Categoria: Cidades


04:36 · 12.04.2019 / atualizado às 05:44 · 12.04.2019 por

Nesta sexta-feira, 12, o Instituto Histórico, Geográfico e Antropológico do Ceará celebra o 239º aniversário de Fortaleza durante reunião em que o secretário estadual do Meio Ambiente, Artur Bruno, profere subordinado ao tema “Fortaleza: de pequena vila à metrópole”. A base da palestra serão os oito capítulos do livro, “Fortaleza uma breve história”, de autoria de Artur Bruno e Airton de Farias.

O aniversário da capital do Ceará será oficialmente celebrado amanhã, sábado, dia 13.

De acordo com o livro “Fortaleza uma breve história”, a primeira tentativa de colonizar o Ceará deu-se em 1603, com Pero Coelho.

Ele ergueu nas margens do rio Ceará um pequeno forte batizado de São Tiago (na atual Barra do Ceará). Sem êxito, Coelho retirou-se em 1607.

Coube ao holandês Matias Beck erguer na colina Marajaitiba, às margens do riacho Pajeú, o Forte de Shoonenborch.

Em 1654, Beck e seus homens deixaram a região, depois da rendição holandesa em Pernambuco.

Os portugueses retomaram a colonização no Ceará, mudaram o nome do forte para Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção, nascendo, no dia 13 de abril de 1726, a Vila de Fortaleza de Nossa Senhora de Assunção.

06:53 · 07.04.2019 / atualizado às 06:55 · 07.04.2019 por

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), inaugurará amanhã, segunda-feira, 8,  às 10 horas, seu primeiro Centro de Treinamento para Motociclistas, localizado no bairro de Messejana, área de atuação da Regional VI.

O novo equipamento tem como objetivo de sensibilizar, capacitar, formar e treinar motociclistas sobre o comportamento seguro durante a pilotagem, com aulas práticas e teóricas. As aulas terão a duração total de 4 horas.

O projeto-piloto da AMC tem capacidade para atender 12 pessoas por curso e será aberto ao público de motociclistas em geral e para empresas que trabalhem com motocicletas ou tenham motociclistas em seu quadro de funcionários. As aulas serão ministradas por agentes da AMC que participam do corpo de instrutores de batedores, tendo uma vasta experiência no assunto.

O Centro de Treinamento tem uma área externa, com pista para aulas práticas, recepção, sala de planejamento, auditório, coordenação, copa e banheiros e será administrado pela Gerência de Educação para o Trânsito da AMC (Geduc).

Para o superintendente da AMC, Arcelino Lima, a proposta do centro é manter uma estrutura que ajude na mudança de comportamento do usuário motociclista. “Os estudos mostram que o motociclista ainda é o usuário que mais se envolve em acidentes, inclusive fatais, e o que mais atropela, o que justifica o direcionamento de ações para a mudança do seu comportamento”, ressalta Arcelino.

Desde 2014, a Prefeitura de Fortaleza tem trabalhado de forma ostensiva para reduzir o número de mortes no trânsito. Um reflexo disso, é uma queda de 40% no número de óbitos deste 2014, um trabalho que é fruto de ações coordenadas de educação, fiscalização e infraestrutura.

Este blog já disse, e o repete agora: há diferença entre motociclista e motoqueiro. O motociclista é aquele que se comporta como condutor de um automóvel, cumprindo rigorosamente o que estabelece o Código Nacional do Trânsito. Por sua vez, o motoqueiro é o que faz zizue-zague entre os veículos nas ruas e avenidas, que circula na contramão, que avança sinal vermelho, que trafega em alta velocidade e até sem capacete.

Assim, na verdade, o que esse Centro de Treinamento da AMC pretende é transformar motoqueiros em motociclistas.

Por culpa da própria AMC, que pune pouco os motoqueiros,  crescem os acidentes que os envolvem.

