Busca

Autor: Egídio Serpa


06:14 · 19.08.2017 / atualizado às 06:14 · 19.08.2017 por

Está cada vez mais difícil viver.

E sobreviver.

Na Europa, são os atentados terroristas que matam e ferem as pessoas.

No Brasil, é a violência urbana que causa o medo, a ponto de as famílias preferirem permanecer em casa durante as noites e nos domingos e feriados, resguardando-se, protegendo-se contra a ação de bandidos.

Nos bairros da periferia de Fortaleza já se registram – como nas favelas do Rio de Janeiro – batalhas dos traficantes pela conquista de mais espaço para o comércio de drogas.

Por causa desse conflito armado – e são armas pesadas, contrabandeadas – muitos jovens tê morrido assassinado ou em confronto com a Polícia ou com os grupos rivais.

O Estado brasileiro –  sem dinheiro para cumprir suas obrigações na educação, na saúde, no saneamento e na segurança pública – parece estar perdendo essa guerra contra o tráfico, que, bem organizado, já se dividiu em facções cuja força pode ser observada nos presídios nacionais, onde crescem as rebeliões.

De costas para a realidade do País, os políticos de Brasília tornam ainda mais grave a situação, pois aprovam medidas que só aprofundam o déficit das contas públicas.

Uma pena.

 

05:53 · 19.08.2017 / atualizado às 05:53 · 19.08.2017 por

Hoje, sábado, 19 de agosto, é o Dia da Construção Civil.

Para celebrar a data, o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará (Sinduscon-CE) promove na unidade do Sesi no bairro de Parangaba um dia inteiro de entretenimento e confraternização dos trabalhadores com suas famílias.

André Montenegro, presidente do Sinduscon-CE, elogia a a qualidade da mão de obra da construção civil cearense; “São profissionais do mais alto nível e graças a eles é reconhecidamente de alto padrão o nível dos impoveis residenciais e comerciais do Ceará”.

05:49 · 19.08.2017 / atualizado às 17:04 · 19.08.2017 por

Resultado de imagem para levaram crianças a Jesus, para que impusesse as mãos sobre elasNaquele tempo, levaram crianças a Jesus, para que impusesse as mãos sobre elas e fizesse uma oração. Os discípulos, porém, as repreendiam. Então Jesus disse: “Deixai as crianças e não as proibais de vir a mim, porque delas é o Reino dos Céus”. E depois de impor as mãos sobre elas, Jesus partiu dali.

 

 

 

Reflexão – “a criança  é  o  modelo do reino de Deus”

Os homens, na sua maioria, não gostam de ser tratados como crianças, pois se consideram sábios e inteligentes. Jesus, no entanto, dá a criança como modelo a ser seguido por aqueles que querem participar do Seu reino. Neste Evangelho, mais uma vez Jesus enfatiza o valor de sermos como criancinha, isto é, simples, dependente e confiante. A criança é o símbolo do ser fraco sem pretensões sociais: ela é simples, não tem poder nem ambição, vazia de si mesma e pronta para receber o Reino. A dependência, a naturalidade, a confiança, a entrega nas mãos dos pais, o coração transparente, a alegria, o suplicar, o pedir, o querer estar perto dos seus, o carinho, a inocência, a falta de maledicência, tudo isto, faz a diferença entre a criança e o homem velho. O Senhor quer que nós tenhamos esse coração de criança, renovado, que não julga, mas espera confiante, que ora e suplica. Somente assim nós poderemos viver o reino dos céus, aqui!  O mundo chama de tolos os que assim vivem, porém o que é tolice para o mundo é sabedoria para Deus. – Você quer ser como uma criança nas mãos do Pai? – Você confia plenamente que Deus é Pai e quer olhar por você a cada momento?  – Para você o que significa ser criança? Você age como criança? – Qual a maior virtude da criança? Procure imitá-la.

 

Helena Colares Serpa – Comunidade Católica Missionária UM NOVO CAMINHO

15:05 · 18.08.2017 / atualizado às 15:13 · 18.08.2017 por

O secretário de Planejamento e Gestão (Seplag) do Governo do Ceará, Maia Júnior, roubou a cena do almoço com que o empresariado cearense homenageou nesta sexta-feira, 18, o prefeito de São Paulo, João Dória Júnior, que veio a Fortaleza para pronunciar palestra sobre novo modelo de gestão pública. Dória diz que não é, mas o que diz e o que faz são atitues de quempensa em tornar-se candidato a presidente da República.

Maia Júnior subiu ao palco depois que João Dória havia concluído sua fala e quando os cerca de 350 convidados para o almoço já estavam de pé e preparam-se para sair. Ele fez um discurso rápido durante o qual rasgou elogios ao senador Tasso Jereissati, presidente nacional do PSDB,presente ao encontro. “Nós todos estamos com você, Tasso, aonde quer que você vá”, disse Maia Júnior, arrancando aplausos do auditório.

O secretário fez referência ao fato de que Tasso Jereissati foi considerado – pelo ranking do portal político.org.br – o mais bem avaliado parlamentar brasileiro.Ele aparece na primeira colocação com 423 pontos.

Os elogios de Maia Júnior a Jereissati foram imediatamente interpretados como um sinal de que ele deverá deixar o Governo, pois sua posição, de declarado apoio ao PSDB e ao seu presidente, adversários do PT e da administração do governador Camilo Santana. E entendidos, também, como “um pedido de demissão”.

Uma fonte ligada ao governador – presente ao almoço a João Dória Júnior – disse a este blog que a presença de Maia Júnior na gestão Camilo Santana “está ficando difícil”.

Depois do seu curto pronunciamento, Maia Júnior foi cumprimentado por vários empresários e políticos presentes ao evento, mas rechaçou qualquer insinuação de que deixará o posto de secretário da Seplag.

 

04:28 · 18.08.2017 / atualizado às 04:28 · 18.08.2017 por

O presidente Michel Temer, finalmente, adotou uma providência correta:

Assinou, na quarta-feira, dia 16/8, decreto que permite a abertura dos supermercados nos dias de domingo e feriados.

O decreto salienta que os supermercados são uma “atividade essencial” à economia do País.

A primeira consequência prática dessa medida será a abertura de novas vagas de trabalho.

A segunda consequência será a favor da população, que poderá, agora, fazer suas compras de alimentos também aos domingos e feriados.

Nos países mais desenvolvidos, o comércio abre nesses dias.

Aqui no Brasil, isso só era permitido nos supermercados de shopping centers. Coisa de País atrasado.

Respeitando o que diz a legislação, o comércio deve abrir durante todos os dias da semana, para que a população possa ter a opção de comprar no dia que melhor lhe aprouver.

04:25 · 18.08.2017 / atualizado às 04:25 · 18.08.2017 por

A Secretaria da Fazenda do Ceará decidiu aumentar a alíquota do ICMS incidente sobre vários produtos comercializados na Ceasa – a Central de Abastecimento do Ceará,em Fortaleza.

O objetivo da medida está bem claro: aumentar a receita tributária do Estado, que, a bem da verdade, tem mantido suas contas em dia, ao contrário da maioria dos estados brasileiros, cujas contas estão deterioradas, como as do Rio de Janeiro, onde o pagamento do funcionalismo continua atrasado.

Pois bem: por causa dessa decisão da Secretaria da Fazenda, vários produtos já registraram aumento de preços:

A tangerina, por exemplo, que era muito cara, está hoje caríssima, já sendo vendida por mais de R$ 8 reais em alguns supermercados.

Hoje, o trabalhador gasta seu salário comprando unicamente comida, remédio e transporte de ônibus ou metrô.

Eis o Brasil de hoje.

04:22 · 18.08.2017 / atualizado às 04:22 · 18.08.2017 por

Está tramitando no Senado Federal, uma proposta do senador Paulo Rocha, do PT do Pará, modificando a cobrança do ICMS incidente sobre a energia elétrica de qualquer fonte, seja ela eólica, solar ou hidráulica.

O senador paraense e sua PEC desejam que a cobrança do ICMS que incide sobre o consumo de energia elétrica se dê na origem, isto é, no estado gerador da energia.

Hoje essa cobrança é feita no destino – nos estados consumidores.

O senador Paulo Rocha diz que pensa na Bahia, onde estão a Chesf e suas barragens.

Mas ele pensa mesmo no seu Estado, o Pará, onde estão a Eletronorte e a hidrelétrica de Tucuruí, no Tocantins.

Se a PEC fora aprovada, o Estado do Pará terá um ganho anual de mais R$ 446 milhões só com o ICMS da energia que Tocantins gera.

Resumo: cada senador ou cada deputado pensa primeiro na sua base eleitoral.

04:17 · 18.08.2017 / atualizado às 04:17 · 18.08.2017 por

Logo mais, às 11 horas e 30 minutos desta sexta-feira, 18/8, o prefeito de São Paulo, João Dória Júnior, falará para empresários e políticos do Ceará, no Lulla’s Dunas Buffet..

Dória, que é do PSDB, diz que não é candidato a presidente da República, mas tudo o que ele diz e faz é nessa direção.

O evento de hoje faz parte dessa estratégia.

O presidente nacional do PSDB, senador Tasso Jereissati, estará presente à palestra de João Dória, o que, naturalmente, causará repercussão entre o grupo do governador São Paulo, Geraldo Alckmin, este sim, um tucano declaradamente candidato a presidente da República.

João Dória terá dificuldades para tornar-se candidato do PSDB à Presidências, mas o Democratas (DEM) e o próprio PMDB de Michel Temer já lhe abriram as portas para sua candidatura.

Assim, a presença de João Dória Júnior hoje, aqui em Fortaleza, com o respaldo de Tasso Jereissati, acrescentará mais lenha à fogueira dos tucanos, cujo programa de televisão, exibido ontem, 17, em rede nacional, reconheceu os erros do partido nos últimos anos, tendo feito alusão crítica ao que chamou de “presidencialismo de cooptação”, numa clara alusão à presença de quatro tucanos no ministério de Michel Temer.

04:11 · 18.08.2017 / atualizado às 13:01 · 18.08.2017 por

Resultado de imagem para Por isso, o homem deixará pai e mãe, e se unirá à sua mulher, e os dois serão uma só carne’Naquele tempo, alguns fariseus aproximaram-se de Jesus, e perguntaram, para o tentar: “É permitido ao homem despedir sua esposa por qualquer motivo?” Jesus respondeu: “Nunca lestes que o Criador, desde o início, os fez homem e mulher? E disse: ‘Por isso, o homem deixará pai e mãe, e se unirá à sua mulher, e os dois serão uma só carne’ De modo que eles já não são dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, o homem não separe”. Os fariseus perguntaram: “Então, como é que Moisés mandou dar certidão de divórcio e despedir a mulher?” Jesus respondeu: “Moisés permitiu despedir a mulher, por causa da dureza do vosso coração. Mas não foi assim desde o início. Por isso, eu vos digo: quem despedir a sua mulher – a não ser em caso de união ilegítima – e se casar com outra, comete adultério”. Os discípulos disseram a Jesus: “Se a situação do homem com a mulher é assim, não vale a pena casar-se”. Jesus respondeu: “Nem todos são capazes de entender isso, a não ser aqueles a quem é concedido. Com efeito, existem homens incapazes para o casamento, porque nasceram assim; outros, porque os homens assim os fizeram; outros, ainda, se fizeram incapazes disso por causa do Reino dos Céus. Quem puder entender entenda”.

Reflexão  – “o matrimonio é uma aliança de amor abençoada por Deus, e com vocação de eternidade”

 

Deus faz aliança com o homem e a mulher para perpetuar a espécie, não apenas procriando, mas difundindo o Seu amor no mundo e deu a esse homem e a essa mulher o encargo de se unirem para povoar a terra e nela espalhar a semente do Seu amor, por meio dos filhos que gerarem. O que mantém a integridade do matrimônio são a reciprocidade, a amizade, e a vivência de um mesmo ideal em conformidade com a Palavra de Deus. Por isso, Jesus recusa ver o matrimônio a partir de permissões ou restrições legalistas. Ele reconduz o matrimônio ao seu sentido fundamental: aliança de amor e, como tal, abençoada por Deus, e com vocação de eternidade. Marido e mulher são igualmente responsáveis por uma união que deve crescer sempre. No entanto, Jesus mesmo é quem nos fala: “existem homens incapazes para o casamento”.   Nem todos estão preparados para enfrentarem os desafios de uma vida a dois, por isso, percebemos que em muitos casamentos não foi bem aprofundada a questão da complementaridade entre o homem e a mulher. Jesus adverte para que o compromisso seja conscientemente assumido diante de Deus que faz dos dois, uma só carne.  “O que Deus uniu o homem não separe”. Esta Palavra deve servir de base para um discernimento muito maior entre aqueles que escolhem a sua vocação. Uma vez unidos, juntos, completados, quem poderá separá-los?  – Se você escolheu ou ainda não escolheu sua vocação, o que é que o Espírito lhe revela sobre isso? – Você está certo (a) de que o que Deus une o homem não separa? 

“Cada matrimônio é certamente fruto do livre consenso do homem e da mulher, mas a sua liberdade traduz em ato a capacidade natural inerente à sua masculinidade e feminilidade. A união realiza-se em virtude do desígnio do próprio Deus, que os criou homem e mulher, dando-lhes o poder de unir para sempre aquelas dimensões naturais e complementares das suas pessoas. A indissolubilidade do matrimônio não deriva do compromisso definitivo dos contraentes, mas é intrínseca à natureza do “poderoso vínculo estabelecido pelo Criador”  (João Paulo II, Catequese de 21 de Novembro de 1979, n. 2).

Helena Colares Serpa – Comunidade Católica Missionária UM NOVO CAMINHO

14:16 · 17.08.2017 / atualizado às 14:16 · 17.08.2017 por

A Caixa Econômica Federal e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) assinam, nesta quinta-feira, 17/08, acordo de cooperação para impulsionar o segmento varejista do país. A CEF destinará R$ 1 bilhão para o financiamento do setor, além de disponibilizar condições diferenciadas para os associados do sistema CNDL.

Denominado de programa “Avança Varejo”, o acordo disponibilizará condições especiais em produtos e serviços bancários para fomento do setor, além de atendimento diferenciado e benefícios específicos para as empresas associadas.  Dentre os benefícios estão linhas de capital de giro, crédito rotativo, de investimento e financiamento, com prazos mais alongados e taxas de juros diferenciadas.

Para o Gerente Nacional de Estratégia de Clientes da CAIXA, Daniel José Ferraz dos Santos, o acordo assinado entre CAIXA e CNDL representa um esforço conjunto entre as duas instituições com o objetivo de aquecer o mercado e contribuir para a retomada do crescimento econômico. “A CAIXA quer estimular, por meio dessa parceria, o crescimento econômico do setor, que é extremamente importante e decisivo para a economia do país”.

“Trata-se de uma iniciativa fundamental para incentivar as atividades do setor que é o grande empregador do país. Com a parceria, damos mais um passo para a retomada do crescimento econômico e recuperação de empregos”, destaca Honório Pinheiro, presidente da CNDL.

O acordo vai favorecer cerca de 450 mil lojistas associados à CNDL, com mais de um milhão de estabelecimentos comerciais de pequeno, médio e grande porte em todo o Brasil. Por meio do convênio firmado, o empreendedor vai dispor de linhas diversificadas para o financiamento de ônibus, caminhões, máquinas e equipamentos novos, aquisição de softwares e serviços correlatos no mercado interno, além de investimento em inovações.