Categoria: Educação


04:48 · 12.04.2019 / atualizado às 05:43 · 12.04.2019 por

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-Ceará), organismo do Sistema Fiec, informa que está com 2.920 vagas abertas em Fortaleza, Maracanaú, Sobral e Juazeiro.

São vagas para 171 cursos presenciais em diversas áreas, de duração variada, entre eles confeiteiro, caldeireiro, gesseiro, operador de empilhadeira, montador de sistemas fotovoltaicos, mecânica de máquinas especiais de costura, operação em guindauto, soldagem MAG, eletricista de automóveis, corte e costura feminina em tecido plano, red carped (Moulage em vestidos e saias de festa), comandos elétricos, informática básica, Excel pleno, entre outros.

Das 2.920 vagas disponíveis, 276 são destinadas a oito cursos na modalidade à distância, com a vantagem de poder assistir às aulas pela internet no momento em que preferir e cumprir apenas parte da carga horária obrigatória em aulas presenciais.

05:16 · 25.03.2019 / atualizado às 05:16 · 25.03.2019 por

A diretora do Colégio Santo Inácio, de Fortaleza, Albanisa Gomes, toma parte como vice-presidente, do V Congresso Nacional de Educação da Associação Nacional das Escolas Católicas (ANEC), que se insgtala nesta segunda-feira, 25, em Cuiabá (MT) e se prolongará até quarta-feira, 27.

O tema do congresso é “Inovação, Sustentabilidade, Humanismo Solidário”. 

Neste ano, o Colégio Santo Inácio planeja as ações que, em 2020, celebrarão os 60 anos de Educação Jesuíta no Ceará
Haverá uma intensa agenda para celebrar a data, considerando o seu crescimento e destaque entre as 18 escolas jesuítas no Brasil.
No Ceará, o padre Eugênio Pacelli é o responsável jesuíta, enquanto a professora Albanisa Gomes é a diretora geral do Colégio Santo Inácio.
05:36 · 05.03.2019 / atualizado às 05:36 · 05.03.2019 por

Uma das ações trabalhistas mais antigas em curso no Ceará terá um importante capítulo escrito na próxima sexta-feira, 8 de março.

A Justiça do Trabalho cearense, por meio do Centro Judiciário de Solução de Disputas (Cejusc), homologará acordo de conciliação entre cerca de 680 professores de nível superior do ensino público do Estado com o Governo do Ceará, garantindo o pagamento individual de até R$ 196 mil em precatórios, extensíveis a pensionistas e herdeiros, totalizando aproximadamente R$ 133 milhões.

A cerimônia de homologação acontecerá na sede do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará (TRT/CE), em Fortaleza, às 10h.

São aguardadas as presenças do governador do Estado, Camilo Santana, e do ministro Renato de Lacerda Paiva, vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST).

O processo trabalhista em questão foi iniciado em fevereiro de 1992 e envolve um grupo de mais de 1.200 professores da Universidade Estadual do Ceará (Uece), Universidade do Vale do Acaraú (UVA) e da Universidade Regional do Cariri (Urca) que acionou a Justiça do Trabalho por meio do Sindicato dos Docentes do Ensino Superior Público do Estado do Ceará (Sindesp).

Na ação, os docentes pedem o pagamento de diferenças salariais referentes à implantação do plano de cargos e carreira (PCC) da categoria, que data do ano de 1987.

07:56 · 20.02.2019 / atualizado às 07:57 · 20.02.2019 por

O Instituto Myra Eliane, em parceria com o Instituto Sathya Sai de Educação do Brasil, está promovendo até a próxima sexta-feira (22), o curso de formação das 39 professoras que irão atuar no Centro de Educação Infantil (CEI) Olga & Parsifal Barroso, em Caucaia.

O espaço será o maior complexo educacional da rede municipal de ensino do município, com uma estrutura que inclui 26 salas, teatro grego com capacidade para 180 pessoas, refeitório, quadra poliesportiva, vila, horta, pista de corrida, playground, campo de areia, areninha, área administrativa e banheiro.

As aulas no CEI serão conduzidas com base em uma metodologia diferenciada, fundamentada na promoção de valores humanos como a paz, o amor, a não-violência e a solidariedade.

16:25 · 14.02.2019 / atualizado às 16:27 · 14.02.2019 por

Uma investigação feita pela nova gestão do Ministério da Educação (MEC) pode dar início à Lava Jato da Educação.

A afirmação foi feita nesta quinta-feira, 14, pelo titular do MEC, ministro Ricardo Vélez Rodríguez, em reunião de assinatura do protocolo de intenções celebrado com o Ministérios da Justiça, a Controladoria-Geral da União e a Advocacia-Geral da União que tem como objetivo apurar indícios de corrupção, desvios e outros tipos de atos lesivos à administração pública no âmbito do MEC e de suas autarquias nas gestões anteriores. O acordo é o marco inicial para uma ampla investigação interministerial.

Dos vários casos apurados até agora, foram apresentados exemplos emblemáticos, como favorecimentos indevidos no Programa Universidade para Todos (ProUni), desvios no Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) envolvendo o sistema S, concessão ilegal de bolsas de ensino a distância e irregularidades em universidades federais. A audiência deu transparência ao funcionamento e atos do MEC, seguindo as orientações do presidente Jair Bolsonaro para todos os ministérios e instituições federais.

O documento foi assinado pelos ministros da Educação; da Justiça, Sérgio Moro; da Controladoria-Geral da União, Wagner Rosário, e pelo Advogado-Geral da União, André Mendonça. Também participou da reunião o diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, que será peça fundamental na apuração dos fatos.

A investigação é uma das principais metas em desenvolvimento pelo ministério dentro do plano de ações dos 100 primeiros dias. A partir de agora, o MEC encaminhará os documentos necessários para que Ministério da Justiça, Polícia Federal, Advocacia-Geral da União (AGU) e Controladoria-Geral da União (CGU) possam aprofundar as investigações, instaurar inquéritos e propor as medidas judiciais cabíveis.

O ministro da Justiça, o advogado-geral da União, o ministro da Controladoria-Geral da União e o diretor-geral da Polícia Federal elogiaram a iniciativa do ministro da Educação e se colocaram à disposição para apurar todos os casos apresentados. De acordo com Vélez Rodríguez, o intuito é ser totalmente transparente para a sociedade. “Queremos apurar todos os desvios praticados por pessoas que usaram o MEC e as suas autarquias como instrumentos para desvios.”

05:43 · 14.02.2019 / atualizado às 05:43 · 14.02.2019 por

A renda dos pais tem pesado menos sobre a renda dos filhos, segundo estudo feito por Daniel Duque, pesquisador da área de Economia Aplicada do FGV-IBRE. O resultado indica que filhos de pais pobres viram aumentar as suas chances de ter uma renda maior que a dos pais, apontando que o Brasil progrediu em relação à mobilidade social.

A associação entre a renda das duas gerações caiu 20 pontos percentuais, de 75% para 55%, em 18 anos. O estudo foi realizado com base em quesito especial da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), incluído em 1996 e 2014. Nas duas ocasiões, as pessoas responderam qual era a escolaridade e a ocupação dos seus pais quando os entrevistados tinham apenas 15 anos, permitindo estimar sua renda. Pelo levantamento, a expansão do acesso à educação básica e fundamental teve papel decisivo na melhora da mobilidade.

“Desigualdade de oportunidades pode ter muitas métricas, uma das mais usadas é a associação da renda do pai com a renda dos filhos. Por essa medida, o estudo mostra que caiu a desigualdade de oportunidades. Verificamos que a renda dos filhos é cada vez menos parecida com renda dos pais”, detalhou Duque.

E o acesso à educação teve papel preponderante. Isso porque, segundo o pesquisador, a oferta de vagas no ensino público ampliou-se na década de 1990 em relação a anterior, quando pessoas que nasciam em famílias mais pobres tinham menos oportunidades.

“A persistência intergeracional diminuiu principalmente em virtude da universalização do Ensino Básico entre o final dos anos 80 e 90, o que permitiu com que filhos de pais pouco escolarizados – e por isso mais pobres – tivessem acesso à escola, o que não acontecia antes dessa política”.

Outro fator apontado por Duque como importante para diminuir a desigualdade é a queda no “retorno da educação”, que é o quanto de anos de estudo a mais está associado a rendas mais altas. “Quanto menores são os retornos de educação dos filhos com relação ao dos pais, menor será a associação de renda entre eles”, explicou o pesquisador.

