Egídio Serpa

Busca


Evangelho de hoje (Mateus 1,18-24)

Publicado em 18/12/2012 - 4:36 por | 2 Comentários

Categorias: Fé em Deus

  • Enviar para o Kindle

A origem de Jesus Cristo foi assim: Maria, sua mãe, estava prometida em casamento a José, e, antes de viverem juntos, ela ficou grávida pela ação do Espírito Santo. José, seu marido, era justo e, não querendo denunciá-la, resolveu abandonar Maria, em segredo. Enquanto José pensava nisso, eis que o anjo do Senhor apareceu-lhe, em sonho, e lhe disse: “José, Filho de Davi, não tenhas medo de receber Maria como tua esposa, porque ela concebeu pela ação do Espírito Santo. Ela dará à luz um filho, e tu lhe darás o nome de Jesus, pois ele vai salvar o seu povo dos seus pecados”. Tudo isso aconteceu para se cumprir o que o Senhor havia dito pelo profeta: “Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho. Ele será chamado pelo nome de Emanuel, que significa: Deus está conosco”. Quando acordou, José fez conforme o anjo do Senhor havia mandado, e aceitou sua esposa.

Tags:

Comentários

Helena

em 18 de dezembro de 2012

“O sim de José ”

A história de José e Maria nos serve de reflexão para compreendermos a nossa história, segundo os desígnios de Deus. Deus nos convoca para sermos colaboradores na Sua obra de salvação e, assim como fez com Maria e José, nos dá sinais muito simples a fim de que alcancemos de um modo espiritual o Seu propósito a nosso respeito. Assim, podemos perceber que Deus não age em nós sem o nosso consentimento. Primeiramente Ele mandou o anjo anunciar a Maria que ela era a escolhida para ser a Mãe do Salvador. O anjo esperou pela resposta de Maria e só se afastou depois que ela disse, SIM! Da mesma forma, o anjo apareceu a José, como para lhe dar satisfação sobre o acontecimento com a mulher que lhe era prometida em casamento. José também deu o seu SIM e, mesmo contrariando os seus planos pessoais e mudando o rumo de sua vida, obedeceu, contribuindo com o Pai no Seu Projeto savífico quando acatou as ordens do anjo, mensageiro de Deus. “Não tenhas medo”, disse-lhe o anjo e ele confiou plenamente em tudo o que lhe foi revelado. Podemos perceber na nossa vida quando os anjos vêm a nós nos momentos mais simples, na oração, às vezes até em sonhos, por meio dos “profetas de hoje” que têm intimidade com o Espírito Santo e nos revelam a vontade do Pai para a nossa vida. Precisamos apenas estar atentos a tudo que se passa à nossa volta, pois mesmo numa “pequena flor” o Senhor pode revelar os segredos que já existem no nosso coração e ainda não temos conhecimento. As ordens de Deus também nos chegam por meio de pessoas que nos orientam, da Palavra que nos instrui, dos pensamentos, das moções, por essa razão nunca podemos nos justificar afirmando que não sabemos qual é o Plano de Deus para nós. Mesmo tentando, a princípio, se livrar da situação, José, porque era um homem justo, acolhe o chamado de Deus e ajusta-se ao plano do Senhor deixando de lado os seus próprios projetos. Tudo nos fala de Deus, portanto, precisamos com muita atenção, sondarmos os pensamentos que o Espírito Santo nos revela para pôr em prática a vontade do Pai para a nossa vida, e assim nos tornarmos justos, (as), como São José. Reflita – Será que têm acontecido na sua vida situações como esta? Para você é difícil ajustar-se a mudanças de plano? – Você acha que o sacrifício de José valeu à pena? Tem valido a pena para você abdicar de algum projeto seu em favor de fazer a vontade de Deus. –O que você tem feito para perceber os sinais que Deus tenta lhe dar através das pessoas e dos acontecimentos da sua vida? – Você quer ser santo (a) e tem perseguido isso?

Acesse o site http://www.umnovocaminho.com e leia os comentários das demais leituras da liturgia de hoje.

Raimundo Ribeiro da Torre

em 27 de novembro de 2013

Pode enviar-me os comentários das leituras correspondentes ao Evangelho de Mateus 1, 18-24?
Grato,
Raimundo


Autores

Páginas

Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999

teste