Busca

Categoria: Economia


04:10 · 26.06.2017 / atualizado às 04:10 · 26.06.2017 por

Reparem: 43% de toda a produção da usina da Companhia Siderúrgica do Pecém estão sendo exportados… para onde? Para os Estados Unidos da América do Norte.

As placas de aço “made in Ceara” da CSP estão sendo usadas pelas grandes siderúrgicas dos Estados Unidos para a fabricação de aços planos, com os quais se fazem automóveis, geladeiras fogões e muito mais.

Esta informação tem importância porque revela a alta qualidade do produto cearense, uma vez que o Governo norte-americanos não autoriza a importação do que não tem qualidade.

Nos primeiros seis meses deste ano de 2017, até a semana passada, a usina siderúrgica do Pecém exportou 1,3 milhão de toneladas de placas de aço, que foram vendidas também para mais de 20 países, incluindo os da Europa e da Ásia.

Estima-se que, até o fim do ano, a CSP exportará quase 3 milhões de toneladas de placas de aço.

04:05 · 23.06.2017 / atualizado às 04:05 · 23.06.2017 por

O presidente da Federação das Indústrias do Ceará, Beto Studart, está otimista com os resultados da viagem que fará, domingo, 25, o governador Camilo Santana, que irá a Frankfurt, na Alemanha, e a Paris, na França, com três objetivos.

O primeiro, em Frankfurt, é tratar com a Fraport – a futura gestora do Aeroporto Pinto Martins – sobre novas frequências de voos para Fortaleza.

O segundo é tratar,em Paris, com o Instituto Pasteur do apoio ao projeto já em andamento de construção de uma fábrica de vacinas no Polo de Saúde do Eusébio, na Região Metropolitana de Fortaleza.

E o terceiro objetivo é reunir-se com a direção da Air France-KLM, sócia da brasileira Gol Linhas Aéreas, da instalação de hub no Aeroporto Internacional de Fortaleza.

Beto Studart considera que esses projetos são do mais alto interesse para a economia do Ceará.

A viagem de Camilo Santana será acompanhada atentamente pelos empresários da indústria cearense.

04:30 · 20.06.2017 / atualizado às 04:30 · 20.06.2017 por

A revista Super-Hiper, da Associação Brasileira de Supermercados, acaba de divulgar o novo ranking das maiores redes supermercadistas do País.

O ranking foi elaborado com base no faturamento das empresas durante o ano passado de 2016.

Eis aqui os primeiros colocados desse ranking:

Em primeiro lugar, o Carrefour, que teve faturamento de R$ 49,1 bilhões;

Em segundo, o Pão de Açúcar, cuja receita alcançou R$ 44,9;

Em terceiro lugar, o Walmart, dona de várias bandeiras, incluindo o Bompreço, que teve receita de R$29,4 bilhões.

A revista também publicou o ranking das redes estaduais de supermercados.

Aqui no Ceará, ele ficou assim:

Em primeiro, o Mercadinhos São Luiz, com faturamento de R$ 563 milhões;

Em segundo lugar, o Frangolândia, com R$ 519 milhões;

E em terceiro o Center Box, com R$ 457 milhões.

04:25 · 20.06.2017 / atualizado às 04:25 · 20.06.2017 por

O secretário da Fazenda do Ceará, Mauro Benevides Filho, está muito preocupado com o comportamento da receita tributária do Estado.

Mais do que estava no começo deste ano.

No último mês de maio, a receita tributária registrou uma queda de 2%.

Parece pouco, mas é muito diante das necessidades financeiras que o Governo do Estado tem, principalmente para manter sua política de investimentos e seu calendário de pagamentos aos fornecedores e ao conjunto de servidores ativos e de aposentados e pensionistas.

Por causa dessa queda de receita, a Secretaria da Fazenda está iniciando um esforço para combater possíveis casos de sonegação, principalmente no que se relaciona às compras com cartão de crédito.

Esse esforço começou segunda-feira, 19, e atinge vários setores do comércio mantidos sob sigilo pela autoridade fazendária.

03:59 · 19.06.2017 / atualizado às 04:00 · 19.06.2017 por

Empresários cearenses do agronegócio, com os quais o blog conversou, disseram que não se surpreenderão se o Grupo JBS vender sua fábrica de beneficiamento de couros que opera em Cascavel, na Região Metropolitana de Fortaleza.

O Grupo JBS está decidido a vender alguns dos seus ativos para poder enfrentar a montanha de dívidas que tem aqui no Brasil e no exterior, incluindo os Estados Unidos.

A fábrica da JBS em Cascavel exporta seus produtos, principalmente, para empresas europeias que fabricam assentos para automóveis, o que gera divisas para o Ceará.

03:57 · 19.06.2017 / atualizado às 03:57 · 19.06.2017 por

O empresário cearense Carlúco Pereira, dono da Dilady, uma das grandes indústrias brasileiras de lingerie, estabeleceu como meta o seguinte:

Até 2020, ou seja, daqui a três anos, sua empresa terá de estar entre as cinco primeiras fábricas do País.

Hoje, a Dilady, que tem parque industrial em Fortaleza, com 22 mil m² de área, já produz todos os itens da moda íntima, para o que dá emprego direto a 1.600 pessoas, parte das quais responde pelas vendas nos escritórios da empresa em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Carlúcio Pereira disse que a Dilady – nome que é uma homenagem à falecida princesa britânica Diana – já exporta seus produtos para países latino-americanos, e adiantou que essas exportações serão ampliadas até 2020.

04:18 · 16.06.2017 / atualizado às 04:18 · 16.06.2017 por

Uma informação que vem da economia, só para mostrar o tamanho da montanha de dinheiro que o Governo Federal arrecada da sociedade:

Às 18 horas desta sexta-feira, 16, o Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo, que mede a arrecadação de impostos, taxas, emolumentos e contribuições pagas pelos brasileiros, alcançará a estratosférica quantia de R$ 1 trilhão.

No ano passado de 2016, esse R$ 1 trilhão foi alcançado no dia 1º de julho.

Isto quer dizer que houve aumento de impostos, ao mesmo tempo em que a máquina de arrecadar melhorou seu desempenho.

Até o fim deste ano, o total de impostos arrecadados passará dos R$ 2 trilhões.

Lembre-se: uma parte desse dinheiro todo, em vez de ir para a saúde e para a educação, vai para o custeio da corrupção.

12:14 · 15.06.2017 / atualizado às 12:14 · 15.06.2017 por

Hoje, 15 de junho, Dia do Corpo de Cristo, é dia santificado e também feriado nacional.

Como amanhã, 16, será sexta-feira, um dia útil mas imprensado entre o feriado de hoje e o sábado e o domingo, estamos, pois, diante de um feriadão.

Mas um feriadão que causa prejuízo.

Um estudo da Federação do Comércio de São Paulo revela que os feriadões deste ano de 2017 estão causando um prejuízo de R$ 10,5 bilhões só ao comércio varejista, incluindo os supermercados.

As lojas que vendem roupas, tecidos e calçados registrarão, em todo o País, no fim do ano, perdas de R$ 1,1 bilhão.

Detalhe: esses prejuízos correspondem só aos feriados federais, sem contar os estaduais e os municipais.

Mas há setores da economia que ganham com os feriadões. Por exemplo: os hotéis e as empresas aéreas. Os hotéis de Fortaleza estão, de hoje até domingo, com uma ocupação superior a 70%.

12:07 · 15.06.2017 / atualizado às 12:07 · 15.06.2017 por

A rede de lanchonetes Oh, My Dog, que nasceu aqui em Fortaleza há cinco anos, já tem oito unidades – quatro próprias e quatro franqueadas.

A Oh My Dog elabora e vende sanduíches do tipo hot-dog de tamanho grande e gigante, com vários ingredientes, e esta é a diferença.

Pois bem: a Oh My Dog anuncia que está abrindo suas primeiras unidades em Minas Gerais, no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Eis ai, em plena crise econômica, um bom exemplo de empreendedorismo.

É na crise que surgem as oportunidades.

04:37 · 13.06.2017 / atualizado às 04:37 · 13.06.2017 por

O Grupo Vicunha, maior fabricante brasileiro de tecido índigo e brim, acaba de ter aprovado pela diretoria colegiada da Sudene seu projeto de obtenção de incentivos fiscais.

A Sudene considerou o projeto prioritário para o desenvolvimento do Nordeste.

A Vicunha investiu R$ 45 milhões na ampliação de sua fábrica em Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza, que dá emprego direto a centenas de pessoas.

A Vicunha poderá abater até 75% do Imposto de Renda a pagar, valor que será reinvestido em projetos do próprio grupo.