Categoria: Cultura


09:32 · 23.01.2019 / atualizado às 09:39 · 23.01.2019 por

Em 2019, diversos projetos voltados para áreas como educação, saúde, esporte e geração de renda passarão a integrar a lista de inciativas apoiadas pelo Instituto EDP no Ceará, organização que há onze anos gere as ações socioambientais do Grupo EDP. 

Um dos projetos que serão desenvolvidos durante este ano no Ceará é o Orquestrando Sonhos. Desenvolvido em parceria com a Associação das Famílias do Pecém, a iniciativa realizará concertos da Orquestra Contemporânea Brasileira no Ceará, promovendo a troca de experiência entre os músicos da OCB e 160 menores em situação de vulnerabilidade e oferecendo formação musical para as crianças e jovens e criando uma orquestra infanto-juvenil. 

“O IEDP procura apoiar iniciativas que promovam o desenvolvimento humano e social. Por isso, buscamos firmar parcerias com projetos transformadores, tanto para as pessoas que participam das ações quanto para as comunidades como um todo. Acreditamos que a descoberta de como cada um pode fazer a diferença torna a sociedade melhor e gera oportunidades para o crescimento equilibrado e sustentável das áreas onde atuamos”, afirma Paulo Ramicelli, assessor de diretoria do Instituto EDP. 

Além do CE, outros programas serão desenvolvidos nos estados de São Paulo, Tocantins, Espírito Santo e Amapá e se somam às atividades já promovidas nas regiões onde a EDP está presente.

14:20 · 05.12.2018 / atualizado às 14:59 · 05.12.2018 por

Localizado diante da Praça do Passeio Público, no centro de Fortaleza, o Museu da Indústria do Ceará, equipamento do Sesi-Ceará, bateu recorde de visitações em 2018. Até o último fim de semana, 18.050 pessoas passaram pelas exposições que estiveram em cartaz neste ano no prédio centenário. Inaugurado em 2015, o Museu da Indústria tem ganhado cada vez mais espaço nas programações culturais e educativas da cidade. A sua proposta é valorizar e preservar a memória de cinco séculos de desenvolvimento da história industrial cearense em um espaço igualmente aberto aos novos tempos de inovação, tecnologia e conhecimento.

Relembre as exposições que passaram, ao longo deste ano, pelo Museu da Indústria:

Exposição “Carnaúba – Árvore da vida” (em cartaz)

A exposição “Carnaúba – Árvore da vida” conta a história da planta símbolo do Ceará, seus usos e seu papel no desenvolvimento do Estado desde a década de 1940. A exposição conta em painéis de imagens, textos, expositores e maquetes, a importância da carnaúba para os cearenses. Ela passa por aspectos botânicos, geográficos e históricos para valorizar a carnaúba como símbolo do estado e fortalecer o sentimento de pertencimento dos cearenses com seu patrimônio histórico e natural.

A exposição traz aspectos biológicos, o beneficiamento da planta, o processo de transformação do pó em cera, os instrumentos utilizados, as tonalidades, o valor econômico e os cearenses que se destacaram neste setor. “Carnaúba – Árvore da vida” reconta a longa história da SC Johnson com o Brasil, que teve início quando H.F. Johnson Jr., líder da terceira geração da família, desembarcou em Fortaleza em busca de uma reserva permanente da cera de carnaúba, matéria-prima dos produtos da empresa na época. A viagem começou na sede da SC Johnson em Racine, Wisconsin. Dois anos depois, a companhia abriu sua primeira fábrica no Brasil e se tornou a primeira empresa a refinar a cera de carnaúba – além disso, a SC Johnson passou a ser a primeira fabricante no Brasil a financiar e incentivar pesquisas sobre a árvore da carnaúba.

Exposição “A Intenção e o Gesto”

A exposição “A Intenção e o Gesto” esteve em cartaz até 1º de julho, como parte da programação do Prêmio CNI SESI SENAI Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas. A exposição integrou o projeto Arte e Indústria, iniciativa que homenageia artistas com processos de criação relacionados à produção industrial. Em sua terceira edição, o projeto teve a curadoria de Marcus Lontra e reúne trabalhos do artista Sérvulo Esmeraldo, homenageado pelo Prêmio este ano, e de mais 10 artistas contemporâneos que dialogam com sua produção.

As visitas eram mediadas por educadores e contemplaram ainda atividades chamadas de ações poéticas, em que o público experimentava o fazer artístico a partir das impressões das exposições.

Exposição “História da Industrialização do Ceará”

Quem visitou, no primeiro semestre deste ano,  o Museu da Indústria – localizado diante da Praça do Passeio Público, no centro de Fortaleza – conheceu a exposição de longa duração “História da Industrialização do Ceará”, que estava em cartaz desde a inauguração do prédio.

A exposição era um convite a uma viagem no tempo, mostrando a rica e fascinante história da industrialização cearense, iniciada com o ciclo do couro até os dias atuais. No acervo físico da exposição, era possível encontrar uma máquina de costurar couro, peça de engrenagem de moinho e uma balança de algodão do século XIX.
HORÁRIOS DE VISITAÇÃO
Terça-feira a sábado: 9h às 17h (com acesso até às 16h30),
Domingo: 9h às 13h (com acesso até às 12h30).
Endereço: Rua Dr. João Moreira, 143 – Centro – Fortaleza – Ceará
Telefone: (85) 3201.3901

06:01 · 11.10.2018 / atualizado às 06:06 · 11.10.2018 por

Chegou às bancas – pelo menos nas de Sobral, sua terra natal, o livro Pense Nisso – Frases Inspiradoras para Enriquecer seu Dia, de autoria do empresário Carlos Aguiar, que, há mais de 40 anos, se transferiu do Ceará para Brasília, onde reside até hoje.

É uma coletânea de curtas frases que ele escreveu em momentos de reflexão.

Todo a receita da venda do livro – na verdade, um livrinho graficamente bem feito e bem ilustrado – será investido em ações de filantropia.

Carlos Aguiar é autor, também, do Vivendo, Aprendendo e Morrendo sem Saber, um sucesso editorial festejado em Brasília e em Sobral.

A seguir, algumas frases inspiradoras de Carlos Aguiar no seu Pense Nisso:

“A vida é uma dádiva; ser velho é uma vitória. Agradeça”.

“É melhor aparecer para servir, do que servir para aparecer”.

“Tudo passa. Até o passado já passou”.

Aprenda ganhando, para não aprender perdendo”.

“Ter e ser é necessário, mas se eu tiver que ter sem ser, prefiro ser sem ter”.

“As escolhas são livres, as consequências, não”.

“A vida é uma grande trilha. Se pararmos, não iremos em frente”.

“A melhor maneira de corrigir seu erro é reconhecer que errou”.

10:01 · 13.08.2018 / atualizado às 10:02 · 13.08.2018 por

Foi escolhida pela A diretoria do Amigos em Ação a obra tema para a campanha de 2018: é um abstrato óleo sobre tela do inesquecível artista plástico cearense Antônio Bandeira, datado de 1956.

A homenagem ao artista que deixou sua marca na história da arte nacional acontece quando se completa o aniversário de 50 anos de sua morte.

A obra foi doada pelo Instituto Antônio Bandeira e será a âncora da 10ª Exposição de Obras de Arte e da 15ª edição do tradicional Leilão Filantrópico de Obras de Arte Amigos em Ação, que contará também com diversas obras de artistas locais.

04:40 · 18.05.2018 / atualizado às 04:42 · 18.05.2018 por

A Unifor acaba de celebrar uma parceria com o Sana (foto) – maior evento pop e de cultura oriental do Norte e Nordeste do País.

O Sana acontece há 18 anos no Centro de Eventos e, durante os seus três dias, reúne uma multidão de 100 mil jovens que se divertem e aprendem das mais diversas maneiras, vendo animação, games, quadrinhos e tecnologia, a maioria de origem asiática.

Neste ano, os alunos de diferentes cursos da Unifor – entre os quais o de administração e o de jornalismo – estagiarão no Sana, cumprindo diferentes tarefas.

O Sana 2018 será realizado durante os dias 27, 38 e 29 do próximo mês de julho, ou seja, nos últimos dias das férias escolares.

De tão grande que é, o Sana ganhou projeção nacional, razão pela qual ele sempre tem a presença de jovens de outros estados.

O Sana é um evento para o público jovem, mas os adultos, que gostam da cultura japonesa ou coreana, por exemplo, também o frequentam.

A parceria da Unifor com o Sana é uma boa novidade.

04:31 · 18.12.2017 / atualizado às 04:33 · 18.12.2017 por

Produto reconhecido mundialmente como genuinamente brasileira, a cachaça já é a segunda mais consumida bebida alcoólica destilada do País, perdendo apenas para a cerveja, que é fermentada.

A comercialização da cachaça, que se transformou em bebida de categoria Premium, como os uísques, já movimenta no Brasil todo o equivalente a R$ 1 bilhão.

Sua produção já ultrapassou a barreira de 1,3 bilhão de litros.

De acordo com o Instituto Brasileiro da Cachaça, há em todo o País, 40 mil produtores e 4 mil marcas de cachaça no mercado nacional.

A cachaça ficou tão importante, que a maior empresa mundial de bebidas destiladas – a britânica Diageo – comprou a cearense Ypióca, cujos rótulos foram renovados há poucos dias.

04:18 · 30.11.2017 / atualizado às 04:19 · 30.11.2017 por

Estreia nesta quinta-feira, 30, em cadeia nacional, o filme “Os Parças”, dirigido pelo cearense Halder Gomes.

Este blog pode testemunhar que se trata de um filme muito bem concebido, com um roteiro inteligente, com uma direção criativa e com um elenco que tem tudo a ver com o seu surpreendente roteiro, que só aparentemente é caótico.

Há uma semana, o filme foi exibido nas sete salas de cinema do Shopping Iguatemi, em Fortaleza. Todas elas estiveram lotadas de  convidados.

E todas as pessoas presentes em todas as salas riram do começo ao fim, e é o que acontecerá de hoje em diante.

A atuação de Tom Cavalcante e de Tirulipa é impecável, e eles revelam toda a sua capacidade de divertir o público.

O filme “Os Parças” vai, definitivamente, consagrar o diretor Halder Gomes, que segue produzindo trabalhos de alta qualidade com baixo custo de produção.

Uma dica para o leitor do blog: não deixe de ver esse filme.

04:20 · 04.07.2017 / atualizado às 04:20 · 04.07.2017 por

Já foram iniciadas as obras de construção da futura Escola de Gastronomia que a família Dias Branco, por meio da Dibra, a sua holding, implantará no Morro de Santa Terezinha, no bairro do Mucuripe, aqui em Fortaleza.

Essa escola terá arquitetura moderna e equipamentos de última geração.

Sua gestão, porém, não será privada, pois o Governo do Estado a assumirá tão logo sua construção esteja concluída dentro de um ano, ou menos.

O sociólogo Élcio Batista, chefe do gabinete do governador do Estado, disse aoblog que essa escola de gastronomia terá como professores alguns dos grandes chefes de cozinha do Ceará, vários dos quais formados pela Cordon Bleu, de Paris, que é a melhor do mundo.

04:19 · 05.06.2017 / atualizado às 04:19 · 05.06.2017 por

O Grupo M. Dias Branco decidiu oferecer um presente à cidade de Fortaleza.

A corporação – líder nacional da indústria de massas e biscoitos – vai começar no próximo dia 12 as obras de construção de uma Escola de Gastronomia, que será erguida no Morro Santa Terezinha, onde estão localizados vários dos bons restaurantes da capital cearense.

O vice-presidente de Investimentos de M. Dias Branco, Geraldo Luciano Matos Jínior, disse ao blog que essa escola terá padrão arquitetônico moderno e será equipado, também, com o que de melhor existe em equipamentos.

A gestão da Escola de Gastronomia, que ainda não tem nome, será do Governo do Estado.

Fortaleza tem vários chefes de cozinha que foram graduados pela mais famosa Escola de Gastronomia do mundo, a Cordon Blue, de Paris.

Esse pessoal deverá ser chamado para ministrar aulas da Escola de Agronomia que o grupo M. Dias Branco construirá.

08:04 · 25.05.2017 / atualizado às 08:04 · 25.05.2017 por

O VI Festival de Jericoacoara Cinema Digital tem lançamento nesta quinta-feira, 25/5, às 17h, no Centro Cultural Banco do Nordeste (Rua Conde D´Eu, 560, Centro, Fortaleza). Na ocasião, o diretor do festival, cineasta Francis Vale, apresentará a equipe do evento e as novidades sobre a programação, além dos materiais de divulgação. Será exibido o curta “Assim nascem canções”, documentário sobre o mestre da música brasileira João Donato, com participação de seus parceiros Lysias Ênio e Paulo André Barata.Entrada franca. 

O VI Festival de Jericoacoara Cinema Digital contará, na Mostra Competitiva de Curtas, com a exibição de 30 filmes, de realizadores de 13 estados, selecionados entre nada menos que 237 inscritos. Participam do festival filmes de até 20 minutos, sobre quaisquer temas, nos gêneros documentário, ficção, animação e experimental.

Neste ano, chamou atenção da comissão de seleção o grande número de documentários inscritos, refletindo-se também na lista dos selecionados. “Um total de 15 filmes, metade dos selecionados, são documentários, o que demonstra a atenção que o gênero vem recebendo por realizadores de todo o País”, destaca o diretor do festival, cineasta e escritor cearense Francis Vale, que celebra a nova edição do festival, apontando que mais uma vez o evento prestará homenagens a grandes nomes do audiovisual do Ceará e do Brasil, com destaque para a história do cinema e para a cena independente.

 “Chegando à sexta edição, o Festival de Jericoacoara Cinema Digital prossegue consolidando cada vez mais sua dimensão nacional, buscando reunir os novos realizadores do cinema brasileiro, que estão em todas as regiões, fazendo seus trabalhos, mesmo enfrentando, muitas vezes, dificuldades para divulgação, repercussão, visibilidade”, afirma Francis Vale.

“Na contramão dessa realidade, o Festival de Jericoacoara Cinema Digital existe justamente para para dar mais destaque a novos nomes do cinema brasileiro, provando que passamos de um eixo geográfico de produção para novos e múltiplos polos, espalhados pelo País”, acrescenta o diretor do festival.

“O festival contribui para mostrar o pluralismo, essa riqueza de origens, temas e formas dos filmes, os realizadores de várias gerações que fazem o novo cinema brasileiro acontecer de um modo muito forte, pulsante”, complementa Francis, que também enfatiza a relação do festival com a comunidade de Jeri como um grande diferencial.

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Egídio Serpa

Focado em informações de economia - de investimentos, mercado e empresas, o blog avança pela análise dos fatos políticos que têm direta repercussão econômica.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags