o governador Camilo Santana, os quais tratariam do mesmo assunto. Mas, por problema de agenda, a reunião não poderá ser realizada.

A proposta da Unesco, em poder do governo estadual, ainda não foi detalhada, mas já se sabe que ela permite a participação de grandes empresas privadas mundiais, como a francesa Lagardere, que hoje tem a gestão do estádio Castelão, em Fortaleza, em frente ao qual foi implantado o Centro de Formação Olímpica, equipamento destinado ao treinamento de atletas vocacionados para os esportes olímpicos.

Esse CFO é considerado um dos mais modernos do mundo, mas, por enquanto, por falta de recursos financeiros e de uma gestão adequada, está sem utilização.

 

03:55 · 27.06.2017 / atualizado às 03:55 · 27.06.2017 por

Esta terça-feira, 27, é um dia importante para o Governo do Ceará.

Em Paris, onde chegou ontem à noite procedente de Frankfurt, na Alemanha, o governador Camilo Santana tem dois compromissos importantes.

Um deles é uma reunião com a diretoria do Instituto Pasteur, uma das maiores e mais conceituadas instituições de saúde do mundo.

O Instituto Pasteur pode vir a ser o grande parceiro da Fiocruz e do governo cearense, que estão construindo uma fábrica de vacinas no Polo Industrial de Saúde do Eusébio, aqui na Região Metropolitana de Fortaleza.

Essa parceria tem muita chance de dar certo.

Outra reunião do governador Camilo Santana é com diretores da empresa aérea Air France KLM, sócia da brasileira Gol Linhas Aéreas Inteligentes, que poderia  interessar-se pela instalação de um centro de distribuição de voos (hub) no aeroporto Pinto Martins.

Ontem, segunda-feira, Camilo Santana e o secretário de Desenvolvimento Econômico, que o acompanha, conheceu todas as instalações do Aeroportode Frankfurt, operado pela Fraport, a mesma empresa que venceu o leilão de concessão  do Aeroporto de Fortaleza, cuja gestão assumirá no fim do próximo mês de julho.

03:48 · 27.06.2017 / atualizado às 03:48 · 27.06.2017 por

O jornal Diário do Nordeste divulgou informação que teve enorme repercussão junto aos empresários cearenses do setor agropecuário.

De acordo com a informação, é muito ruim o futuro próximo do Ceará e do Nordeste, em relação aos recursos hídricos.

Por causa do efeito estufa, que tem causado o aumento da temperatura do planeta, o Ceará e toda a região nordestina, incluindo o seu litoral, ou seja, as zonas de praia, sofrerão ainda mais com a falta de chuvas.

No Ceará, é a região do litoral que tem alguns dos mais importantes aquíferos do Estado, e dos quais o Governo começa a captar água para abastecer o Complexo Industrial do Pecém.

O empresário Carlos Prado, sócio presidente da Itaueira Agropecuária, que produz exporta melão e melancia para a Europa e os EUA, tem afirmado que não haverá produção de alimentos se não houver água.

Parece que a solução será orar a Deus para que retornem as chuvas.

03:44 · 27.06.2017 / atualizado às 03:44 · 27.06.2017 por

O Ibope Inteligência fez uma pesquisa que apurou, na semana passada, o seguinte:

80% dos brasileiros que têm plano de saúde estão satisfeitos com os serviços prestados por eles.

Tem mais: de acordo com a mesma pesquisa, 82% dos brasileiros, que têm plano médico-hospitalares, declararam-se, também, satisfeitos ou muito satisfeitos com seus serviços.

No exato momento em que todo mundo está a reclamar de que os planos de saúde estão muito caros, chega essa pesquisa do Ibope e joga no lixo essa opinião.

Acredite, é vero – segundo o Ibope Inteligência.