Busca

18:25 · 04.10.2017 / atualizado às 18:38 · 04.10.2017 por

Terminou há poucos instantes a reunião da diretoria plena da Federação das Indústrias do Ceará, convocada pelo presidente da entidade, Beto Studart.

Compareceram 19 dos 24 diretores. Todos os presentes decidiram encaminhar ao Conselho de Representantes (constituído pelos delegados dos 40 sindicatos filiados à Fiec) a proposta de redução do mandato do presidente da Federação das Indústrias.

Esse mandato é hoje de cinco anos, mas será reduzido para três se a proposta for aprovada.

Não há, até agora, uma data marcada para a reunião do Conselho de Representantes.

A diretoria plena voltará a reunir-se na próxima sexta-feira, 6/10, para detalhar a proposta de reforma dos estatutos da Fiec. Isto quer dizer que o Conselho dos Representantes só se reunirá na próxima semana.

13:12 · 04.10.2017 / atualizado às 13:13 · 04.10.2017 por

O presidente da Federação das Indústrias do Ceará, Beto Studart, disse nesta quarta-feira, 04/10, que reduzirá seu mandato – que é de cinco anos – para três anos.

É o que “está sendo consensuado” com os presidentes dos sindicatos filiados à Fiec, segundo ele afirmou.

Negou, mais uma vez, que será candidato a algum cargo eletivo no pleitode 2018 – especula-se que ele seria candidato a vice-governador ou a senador.

Com a decisão de encurtar o seu mandato – “cinco anos são uma jornada muito longa” – Beto Studart antecipou que dentro de 30 dias começará o processo eleitoral para a escolha de uma nova diretoria da entidade.

E voltou a garantir seu apoio ao atual diretor administrativo, Ricardo Cavalcante, admitindo que o atual primeiro vice-presidente, Alexandre Pereira, será o candidato da oposição.

09:14 · 04.10.2017 / atualizado às 09:14 · 04.10.2017 por

Resultado de imagem para Deixa que os mortos enterrem os seus mortos;Naquele tempo, enquanto Jesus e seus discípulos caminhavam, alguém na estrada disse a Jesus: “Eu te seguirei para onde quer que fores”. Jesus lhe respondeu: “As raposas têm tocas e os pássaros têm ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde repousar a cabeça”. Jesus disse a outro: “Segue-me”. Este respondeu: “Deixa-me primeiro ir enterrar meu pai”. Jesus respondeu: “Deixa que os mortos enterrem os seus mortos; mas tu, vai anunciar o Reino de Deus”. Um outro ainda lhe disse: “Eu te seguirei, Senhor, mas deixa-me primeiro despedir-me dos meus familiares”. Jesus, porém, respondeu-lhe: “Quem põe a mão no arado e olha para trás não está apto para o Reino de Deus”.

 

 

 

Reflexão – “que os mortos enterrem os seus mortos

Jesus abria os olhos dos Seus discípulos e os conscientizava de que, para segui-Lo, eles teriam que abdicar de privilégios, de comodidade e teriam que enfrentar as dificuldades próprias da missão.  Àqueles outros que davam desculpas para não segui-Lo, Jesus os advertia com palavras duras: “deixa que os mortos enterrem os seus mortos, mas tu, vai anunciar o reino de Deus.” Com efeito, Jesus nos mostra que o Seu seguimento requer desprendimento da nossa parte em relação a todas as coisas e pessoas a quem humanamente falando estamos ligados e, como consequência, nos afastam da vivência da vontade de Deus. O Senhor nos chama para anunciar a vida nova para a nossa família e não para nos acomodarmos esperando a hora de “enterrar” os nossos queridos. Os mortos, isto é, aqueles que não se sentem chamados, aqueles que não são discípulos, aqueles que nem entendem nem querem seguir a Jesus, esses, sim, podem enterrar os mortos. Despedir-se dos familiares significa também perder tempo, correr riscos de desistir, tirar o foco do que Jesus nos propõe deixando a graça de Deus passar. O Senhor nos dá a graça necessária para que sejamos seus discípulos e discípulas, e precisamos nos apossar desta graça do momento, não deixando para depois. Amanhã, será outro dia… e poderá não haver outro chamado. Segue-me, diz o Senhor! Vamos com Ele sem olhar para trás, sem saudades do que passou, sem lamentações nem murmurações. O reino de Deus é presente, agora, nesse momento e felizes seremos todos nós se compreendermos as palavras desse Evangelho. “Quem põe a mão no arado e olha para trás não está apto para o reino de Deus!” – Você está apto para o reino de Deus? – Quais são as desculpas que você tem dado para não seguir a Jesus? – Você tem consciência de que para segui-Lo, não deve ter vontade própria nem opiniões formadas? – Você prefere seguir a Jesus ou enterrar os “seus mortos”? – Que tal anunciar a eles que o reino de Deus está próximo? Fazendo isso, você estará seguindo a Jesus.

 

Helena Colares Serpa – Comunidade Católica Missionária UM NOVO CAMINHO

 

08:13 · 04.10.2017 / atualizado às 08:13 · 04.10.2017 por

A poucas horas da reunião da diretoria da Federação das Indústrias do Ceará, convocada pelo seu presidente Beto Studart para as 16 horas desta quarta-feira (04/10), surgiu entre alguns industriais a ideia da escolha de um “tertius” (uma terceira pessoa) para unir os distintos grupos de interesse da entidade.

Studart – que disse segunda-feira à noite a este blog que não renunciaria – já admite esta hipótese, sobre a qual os diretores convocados para a reunião de hoje serão consultados. Um dos temas dessa consulta será a mudança do estatuto da Fiec para permitir essa eleição.

O próprio Beto Studart admite que, numa eventual eleição para a sua sucessão, apoiará Ricardo Cavalcante, atual diretor administrativo da Fiec. Studart também admite que o adversário de Cavalcante deverá ser Alexandre Pereira, primeiro vice-presidente da entidade, que não concorda com a ideia de mudar o estatuto e de convocação de nova eleição.

Diante desse impasse, este blog ouviu de um dos diretores convocados para a reunião de hoje que “a melhor solução será a escolha de um tertius”, alguém que possa reunir de novo a Fiec. O mesmo diretor aconselha “bom senso neste momento”, uma vez que “a Fiec é parceira importante do Governo do Estado no esforço de consolidar os grandes investimentos previstos para o futuro próximo do Ceará”.

 

20:24 · 03.10.2017 / atualizado às 20:24 · 03.10.2017 por

O presidente da Federação das Indústrias do  Ceará Beto Studart, convocou todos os diretores da entidade para uma reunião amanhã, quarta-feira, às 16 horas na sua sede. Ele exporá sua posição diante dos últimos acontecimentos relativos a informações de que poderia renunciar ao cargo. Beto Studart disse ontem à este blog que não renunciará.

14:41 · 03.10.2017 / atualizado às 14:45 · 03.10.2017 por

Opinião de 10 de cada 10 empresários com os quais este blog conversou nos últimos dias sobre a eleição de 2018 no Ceará: o governador Camilo Santana só não se reelegerá se cometer muitos erros. Um desses erros poderá ser a composição da coligação de partidos que o apoiarão.  Mais do que isso: que nomes comporão a coligação. A Lava Jato terá grave influência nessa composição? Uma chapa só com fichas limpas terá muito mais chances de êxito. Camilo Santana sabe disso. É o eleitorado, também.

08:15 · 03.10.2017 / atualizado às 08:15 · 03.10.2017 por

O Sindicato das Empresas de Garagens, Estacionamentos e de Limpeza e Conservação de Veículos do Ceará (Sindepark/CE) realizará quinta-feira,/10, o I Fórum Estacionamentos e a Cidade: os Desafios para Fortaleza 2040. O encontro  discutirá a nova legislação para ocupação e uso do solo, o setor de estacionamentos e o novo plano diretor de Fortaleza e ainda a visão do projeto Fortaleza 2040 para o setor de estacionamentos.

Para o presidente do Sindepark/CE, Luciano Cavalcante, o Fórum vem em um momento muito propício para a discussão da ocupação das cidades: “Não temos como fugir da realidade atual no tocante à mobilidade urbana. Nós defendemos que há espaço para todos: ônibus, bicicletas, motos, carros e claro, os pedestres. Mas precisamos ordenar esses espaços para que todos circulem em harmonia e sem prejudicar o outro. Dentro desse cenário, os estacionamentos tem um papel essencial para a mobilidade urbana. Além de ser um setor importante para a economia como um todo”, argumenta ele.

O I Fórum Estacionamentos e a Cidade: os Desafios para Fortaleza 2040 tem inscrições gratuitas e vagas limitadas.

Programação 
Abertura oficial:
Prefeito Roberto Cláudio Bezerra
Palestras de Mobilidade Urbana:

Águeda Muniz (Secretária Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente – Seuma)
Marina Hissa (Coordenadora de Desenvolvimento Urbano da Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente – Seuma)
Regina Costa e Silva (Arquiteta da Coordenadoria de Desenvolvimento Urbano da Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente – Seuma)
Fausto Nilo (Arquiteto e Urbanista – Coordenador Geral da Equipe de Urbanismo e Mobilidade do Fortaleza 2040)
Palestras sobre a importância do Sindicato para o Setor:
As perspectivas do Setor de Estacionamento – Sergio Morad (Presidente da Abrapark – Associação Brasileira de Estacionamentos)
A importância dos Sindicatos – Luciano Cavalcante (Presidente do Sindepark/CE)
I Fórum Estacionamentos e a Cidade: os Desafios para Fortaleza 2040:

Onde: Auditório do LC Corporate: Av. Barão de Studart, 300, Meireles. Horário: 19 horas

08:09 · 03.10.2017 / atualizado às 08:09 · 03.10.2017 por

Depois de conquistarem boa parte do mundo, os carros elétricos e híbridos começam a tornar-se uma promessa mais próxima dos consumidores no Brasil. Os carros “verdes” emitem pouquíssima ou nenhum poluente na atmosfera, em comparação com os movidos a gasolina ou diesel.

No Brasil, o mercado de veículos híbridos ainda engatinha. Entretanto, já vislumbra novos horizontes. Em 2015, o imposto de importação para carros elétricos, cuja alíquota era de 35%, caiu para zero e foi mantido o sistema que beneficia os híbridos com alíquotas que variam de zero a 7%, de acordo com o modelo.

E para mostrar que o mercado de veículos menos poluentes pode ter espaço no Brasil, a Toyota – empresa que patrocina a 10 edição da Feira e Congresso All About Energy 2017 – traz ao público o seu grande trunfo: o Prius. Durante a feira, que acontece entre de amanhã, quarta-feira, 4/10, até sexta-feira, no Terminal Marítimo d Fortaleza, no Mucuripe, o público poderá fazer um test drive na versão mais recente do modelo, onde o usuário  conhecerá de perto todos os recursos e tecnologia que o veículo oferece.

O modelo híbrido, que está em sua quarta geração, é capaz de fazer até 30 km com um litro de gasolina. O consultor regional da Toyota Newland, Diego Monteiro, explica que o Prius agrega o motor elétrico com o motor a gasolina, gerando assim economia e auxiliando o meio ambiente. “O carro possui baterias que são recarregadas com a recuperação da energia dos freios e do sistema de combustão. Isso garante automação para o veículo rodar por alguns quilômetros”.

O consultor ressalta que veículos híbridos são diferentes de veículos elétricos. “Os carros elétricos, no momento da recarga, precisam buscar uma fonte externa de energia. No caso dos híbridos, não há necessidade de parar para recarregar a bateria porque isso é feito automaticamente com o carro em movimento”, explica Monteiro.

Embora o volume de vendas do segmento ainda seja inferior se comparado à venda dos modelos “tradicionais”, o mercado de veículos híbridos vem garantindo seu espaço nas ruas. “Temos uma média de 30 veículos vendidos por mês só no Nordeste. Até o final do ano estamos projetando um aumento nas vendas entre 70 a 80 veículos. No Ceará, temos uma saída média de 10 veículos por mês e até dezembro queremos dobrar esse número”, analisa o consultor da Toyota.

