Categoria: Polícia


05:38 · 07.12.2018 / atualizado às 05:39 · 07.12.2018 por

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, inaugura nesta sexta-feira (7), às 11 horas, aqui em Fortaleza), o Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública – Regional Nordeste (CIISPR-NE). É a segunda de cinco unidades regionais a serem implantadas no País e integradas ao centro nacional, em Brasília (DF), para o combate ao crime organizado.

Também estarão presentes ao evento o governador do Estado do Ceará, Camilo Santana, o secretário Nacional de Segurança Pública, major brigadeiro João Tadeu Fiorentini, e o secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, André Santos Costa.

Os Centros Integrados de Inteligência de Segurança Pública têm o objetivo unificar a ação de combate ao crime organizado por regiões e são compostos por agentes de inteligência dos Estados, da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal e da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).

04:06 · 17.05.2018 / atualizado às 04:07 · 17.05.2018 por

Ontem, em Fortaleza, durante um almoço que reuniu 13 empresários cearenses da indústria e da agropecuária, constatou-se que sete deles não usavam relógio.

Por que?

E eles responderam que é para não aumentar o seu prejuízo em caso de um assalto.

A propósito, o blog pode revelar que, há um ano, um empresário cearense foi assaltado em São Paulo, em uma rua de grande movimento da capital paulista.

O assaltante não quis o celular nem a carteira com dinheiro do empresário. Só quis o seu relógio, que valia R$ 35 mil.

Conclusão: ou não use relógio ou use um desses baratos, com pulseira de silicone.

04:22 · 27.03.2018 / atualizado às 04:26 · 27.03.2018 por

O Ceará e os cearenses, principalmente os residentes em Fortaleza, estão com muito medo diante da escalada de violência promovida pelas diferentes facções criminosas que atuam no Estado, destacadamente na capital do Estado e em sua Região Metropolitana.

Há uma guerra urbana visível: de um lado, estão as facções criminosas; do outro lado, o Estado e seu aparelho repressivo policial.

Como em toda guerra, há mortos e feridos e, ainda, prejuízos para o patrimônio público e privado.

Repartições públicas já foram metralhadas e mais de 10 ônibus incendiados, só nos últimos dias.

A população, incluindo as crianças, estão torcendo pela vitória das forças do bem contra as do mal.

Mas isso é difícil porque os criminosos estão bem armados e têm atraído para o seu lado os jovens da periferia das cidades, onde reside a população mais pobre, aqui e no resto do País.

Para agravar, a política e os políticos fazem uso dessa guerra, cada um atendendo ao seu próprio interesse.

Lamentavelmente.

04:25 · 15.03.2018 / atualizado às 04:28 · 15.03.2018 por

Está circulando nas redes sociais da internet uma espécie de cartilha de advertência e de cuidados que deve ter o  habitante da cidade de Fortaleza ao sair e voltar à sua casa, ao ir à missa, ao restaurante ou ao teatro e ao estacionar seu veículo nas ruas da cidade.

É que, diante da ação dos assaltantes, está difícil e muito perigoso viver, não só aqui em Fortaleza, mas em todas as grandes cidades do País.

Até o simples ato de ir ao Castelão ou ao Presidente Vargas tornou-se arriscado, porque nos estádios de futebol e fora deles as torcidas, também organizadas como o crime, agridem e até matam inocentes.

Por que ir ao estádio, se a TV Verdes Mares transmite os jogos ao vivo?

Neste ano, em outubro, haverá eleição.

O tema da segurança ou insegurança pública vai dominar o debate, a não ser que, antes da campanha eleitoral, retorne a paz.

Com a paz, o Ceará poderá dinamizar o seu turismo, que só pede uma coisa: limpeza urbana e segurança pública.

07:39 · 11.03.2018 / atualizado às 07:41 · 11.03.2018 por

Mais uma tragédia em Fortaleza. Mais uma chacina. Mais sete pessoas mortas. E agora na Praça da Gentilândia, no centro da cidade, a poucos metros da Reitoria da Universidade do Ceará (UFC).

A capital do Ceará virou palco de atuação das facções criminosas ligadas ao tráfico de drogas, que parecerem haver dividido a cidade em capitanias, cada uma com seus donos. Cada uma com seus métodos perversos de ação.

A Polícia, desnorteada, tenta reagir, mas faltam mais homens treinados, mais viaturas, mais armamentos, mais munição e, principalmente, mais inteligência.

Há uma luz no horizonte: o Governo Federal promete instalar em Fortaleza um Centro de Inteligência para o Nordeste. Como no Brasil toda promessa leva uma eternidade até ser cumprida, teme-se que essa boa providência só se torne realidade quando novas chacinas acontecerem.

Fortaleza é um destino turístico importante. Não pode ser território dominado por bandidos.

04:03 · 19.02.2018 / atualizado às 04:05 · 19.02.2018 por

O Estado do Rio de Janeiro, levado à falência pela irresponsabilidade de governantes corruptos, um dos quais está preso e já condenado a vários anos de prisão, tem agora sob intervenção federal a sua área de segurança pública.

Na prática, é o próprio governo fluminense que está sob intervenção.

A crise na segurança pública não é só no Rio de Janeiro. Ela também atinge os outros estados, em maior ou menor intensidade.

Aqui no Ceará, por exemplo, essa crise existe, e tanto existe que, ao meio-dia desta segunda-feira, 19, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Fortaleza promoverá uma reunião com o secretário de Segurança, André Costa, e o chefe do Gabinete do governador do Estado, Élcio Batista.

Os comerciantes lojistas querem uma ação mais eficiente da Polícia no centro de Fortaleza. Mas não é só no centro da cidade que essa ineficiência se registra. Ela também acontece nos demais bairros.

Evidentemente, a situação do Ceará não é como a do Rio, um estado realmente falido financeira, moral, ética e politicamente. Mas aqui é preciso que o Governo e sua polícia sejam mais firmes e mais rápidos na resposta às ações dos bandidos.

06:16 · 17.02.2018 / atualizado às 06:18 · 17.02.2018 por

Decidiu o governo do presidente Michel Temer decretar intervenção na área da Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro. Isto quer dizer que, desde ontem, sexta-feira, 16, o Goiverno fluminense, liderado pelo governador Pezão, não tem qualquer ingerência sobre suas polícias civil e militar. Nem sobre o seu sistema carcerário. Tudo está, agora, sob o comando do interventor, general Braga Netto.

As Forças Armadas e mais o estamento policial do Rio combaterão as quadrilhas de traficantes, que, assustadas, já recolhem seu arsenal, escondendo-o em outros lugares da cidade. E mais do que isso: planejam sua transferência para outras cidades do País, segundo as notícias que chegam do Rio.

Há uma reação dos demais estados, cujos secretários de segurança movimentam-se no sentido de evitar que a intervenção federal no Rio provoque a transferência dos traficantes cariocas e de suas facções para outras regiões, como o Nordeste.

São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo, estados vizinhos ao Rio de Janeiro, são os mais apreensivos.

Aqui no Ceará, o crime organizado tem provocado pânico, principalmente na Região Metropolitana de Fortaleza, onde agem facções do Comando Vermelho (PV), do Primeiro Comando da Capital (PCC) e dos Guardiões do Estado (GDE).

04:40 · 11.01.2018 / atualizado às 04:42 · 11.01.2018 por

Ontem, quarta-feira, 10, a manchete do Diário do Nordeste denunciava o seguinte: “Soldados Vendiam Munição para facção criminosa”.

A notícia não surpreendeu, porque, afinal, o crime organizado se organizou nas diferentes instituições brasileiras.

Mas ela causou, e está causando, medo à sociedade.

Esse medo torna-se maior diante da incapacidade política, ética, moral e financeira do governo do presidente Michel Temer para combater não só a crise da economia, mas também a da segurança pública.

Durante as investigações da Lava Jato, descobriu-se que deputados federais tinham ligação direta com o crime organizado, cujo comando está sediado dentro das penitenciárias federais de segurança máxima.

É de lá que partem as ordens para rebeliões em presídios estaduais e para ações de violência contra a Polícia nas ruas das cidades brasileiras.

Só um governo forte politicamente, com apoio do Congresso Nacional e da sociedade, será capaz de por fim à crescente ação das facções criminosas na vida das cidades e das pessoas.

03:56 · 05.01.2018 / atualizado às 03:56 · 05.01.2018 por

Um grupo de pessoas, com índole claramente criminosa, está agindo nos grandes hospitais particulares de Fortaleza, tentado extorquir dinheiro de familiares de pacientes internados.

Com a cumplicidade de funcionários dos próprios hospitais, esses criminosos e criminosas (pois há mulheres no meio deles) ligam o telefone diretamente para o quarto do paciente e dizem que ele está com leucemia e que é necessário fazer uma caução para a instalação de um aparelho que medirá a qualidade do seu  sangue.

O blog pode informar que algumas pessoas desavisadas caíram nesse conto.

Os hospitais já foram avisados. E a Polícia, também.

04:44 · 02.11.2017 / atualizado às 04:46 · 02.11.2017 por

O Brasil e os brasileiros estão alarmados e estarrecidos com a  denúncia feita pelo ministro da Justiça, Torquato Jardim (foto), segundo a qual no Rio de Janeiro é o crime organizado, isto é, o comando do tráfico de drogas, que indica os comandantes dos batalhões da Polícia Militar, em conluio com o governador , com deputado e com o secretário de Segurança Pública.

Se isso se passa no Rio de Janeiro, é possível que também se passa em outros estados do País.

A denúncia de Torquato Jardim foi feita no mesmo dia em que o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) baixou resolução determinando que os Boletins de Ocorrências nas ruas e nas estradas brasileiras tenham, obrigatoriamente, a identificação do autor do BO.

A Ordem dos Advogados do Brasil já alertou que isso deve ser proibido, pois poderá ser usado pelos traficantes para retaliação contra quem os denunciar. Teme-se que o trabalho dos agentes da Polícia Rodoviária Federal seja prejudicado.

O crime organizado, como se vê, está entranhado na máquina pública brasileira, infelizmente.

O próprio Estado do Rio de Janeiro já foi governado por um bandido, que hoje está preso.

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Egídio Serpa

Focado em informações de economia - de investimentos, mercado e empresas, o blog avança pela análise dos fatos políticos que têm direta repercussão econômica.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags