Busca

Categoria: Música


04:40 · 09.08.2017 / atualizado às 04:40 · 09.08.2017 por

Nesta quarta-feira, 9, às 18 horas, a Assembleia Legislativa do Ceará fará sessão especial para entregar a Medalha Humberto Teixeira, uma condecoração que o Poder Legislativo estadual presta, anualmente, aos que promovem a cultura cearense, na qual está incluída a música.

Hoje, a Medalha Humberto Teixeira será entregue pela primeira vez a um músico cearense, o cantor Paulo José Serpa Benevides.

Ele canta desde os cinco anos de idade e desde os 15, profissionalmente.

Há três meses, ele cantou com uma orquestra sinfônica em Nova Iorque e desse concerto nasceu seu mais novo DVD, que será lançado na próxima semana.

A outorga da Medalha Humberto Teixeira a Paulo José foi proposta pelo deputado Fernando Hugo.

04:30 · 04.08.2017 / atualizado às 04:30 · 04.08.2017 por

Nos próximos dias 11, 12 e 13 deste mês, a Caixa Cultural promoverá aqui em Fortaleza o show Cantoria Agreste, que será uma homenagem ao sanfoneiro Dominguinhos, falecido há dois anos em Pernambuco.

Esse show reunirá um dos grandes sanfoneiros da atualidade, Genaro, e o violonista, cantor e compositor Marcelo Melo, vocalista do Quinteto Violado, que nos anos 70 foi a grande sensação da música popular brasileira.

Esse show Cantoria Agreste reviverá os grandes sucessos de Dominguinhos, e ainda contará algumas das muitas histórias que tiveram o sanfoneiro nascido em Garanhuns como protagonista.

Este blog conversou com Marcelo Melo, que contou que o espetáculo já foi mostrado em São Paulo e Garanhuns, com grande sucesso de público e de crítica.

Vale repetir: o show Cantoria Agreste, homenagem a Dominguinhos, será nos próximos dias 11, 12 e 13, na Caixa Cultural, na Avenida Pessoa Anta, na capital cearense.

10:16 · 26.05.2017 / atualizado às 10:16 · 26.05.2017 por

Uma informação para os que gostam da música lírica, aquela música ouvidas nas óperas.

Amanhã, sábado, 27/05, às 20 horas, no Centro de Eventos do Ceará, o tenor espanhol Jose Carreras fará um recital, durante o qual cantará algumas das árias mais famosas do mundo. E também clássicos da música popular.

José Carreras, para quem não sabe, integrou o  grupo Três Tenores, que tinha ainda o falecido italiano Luciano Pavarotti e o também espanhol Plácido Domingos, que, aliás, já se apresentou no mesmo de Centro de Eventos do Ceará.

Os ingressos para o espetáculo de Jose Carreras, amanhã, começaram a ser vendidos.

O mais caro é o da Cadeira Premium: ele custa R$ 500, mas com direito a buffet completo, mas sem direito à meia entrada.

O ingresso mais barato custa R$ 240 reais, mas com direito à meia entrada, desde que que se apresente um documento de identificação.

05:28 · 02.05.2017 / atualizado às 05:28 · 02.05.2017 por

Deus convocou para o conservatório de música celeste o cearense Antonio Carlos Gomes Belchior Fontenele, o Belchior, um dos mais criativos compositores e cantores da música popular brasileira.

Desde a noite de sábado, 29, Belchior faz parte, no céu, da seleção intregada por Pixinginha, Noel Rosa e Cartola, e mais Elis Regina, Luiz Gonzaga e Dominguinhos, para citar só alguns dessa constelação de astros da MPB.

Belchior foi um poeta que vestiu de música seus próprios versos.

E as homenagens que os cearenses prestamos a ele nos últimos dois dias foram apenas uma discreta manifestação de amor a quem, enquanto viveu, versejou e cantou contra a opressão e a favor da liberdade.

Poeta e devorador de livros de poesia, Belchior leu os maiores autores do mundo.

Seus versos são obra prima.

Aqui está um exemplo de sua genialidade.

Na poesia Mucuripe, que Raimundo Fagner musicou e gravou, assim como o fizeram Roberto Carlos e Elis Regina, Balchior diz:

“Calça nova de riscado, paletó de linho branco, que até o mês passado lá no campo inda era flor”.

São versos que resumem o gênio que foi Belchior.

Uma genialidade que hoje é reverenciada por todos os que o amaram.

E todos o amaram.

Saudades de você, Belchior.

10:00 · 22.04.2017 / atualizado às 07:03 · 23.04.2017 por

“Foi um sonho realizado, pois cantar em Nova Iorque e em um recital exclusivo, acompanhado de uma grande orquestra, era algo que me embalava desde criança, quando eu comecei a ver e a ouvir Frank Sinatra, Elvis Presley, Tony Bennett, Perry Como, Bing Crosby e outros monstros sagrados da música” – disse a este blog, falado pelo telefone, o cantor cearense Paulo José, um dia depois do show que fez quinta-feira, 20, para 300 pessoas na sala principal do The Dimenna Center, uma casa de concertos novaiorquina que tem o russo Mikahil Baryshinikov – mito do balémundial – como paraninfo.

Durante 90 minutos, Paulo José – vestindo smoking e apoiado pela Terra Simphony Orchestra, com 40 músicos, dirigida pelo maestro brasileiro Artur Barbosa – cantou alguns dos maiores sucessos da música internacional, sendo aplaudido durante todo o espetáculo por cada interpretação.

No grand finale, cantando o tango “Por una Cabeza”, de Carlos Gardel, ele foi aplaudido de pé pelo público e pelos músicos da orquestra.

O recital de Paulo José – que teve o apoio da Dibra, holding da família Das Branco – foi gravado e agora será transformado em DVD que será exibido pelo You Tube nas próximas semanas.

 

08:57 · 20.04.2017 / atualizado às 17:36 · 20.04.2017 por

Hoje, às 20 horas (21 horas em Fortaleza), o cantor cearense Paulo José fará um recital no Dimenna Center – casa de concertos de New York, cujo paraninfo é  mito mundial do balé, o russo Mikhail Baryshikov. O Dimenna Center localiza-se na 450 West 37th Street, entre a 9ª e a 10ª Avenidas, em New York.

Acompanhado pelos 40 músicos da Terra Symphony Orchestra, sob a regência do maestro brasileiro Artur Barbosa, Paulo José cantará uma dúzia de canções, entre as quais hits como “Take me Love“, adaptação de Frank Sinatra para o terceiro movimento da 3ª Sinfonia de Brahms, e “Be my Love”, que Mario Lanza tornou famosa. Do programa consta, ainda, a brasileiríssima “Faz parte do meu show”, de Cazuza.

Para ver o show, um grupo de empresários de Fortaleza viajou a New York. Entre eles, Geraldo Rola, Adriano Marques, Otílio Macedo, Francisco Marinho (sócio e diretor da Ibyte) e Mariana Marinho, dona da Cerâmicas do Brasil (Cerbrás).

Nos últimos três dias, Paulo José e a Terra Symphony Orchestra ensaiaram. Da composição da orquestra incluem-se 6 primeiros violinos, seis segundos violinos, 4 violas, 4 cellos, 2 contrabaixos, 1 oboé, 1 flauta, 2 trompas, 1 fagote, 3 trompetes, 2 trombones e um piano, além de percussões.

Todo o recital será filmado e transformado em DVD que será exibido por meio do You Tube.

Ouça um trecho do ensaio de Paulo José com a Terra Symphony Orchestra para o recital de hoje.

18:10 · 16.04.2017 / atualizado às 07:26 · 17.04.2017 por

O cantor cearense Paulo José – que na próxima quinta-feira, 20,  fará um recital para 300 pessoas no Dimena Center, uma casa de concertos que tem como paraninfo o mito do balé Mikhail Baryshnikov – apresentou-se neste domingo na Primeira Igreja Batista daquela cidade norte-americana.

A apresentação foi durante o culto dominical da igreja, localizada na 941 Rev James A Polite Ave, no bairro do Brox.

Paulo José cantou três músicas de louvor a Deus, acompanhado da orquestra e do coral da igreja. A última foi How Great Thou Art, que se tornou famosa na voz de Elvis Presley (na versão em português, tem o título de Tão Grande és Tu).

Amanhã, segunda-feira, 17, Paulo José iniciará a série de ensaios com a Terra Symphony Orchestra, com 40 músicos, que, sob a regência do maestro brasileiro Artur Barbosa, o acompanhará no recital do dia 20.

O seu recital no Dimena Center – para o qual todos os 300 ingressos já foram vendidos – será gravado ao vivo e virará um DVD que será visto no YouTube. O recital integra um projeto que tem o apoio da Dibra, holding da família Dias Branco.

Paulo José é o cantor dos grandes eventos sociais de Fortaleza. Ele já gravou 10 CDs e três DVDs. E já cantou em em eventos em Paris, Los Angeles, São Paulo, Brasília, São Luís, Recife, Natal e outras cidades brasileiras.

 

04:31 · 05.04.2017 / atualizado às 04:34 · 05.04.2017 por

Ontem, terça-feira, 4, na abertura da solenidade que marcou o início oficial das operações da usina siderúrgica do Pecém, o sanfoneiro cearense Waldonys encantou e até emocionou as dezenas de coreanos presentes ao evento.

O blog explica: a usina siderúrgica da CSP é um empreendimento que tem como sócias as empresas coreanas Dongkuk e Posco e a brasileira Vale.

Pois bem, Waldonys tocou com sua sanfona o hino nacional da Coreia do Sul, que foi cantado pelos coreanos, que ao final prorromperam em aplausos.

Em seguida, Waldonys tocou o hino nacional brasileiro, sendo também demoradamente aplaudido.

O blog pergutou a Waldonys como ele conseguiu aprender e decorar um hino de difícil execução pelas notas dissonantes que tem?

Waldonys explicou que colheu na internet a partitura do hino e, pelamesma via, ouviu seguidamente a sua execução por vários corais e bandas de música.

Depois, o sanfoneiro deu asas ao seu talento de músico genial.

O que mais chamou a atenção na execução do hino sul-coreano por Waldonys foi o uso constante da mão esquerda, ritmando – nos baixos da sanfona – a bela melodia, tipicamente asiática, do hino da Coreia.

04:36 · 28.10.2016 / atualizado às 04:40 · 28.10.2016 por

vinicius poetaO Ecad, escritório que arrecada e distribui os direitos autorais de compositores e intérpretes de todas as músicas executadas no Brasil, revela, no seu boletim de outubro,  que distribuiu R$ 19 milhões aos 18 mil autores de músicas carnavalescas.

No mesmo boletim, revela-se ainda que a música mais tocada, em maio deste ano, aparentemente a última estatística atualizada do Ecad, foi “Aquele um por cento”, de autoria dos compositores Vinicius Poeta e Benício Neto.

Tem mais: naquele mesmo mês de maio, a música mais tocada em casas de festa e em música ao vivo foi o tradicionalíssimo “Parabéns pra Você”.

E para quem pensa que Roberto Carlos é o autor mais executado no rádio, engana-se: ele é apenas o segundo colocado.

Pelo menos no mês de maio deste ano, segundo o boletim do Ecad.

No primeiro lugar, ficou dupla Vinicius Poeta e Benicio Neto, do “Aquele um por cento”, uma música que agrada a todos os gostos.

04:16 · 20.10.2016 / atualizado às 04:21 · 20.10.2016 por

Festa de forróO blog conversou com uma fonte bem entrosada no setor de promoção de shows e, principalmente, no das bandas de forró.

A fonte contou que, se a Polícia Federal e a Receita Federal estenderem para as prefeituras municipais do Ceará a sua atual “Operação For All”, encontrarão, provavelmente, novas e mais fortes emoções.

Aqui no Ceará, a Polícia Federal descobriu um esquema de sonegação fiscal que alcança, à primeira vista, mais de R$ 500 milhões.

Integrantes de duas das mais famosas bandas cearenses de forró estão envolvidos no escândalo.

As multas a serem aplicadas pela Receita Federa serão pesadas, muito pesadas.

Já se ouvia falar em todo canto que o mercado das bandas de forró escondia sonegação de impostos, mas não se tinha a ideia de que essa sonegação seria tão grande.