A Feira e Congresso All About Energy acumula mais de 30 mil visitantes, centenas conferências setoriais e mais de 100 mil m2 de área de exposição comercializada ao longo de uma década. A exposição (trade show) reunirá as mais importantes marcas, tecnologias, pesquisas, atrações e novidades sobre energia renovável e consumo sustentável.

08:04 · 03.10.2017 / atualizado às 17:01 · 03.10.2017 por

Resultado de imagem para Senhor, queres que mandemos descer fogo do céu para destruí-los?Estava chegando o tempo de Jesus ser levado para o céu. Então ele tomou a firme decisão de partir para Jerusalém e enviou mensageiros à sua frente. Estes puseram-se a caminho e entraram num povoado de samaritanos, a fim de preparar hospedagem para Jesus. Mas os samaritanos não o receberam, pois Jesus dava a impressão de que ia a Jerusalém. Vendo isso, os discípulos Tiago e João disseram: “Senhor, queres que mandemos descer fogo do céu para destruí-los?”Jesus, porém, voltou-se e repreendeu-os. E partiram para outro povoado.

 

 

 

Reflexão – “evitar o confronto é o melhor que podemos fazer”

 

Jesus  tinha consciência plena de que era em Jerusalém que se cumpriria o desígnio de  Sua Missão de Salvador da humanidade, por isso, tomou a firme decisão de dirigir-se àquela cidade. Ele sabia que estava se aproximando a hora em que iria se concretizar o plano de Deus para a redenção de todos os povos, visto que Jerusalém era o lugar onde se localizava o templo e onde os profetas prediziam que o Cordeiro de Deus seria sacrificado.   Os discípulos, que acompanhavam Jesus, ainda não compreendiam como seria o desfecho daquela peregrinação. Eles não alcançavam que Jesus viera para congregar todos os povos e promover a unidade do Amor de Deus no vínculo da paz. Diante da recusa dos samaritanos em acolherem Jesus eles quiseram, então, mostrar força e poder valendo-se dos dons que Ele possuía. No entanto, o pensamento de Jesus era completamente diferente do que o mundo pregava e a Sua justiça era diversa do que imaginavam os Seus discípulos. Dessa forma, Jesus repreendeu aos discípulos que pretendiam pedir fogo do céu para destruir os samaritanos, seus inimigos, mostrando que a caridade deve prevalecer em todas as nossas ações.   Mais uma vez Jesus mostrou que Deus não quer exterminar ninguém e não se compraz em liquidar com as pessoas. Mesmo tendo todo o poder Jesus sabia ter bom senso e mudou a sua rota evitando assim o confronto com os samaritanos. Que isto nos sirva de referencial para a nossa vida quando nos depararmos com as pessoas que não nos aceitam ou recusam a nossa companhia. Passar adiante evitando o confronto é o melhor que podemos fazer. Muitas vezes, nós fazemos justamente o contrário, queremos medir forças, dar o troco e assim só fazemos piorar a situação.  – Qual a lição que você tira para a sua vida? – Você é uma pessoa vingativa que quer dar o troco seja de que jeito for? – Você aceita perder numa discussão, num jogo, numa competição? – Você, é daquelas pessoas que evitam os conflitos ou dão tudo por uma confusão?  – Você gosta de se aproveitar de situações que o (a) privilegiam?

 

Helena Colares Serpa – Comunidade Católica Missionária UM NOVO CAMINHO

 

 

22:26 · 02.10.2017 / atualizado às 22:33 · 02.10.2017 por

Falando há poucos instantes a este blog, o presidente d Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Beto Studart, afirmou, textualmente: “Não há hipótese de eu renunciar à presidência da Fiec. Se isso vier a acontecer, será de comum acordo com o Conselho da entidade, integrada por 40 delegados que representam 40 sindicatos”.

Ele voltou a dizer que não é e nem será candidato a qualquer cargo na eleição de 2018.

Beto reforçou o que já afirmara anteriormente: Ricardo Cavalcante, diretor administrativo da Fiec, é o seu candidato à sua sucessão, que ocorrerá dentro de um ano e meio. “O Ricardo faz um excelente trabalho na diretoria da Fiec e tem o apoio da grande maioria dos sindicatos filiados à entidade”, fez questão de salientar.