05:22 · 14.03.2019 / atualizado às 05:23 · 14.03.2019 por

Hoje, quinta-feira, 14, às 14 horas, a Prefeitura de Fortaleza lança no Auditório do Paço Municipal o Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) para a escolha de empresa interessada em realizar estudo de viabilidade para a instalação, gestão, operação e manutenção, de empreendimento com atividades voltadas ao lazer e entretenimento nos espigões da orla da Capital, no bairro do Meireles.

O projeto de concessão é uma ação da PMF por meio da Coordenadoria de Fomento à Parceria Público-Privada e Concessões – PPPFOR, e deve contemplar os equipamentos da Beira Mar, localizados na Avenida Rui Barbosa e na Avenida Desembargador Moreira, próximo ao Náutico.

O Procedimento de Manifestação de Interesse deverá apresentar estudos de viabilidade operacional, econômico-financeira, jurídica e de engenharia e arquitetura, com prazo de entrega de até 90 dias, após a publicação do edital no Diário Oficial do Município.

“Os espigões são espaços de grande potencial e um atrativo tanto para moradores, quanto para os turistas. A concessão vem para fortalecer esse potencial socioeconômico que hoje não é explorado e o seu uso efetivo. Será mais um espaço de serviço e entretenimento, que vai gerar um retorno financeiro e cultural para Fortaleza e junto à reforma da Beira Mar, inovar a nossa orla”, destaca Rodrigo Nogueira, coordenador da PPPFOR.

O Espigão da Avenida Rui Barbosa tem a extensão de 270 metros. Já o do Náutico, na Avenida Desembargador Moreira, tem 245 metros de comprimento.

05:41 · 21.01.2019 / atualizado às 05:41 · 21.01.2019 por

No próximo dia 25, a cidade de São Paulo completará 465 anos com expressiva melhora econômica. Responsável por 11% do produto interno bruto (PIB) do País, com R$ 687 bilhões, segundo dados de 2016 do IBGE, a cidade segue como a economia mais importante do Brasil.

A trajetória positiva dos indicadores produzidos mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) reforçam a expectativa otimista para 2019 e a retomada da economia. De acordo com a projeção da Pesquisa Conjuntural do Setor de Serviços (PCSS) da Entidade, o segmento deve encerrar o ano de 2018 com faturamento de R$ 344 bilhões aproximadamente, 15% acima do registrado no ano anterior. Sobre o comércio, a cidade de São Paulo deve faturar R$ 217,3 bilhões neste ano, 3% acima do visto no ano passado, segundo projeções da FecomercioSP. Essa quantia representa 30,5% de tudo o que se vende no Estado – o equivalente a dizer que o comércio deve vender R$ 6.570 por segundo ou R$ 568 milhões por dia.

Segundo cálculos da Federação, na conversão para o dólar referente ao ano de 2016 (R$ 3,48 para cada dólar, segundo o Banco Central) o PIB paulistano chega aos U$ 197,5 bilhões, ou seja, se São Paulo fosse um país, seria a 50ª economia do mundo, entre o Vietnã e a República Checa. Entretanto, essa colocação já foi melhor: 36ª em 2010, mas com o processo de desvalorização do real ao longo dos últimos anos, São Paulo foi caindo no ranking hipotético.

Vale ressaltar que o PIB da capital paulista é duas vezes maior do que a segunda colocada, o Rio de Janeiro (R$ 329,5 bilhões) e equivalente a 93% das quatro colocações seguintes (Rio, Brasília, Belo Horizonte e Curitiba). Além disso, o PIB de São Paulo é quase quatro vezes maior do que a soma das capitais da Região Sul (R$ 176 bilhões).

05:54 · 05.12.2018 / atualizado às 08:26 · 05.12.2018 por

Está marcado para esta quarta-feira, 5, o julgamento de uma ação de inconstitucionalidade da Lei Municipal 10.553/2016, do Município de Fortaleza (CE), que proíbe o uso de carro particular no transporte de passageiros por aplicativos.

Em resumo: a Lei proíbe a existência do Uber e outras iniciativas afins na capital cearense.

