Busca

Rússia abre Copa com estádios de US$ 13 bilhões

04:17 · 14.06.2018 / atualizado às 04:21 · 14.06.2018 por

Nesta quinta-feira, 14 de junho, começará ao meio-dia (hora de Brasília) – no estádio Luzhniki (foto ao lado) o maior evento mundial de um só esporte – o futebol.

Durante os próximos 31 dias, toda a atenção estará voltada para a Copa do Mundo da Rússia, cujo Governo investiu a bagatela de US$ 13 bilhões na construção de moderníssimos estádios que, depois do torneio, serão elefantes brancos – como aconteceu com alguns estádios brasileiros construídos para a Copa de 2014.

Além do investimento nos estádios, os russos investiram US$ 6,8 bilhões na melhoria de sua infraestrutura rodoviária e na mobilidade urbana das cidades-sede do torneio.

Por seu turno, a Fifa, que é a promotora da Copa, aplicou US$ 627 milhões, dos quais US$ 400 milhões só na organização do evento e US$ 241 na produção das transmissões dos jogos pela televisão.

As autoridades russas estimam que os turistas que estarão no País ao longo de toda a Copa gastarão, nas suas cidades, US$ 4 bilhões nos hotéis, nos bares e nos restaurantes.

Agora, preste atenção: se você acha que todos estes números são extraordinários, eis o valor de quanto custará a Copa do Mundo de 2022.

O Governo do Catar, que a sediará, está gastando US$ 200 bilhões (quase R$ 800 bilhões) para organizar o torneio.

Comentários 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *