Busca

Categoria: Infraestrutura


04:42 · 19.10.2017 / atualizado às 04:43 · 19.10.2017 por

O secretário de Desenvolvimento Econômico do Governo do Ceará, César Ribeiro, revelou para empresários da indústria, com os quais se reuniu segunda-feira, 16, à noite na Fiec, que deverá ser celebrado no próximo mês de fevereiro o contrato que transferirá a gestão do Complexo Industrial e Portuário do Pecém para o Porto do Roterdã.

Haverá, pois, um atraso de dois meses, pois essa celebração estava prevista para o mês de dezembro deste ano.

César Ribeiro disse que o contrato envolve aspectos complexos que estão sendo detidamente analisados e solucionados, para o que trabalham em conjunto os maiores escritórios de advocacia do País, além da Procuradoria-Geral do Estado.

O secretário César Ribeiro também revelou que as autoridades do Porto de Roterdã conhecem o Porto do Pecém melhor do que os próprios cearenses, pelo que estão informados até dos entraves ligados à fiscalização da Receita Federal e do Ministério da Agricultura.

Ele  assegurou que, até a assinatura do contrato, todos esses entraves estarão superados.

04:48 · 13.10.2017 / atualizado às 04:48 · 13.10.2017 por

Discretamente, mas com maciça presença de autoridades e técnicos dos organismos públicos e privados ligados ao problema e de empresários da indústria, agricultura e pecuária, a Secretaria de Recursos Hídricos do Governo do Ceará, com o apoio da Adece, instalou quarta-feira passada, 11, sua Câmara Temática da Água e Desenvolvimento.

É uma iniciativa voltada para o objetivo de debater e buscar soluções para todos os problemas ligados aos recursos hídricos do Estado.

Aliás, a crise de oferta de água tem-se agravado muito rapidamente no Ceará, mas esse agravamento, temos de reconhecer, é culpa exclusiva da natureza, que tem negado chuvas não somente ao Ceará e ao Nordeste, mas também a outras regiões do País.

Por exemplo: na Ilha de Bananal, a maior ilha fluvial do mundo, o rio Araguaia secou a tal ponto que hoje a travessia se faz a pé ou de carro, o que era impossível até cinco meses atrás.

Pois bem: a Câmara Setorial da Água e Desenvolvimento, para cuja presidência foi eleito o secretário-adjunto da SRH, Ramon Rodrigues, passa a ser o fórum principal para a discussão de suas questões. Ela se reunirá sempre na penúltima segunda-feira de cada mês.

06:28 · 14.09.2017 / atualizado às 06:28 · 14.09.2017 por

Como este b log antecipara, as operadoras portuárias Tecer Terminais e Termaco Logística – que operam osportosde Mucurip-e, em Fortaleza, e Pecém,em S. Gonçalo do Amarante – têm motivos para comemorar após o X Congresso da Associação de Portos de Língua Portuguesa (APLOP), realizado nesta semana em Lisboa.

Após assembleia da APLOP, realizada ao final do evento, Termaco e Tecer foram aceitas como novos membros associados da entidade, sendo as primeiras operadoras portuárias brasileiras a obter essa importante conquista.

O empresário Carlos Maia, diretor de ambas, aposta que este é um dos primeiros passos para ajudar a restabelecer o tráfego marítimo direto entre os portos de Portugal e os portos do Ceará, que foram interrompidos na década de 90.

06:47 · 12.09.2017 / atualizado às 06:47 · 12.09.2017 por

Amanhã, quarta-feira, 13/9, o Chief Executive Officer (CEO) do Porto de Roterdã, Allard Castelein, estará em Fortaleza para cumprir uma programação que inclui uma reunião com o governador do Ceará, Camilo Santana, no Palácio da Abolição, em Fortaleza.

Do almoço participarão os secretários de Desenvolvimento Econômico, César Ribeiro; do Planejamento, Maia Júnior; e da Infraestrutura, Lúcio Gomes, além do presidente da Cearaportos, Danilo Serpa.

Castelein visitará o Porto do Pecém, a ZPE e a usina siderúrgica da CSP, onde será recebido pelo seu presidente executivo, Eduardo Parente.

Será mais uma das várias reuniões, que desde março passado o Governo do Estado e o Porto de Roterdã vêm realizando no sentdo de viabilizar o projeto que prevê a transferência da gestão do Porto do Pecém para o de Roterdã. A perspectiva do governo do Estado é de que, no próximo mês de dezembro, seja assinado o contratado de transferência.

As duas partes estão acertando a parceria, que poderá dar aos holandeses de Roterdã uma participação de 49% no capital da Cearaportos.

05:18 · 11.09.2017 / atualizado às 05:18 · 11.09.2017 por

Uma informação que chega de uma fonte primária:

O Governo do Estado do Ceará e o consórcio Marquise-Ivaí, que executa as obras de mais uma ampliação do Porto do Pecém, estão conversando no sentido de que sejam superados os problemas relacionados à suspensão dos serviços.

O consórcio suspendeu os trabalhos, alegando falta de pagamento.

Mas uma fonte primária mandou para este blog a informação de que, em fevereiro, o Governo do Estado devia ao consórcio R$ 50 milhões, que estão hoje reduzidos a R$ 39 milhões com a promessa de que, neste mês de setembro, essa dívida ficará em R$ 20 milhões.

A obra tem um custo de R$ 1 bilhão; então, uma dívida de 39 milhões é pequena diante do tamanho do investimento.

A mesma fonte disse que “esse esticar da corda não deve durar mais do que 15 dias para ser resolvido”.

A conferir.

05:13 · 11.09.2017 / atualizado às 05:13 · 11.09.2017 por

Será aberto amanhã, terça-feira, 12, em Lisboa, capital de Portugal, o 10º Congresso da Associação dos Portos de Língua Portuguesa.

O evento reunirá dirigentes e operadores dos portos de Portugal, Brasil, Angola, Moçambique, Cabo Verde, entre outros portos de países cujo idioma é o português.

Pois bem: o Ceará estará presente a esse congresso por meio de duas empresas operadoras dos portos de Mucuripe e Pecém: a Tecer Terminais Portuários e a Termaco Logística.

O empresário Carlos Maia, que é sócio e diretor das duas empresas, disse ao blog que irá ao congresso para prospectar parcerias estratégicas e alianças operacionais que possibilitem o restabelecimento do tráfego marítimo direto entre os portos de Portugal e os do Ceará, interrompido na década de 90.

04:21 · 08.09.2017 / atualizado às 04:21 · 08.09.2017 por

Este blog teve uma rápida conversa com o economista cearense Mansueto Almeida.

Ele é o secretário de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda, sendo considerado o mais importante assessor do ministro Henrique Meireles.

Mansueto falou quarta-feira, 6/9, no encerramento do Fala Nordeste, o Congresso de Radiodifusão do Norte/Nordeste.

Pois bem: Mansueto traçou um cenário otimista da economia brasileira, e lembrou algo muito interessante:

O Nordeste – o Ceará principalmente – atravessa o quinto ano consecutivo de crise de oferta de água.

Mesmo assim, não houve nesses cinco anos um único caso de saque ao comércio das cidades atingidas pela seca.

Na opinião de Mansueto Almeida, isso aconteceu porque o Brasil tem hoje políticas eficientes de transferência de renda, como o Bolsa Família, que garante uma renda mínima para sobrevivência das pessoas nos sertões nordestinos.

Mansueto tem razão: se não fosse o Bolsa Família e a aposentadoria dos trabalhadores rurais, o drama social no interior do Nordeste não seria, neste cenário de seca, de calma e tranquilidade, como é hoje.

04:14 · 08.09.2017 / atualizado às 04:14 · 08.09.2017 por

O blog conversou com o secretário de Desenvolvimento Econômico do Governo do Ceará, economista César Ribeiro.

Ele se encontra em Lisboa, capital de Portugal, onde, na companhia do presidente da Cearaportos, Danilo Serpa, reúne-se desde quarta-feira, 6, com executivos do Porto holandês de Roterdã.

Essas reuniões sequenciam os esforços das duas partes no sentido de viabilizar a celebração de um contrato que transfira para os holandeses a gestão do Porto do Pecém.

As reuniões, segundo o secretário César Ribeiro, têm sido longas e  complexas.

Uma cláusula de confidencialidade impede que o secretário transmita mais informações sobre as reuniões.

César Ribeiro voltou a dizer que o cronograma estabelecido pelo governo do Ceará está sendo cumprido, e isto significa que, em dezembro próximo, será possível a assinatura do contrato.

A conferir.

04:54 · 05.09.2017 / atualizado às 04:54 · 05.09.2017 por

No próximo mês de dezembro, os holandeses do Porto de Roterdã deverão assumir a gestão do Porto do Pecém.

Não se sabe ainda como isso será feito, nem quanto receberá o Governo do Ceará com essa troca de gestão.

É ainda incerto se o Porto de Roterdã comprará 49% do capital da Cearaportos, que é a administradora do Pecém.

O blog fala sobre isto agora, porque segunda-feira, 4, foi anunciado que a China Merchants Port Holdings, uma das maiores administradoras de portos da Ásia, comprou, por R$ 2,9 bilhões, 90% do Terminal de Contêineres do Porto de Paranaguá, no Paraná.

Trata-se de um dos maiores terminais conteneiros da América Latina.

Isto significa que os gringos estão mesmo de olho no Brasil e no continente latino-americano.

É mais investimento estrangeiro direto na economia brasileira.

04:37 · 04.09.2017 / atualizado às 04:37 · 04.09.2017 por

Parece que é mais difícil administrar o Projeto São Francisco de Integração de Bacias do que executar a sua construção, que já consumiu mais de 10 anos e ainda não terminou.

O Ministério da Integração Nacional pediu ao BNDES um estudo que possa precificar o custo da operação do projeto, estimado em R$ 500 milhões por ano.

A ideia do Ministério da Integração Nacional é atrair a iniciativa privada para o Projeto São Francisco.

O ministro Helder Barbalho está dizendo que isso não significa privatizar a gestão do projeto, mas esta é a impressão que passa.

Enquanto essa nova pendenga não se resolve, prosseguem as obras de conclusão do Canal Norte do projeto, que trará água do São Francisco para o Ceará.

Essas obras só estarão prontas em março de 2018.

Ou seja, água do São Francisco aqui em Fortaleza só em junho do próximo ano