A propósito desse julgamento, o presidente nacional do Partido Novo,Moisés Jardim, distribuiu comunicado, afirmando: “O Novo é um partido que luta pela liberdade de ir e vir das pessoas, incentiva o empreendedorismo e é contra interferência do Estado no dia a dia dos cidadãos”.

Segundo Moisés Jardim, presidente nacional da legenda,  o transporte de passageiros por aplicativos “influenciará a vida milhares de motoristas e passageiros, além de mudar toda dinâmica de uma cidade. E é contra isso que estaremos quarta-feira no STF, para acompanhar o julgamento”.

10:47 · 03.07.2018 / atualizado às 10:52 · 03.07.2018 por

A Prefeitura de Fortaleza encaminhou nesta terça-feira a este blog uma mensagem na qual dá explicações sobre o aumento do valor das taxas de emissão de seus alvarás de funcionamento.

Na longa mensagem, a PMF diz  que Fortaleza arrecada com taxas municipais, em valores absolutos, 17 vezes menos que a Prefeitura de Salvador, cidade de porte semelhante. E acrescenta que, com o redesenho e automação dos processos de licenciamento, “que tornou Fortaleza a Capital mais desburocratizada do País, o número de licenças emitidas passou de 1.304 por ano, em 2012, para 39.143 em 2017, o que demonstra o compromisso da Prefeitura com a eficiência, a desburocratização e a simplificação da vida das empresas em nossa cidade”,

Mais adiante, a mensagem da PMF acrescenta: “O processo de renovação de alvará em Fortaleza é totalmente ‘on line’, demora apenas 10 minutos. O alvará é validado em 48 horas”. E diz mais: “Microempreendedores Individuais (MEI) estão isentos da cobrança da taxa de alvará”. E vai em frente: “10. 85% dos estabelecimentos vão pagar um valor médio de apenas R$ 390,00 por ano, pouco mais de E$ 1 por dia”.

Tem mais: “O valor máximo de R$ 5 mil por ano deverá ser pago por apenas 3% dos estabelecimentos”.  E prossegue: “Com a nova legislação, 83% dos empreendimentos não precisarão mais da licença sanitária (portanto não pagarão mais a respectiva taxa anual)”.

E, para terminar, afirma a PMF:  “Nos últimos 5 anos, desde o início da atual gestão, não houve aumento de alíquota de nenhum dos impostos municipais (ISS, IPTU e ITBI)”.

Os empresários dos variados setores da atividade econômica refutam esses argumentos da PMF, razão por que continua a batalha entre as duas partes. O que este blog pode afirmar é que essa batalha tem tisnado a imagem da PMF e de seu prefeito, Roberto Cláudio. Exatamente em um ano eleitoral.

04:05 · 15.05.2018 / atualizado às 04:07 · 15.05.2018 por

A Câmara de Vereadores de Fortaleza deve decidir nesta terça-feira, 15, sobre um projeto-de-lei que regulamenta as atividades dos aplicativos de transporte nesta capital.

Entre esses aplicativos, está o Uber, que inventou essa novidade e já a implantou em várias cidades do mundo.

Pois bem: a proposta em tramitação na Câmara Municipal estabelece que os automóveis usados pelo Uber deverão ter no máximo cinco anos de uso.

Este blog acho muito. Os carros dos aplicativos devem ter uma idade menor – de dois ou três anos.

A mesma proposta cria uma taxa de 2% que será cobrada do aplicativo sobre o valor de cada viagem.

Esse percentual irá para a Prefeitura de Fortaleza. É mais um tributo que onerará o já sofrido contribuinte.

04:13 · 02.05.2018 / atualizado às 04:13 · 02.05.2018 por

Na Serra a Ibiapaba, bela e rica região cearense onde o turismo e a economia se desenvolvem, a gestão pública é um caso lamentável.

As cidades de São Benedito, Ibiapina, Ubajara, Tianguá e Viçosa do Ceará crescem desordenadamente, sem qualquer planejamento urbano, e por isto mesmo podem ser vistos os famosos “puxadinhos”, que só as tornam feias.

