Busca

Evangelho de hoje (Jo 6,22-29)

03:50 · 16.04.2018 / atualizado às 09:30 · 16.04.2018 por

Resultado de imagem para Esforçai-vos não pelo alimento que se perde, mas pelo alimento que permanece até a vida eternaDepois que Jesus saciara os cinco mil homens, seus discípulos o viram andando sobre o mar. No dia seguinte, a multidão que tinha ficado do outro lado do mar constatou que havia só uma barca e que Jesus não tinha subido para ela com os discípulos, mas que eles tinham partido sozinhos. Entretanto, tinham chegado outras barcas de Tiberíades, perto do lugar onde tinham comido o pão depois de o Senhor ter dado graças. Quando a multidão viu que Jesus não estava ali, nem os seus discípulos, subiram às barcas e foram à procura de Jesus, em Cafarnaum.

Quando o encontraram no outro lado do mar, perguntaram-lhe: “Rabi, quando chegaste aqui?” Jesus respondeu: “Em verdade, em verdade, eu vos digo: estais me procurando não porque vistes sinais, mas porque comestes pão e ficastes satisfeitos. Esforçai-vos não pelo alimento que se perde, mas pelo alimento que permanece até a vida eterna, e que o Filho do homem vos dará. Pois este é quem o Pai marcou com seu selo”. Então perguntaram: “Que devemos fazer para realizar as obras de Deus?” Jesus respondeu: “A obra de Deus é que acrediteis naquele que ele enviou”.

Reflexão – “o alimento que perdura”

 

Jesus recriminava a multidão que o procurava, porque não percebia nos milagres que Ele realizava o sinal de Deus que o enviara a terra para a remissão dos pecados.  A maioria se apegava somente ao que Jesus podia lhe proporcionar física e materialmente e corria de um lado e outro buscando saciar a sua fome. No entanto, Jesus tentava lhes mostrar que tudo o que lhes acontecia era apenas uma consequência do que era operado no interior dos seus corações.  A multidão hoje, também persegue os sinais de prosperidade, de poder, de ganhar alguma coisa. Quantas vezes nós vemos as pessoas se aproximarem da Igreja nos momentos de provação quando enfrentam alguma enfermidade ou quando precisam de um emprego, quando estão com a situação financeira precária e passam por dificuldades, porém, depois que encontram conforto e segurança elas se afastam e voltam à mesma vidinha de antes. Não perseveram na busca da salvação para suas almas, não buscam as coisas do alto. Desde aquele tempo Jesus já nos advertia: “Esforçai-vos não pelo alimento que se perde, mas pelo alimento que permanece até a vida eterna e que o Filho do homem vos dará!”  O alimento que perdura até a vida eterna só será encontrado se permanecermos fiéis a Jesus. Jesus é o alimento que permanece até a vida eterna e só Ele pode saciar a nossa fome de verdade e de justiça.  A multidão que continua procurando Jesus, está no mundo, envolvida com as coisas materiais e passageiras, com felicidades efêmeras, com momentos de euforia e não percebe que para encontrar Jesus, nós precisamos apenas nos dirigir a Ele que habita no mais profundo do nosso coração, lá onde está o nosso espírito.  Basta para nós a graça de pararmos em nós mesmos, penetrando no nosso eu mais profundo para encontrar o autor das obras que nos fazem felizes.     Qual é o alimento que você tem buscado no mundo? – Em sua opinião, este alimento serve para o corpo ou para a alma? – O homem é corpo e alma, onde poderemos encontrar um alimento que traga a unidade entre as duas partes do nosso ser? – O que você entende sobre o selo que o Pai marcou em nós? – Aonde e quando você recebeu esta marca?

 

Helena Colares Serpa – Comunidade Católica Missionária UM NOVO CAMINHO

 

Comentários 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *