Egídio Serpa

Busca


Evangelho de hoje (Mateus 9,32-38)

Publicado em 10/07/2012 - 4:27 por | 2 Comentários

Categorias: Fé em Deus

  • Enviar para o Kindle

Naquele tempo, apresentaram a Jesus um homem mudo, que estava possuído pelo demônio. Quando o demônio foi expulso, o mudo começou a falar. As multidões ficaram admiradas e diziam: “Nunca se viu coisa igual em Israel”. Os fariseus, porém, diziam: “É pelo chefe dos demônios que ele expulsa os demônios”.
Jesus percorria todas as cidades e povoados, ensinando em suas sinagogas, pregando o Evangelho do Reino, e curando todo o tipo de doença e enfermidade. Vendo Jesus as multidões, compadeceu-se delas, porque estavam cansadas e abatidas, como ovelhas que não têm pastor. Então disse a seus discípulos: “A messe é grande, mas os trabalhadores são poucos. Pedi pois ao dono da messe que envie trabalhadores para a sua colheita!”

Tags:

Comentários

Helena

em 10 de julho de 2012

“por compaixão ”

Neste Evangelho Jesus curou um homem mudo possuído pelo demônio que é o espírito das trevas, espírito de rebeldia e de injustiça. Jesus curava por compaixão! Ele tinha piedade das pessoas, por isso, as curava e expulsava os espíritos maus libertando os oprimidos da escravidão do maligno. No entanto, muitos não entendiam o porquê da sua missão e julgavam-no segundo a mentalidade do mundo que não admite alguém agir simplesmente por amor e misericórdia. Jesus veio inaugurar o tempo da misericórdia e, hoje como ontem, Ele nos convoca para sermos, como Seus discípulos, trabalhadores da messe. “A messe continua grande, mas os trabalhadores são poucos.” Jesus continua olhando para as diversas situações do mundo e pede ao Pai, trabalhadores para a sua messe. Ele olha as multidões e se compadece daqueles (as) que vivem abandonados, cansados e abatidos sendo subjugados pelo poder das trevas. Ele observa as pessoas que continuam como ovelhas sem pastor, abatidas, cansadas, desanimadas, sem esperança, até dentro das nossas casas e nos chama para sermos Seus operários oferecendo amor aos que precisam de ajuda. A vivência do amor anima as pessoas enfraquecidas, enfastiadas e sem perspectiva. O amor vence o ódio e expulsa dos corações a intriga, a divisão, a incompreensão. Se fizermos como Jesus fez, estaremos sendo trabalhadores da Sua messe. Quanto mais nós nos apresentarmos à vinha do Senhor mais, surdos e mudos serão curados. Reflita – Você já se sente liberta do demônio que paralisa os lábios do homem? – Você conhece quando as pessoas à sua volta estão desanimadas e sem esperança? – O que você diz a elas? – Você tem ajudado a alguém pelo menos escutando e acolhendo? – Você se considera trabalhador da messe de Cristo?- Em que você tem empregado o seu tempo livre?

Acesse o site http://www.umnovocaminho.com e leia os comentários das demais leituras da liturgia de hoje.

paulo

em 12 de julho de 2012

estou precisando desse Deus missericordioso hoje mais do que tudo,rezem por mim por favor, preciso ser liberto dos meus próprios dezejos humanos e sei que o meu Deus é capaz de tudo por amor á seus filhos,mesmo que seja o pior de todos os pecadores,e sei que ELE é capaz de curar á mim e a você sô por AMOR


Autores

Páginas

Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999

teste