Os prefeitos ibiapabanos, como os das demais cidades cearenses, são políticos e estão preocupados com a política.

Deveriam, então, cercar-se de especialistas em urbanismo e dar a eles essa tarefa de planejar o crescimento ordenado de suas cidades.

Infelizmente, não é assim.

08:15 · 03.10.2017 / atualizado às 08:15 · 03.10.2017 por

O Sindicato das Empresas de Garagens, Estacionamentos e de Limpeza e Conservação de Veículos do Ceará (Sindepark/CE) realizará quinta-feira,/10, o I Fórum Estacionamentos e a Cidade: os Desafios para Fortaleza 2040. O encontro  discutirá a nova legislação para ocupação e uso do solo, o setor de estacionamentos e o novo plano diretor de Fortaleza e ainda a visão do projeto Fortaleza 2040 para o setor de estacionamentos.

Para o presidente do Sindepark/CE, Luciano Cavalcante, o Fórum vem em um momento muito propício para a discussão da ocupação das cidades: “Não temos como fugir da realidade atual no tocante à mobilidade urbana. Nós defendemos que há espaço para todos: ônibus, bicicletas, motos, carros e claro, os pedestres. Mas precisamos ordenar esses espaços para que todos circulem em harmonia e sem prejudicar o outro. Dentro desse cenário, os estacionamentos tem um papel essencial para a mobilidade urbana. Além de ser um setor importante para a economia como um todo”, argumenta ele.

O I Fórum Estacionamentos e a Cidade: os Desafios para Fortaleza 2040 tem inscrições gratuitas e vagas limitadas.

Programação 
Abertura oficial:
Prefeito Roberto Cláudio Bezerra
Palestras de Mobilidade Urbana:

Águeda Muniz (Secretária Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente – Seuma)
Marina Hissa (Coordenadora de Desenvolvimento Urbano da Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente – Seuma)
Regina Costa e Silva (Arquiteta da Coordenadoria de Desenvolvimento Urbano da Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente – Seuma)
Fausto Nilo (Arquiteto e Urbanista – Coordenador Geral da Equipe de Urbanismo e Mobilidade do Fortaleza 2040)
Palestras sobre a importância do Sindicato para o Setor:
As perspectivas do Setor de Estacionamento – Sergio Morad (Presidente da Abrapark – Associação Brasileira de Estacionamentos)
A importância dos Sindicatos – Luciano Cavalcante (Presidente do Sindepark/CE)
I Fórum Estacionamentos e a Cidade: os Desafios para Fortaleza 2040:

Onde: Auditório do LC Corporate: Av. Barão de Studart, 300, Meireles. Horário: 19 horas

04:32 · 25.07.2017 / atualizado às 04:32 · 25.07.2017 por

Reparem o que já provocou a chegada do Uber aqui em Fortaleza.

(O Uber é um aplicativo desenvolvido para o mercado de táxi que  invadiu o mundo todo).

Pois bem, aqui na praça de Fortaleza uma vaga de táxi custava R$ 150 mil. Por causa do Uber, esse preço baixou para 50 mil reais.

Qual é a causa?

A causa é a seguinte: os “rendeiros”, que são os motoristas que alugavam táxi de quem é dono de várias vagas da Prefeitura, pagando a eles até R$ 700 por semana, aderiram ao Uber, e hoje são donos do seu próprio negócio, do seu próprio trabalho.

O Uber, além de ter melhorado o serviço de transporte individual, quebrou uma reserva de mercado que existia desde quando se inventou o táxi, além de ser um novo nicho do mercado de trabalho.

O sucesso do Uber é tanto, que os próprios taxistas criaram o seu Táxi 99, que é, digamos assim, uma espécie de seu dos táxis.

São as novidades do setor de serviço, é a tecnologia chegando para melhorar a vida das pessoas.

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Egídio Serpa

Focado em informações de economia - de investimentos, mercado e empresas, o blog avança pela análise dos fatos políticos que têm direta repercussão econômica.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags