Busca

Evangelho de hoje (Mc 1, 40-45)

08:44 · 11.02.2018 / atualizado às 08:44 · 11.02.2018 por

Resultado de imagem para Um leproso chegou perto de Jesus, e de joelhos pediuNaquele tempo: Um leproso chegou perto de Jesus, e de joelhos pediu: ‘Se queres tens o poder de curar-me’. Jesus, cheio de compaixão, estendeu a mão, tocou nele, e disse: ‘Eu quero: fica curado!’ No mesmo instante a lepra desapareceu e ele ficou curado. Então Jesus o mandou logo embora, falando com firmeza: ‘Não contes nada disso a ninguém! Vai, mostra-te ao sacerdote e oferece, pela tua purificação, o que Moisés ordenou, como prova para eles!’ Ele foi e começou a contar e a divulgar muito o fato. Por isso Jesus não podia mais entrar publicamente numa cidade: ficava fora, em lugares desertos. E de toda parte vinham procura-lo.

 

Reflexão – “vai mostrar-te ao sacerdote”

 

Naquele tempo a lepra era uma doença considerada altamente contagiosa e, por essa razão, o leproso era discriminado e considerado uma pessoa amaldiçoada. No entanto, Jesus não tinha para com ele olhar de reprovação, nem discriminação ou tampouco quando abordado por algum deles mostrava-se superior, mas os olhava com indulgência e compaixão.  Por isso, nesta passagem do Evangelho nos chama a atenção o modo como Jesus tocou o leproso: “cheio de compaixão”.  Somos hoje o leproso, pecador que se aproxima de Jesus consciente do seu pecado, mas confiante na misericórdia do Pai. Do mesmo modo como olhou para o leproso Jesus olha para cada um de nós que arrependidos, nos aproximamos Dele com confiança, e cheio de compaixão, Ele estende a Sua Mão para nos tocar. Jesus age hoje como agia no tempo em quem andava por aqui. Quando acreditamos, pedimos, suplicamos, de coração, Ele realiza. É importante, porém que percebamos que o leproso colocou como condição o querer de Jesus.  Precisamos abrir a nossa boca e o nosso coração diante de Jesus para manifestar a Ele os nossos desejos, contudo, devemos fazê-lo de acordo com a vontade de Deus para nós.   Jesus nos olha, acolhe a nossa fraqueza, a nossa limitação, mas nós temos que reconhecer: “se queres, tens o poder de curar-me”!   Esta é a maneira certa para pedirmos as graças de Deus. Ele sempre quer nos curar, na hora certa, Ele age. Ele nos conhece, sabe dos nossos motivos e nos perdoa, porém nos alerta: “vai, mostra-te ao sacerdote e oferece algo pela tua purificação”. Não estamos isentos de procurarmos um sacerdote pelo fato de sabermos que Jesus já nos perdoou no coração.  Cheios da graça e do amor de Deus nós também sairemos apregoando o nome de Jesus por onde andarmos. – Você pede a vontade de Deus ou se limita a pedir só o que acha que lhe convém? – Você costuma contar pra todo mundo as maravilhas que Deus realiza na sua vida?    – Você tem recebido graças de Deus? – Existe algum “leproso” que precisa do seu olhar de compaixão? Pergunte a Jesus o que você poderá fazer por ele.

 

Helena Colares Serpa – Comunidade Católica Missionária UM NOVO CAMINHO

Comentários 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *