Busca

Evangelho de hoje (Lc 12,13-21)

04:09 · 23.10.2017 / atualizado às 08:37 · 23.10.2017 por

Naquele tempo, alguém, do meio da multidão, disse a Jesus: “Mestre, dize ao meu irmão que reparta a herança comigo”. Jesus respondeu: “Homem, quem me encarregou de julgar ou de dividir vossos bens?” E disse-lhes: “Atenção! Tomai cuidado contra todo tipo de ganância, porque, mesmo que alguém tenha muitas coisas, a vida de um homem não consiste na abundância de bens”. E contou-lhes uma parábola: “A terra de um homem rico deu uma grande colheita. Ele pensava consigo mesmo: ‘Que vou fazer? Não tenho onde guardar minha colheita’. Então resolveu: ‘Já sei o que fazer! Vou derrubar meus celeiros e construir maiores; neles vou guardar todo o meu trigo, junto com os meus bens. Então poderei dizer a mim mesmo: Meu caro, tu tens uma boa reserva para muitos anos. Descansa, come, bebe, aproveita!’ Mas Deus lhe disse: ‘Louco! Ainda nesta noite, pedirão de volta a tua vida. E para quem ficará o que tu acumulaste?’ Assim acontece com quem ajunta tesouros para si mesmo, mas não é rico diante de Deus”.

Reflexão – “ o amor de Deus é a nossa maior riqueza

 

Neste Evangelho Jesus nos adverte de que a ganância é uma arma que dispara contra o próprio ganancioso. O homem ou a mulher, cobiçosos, têm o coração regido pelo desejo de ter sempre mais, de amealhar, de juntar egoisticamente. Quanto mais conseguem ter, mais e mais lutam para conseguir. Acham que a sua vida “vale mais quanto mais pesarem os seus bens” e não conseguem distinguir a diferença entre prosperidade e ambição. Por isso, Jesus nos abre os olhos: “Cuidado com todo tipo de ganância!” Porém, a ganância e a ambição não estão ligadas somente ao mundo material. Tudo o quanto nós perseguimos com cupidez e desejamos ter como propriedade nossa se constitui um empecilho para que não sejamos ricos diante de Deus. Deus deseja que o nosso coração seja livre de toda preocupação exagerada com o ter, com o possuir, com o poder. Ele sabe que a nossa alma não descansará em paz se o nosso ideal de vida estiver voltado para a nossa satisfação pessoal e humana. Não sabemos quanto tempo de vida ainda teremos aqui. A nossa alma poderá ser pedida de volta, ainda hoje, e de quem serão os bens que nós acumulamos?   Sejamos, portanto, ávidos do amor de Deus que é a maior riqueza que podemos possuir, no entanto, até mesmo esse amor nós não poderemos guardar somente para nós, porque assim estaremos sendo também interesseiros e gananciosos. Estejamos certos de que quem ama com o amor que vem do céu é rico diante de Deus e está pronto (a) para retornar à casa do Pai. A riqueza que acumulamos no céu é uma oferenda perfeita que agrada a Deus. – Onde você está guardando o “tesouro” que tem acumulado? Esse seu tesouro é uma oferta agradável ao Senhor?- O que você tem feito com o Amor de Deus que está no seu coração?-  Você tem outro entendimento desse Evangelho? Peça ao Espírito Santo para iluminar a sua mente e perceba qual a mensagem para a sua situação de vida atual.

 

Helena Colares Serpa – Comunidade Católica Missionária UM NOVO CAMINHO

Comentários 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *