Egídio Serpa

Busca


Evangelho de hoje (Mateus, 5-1-12)

Publicado em 08/06/2009 - 6:17 por | 4 Comentários

Categorias: Geral

  • Enviar para o Kindle

Naquele tempo, vendo Jesus as multidões, subiu ao monte e sentou-se. Os discípulos aproximaram-se, e Jesus começou a ensiná-los: “Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos Céus. Bem-aventurados os aflitos, porque serão consolados. Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra. Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados. Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia. Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus. Bem-aventurados os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus. Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus. Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem, e, mentindo, disserem todo tipo de mal contra vós, por causa de mim. Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus. Do mesmo modo perseguiram os profetas que vieram antes de vós”.

Comentários

Helena

em 8 de junho de 2009

“Os bem aventurados”

Neste Evangelho Jesus nos dá a receita para que sejamos Bem aventurados, isto é, cheios de ventura e de felicidade. Podemos então apreender que a nossa ventura e felicidade não dependem de nada que seja material nem tampouco de uma vida fácil e sem problemas. O conceito de felicidade que o mundo prega é completamente diferente da felicidade que Deus planejou para a nossa vida. Pelo contrário, Jesus nos esclarece que para sermos bem aventurados nós precisamos experimentar a carência e a dependência da graça que nos vem do alto. E assim, Ele proclama felizes, os pobres em espírito, os aflitos, os mansos, os que têm fome e sede de justiça (santidade), os misericordiosos, os puros de coração os perseguidos e injuriados por causa do reino. Jesus também coloca para cada bem aventurança uma conseqüência que é como um benefício para que alcancemos o estágio de bem aventurado. Para avaliarmos se somos tudo isto a que se refere o Evangelho, nós precisamos verificar se estamos vivendo o reino dos céus, se nos sentimos consolados, se temos bons relacionamentos, se buscamos a santidade, se estamos provando a misericórdia, se temos comunhão com Deus e nos consideramos Seus filhos. Se estamos sendo perseguidos, mas mesmo assim vivemos alegres apesar das humilhações e dificuldades do reino. Bem aventurados (as) seremos todos nós, se levarmos como bandeira a nossa Fé em Jesus Cristo e no que Ele nos ensina em Sua Palavra. Ser pobre, aflito, manso, faminto, misericordioso, puro de coração, promotor da paz, perseguido, insultado, na concepção humana é, na realidade, uma infelicidade. Porém, se nos aprofundarmos na sabedoria de Deus, o Espírito nos convencerá de que tudo isso é inerente à nossa condição humana, porém quando nos reconhecemos completamente dependentes da misericórdia do nosso Pai, então, todas essas dificuldades transformam-se em ocasiões para que experimentemos o Seu Amor infinito, e aí então, seremos realmente felizes. A nossa felicidade aqui na terra está condicionada à nossa experiência pessoal com o Amor de Deus. Nesse caso, todas as ocasiões em que somos mais provados são justamente os momentos em que mais nós temos a amostra da ação de Deus na nossa vida. Reflita – Você já experimentou alguma vez a felicidade dessa maneira? – Para você o que significa ser feliz? – Você já foi perseguido (a) por causa do reino de Deus? – Você é bem aventurado (a)? – O que falta para você viver das bem-aventuranças? – Você confia que Deus o (a) alimentará e sempre matará a sua sede de justiça?

marinaalves

em 30 de março de 2011

maravilhoso o evangelho de hoje,
amei as esplicaçoes
um abraçpo.

Walter Ubirajara

em 9 de junho de 2013

Esse Evangelho, relamente é muito rico e foi muito bem explicado com estas paralvras. É uma pena que nós humanos muitas vezes somos fracos e limitados, não conseguimos viver plenamente as Bem aventuraças. Porém devemos através de nossas orações buscarmos a cada dias nos aproximar de Deus e colocar os ensinamento de seu filho Jesus Cristo como luz a seguirmos para alcançarmos realmente a felicidade que o Pai nos dá como dom.

ordenise

em 7 de julho de 2013

se nós seres humanos vivessemos as bem Aventuramças como cristo nos ensina na sua palavra seríamos muitos felizes.


Autores

Páginas

Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999