Categoria: Música


08:38 · 08.04.2019 / atualizado às 08:38 · 08.04.2019 por

O feriado da Semana Santa vai ser musical em Guaramiranga, cidade serrana cearense que já tem a tradição de fazer ecoar boa música com shows em praças, ruas, teatros, palcos abertos, nos mais diversos espaços, em harmonia com os encantos naturais do Maciço de Baturité. Na quinta-feira, dia 18 de abril, começa o II Encontro Sinfonia do Amanhã, com programação formativa e artística até o sábado, dia 20.

II Encontro Sinfonia do Amanhã é apresentado pela Enel, a Plataforma Sinfonia do Amanhã e o Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Cultura, numa realização do Instituto BR Arte, do Instituto Raimundo Vieira Cunha e Quitanda das Artes, com produção executiva da Cinco Elementos e consultoria executiva da Marco Zero. O evento conta com a parceria da Universidade Federal do Ceará, por meio do Centro de Gestão para Resultados e da Pró-Reitoria de Extensão, da Prefeitura de Guaramiranga, da Associação dos Amigos da Arte de Guaramiranga (AGUA) e da Associação Catavento.

Quem escolher como destino da Semana Santa a cidade serrana, terá uma boa programação para as noites. Na Praça do Teatro Municipal Rachel de Queiroz e na Escola Zélia Matos Brito, o Encontro leva ao palco atrações musicais conceituadas com um rico repertório de música instrumental. Entre elas, a veterana Ceará Brass Quinteto, o grupo de clarinetes Dacappo, o Trio Guará, o grupo O Som da Montanha, o Quarteto Tapera das Artes e o grupo do Instituto Beatriz e Lauro Fiúza. 

Na quinta-feira a programação musical começa às 20h30 no Teatro Rachel de Queiroz (pequeno), logo após a abertura oficial do Encontro. Em seguida, às 21h, começam os shows na Praça do Teatro. Na segunda noite, as atrações sobem ao palco da Praça a partir das 20h. No sábado, a primeira apresentação será às 17h30 na Escola Zélia Matos Brito e às 19h30 começa a programação na Praça.

RESIDÊNCIAS ARTÍSTICAS E SEMINÁRIO 

Na sexta-feira e sábado, de manhã e à tarde, cerca de 100 jovens estudantes de música do Ceará, já inscritos no Encontro, fazem uma verdadeira imersão no aprendizado musical, participando residências artísticas de prática de instrumentos, de voz e prática de conjunto. Enquanto isso, gestores e educadores, também inscritos, participam do Seminário Música e Sociedade, que aborda os temas “Toda banda é uma escola”, “Difusão da Música” e “A construção de projeto político pedagógico em projeto com ensino de música.

PLATAFORMA SINFONIA DO AMANHÃ

A Plataforma Sinfonia do Amanhã surge para promover conexões por meio da educação musical. A proposta se constitui numa rede de instituições e projetos de música cujo mote é aprimorar e fortalecer o campo da educação musical no estado, proporcionar o desenvolvimento de grupos de referência (como quintetos, quartetos, corais e orquestras) e difundir a música. Como ferramenta de gestão, a Plataforma permite aos grupos integrantes aprimorar seus mecanismos gerenciais para a construção e consolidação de metas, possibilitando a sustentabilidade dos projetos, a qualificação profissional, pedagógica e comunicacional dos envolvidos, baseando suas ações em três eixos: Articulação, Formação e Difusão.

ALGUMAS DAS ATRAÇÕES

Ceará Brass Quinteto – Criado em 2002, o Ceará Brass Quinteto nasce com o intuito de difundir a música de câmara para instrumentos de sopro no Estado. Atualmente composto por Emerson Pereira (1º Trompete), Jean Carlos (2º Trompete), Djacir Vasconcelos (Trombone), Williane Castro (Trompa) e Caio Ramires (Tuba), o grupo convida um baterista ou percussionista quando a apresentação tem caráter popular. O Ceará Brass Quinteto tem em seu currículo artístico diversas apresentações de bastante relevância apresentando seu repertório de câmara em equipamentos culturais do Estado. Em 2018 foi contemplado com o XI Edital de Incentivo a Arte, na categoria Fomenta a Grupos Musicais, com o projeto “Sopro nas Escolas”. Nesta empreitada, percorre seis cidades do interior do Estado apresentando seu repertório e realizando masterclass. 

Dacappo – Grupo cearense de clarinetes que busca explorar ritmos e musicalidade brasileira por meio da construção de novos sentidos através das mais variadas possibilidades artísticas. Formado por Jônatas Gaudêncio, Kléber Luz, Leonel Santos, Tarcianny Brito e Andressa Pinheiro, o grupo está preparando um show, intitulado Nordestinidades, produto de uma pesquisa sobre temas e ritmos nordestinos como xote, baião, frevo, maracatu, etc. 

Trio Guará – Formado desde 2015 por três músicos de Guaramiranga: Denny Almeida (violão), William Madeiro (guitarra) e Juan Madeiro (acordeon), o grupo já contabiliza no currículo algumas turnês por festivais de música na Europa. No palco, o trio oferece uma mistura fina de Bossa Nova, samba, choro com um toque de flamenco. O repertório é inspirado em grandes nomes da música brasileira, passeando por influências da Andaluzia de Paco de Lucia e Vicente Amigo.

Som da Montanha – Wagner Ferreira (contrabaixo), Adriano Flor (sax tenor), Antônio Carlos (trompete), Josué Teodósio (flauta, sax alto e soprano), Matheus Moreira (violão de 7 cordas), Marcelino Ferreira (guitarra), Marco Antônio (bandolim) e Paulo Flor (percussão) são os integrantes do grupo O Som da Montanha. A formação numerosa segue a tradição das big bands jazzistas e é reveladora do grande número de músicos de alto nível atuantes em sua cidade, Guaramiranga. Wagner Ferreira é há mais de 10 anos professor do curso de violão da AGUA e professor regente do Grupo Rio das Cordas, membro do Jazzera Trio e ex-integrante da Banda Dona Zefinha. Com o grupo O Som da Montanha, abre espaço para suas próprias composições, inspiradas em pontos importantes da cidade, como “Matriz”, “Pássaro Vermelho”, “Pico Alto”, “Pé de Ladeira” e “Pendanga”.

07:18 · 01.04.2019 / atualizado às 07:35 · 01.04.2019 por

O cantor cearense Paulo José Benevides foi a atração dos dois desfiles do Golden Wedding – maior feira paulistana de serviços e produtos para noivas, realizada no último sábado, 30/03, no hotel Sheraton, em São Paulo.

Ele cantou – em inglês, italiano, francês e espanhol – grandes sucessos internacionais durante os desfiles, que foram assistidos por dezenas de pessoas, a grande maioria jovens noivos. Também estavam presentes cerimonialistas de várias cidades dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Clique para ver vídeo

A Golden Wedding reuniu, no espaço de convenções do Sheraton, as maiores lojas que comercializam produtos e serviços para noivas e para festas de casamento. Trata-se de um mercado que cresce em progressão geométrica.

Aqui em Fortaleza, esse mercado expandiu-se nos últimos anos, pelo que se multiplicaram as empresas especializadas na organização de cerimônias de casamento, tanto as de celebração do matrimônio, no interior dos tempos, quanto as das festas de celebração. Na capital cearense nas grandes cidades do interior do Estado há dezenas de buffets, o maior dos quais é o La Maison, nas dunas da Praia do Furo, em Fortaleza.

 

05:34 · 08.03.2019 / atualizado às 05:34 · 08.03.2019 por

O projeto Clássicos na Lagoa abrirá, no próximo dia 15, às 17 horas, às margens da Lagoa de Porangabussu, em Fortaleza, sua temporada de apresentações em 2019 com a participação da Orquestra Filarmônica Estrelas da Serra, do município cearense de Croatá.

Composta por 44 jovens alunos da rede pública municipal e estadual, a orquestra foi fundada em 2009 pelos músicos Hélio Júnior (maestro) e Silvério Oliveira, como parte das ações do Ponto de Cultura Vamos Fazer Arte.

Desde o ano passado, a programação do Clássicos na Lagoa é voltada aos chamados concertos didáticos, cujo enfoque prioriza a abordagem dos diferentes períodos da música erudita mundial. Já foram realizadas apresentações sobre as fases renascentista, barroca e clássica. Neste ano, os espetáculos destacarão composições das eras romântica, moderna, contemporânea e brasileira, sem, no entanto, deixar de apresentar músicas mais populares que ampliem a interação com o público.

No seu quarto ano de realização, o projeto é uma iniciativa do Instituto de Ciências Médicas Paulo Marcelo Martins Rodrigues (ICM), instituição que está construindo um hospital de referência nacional em cardiologia no bairro de Porangabussu, na capital cearense. O ICM desenvolve uma política de investimento na cultura como parte de um projeto mais amplo de promoção da saúde, que inclui uma escola de música, onde são oferecidas aulas gratuitas de violino para a comunidade.

A Orquestra Estrelas da Serra irá desenvolver um repertório eclético, incluindo músicas eruditas, regionais, populares nacionais e internacionais. O grupo já realizou mais de 100 apresentações em vários estados do nordeste, algumas delas com a participação de nomes como Arthur Moreira Lima, Adelson Viana e Waldonys. A instituição acumula prêmios e o reconhecimento de entidades como a Fundação Itaú Social, Fundação Banco do Brasil, Fundação YouthActionNet e Unicef pelo seu trabalho educativo.

As ações e atividades da Orquestra são mantidas e apoiadas pelo Governo do Estado do Ceará, Enel e Expresso Guanabara. Dentre as apresentações agendadas para este ano destaca-se a realização de um concerto em São Paulo, em junho, com a participação do maestro João Carlos Martins.

08:46 · 20.09.2018 / atualizado às 09:40 · 20.09.2018 por

O cantor cearense Paulo José Benevides retorna nesta quita-feira, 20, a Fortaleza, depois de apresentar-se em clubes de jazz de New York.

No dia 14, ele apresentou-se no Zinc Jazz (82 West 3rd Street, no Greenwich Village0, acompanhado por Roman Najara na guutarra, Loisel Machin, no contrabaixo; Marcos Lopes, na bateria; Redi Fernandez, na flauta; e Kll Fernandez, no trumpete.

No dia 17, a apresentação foi no Nublu Jazz Bar (62 Avenue C, NY 10009), com o mesmo time de músicos.

Ele cantou famosos clássicos da música norte-americana e, também, da MPB. Duas delas foram “Manhã de Carnaval”, de Antonio Maria, e “Água de Beber”, de Antonio Carlos Jobim e Vinicius de Morais.

Paulo José voltará a New York no próximo mês de outubro para cantar numa das grandes sinagogas daquela cidade, que celebrará uma das datas da religião judaica. Para isso, ele está há seis meses estudando hebraico, pois cantará 11 músicas no idioma israelense.

 

09:47 · 13.08.2018 / atualizado às 09:49 · 13.08.2018 por

À revelia do Governo e apesar dele, que nunca lhe deu apoio, avança um projeto que causa uma revolução social e cultural em Cascavel, no litoral Leste do Ceará.

Lá, o maestro Reberson Almeida criou e desenvolve, há alguns anos, o projeto “A Cor e o Som do Sertão”. É uma iniciativa bancada pele próprio maestro, que comprou com seus próprios e parcos instrumentos de sopro – saxofones, trompetes, trombone, flauta – e bateria e, com jovens de famílias de baixa renda, formou uma orquestra que hoje se exibe em espaços públicos e privados. Sábado, 12, à noite, ela se exibiu para dezenas de pessoas na Praia da Caponga, que a aplaudiu com entusiasmo. Ela tocou clássicos da música nordestina.

Até recentemente, ele recebia uma ajuda financeira da Prefeitura de Cascavel. Essa ajuda, porém, foi suspensa sem aviso prévio. Agora, a orquestra mantém-se graças ao esforço pessoal do maestro Reberson, que agora pede ajuda a empresas e empresários para mantê-la.

Mas há outro problema: o projeto “A Cor e o Som do Sertão” organizou, também, um corpo de balé, que vinha progredindo e já fazendo exibições públicas. Com a suspensão da ajuda financeira da Prefeitura de Cascavel, tornou-se impossível pagar o salário do professor de balé. Resultado: o corpo foi desfeito e as adolescentes da pobreza de Cascavel deixaram de aprender a dançar.

Há o temor de que, sem ajuda, o projeto do maestro Reberson Almeida seja encerrado. E o pior poderá acontecer: seus jovens e talentosos músicos retornarão às suas origens.

Alô, empresários cearenses, não deixem que isso aconteça!

04:26 · 24.05.2018 / atualizado às 04:29 · 24.05.2018 por

O cantor cearense Paulo José Benevides, que há 20 dias foi aplaudido de pé no programa Domingão do Faustão, da Rede Globo, viaja nesta quinta-feira, 24, para Nova Iorque, nos Estados Unidos.

Ele cantará numa grande festa judaica que será realizada no próximo dia 28, segunda-feira, numa das sinagogas de Nova Iorque.

Será uma festa beneficente promovida por banqueiros judeus nova-iorquinos.

Paulo José cantará 11 músicas, todas em hebraico.

De amanhã até domingo, ele ensaiará com a Terra Symphony Orchestra, com a qual ele gravou no ano passado um DVD em Nova Iorque, cujo conteúdo está no YouTube.

Essa orquestra acompanhará Paulo José em sua apresentação na festa judaica de Nova Iorque.

04:27 · 24.04.2018 / atualizado às 04:27 · 24.04.2018 por

O cantor cearense Paulo José Benevides, que brilhou recentemente no programa Domingão do Faustão, foi convidado para cantar numa grande festa judaica na maior sinagoga de Nova Iorque, no próximo dia 30 de maio.

Paulo José, em torno de quem trabalha uma equipe de 43 pessoas, a maioria músicos, cantará 11 músicas judaicas, todas em hebraico.

Dessas 11 músicas, ela já canta cinco em cerimônias de casamentos.

Na próxima sexta-feira, 27, ele cantará, em Cuiabá, capital do Mato Grosso, na cerimônia de casamento da filha de um grande empresário da região do Centro Oeste.

21:36 · 15.04.2018 / atualizado às 21:41 · 15.04.2018 por

Uma das atrações do programa Domingão do Faustão de hoje, 15/04, na Rede Globo, o cantor cearense Paulo José Benevides (foto do Globo Play) foi aplaudido de pé pelo auditório e abraçado e beijado pela artista Arlete Sales e pelo jornalista Alex Escobar, que também se apresentaram no quadro Ding Dong.

Paulo José cantou somente uma música acompanhado de orquestra. As demais – incluindo o tango “Por Una Cabeza”, em espanhol, e um trecho de “Caruzo”, em italiano – ele cantou à capela, sendo vibrantemente aplaudido.

Fausto Silva ficou tão entusiasmado com a apresentação de Paulo José, que pediu para ele cantar o que quisesse. E solicitou uma música em português. Aí, o artista cearense, também à capela, cantou a música” Luíza”, de Antonio Carlos Jobim e Carlos Lira. O auditório de novo pôs-se de pé e o aplaudiu demoradamente.

No final, Faustão anunciou que Paulo José era mais um cearense que estreava no seu programa.

Durante a conversa com Faustão, Paulo José foi perguntado se, quando está de volta das constantes viagens que faz ao exterior, se impressiona com a situação do Brasil nos dias de hoje. O cantor cearense, que canta profissionalmente desde os 15 anos, sendo o mais requisitado para as festas de casamento, de 15 anos e de formaturas, respondeu: “A culpa é nossa porque não sabemos votar”. Faustão criou, então, um bordão: “Não adianta reclamar, tem de saber votar”.

04:40 · 09.08.2017 / atualizado às 04:40 · 09.08.2017 por

Nesta quarta-feira, 9, às 18 horas, a Assembleia Legislativa do Ceará fará sessão especial para entregar a Medalha Humberto Teixeira, uma condecoração que o Poder Legislativo estadual presta, anualmente, aos que promovem a cultura cearense, na qual está incluída a música.

Hoje, a Medalha Humberto Teixeira será entregue pela primeira vez a um músico cearense, o cantor Paulo José Serpa Benevides.

Ele canta desde os cinco anos de idade e desde os 15, profissionalmente.

Há três meses, ele cantou com uma orquestra sinfônica em Nova Iorque e desse concerto nasceu seu mais novo DVD, que será lançado na próxima semana.

A outorga da Medalha Humberto Teixeira a Paulo José foi proposta pelo deputado Fernando Hugo.

04:30 · 04.08.2017 / atualizado às 04:30 · 04.08.2017 por

Nos próximos dias 11, 12 e 13 deste mês, a Caixa Cultural promoverá aqui em Fortaleza o show Cantoria Agreste, que será uma homenagem ao sanfoneiro Dominguinhos, falecido há dois anos em Pernambuco.

Esse show reunirá um dos grandes sanfoneiros da atualidade, Genaro, e o violonista, cantor e compositor Marcelo Melo, vocalista do Quinteto Violado, que nos anos 70 foi a grande sensação da música popular brasileira.

Esse show Cantoria Agreste reviverá os grandes sucessos de Dominguinhos, e ainda contará algumas das muitas histórias que tiveram o sanfoneiro nascido em Garanhuns como protagonista.

Este blog conversou com Marcelo Melo, que contou que o espetáculo já foi mostrado em São Paulo e Garanhuns, com grande sucesso de público e de crítica.

Vale repetir: o show Cantoria Agreste, homenagem a Dominguinhos, será nos próximos dias 11, 12 e 13, na Caixa Cultural, na Avenida Pessoa Anta, na capital cearense.

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Egídio Serpa

Focado em informações de economia - de investimentos, mercado e empresas, o blog avança pela análise dos fatos políticos que têm direta repercussão econômica.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags