Busca

Categoria: Energia


03:39 · 15.01.2018 / atualizado às 03:41 · 15.01.2018 por

Um bom exemplo vem de São Paulo, onde o Governo estadual isentou do ICMS os equipamentos e componentes utilizados na geração de energia solar fotovoltaica.

O Governo do Ceará, em cuja geografia está domiciliado o sol, poderá também ou isentar ou reduzir a alíquota do ICMS incidente sobre as placas fotovoltaicas.

04:33 · 04.01.2018 / atualizado às 04:35 · 04.01.2018 por

Uma informação que chega da área de energia:

Segundo a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica, o Estado do Ceará é o único da região Nordeste que exporta energia.

Ou seja, o Ceará produz muito mais energia do que a que consome.

De acordo com a CEE, o  Ceará está gerando hoje 1.208 MW de energia térmica e 951 MW de energia eólica.

Isso dá um total de 2.159 MW, bem mais do que os 1.548 MW que todo o Estado do Ceará consome.

O Ceará tem hoje três usinas termelétricas, duas das quais são movidas a carvão mineral e uma a gás natura.

Agora, um detalhe: a usina siderúrgica do Pecém gera a sua própria energia.

E mais um detalhe: os estados da Bahia e Pernambuco consomem muito mais energia do que geram.

04:23 · 29.12.2017 / atualizado às 04:25 · 29.12.2017 por

A geração de energia solar continua crescendo rapidamente no Nordeste brasileiro.

Na última quarta-feira, dia 27, às 10h55, os parques de energia solar instalados e em operação na região nordestina, inclusive no Ceará, bateram a marca recorde de 519,4 MW.

Isso significou 4,82% de toda a energia gerada no Nordeste pelas hidrelétricas, pelas termelétricas e pelas usinas eólicas.

Anotem: até 2025, a geração de energia solar representará 10% de toda a energia gerada na região nordestina – é a aposta dos especialistas.

08:21 · 22.12.2017 / atualizado às 08:22 · 22.12.2017 por

O Estado do Ceará teve nenhum projeto incluído nos últimos dois leilões de energia, realizados na segunda e na quarta-feiras desta semana.

Por que?

Segundo o consultor em energia Jean Paul Prates, o Ceará “segue patinando em várias questões internas”.

Ele não disse quais, mas o próprio subsecretário de energia da Secretaria de Infraestrutura do Ceará confessou que o grande problema que o Estado enfrenta hoje é a falta de conexão dos seus novos parques eólicos e solares com as linhas de transmissão.

Este é um problema que afeta também a Bahia e o Rio Grande do Sul.

Linha de transmissão exige alto investimento e sua construção é demorada.

O Governo cearense vai fazer pressão junto ao Ministério de Minas e Energia para que se construam novas linhas de transmissão neste Estado.

Enquanto isso, curtamos a derrota.

08:16 · 22.12.2017 / atualizado às 08:18 · 22.12.2017 por

Nesta semana, houve dois leilões de energia elétrica.

O primeiro, para entrega da energia em quatro anos; o segundo para entrega em seis anos.

Pois bem, os grandes vencedores do leilão A-4 foram a italiana Enel, que distribui energia em todo o Estado do Ceará e que ficou 44,5% dos 1.386 megawatts leiloados; a espanhola Iberdrola, que arrematou 30%; a portuguesa EDP, que ficou com 13%;

E a Casa dos Ventos, do empresário cearense Mário Araripe, que arrematou nenhum megawatt, mas foi a desenvolvedora de 100% dos projetos de geração de energia eólica arrematados pela Enel e de 30% do que arrematou a EDP.

O consultor em energia Jean Paul Prates diz que as empresas vencedoras são controladas por capital estrangeiro e já estão consolidadas no mercado, tendo por isto mesmo acesso fácil ao financiamento de bancos e fundos de investimento estrangeiros.

Ou seja, elas não dependem do BNDES para obter financiamento.

04:36 · 18.12.2017 / atualizado às 04:38 · 18.12.2017 por

O empresário Lucas Araripe (foto), sócio e diretor da Casa dos Ventos, fundada pelo seu pai, o cearense Mário Araripe, informou que sua empresa está, agora, fortemente capitalizada para participar dos dois leilões de energia que serão promovidos nesta próxima semana pela Agência Nacional de Energia Elétrica.

A Casa dos Ventos acaba de vender, por quase R$ 2 bilhões, seu parque eólico localizado na parte piauiense da Chapada do Araripe. Esse parque tem potência de 259 MW.

Quem o comprou foram a brasileira Votorantim Energia e seu parceiro estrangeiro, um fundo de investimentos do Canadá.

A Casa dos Ventos é uma das maiores empresas brasileiras desenvolvedoras de projetos de geração de energia eólica, aquela que é produzida pela força dos ventos.

10:37 · 12.12.2017 / atualizado às 10:40 · 12.12.2017 por

A empresa cearense Sun Energy – que faz a distribuição e a instalação de painéis fotovoltaicos para a geração de energia solar – foi contratada por uma grande loja de calçados da cidade de Piracuruca, no vizinho Estado do Piauí, para instalar, sobre o seu telhado, um sistema de geração de energia solar.

Para isso, os donos da loja investirão R$ 50 mil na aquisição e instalação de 23 painéis fotovoltaicos, que produzirão 100% da energia que a loja consome hoje.

Agora, um detalhe: as outras lojas de Piracuruca também pensam em instalar um sistema de geração de energia semelhante, mas primeiro aguardarão o resultado da loja de calçados.

Se o resultado for bom, elas investirão.

08:13 · 11.12.2017 / atualizado às 08:16 · 11.12.2017 por

O empresário cearense Lauro Fiúza Júnior, sócio e diretor da Servtec Energia, informa que sua empresa celebrou parceria com a Darby, sucursal brasileira do maior fundo mundial de investimento em infraestrutura – o Franklin Templenton.

A parceria terá o objetivo de investir na geração de energias renováveis ´eólica e solar, preferencialmente.

E jpa negocia com empresas nacionais e estrangeiras com projetos prontos para o próximo leilão de energia que será promovido pela Agência Nacional de Energia Elétrica.

04:39 · 08.12.2017 / atualizado às 04:40 · 08.12.2017 por

Apresentada pelo senador piauiense Heráclito Forte, está tramitando no Senado uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que cria um royalty a ser cobrado de todas as empresas que geram energia eólica e solar e destinado aos municípios onde seus parques geradores estão instalados.

Eis aí um projeto fruto da demagogia de políticos atrasados, que, pensando na eleição de 2018, querem agradar suas bases eleitorais.

Essa PEC vai afastar os investidores e poderá ter imediata repercussão nos municípios que já têm parques eólicos e solares, os quais dão emprego a milhares de pessoas, principalmente na região Nordeste.

Esses empregos podem ser reduzidos ou extintos.

É por esta e por outras razões que este blog insiste em dizer que há determinados políticos que fazem mal ao País.

17:35 · 07.12.2017 / atualizado às 17:36 · 07.12.2017 por
O Subsistema Nordeste de energia está operando neste instante no limite, segundo advter o engenheiro Fernando Ximenes, que integra a Câmara de Energia Elétrica da Fiec.

Ximenes informa que “o Subsistema Nordeste está importando 3.297,6 MW/h vindo do Subsistema Norte, quase no limite do barramento de 4GW + 936,2 do Subsistema Sudeste/Centro Oeste”.

Na sua opinião, “qualquer super  aquecimento neste momento  nas linhas de transmissão causará o auto desligamento e o Nordeste ficará sem energia elétrica”.
Ou seja: haverá um apagão.

Enquanto isso, o Governo do Estado do Ceará planeja lançar amanhã, sexta-feira, 8, um novo Atlas Eólico durante almoço na Fiec, ao mesmo tempo que  um deputado do PSDB baiano cria royalties para as energias eólica e solar, atrapalhando o setor energético.