De acordo com o estudo, o melhor desempenho se deu entre mulheres negras, para as quais a diferença foi de 41,10 pontos percentuais em 2014, em comparação com 1996. A educação também teve influência nesse resultado. “A população negra teve historicamente menos acesso à educação do que a população branca, de modo que, com a universalização do Ensino Básico, os negros foram os que tiveram maior aumento de escolaridade. Como nas últimas décadas se observou que mulheres estudam em média por mais tempo do que homens, elas tiveram ainda maior aumento de nível educacional e, por isso, maior aumento da renda com relação aos seus pais”.

A influência da educação acende um alerta. Segundo o economista, para continuarmos melhorando é preciso atuar em duas frentes. Primeiro, é preciso melhorar a qualidade do ensino público, que é inferior ao ensino privado. Depois, faz-se necessário ter políticas públicas para evitar a evasão escolar, que afasta jovens de famílias mais pobres das escolas no Ensino Médio e, sobretudo, do Ensino Superior.

07:00 · 29.01.2019 / atualizado às 07:00 · 29.01.2019 por

Localizado no sertão cearense, a 296 km ao Sul de Fortaleza, a cidade de Mombaça receberá o 33° campus do Instituto Federal do Ceará (IFCE). Grande parte do 44 mil moradores da geografia do município já vive a expectativa do dia 15 de fevereiro, quando, em solenidade às 16h, será lançada a pedra fundamental da unidade. O evento, que acontece no mesmo espaço da obra, na rodovia CE 363, anuncia oficialmente a chegada do mais novo campus da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica que, assim como em outras regiões, deve mudar expressivamente a realidade da educação local.

A construção do campus, cujos primeiros serviços já começam no próximo mês, deve estar concluída em um ano, somando investimento de R$ 5,4 milhões. A unidade terá, inicialmente, quatro salas de aula, cinco laboratórios, auditório, sala de professores, cantina, quadra poliesportiva, ambientes administrativos e de apoio ao aluno, totalizando 4.500 m² de área construída. Os primeiros cursos, como já ocorre normalmente com o IFCE, serão discutidos em audiência pública com a participação da comunidade, precedido de estudo técnico de potencialidades.

O reitor Virgílio Araripe informou que conversou com o prefeito Ecildo Evangelista Filho, de Mombaça, sobre o início dos trabalhos, inclusive, a agenda do dia 15 foi definida durante esse entendimento: “É mais uma unidade, a 33ª, que entregaremos à comunidade. Isso significa mais oportunidades para os jovens terem acesso a cursos técnicos e superiores de qualidade, sem falar na pesquisa, extensão e inovação tecnológica. Quereremos agradecer ao prefeito e sua equipe que muito têm colaborado. É o início de uma grande parceria”, afirmou o gestor do IFCE.

06:32 · 25.10.2018 / atualizado às 06:36 · 25.10.2018 por

Cerca de mil crianças com idade entre dois e nove anos das comunidades circunvizinhas ao Pecém vivenciarão um dia diferente nesta quinta-feira, 25.

Diretores da Associação das Empresas do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (AECIPP) participarão de momentos de brincadeiras com as crianças, farão doação de materiais escolares para a criação de bibliotecas nas sete escolas da região, tudo isso com o intuito de incentivar a leitura e auxiliar no processo de alfabetização dos pequenos cidadãos.

A ação voluntária faz parte do projeto Missão do Bem, uma iniciativa de 12 empresas do CIPP com o objetivo de desenvolver campanhas e eventos sustentáveis para as comunidades próximas ao complexo por meio de doações voluntárias de seus empregados.

Além da AECIPP, o grupo de voluntários é composto pelas empresas APM Terminals, Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), Fornecedora Rental, Unilink, Porto do Pecém, RCR Locação, Startall, Sodexo, Cidade Limpa Ambiental, Phoenix do Pecém, RHI Magnesita e Valor da Logística Integrada.

Serão contempladas pela Missão do Bem as seguintes escolas:

CEDI Raio de Sol – Localidade de Acende Candeia

CEDI Raimundo Brasileiro Florindo – Localidade de Saquinho

CEDI Arco Iris – Localidade de Parada

CEDI Tia Fausta – Localidade de Paul

CEI Francisco Martins da Silva – Localidade do Pecém

CEDI Guiumar Mendes – Localidade do Pecém

E.E.F. Manuel Pereira de Brito – Localidade de Bolso

11:50 · 21.08.2018 / atualizado às 11:55 · 21.08.2018 por

O artigo a seguir é de autoria do professor doutor Henrique Alckmin Prudente e Diretor Acadêmico da Faculdade Canção Nova, de Cachoeira Paulista (São Paulo):

“Acessar, baixar, plugar, compartilhar, deletar, logar… enfim, são muitas as ações que vêm aparecendo graças à expansão das novas tecnologias utilizadas, sobretudo, pelos mais jovens.

“No mercado de trabalho, profissões novas também aparecem; outras, tornam-se obsoletas e acabam sumindo. Recentemente a Editora Abril anunciou a demissão de muitos funcionários e o cancelamento de revistas impressas. No universo tecnológico, drones já são vendidos pela internet, e estão revolucionando a prestação de inúmeros serviços!

“Nesse contexto que gera inseguranças e incertezas, parcela considerável de adolescentes, ao término do Ensino Médio, encaram uma encruzilhada na qual precisam escolher uma carreira profissional, comumente optando em cursar uma faculdade.

“Muitos de nós que já passamos por essa etapa, identificamos que o momento de transição entre o Ensino Médio e o Ensino Superior nem sempre é tranquilo. Frequentemente é carregado de angústias, ansiedades e inquietações de toda ordem. Há também o agravante econômico: muitos jovens não têm condições de custear um estudo pago, ainda mais considerando a necessidade de deslocamento para outro município ou, até mesmo, para outro estado.

“Nesse sentido, a escolha por uma carreira profissional precisa estar amparada na motivação do adolescente. Esta motivação é permeada por diversos fatores: contexto familiar, condição socioeconômica, ambiente educacional vivido pelo estudante, círculo de amizades, aptidões, habilidades desenvolvidas na infância e na juventude, entre outros.

“Todo jovem tem potencial. Ocorre que, com o ensino tradicional, enfadonho e sem atratividade, muitas das potencialidades não são desenvolvidas e outras sequer chegam a ser conhecidas, seja por parte do próprio adolescente, de sua família ou de seus professores.

“Não é preciso lembrar que estamos em um país desigual. Muitas pessoas que já estão na faixa etária dos 50, 60 ou até mesmo 70 anos, não tiveram oportunidade de realizar o sonho de concluir um curso de graduação. Porém, sonhos e ideais não têm idade!

Diante de tão desafiador contexto, é indispensável exercitar autoconhecimento que, muitas vezes, ocorre a partir de encontros que trabalham essa temática da escolha profissional.

“Uma das maneiras que a Faculdade Canção Nova (FCN) encontrou para contribuir com esse processo de autorreflexão é através de um evento de extensão denominado “Semana Integrada”, promovido anualmente no mês de outubro. As atividades consistem em visitar escolas públicas e particulares situadas em municípios da região da Faculdade.

“Tudo isso, para que as escolhas profissionais possam ser feitas de maneira consciente, de modo a proporcionarem satisfação”.

 

03:53 · 09.04.2018 / atualizado às 03:55 · 09.04.2018 por

O Senai do Ceará, um organismo do Sistema Fiec, entregou sexta-feira, 6, os diplomas a 190 alunos de 12 diferentes cursos técnicos profissionalizantes, todos ministrados por seus próprios professores.

O superintendente do Senai-Ce, Paulo André Holanda, transmitiu ao blog uma boa informação: ele disse que a maioria dos 190 diplomados já está contratada e trabalhando em grandes e médias indústrias da Região Metropolitana de Fortaleza.

Dos 12 cursos que formaram novos técnicos consta o de mecânica de automóveis, para o qual a francesa Renault-Peugeot doou – para as aulas teóricas e práticas – dois automóveis novinhos.

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Egídio Serpa

Focado em informações de economia - de investimentos, mercado e empresas, o blog avança pela análise dos fatos políticos que têm direta repercussão econômica.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags