Categoria: Geral


05:30 · 20.04.2019 / atualizado às 05:30 · 20.04.2019 por
O cartão de crédito é hoje uma das formas mais populares de pagamento no mundo inteiro, principalmente pelas facilidades que oferece. Mas seu uso exige alguns cuidados.

Um levantamento feito pela Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) revela que 8,9 milhões de brasileiros foram vítimas de fraude nos últimos 12 meses, sendo que a maior parte dessas ocorrências(41%) está ligada à clonagem de cartão de crédito.

Já o segundo golpe mais comum observado pelo estudo é o recebimento de boletos falsos, com 13% das menções. Além desses tipos de fraudes, também aparecem clonagem de cartão de débito, contratação de empréstimos e financiamento, todos com o mesmo nível de incidência (11%), respectivamente.

De acordo com o levantamento, metade (48%) das fraudes se deu em transações ou compras feitas pela internet. Outros 20% dos golpes aconteceram nas operações realizadas em agências bancárias ou financeiras e 15% em lojas físicas.  Quanto às principais consequências enfrentadas pelas vítimas de ações fraudulentas estão as compras indevidas em nome da pessoa (37%) e os prejuízos financeiros (24%).

Há ainda problemas relacionados à perda de tempo com processos burocráticos para regularizar a situação e a inclusão em cadastros de inadimplentes, deixando a pessoa com o nome sujo e impossibilitando a realização de compras por meio do crédito — ambas situações com 22% das citações.

Crimes como estes podem causar sérios danos ao consumidor que tem suas informações pessoais utilizadas para fins fraudulentos. Na avaliação do superintendente de produtos e operações do SPC Brasil, Nival Martins, os transtornos ocasionados por estelionatários podem comprometer não apenas a saúde financeira dos consumidores que acabam caindo nesses golpes. “Além dos prejuízos financeiros, existe o constrangimento de, muitas vezes, ser incluído indevidamente em cadastros de devedores. Sem contar a burocracia para abrir boletim de ocorrência e avisar os órgãos competentes sobre o ocorrido”, alerta.

SPC Brasil dá dicas para evitar fraudes:

  • Antes de fazer qualquer compra, certifique-se sobre a idoneidade do estabelecimento comercial. Pesquise sobre a reputação da empresa e redobre atenção em sites de comércio eletrônico. Os canais de venda virtuais são obrigados a fornecer dados, como razão social, endereço, telefone e CNPJ;
  • Desconfie de produtos com preço muito abaixo do praticado pelo mercado e sempre exija nota fiscal. Essas atitudes resguardam o consumidor, caso ele tenha que fazer uma eventual troca do produto ou venha pedir algum ressarcimento;Nunca forneça dados pessoais ou bancários por telefone. Caso tenha de atualizar algum cadastro, procure pessoalmente a instituição financeira ou ligue diretamente para o serviço de atendimento ao consumidor;
  • Em caso de perda, roubo, furto ou extravio de documentos pessoais, como CPF, CNPJ, certidão de nascimento, cheques e cartões de crédito, é necessário que a vítima realize o Boletim de Ocorrência (B.O.). Com o boletim de ocorrência em mãos, o consumidor deve comparecer, pessoalmente, em um balcão de atendimento do SPC Brasil com um documento de identificação para fazer um ‘Alerta de Documentos’ — serviço que é gratuito.
04:35 · 08.04.2019 / atualizado às 10:14 · 08.04.2019 por

Resultado de imagem para Eu sou a luz do mundo. Quem me segue não andará nas trevas,Naquele tempo, disse Jesus aos fariseus: “Eu sou a luz do mundo. Quem me segue não andará nas trevas, mas terá a luz da vida”.Então os fariseus disseram: “O teu testemunho não vale, porque estás dando testemunho de ti mesmo”. Jesus respondeu: “Ainda que eu dê testemunho de mim mesmo, o meu testemunho é válido, porque sei de onde venho e para onde vou. Mas vós não sabeis donde venho, nem para onde vou. Vós julgais segundo a carne, eu não julgo ninguém, e se eu julgo, o meu julgamento é verdadeiro, porque não estou só, mas comigo está o Pai, que me enviou. Na vossa Lei está escrito que o testemunho de duas pessoas é verdadeiro. Ora, eu dou testemunho de mim mesmo e também o Pai, que me enviou, dá testemunho de mim”. Perguntaram então: “Onde está o teu Pai?” Jesus respondeu: “Vós não conheceis nem a mim, nem a meu Pai. Se me conhecêsseis, conheceríeis também meu Pai”. Jesus disse estas coisas, enquanto estava ensinando no Templo, perto da sala do tesouro. E ninguém o prendeu, porque a hora dele ainda não havia chegado.

Reflexão – “O Pai e o Filho dão testemunho da Luz”

 

A mensagem deste Evangelho se torna vida em nós na medida em que a acolhemos como verdade e a experimentamos com fé. Jesus dá testemunho de que Ele é a Luz que veio tirar o mundo das trevas. O testemunho de alguém é fidedigno, quando consegue transformar a vida de outras pessoas e faz com que elas queiram viver o mesmo. Assim, pois, Jesus dá testemunho de que Ele é a Luz de Deus que entrou no mundo para revelar, clarear, mostrar e esclarecer os Seus mistérios.  A treva é a ignorância, a confusão, a desesperança, é o não saber de onde viemos nem para onde vamos. Jesus veio como um luzeiro para nos ensinar a trilhar o caminho que o Pai abriu para nós e, assim, modificar a nossa existência que, antes, não tinha sentido. Com Jesus nós temos a Luz da vida e o entendimento para todos os fatos que nos acontecem enquanto aqui vivermos. A partir desta realidade nós, então, encontraremos sentido para o nosso viver. Se tivermos uma experiência com Jesus, nós também, como Ele, iremos perceber de onde viemos e para onde vamos. Encontraremos razão para a nossa existência, porque deixaremos de viver segundo a carne, mas guiados pelo Espírito Santo e o nosso testemunho também será válido. O próprio Jesus é quem nos confidencia. “Se me conhecêsseis, conheceríeis também o meu Pai”. Conhecer a Jesus é, portanto, a condição imprescindível para que possamos sair das trevas e ter a Luz da vida. Deus Pai é quem nos dá testemunho da Luz de Jesus, através das Suas obras em nós e por nosso intermédio. O Pai está onde Jesus se encontra e vice-versa, por isso, não precisamos perguntar onde encontrá-Los, mas entrar em comunhão com Eles, conduzidos pelo Seu Amor que é o Espírito Santo. Aí então, sairemos da ignorância, da confusão, da desesperança e do desamor para entrarmos no reino dos céus. – Você sabe de onde veio e para onde vai? – Você já encontrou sentido para a sua vida? – Você faz diferença entre Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo? – Você tem em si a Luz de Jesus? – O que você distingue nos acontecimentos da sua vida? – Faça esta reflexão!

 

Helena Colares Serpa – Comunidade Católica Missionária UM NOVO CAMINHO

11:04 · 03.04.2019 / atualizado às 11:07 · 03.04.2019 por

As federações e associações que congregam as empresas com atuação na agropecuária brasileira assinaram e divulgaram nest quarta-feira, 3, uma carta ao presidente Jair Bolsonaro, manifestando apoio à proposta de Reforma da Previdência, em tramitação no Congresso Nacional. A íntegra da nota é a seguinte:

“As entidades signatárias deste documento, que representam cerca de 90% da produção agropecuária brasileira, gostariam de externar à Vossa Excelência a extrema preocupação com os andamentos da tão necessária Reforma da Previdência Social.

“Nosso setor, Senhor Presidente, tem um inabalável compromisso com o nosso País: seremos responsáveis por alimentar nossa Nação hoje e no futuro. Recebemos com orgulho o desafio de responder por cerca de 40% do crescimento da oferta de alimentos para atender 9 bilhões de habitantes no mundo em 2050, segundo previsão da FAO, braço da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura. Esse crescimento, se formos capazes de aproveitar as oportunidades que o Mundo nos oferece, trará mais renda, desenvolvimento e prosperidade para o nosso País. Trará um futuro melhor, além de manter o Brasil na confortável posição de ser uma Nação que não depende de mais ninguém para alimentar o seu próprio povo, um privilégio para poucos.

“Contudo, Senhor Presidente, para que possamos garantir esse futuro e continuar a saga de sermos o “carro chefe” da economia brasileira, precisamos que o Brasil prospere, que os investimentos aconteçam e que as bases para esse futuro brilhante sejam semeadas e cultivadas porque sem isso não há colheita. Sabemos que, sem a reforma da Previdência Social, em poucos anos, o País quebra e quase a totalidade dos recursos da União será destinada para folha de pagamento e aposentadorias. Faltarão recursos para investimentos, para custeio, para o aperfeiçoamento profissional de nosso povo. Faltará esperança. Por outro lado, a reforma da Previdência Social será responsável por destravar investimentos públicos e privados, bem como colocar o Brasil numa rota de crescimento sustentável e capaz de aproveitar suas diversas vocações, o que tem o colocado na condição de potência na produção de alimentos, fibras e energia renovável.

“Esse é um legado que só este governo e esta legislatura são capazes de deixar. Apenas como referência, Senhor Presidente, as entidades signatárias deste documento e seus setores representados responderam por cerca de 18,1 milhões de empregos no terceiro trimestre de 2018, num dos períodos que o nosso País mais precisou de vagas para o povo brasileiro, segundo dados do Centro de Economia Aplicada (Cepea/Esalq/USP). Acreditamos, porém, que somos capazes de fazer ainda mais. Queremos fazer ainda mais.

“Desta forma, diante da importância estratégica do setor para retomada do crescimento econômico do país e na geração de emprego e renda no campo, afirmamos nosso compromisso em apoiar a proposta de Reforma da Previdência (PEC 06/2019), seus necessários ajustes a cargo do Congresso e a possibilidade de aperfeiçoamentos no atual Sistema de Previdência Social. Temos confiança que este Governo e essa Legislatura serão capazes de nos dar a esperança de um futuro muito melhor para nosso filhos e netos. Mas precisamos semear e cultivar para colher.”

05:03 · 27.03.2019 / atualizado às 05:03 · 27.03.2019 por

Hoje, quarta-feira, 27, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) promeve um leilão de sucatas de motocicletas e ciclomotores que foram removidos há mais de dois meses sem manifestação dos proprietários, conforme previsão legal contida no Art. 328 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

O leilão – que prosseguirá até sexta-feira, 29, será realizado às 9 horas nas modalidades presencial no Pátio do Leiloeiro e online por meio do portal http://www.celsocunhaleiloes.com.br/. As sessões ocorrem simultaneamente.

Podem participar da concorrência pessoas físicas (maiores de 18 anos ou emancipadas) que estejam portando documento de identidade, CPF e comprovante de endereço. No caso de empresas, é necessário que estas sejam devidamente inscritas no CNPJ e regulares junto ao INSS.

O lance varia de acordo com o tipo de veículo e condição do mesmo. Ao todo, serão leiloados 547 lotes de motocicletas e ciclomotores. Os bens serão entregues no estado de preservação em que foram recolhidos, cabendo aos participantes estar cientes das características dos mesmos.

 

06:09 · 20.03.2019 / atualizado às 04:38 · 21.03.2019 por

O Outono, que começa nesta quarta-feira, 20, deverá ter influência de fraca intensidade do fenômeno El Niño, como excessos de chuvas sobre a Região Sul e diminuição sobre parte do Norte e Nordeste, além de tendência de aumento moderado das temperaturas médias na parte central do país.

De acordo com previsões do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), a probabilidade de ocorrência do El Niño (aumento da temperatura média da superfície das águas do Oceano Pacífico) é de cerca de 70% no início da estação.

Para a região Nordeste – o Ceará no meio – a previsão indica chuvas de normal a abaixo da média em grande parte da Região Nordeste, sendo que até meados de abril as chuvas devem persistir sobre a parte norte desta área. A diminuição da temperatura das águas próximas à costa pode reduzir as chances de chuvas até o fim do outono.

No leste da região nordestina, normalmente, existe um aumento gradativo das chuvas entre as estações de outono e inverno, devido à evolução de Distúrbios Ondulatórios de Leste. As temperaturas deverão ficar acima da média em toda região, principalmente no semiárido.

05:24 · 19.03.2019 / atualizado às 05:42 · 19.03.2019 por

Neste mês, o Instituto Aço Cearense – mantido pelo Grupo Aço Cearense – celebra seu nono anos de fundação e de contribuição para o desenvolvimento social. Presente nos estados do Ceará, Pará e Tocantins, a instituição tem como principal objetivo apoiar iniciativas de entidades sociais com atuação no terceiro setor.

O marco do início das ações é o dia 2 de março, mas as celebrações duram o mês inteiro. Amanhã, quarta-feira, 20, a comemoração acontecerá às 14h, na Associação Escola de Campeões, uma das apoiadas pelo Instituto.

Com ações voltadas à promoção da educação, cultura, esporte e meio ambiente, o Instituto Aço Cearense já investiu mais de R$ 11 milhões e beneficiou mais de 80 mil pessoas. Os colaboradores do Grupo Aço Cearense são beneficiados por diversas ações do Instituto, entre eles os  que se destacam no esporte. Além disso, regularmente, são realizadas campanhas de arrecadação de roupas, alimentos, brinquedos e notas fiscais que são doados a instituições carentes.

A presidente do Instituto Aço Cearense, Rosemeire Matos, relembra o início da trajetória da instituição, quando o trabalho ainda era voltado apenas para colaboradores, realidade totalmente diferente hoje.  “Começamos com um serviço assistencialista, fazendo mais ações internas para os colaboradores, depois transformamos essa iniciativa no Instituo WMA, que, com a necessidade de fortalecer mais a marca, passou a ser chamado de Instituto Aço Cearense. Hoje, atendemos diversas instituições carentes e fazemos esse trabalho com muito amor, pensando no bem do próximo e em ajudar as comunidades do entorno das empresas do Grupo”, explica a presidente.

Na quarta-feira, a comemoração será realizada com representantes de todas as instituições apoiadas atualmente pelo Instituto no Ceará. No último dia 7 o aniversário foi comemorado no Pará, onde está situada outra empresa do Grupo Aço Cearense, a Sinobrás, com uma programação repleta de apresentações culturais, troca de presentes e celebrações de aniversário.

Algumas ações realizadas pelo Instituto aço Cearense:

– Pedalando pela Paz: evento que tem por objetivo mobilizar as comunidades que sofrem com a violência, incentivando as pessoas para uma vivência de paz, buscando mais segurança e liberdade no ir e vir. Realizado anualmente, o evento também busca apresentar para crianças, adolescentes e jovens a importância do ciclismo como categoria esportiva. O Pedalando pela Paz é realizado em Caucaia e em Marco no Ceará.

 – IAC social: tem a finalidade de realizar, em um único dia, ações sociais para o bem-estar de pessoas inseridas num contexto vulnerável. São ações de cidadania, saúde e estética, como corte de cabelo, manicure, aplicação de flúor, massoterapia, entre outros.  Na primeira edição 700 pessoas foram atendidas num único dia no bairro Mestre Antônio, em Caucaia-CE.

 – IAC solidário: campanha realizada com os colaboradores para arrecadar roupas usadas em bom estado de conservação. Nessa ação, além de ajudar a Associação Peter Pan, na campanha Mc Dia Feliz, por meio da compra dos vales sanduiches, as roupas doadas são entregues para as instituições apoiadas pelo Instituto para um bazar solidário. Os valores são bem abaixo do mercado e o montante é destinado ao abrigo de idosos.

 – Campanha Abraço Feliz: essa campanha tem a finalidade de incentivar nos colaboradores do Grupo o sentimento da solidariedade e, ao mesmo tempo, levar um pouco de amor a crianças em situação de vulnerabilidade social. As crianças escrevem cartinhas pedindo seus presentes de Natal e os colaboradores adotam essas cartinhas. Na 4ª edição de entrega dos presentes, realizada em 2018, 500 crianças foram beneficiadas com a Campanha.

– SESC ATIVO – projeto realizado em parceria com o SESC e que oferece aulas de natação, futsal e vôlei para 120 alunos da Associação Escola de Campeões e 30 alunos da instituição Pequeno Cotolengo, ambas apoiadas pelo Instituto. As aulas também são oferecidas para  alunos com deficiências.

06:07 · 18.03.2019 / atualizado às 06:07 · 18.03.2019 por

A partir da próxima quarta-feira, 20, os trabalhadores rurais interessados em aposentar-se não precisarão mais recorrer aos sindicatos para obter a declaração de atividade rural, documento necessário para dar entrada no pedido. Eles agora poderão dirigir-se diretamente às agências do INSS, onde preencherão uma autodeclaração de exercício de atividade rural.

Não será necessário que a autodeclaração seja ratificada por entidades públicas credenciadas pelo Pronater, o Programa Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural na Agricultura Familiar e na Reforma Agrária, ou por outros órgãos públicos.

A simplificação das regras de comprovação da atividade rural foi determinada pela Medida Provisória número 871, publicada em 18 de janeiro deste ano. A intenção do governo é melhorar a gestão do INSS, combater fraudes e irregularidades, e reduzir os gastos com o pagamento de benefícios indevidos.

Como anteriormente o segurado já precisava formalizar seu requerimento junto ao INSS, a Medida Provisória, na prática, também ajuda a desburocratizar a concessão do benefício, eliminando a necessidade de comprovação no trabalho no campo por meio do sistema sindical e facilitando o acesso à previdência social. O trabalhador poderá se dirigir diretamente ao INSS, sem intermediários.

Para o governo, o reconhecimento do tempo de serviço e de outros direitos dos trabalhadores por meio dos sindicados é de um tempo em que o Estado brasileiro não tinha capacidade de atender a toda a população. O INSS diz que o segurado especial poderá continuar agendando seu atendimento pelo número 135, e que o tempo médio de espera é de 14 dias. Todo o trabalho de exame e ratificação da autodeclaração entregue pelo trabalhador rural será feito pelo próprio INSS. É bom lembrar que o procedimento é integralmente gratuito.

De acordo com a Medida Provisória, a partir de janeiro de 2020 a comprovação do exercício da atividade rural será feita exclusivamente pelas informações constantes no sistema do Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), mantido pelo Ministério da Economia.

Para facilitar a vida do segurado, o modelo de formulário de autodeclaração está disponível na internet (https://meuinss.net – Declaração Rural ou Declaração Pescador), no portal do INSS (https://inss.gov.br/formulário/ – Declaração do Pescador Artesanal ou Declaração do Trabalhador Rural) e em todas as agências da Previdência Social. O documento poderá ser preenchido pela internet ou pessoalmente na agência. Depois, haverá a confirmação automatizada pelo INSS. Para isso, o INSS vai acessar as bases de dados de órgãos públicos.

05:16 · 18.03.2019 / atualizado às 05:16 · 18.03.2019 por

Quarta-feira, 20, o Prêmio RioMar Mulher homenageará dez grandes mulheres em distintas categorias pelas suas relevantes atuações no Estado do Ceará.

A 5ª edição do prêmio contemplará, neste ano: Maria Vital da Rocha (Justiça e Cidadania); Rossicléa (Arte e Cultura); Islane Verçosa (Saúde); Ana Maria Studart (Trabalho Social);Guaraciara Barros Leal (Educação); Adísia Sá (Comunicação); Denise Sahd (Moda); Consuelo Dias Branco (Homenagem Especial); Ana Lúcia Bastos Mota (Economia e Negócios); e Patrícia Saboya (Política e Gestão Pública). 

Com homenagens, exibição de vídeos da trajetória de cada reconhecida, exposição fotográfica e coquetel, o evento, realizado anualmente pelo Grupo JCPM e pelo RioMar Fortaleza, será no Teatro do shopping, a partir das 19h, com a presença de convidados. Na ocasião, todas as homenageadas serão agraciadas com um troféu entregue pelo presidente do Grupo JCPM, João Carlos Paes Mendonça, e por sua esposa, Auxiliadora Paes Mendonça.

Após o lançamento da Exposição Fotográfica Prêmio RioMar Mulher, o público poderá visitar o espaço para conhecer um pouco mais da história  de cada homenageada. A visita à exposição será de 21 de março a 04 de abril, no Piso L2 próximo à Zara do RioMar Fortaleza.

 O Prêmio começou a ser realizado na cidade de Fortaleza no ano de 2015. Ao longo dessas quatro edições já realizadas, 41 importantes mulheres foram contempladas. O Grupo JCPM, acionista de 12 shoppings com atuação majoritária no Nordeste, promove também no Recife, desde 2001, no shopping Tacaruna, um evento em reconhecimento às mulheres da cidade.

 

H

09:24 · 17.03.2019 / atualizado às 09:33 · 17.03.2019 por

Equipes técnicas da Secretaria de Recursos Hídricos do Governo do Ceará (SRH) e da Agência Nacional de Águas (ANA)  estão empenhadas desde ontem, sábado, 16, nos trabalhos de reforço da barragem do açude Granjeiro, no município de Ubajara, na Serra da Ibiapaba, na divisa do Ceará com o Piauí.

O açude é particular, está armazenando sua máxima capacidade 3 milhões de metros cúbicos de água e se localiza à montante do Jaburu, um reservatório de grande porte, construído e administrado pelo Governo cearense.

Uma fonte da SRH revelou ao blog neste domingo que a barragem do Granjeiro “apresenta várias anormalidades na sua parede, inclusive, em alguns pontos, talude negativos à montante e algumas ressurgências à jusante, as quais necessitam de acompanhamento e ações de correção”.

O rio barrado pelo Granjeiro é afluente do Parnaíba, um rio de domínio federal, razão pela qual “todas as ações de intervenção estão sendo realizadas com a participação e concordância da ANA, responsável pela fiscalização dos rios federais”, cujos técnicos estão analisando a situação e decidindo as providências a serem tomadas.

Diante dessa situação emergencial, o Governo do Ceará, por meio da SRH, teve de mobilizar equipes da Defesa Civil, da Polícia Militar, da Sohidra e da Cogerh,m as quais já se encontram desde sábado atuando no local. A preocupação principal é com a segurança das famílias da área de uma possível inundação. A parede do açude está sendo reforçada, ao mesmo tempo em que se faz o monitoramento  do enchimento do lago. A Prefeitura de Ubajara também participa das ações.

A população residente nas áreas à jusante do Granjeiro – área de uma possível inundação – estão sendo retiradas.

06:42 · 16.03.2019 / atualizado às 06:43 · 16.03.2019 por

Em liminar publicada ontem, sexta-feira (15), a 11ª Vara do Trabalho de Fortaleza determinou que os postos de combustíveis cearenses podem manter funcionamento normal em feriados no ano de 2019.

A decisão, proferida pela juíza do trabalho substituta Jorgeana Lopes de Lima, negou pedido do Sindicato dos Empregados em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo do Estado do Ceará (Sinpospetro) para que os postos não abrissem nos feriados.

Ainda neste mês de março, a capital cearense e outros municípios do Estado terão o feriado de 19 de março (Dia de São José) e o feriado estadual de 25 de março (Carta Magna do Ceará).

Conforme a Lei nº 10.101/2000, o funcionamento de estabelecimentos comerciais em feriados é possível desde que autorizado em convenção coletiva de trabalho. No entanto, desde 31 de dezembro de 2017 a convenção coletiva celebrada entre os sindicatos patronal e laboral da categoria não vigora mais, motivo pelo qual o Sinpospetro pediu à Justiça do Trabalho do Ceará para que os empregados não fossem convocados a trabalhar nos feriados.

Apesar disso, a magistrada autora da decisão entendeu que a atividade de fornecimento de combustível afeta o interesse público, dado o caráter de essencialidade dos serviços prestados pelos postos, que, portanto, não podem deixar de funcionar.

A juíza considerou também que o trabalho aos feriados não prejudica os direitos dos empregados, visto que pode ser pago financeiramente ou compensado em forma de folga futura.

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Egídio Serpa

Focado em informações de economia - de investimentos, mercado e empresas, o blog avança pela análise dos fatos políticos que têm direta repercussão econômica.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags