Busca

Evangelho de hoje (Lc 6, 6-11)

10:13 · 10.09.2018 / atualizado às 10:13 · 10.09.2018 por

 

Resultado de imagem para Aí havia um homem cuja mão direita era seca. Aconteceu num dia de sábado que, Jesus entrou na sinagoga, e começou a ensinar. Aí havia um homem cuja mão direita era seca. Os mestres da Lei e os fariseus o observavam, para verem se Jesus iria curá-lo em dia de sábado, e assim encontrarem motivo para acusá-lo. Jesus, porém, conhecendo seus pensamentos, disse ao homem da mão seca: ‘Levanta-te, e fica aqui no meio.’ Ele se levantou, e ficou de pé. Disse-lhes Jesus: ‘Eu vos pergunto: O que é permitido fazer no sábado: o bem ou o mal, salvar uma vida ou deixar que se perca?’ Então Jesus olhou para todos os que estavam ao seu redor, e disse ao homem: ‘Estende a tua mão.’ O homem assim o fez e sua mão ficou curada. Eles ficaram com muita raiva, e começaram a discutir entre si sobre o que poderiam fazer contra Jesus.

Reflexão – “Jesus veio para curar a nossa ‘mão seca’”

 

Jesus não conseguia fazer entender que o ser humano é muito mais importante para Deus do que todos os regulamentos por mais que manifestasse, no meio do povo, prodígios e milagres.  Os mestres da lei e os fariseus apreciavam a Lei de Deus apenas no que se relacionava com as regras de comportamento, de organização e disciplina do povo, mas não a tinham no coração, como um princípio de vida e libertação do ser humano.  Ao contrário do que eles pregavam, Jesus fazia questão de anunciar que viera para os pecadores mostrando que o pecado nos deforma e nos afasta do convívio com Deus e, também, com as pessoas. Por isso, Ele fazia questão de acolher a todos que estavam “marcados” pelo estigma do erro, da culpa e que de alguma forma se sentiam excluídos do convívio com aqueles que se consideravam “puros e bons”. Hoje, também, o propósito de Jesus é restaurar a vida de todos os que se encontram em situação de exclusão, por isso, a qualquer hora, em qualquer momento, mesmo quando todos nos apontam e acusam Jesus está pronto para nos colocar no centro, nos tirando do meio da multidão.  Ele nos olha com um olhar especial e percebe a nossa chaga! Ele sabe o que está nos deformando e quer que tenhamos consciência da nossa dificuldade, por isso, nos manda estender a mão a fim de expor o nosso pecado para reconhecer que precisamos de  perdão e de acolhimento. O olhar carinhoso de Jesus nos revigora e a     Sua Palavra é para nós como uma promessa que se cumpre: “Levanta-te e fica aqui no meio”! “Estende a tua mão”!  Na medida em que obedecemos à Sua Palavra, também vão caindo por terra os nossos complexos de inferioridade, o medo de revelar quem nós somos, os nossos defeitos, a nossa “mão seca”. Tudo então se torna muito natural e simples e perdemos a inibição e cheios de firmeza enfrentamos todos os olhares ardilosos, pois eles estão ocultos pelo olhar misericordioso de Deus. Ninguém, jamais, em momento algum pode perder a chance de atender à ordem de Jesus, porque Ele veio para curar a nossa “mão seca” nem que seja em dia de sábado.   –   Quando comete um pecado grave você se sente isolado (a)? – Você costuma reconhecer e confessar os seus pecados? – Você tem coragem de expor os seus defeitos diante das pessoas pondo-se sob o olhar da misericórdia divina? Para você o que pode significar “em dia de sábado?

 

Helena Colares Serpa – Comunidade Católica Missionária UM NOVO CAMINHO

Comentários 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *