Busca

04:32 · 18.05.2018 / atualizado às 15:50 · 18.05.2018 por

Resultado de imagem para Simão, filho de João, tu me amas mais do que estes?”Jesus manifestou-se aos seus discípulos e, depois de comerem, perguntou a Simão Pedro: “Simão, filho de João, tu me amas mais do que estes?” Pedro respondeu: “Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo”. Jesus disse: “Apascenta os meus cordeiros”. E disse de novo a Pedro: “Simão, filho de João, tu me amas?” Pedro disse: “Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo”. Jesus disse-lhe: “Apascenta as minhas ovelhas”. Pela terceira vez, perguntou a Pedro: “Simão, filho de João, tu me amas?” Pedro ficou triste, porque Jesus perguntou três vezes se ele o amava. Respondeu: “Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo”. Jesus disse-lhe: “Apascenta as minhas ovelhas. Em verdade, em verdade te digo: quando eras jovem, tu te cingias e ias para onde querias. Quando fores velho, estenderás as mãos e outro te cingirá e te levará para onde não queres ir”. Jesus disse isso, significando com que morte Pedro iria glorificar a Deus. E acrescentou: “Segue-me”.

Reflexão – “o amor e a misericórdia de Deus são infinitos”

 

Quando se dirigiu a Pedro, Jesus quis dar-lhe prova de que, apesar das suas faltas, o amor e a misericórdia de Deus são infinitos. Não querendo deixar dúvidas no coração de Pedro, Ele o interpelou três vezes como que para confirmar a sua indulgência para com ele que o negara também três vezes. “Tu me ama mais do que estes?” Por detrás dos acontecimentos da nossa vida, a certeza do amor de Deus por nós, faz toda a diferença e a sua medida é do tamanho da abertura do nosso coração a este amor. Deus nos ama sempre e muito, porém, o sentir o Seu amor está na proporção da nossa capacidade para acolhê-lo. Por isso, precisamos ter plena consciência deste Amor que nos faz também amar a Deus e aos nossos irmãos. Até o nosso amor por Deus é o resultado do Seu amor agindo dentro do nosso coração.   O amor que oferecemos a Deus vem do amor que Ele tem por nós. O amar mais que os outros é efeito do Seu grande amor por nós. Mas este amor de Deus não pode ficar encarcerado! Ele tem que transbordar, por isso, Jesus recomendou a Pedro e a nós também: “Apascenta as minhas ovelhas”!  É este o pedido do Senhor. Apascentar é levar a paz, é dar testemunho com atos concretos de que realmente o amor de Deus em nós tem o poder de nos deixar serenos (as) e firmes, apesar de todas as intempéries. Somos chamados a amar assim! – Você ama com o amor de Deus? – Você ama a Jesus mais do que os outros? – Como você pode garantir isso? – Deus o (a) ama mais do que às outras pessoas? –  Você se sente julgado (a) pelas pessoas?

 

Helena Colares Serpa – Comunidade Católica Missionária UM NOVO CAMINHO

14:29 · 17.05.2018 / atualizado às 16:10 · 17.05.2018 por

A Federação das Indústrias do Ceará (FIec), por meio de sua assessoria de Relações Institucionais, está questionando os dirigentes de seus 40 sindicatos filiados sobre a “ocorrência de possíveis prejuízos” decorrentes do movimento grevista da Receita Federal do Brasil, “anunciado em diversas mídias”, que poderá levar à “paralisação das atividades referentes aos desembaraços aduaneiros das importações e exportações de seus setores”.

A iniciativa da Fiec é preventiva e tem o objetivo de preparar a entidade para o caso de, se for necessário, entrar com recurso judicial contra a Receita “na defesa dos interesses da indústria cearense”. Os sindicatos cujas empresas associadas se considerarem prejudicadas pelo possível movimento grevista da Receita Federal do Brasil devem encaminhar à presidência da Fiec “documentos comprobatórios (movimentações no Siscomex, por exemplo)”.

Um comunicado sobre o assunto, assinado pelo Chefe do Gabinete de Relações Institucionais da Fiec, Sérgio Lopes, foi enviado nesta quinta-feira,17, a todos os seus sindicatos filiados.

 

04:16 · 17.05.2018 / atualizado às 04:18 · 17.05.2018 por

Na terça-feira, 15, o engenheiro Joaquim Gondim Filho (foto), superintendente de Operações e de Eventos Críticos da Agência Nacional de Águas (ANA), fez uma advertência para industriais e agropecuaristas que o ouviram falar na reunião da diretoria plena da Fiec.

Ele disse que o Governo da União, por meio do seu Orçamento Geral, garantirá os recursos necessários à conclusão do Projeto São Francisco de Integração de Bacias e ao início de sua operação.

A partir daí,  porém, as despesas para a manutenção do projeto serão da inteira responsabilidades dos estados beneficiados – o Ceará, o Rio Grande do Norte, a Paraíba e Pernambuco.

Essas despesas ainda não foram estabelecidas, mas o próprio Joaquim Gondim afirmou que elas serão muito altas, principalmente com energia elétrica.

Ele também disse que a água do São Francisco custará caro, muito caro.

Conclusão: se os estados e a União não têm dinheiro para bancar a manutenção do Projeto São Francisco, desconfia-se de que essa conta, mais uma vez, será paga pelo consumidor final, ou seja, por todos nós.

Já se disse que a manutenção dos Canais Leste e Norte do Projeto São Francisco custará, anualmente, entre R$ 500 milhões e R$ 800 milhões.

04:10 · 17.05.2018 / atualizado às 04:12 · 17.05.2018 por

Foi uma empreiteira do Rio Grande do Norte, a Construtora Luiz Costa, cuja sigla é CLC, a vencedora da licitação aberta pelo Governo do Ceará para as obras de duplicação de um trecho de 7,5 quilômetros da rodovia CE-025, que vai para o Porto das Dunas, onde está o Beach Park (foto), um dos equipamentos turísticos mais visitados do Ceará.

A CLC é uma empresa que goza de muito bom conceito na comunidade da construção rodoviária.

Este blog foi informado de que as obras serão iniciadas nos próximos dias.

04:06 · 17.05.2018 / atualizado às 04:07 · 17.05.2018 por

Ontem, em Fortaleza, durante um almoço que reuniu 13 empresários cearenses da indústria e da agropecuária, constatou-se que sete deles não usavam relógio.

Por que?

E eles responderam que é para não aumentar o seu prejuízo em caso de um assalto.

A propósito, o blog pode revelar que, há um ano, um empresário cearense foi assaltado em São Paulo, em uma rua de grande movimento da capital paulista.

O assaltante não quis o celular nem a carteira com dinheiro do empresário. Só quis o seu relógio, que valia R$ 35 mil.

Conclusão: ou não use relógio ou use um desses baratos, com pulseira de silicone.

03:59 · 17.05.2018 / atualizado às 04:01 · 17.05.2018 por

Uma novidade na área industrial e do meio ambiente no Ceará:

A Vicunha, que tem uma fábrica de tecido índigo em plena operação no Distrito Industrial de Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza, vai construir uma Estação de Tratamento de Esgoto.

O objetivo dessa iniciativa será permitir que a Vicunha reutilize a água dessa ETE no seu processo industrial.

Com isso, ela reduzirá bastante o volume de água tratada que a Cagece lhe fornece.

O secretário de Recursos Hídricos, Francisco Teixeira, é a fonte desta notícia, que já revela a preocupação da indústria cearense com a crise da oferta de água.

03:53 · 17.05.2018 / atualizado às 09:41 · 17.05.2018 por

Resultado de imagem para Para que todos sejam um, assim como tu, Pai, estás em mim e eu em ti,Naquele tempo, Jesus ergueu os olhos aos céus e disse; “Não rogo somente por eles, mas também por aqueles que por sua palavra hão de crer em mim. Para que todos sejam um, assim como tu, Pai, estás em mim e eu em ti, para que também eles estejam em nós e o mundo creia que tu me enviaste. Dei-lhes a glória que me deste, para que sejam um, como nós somos um: eu neles e tu em mim, para que sejam perfeitos na unidade e o mundo reconheça que me enviaste e os amaste, como amaste a mim”.

 

 

 

Reflexão – “o amor mútuo”

 

Jesus roga pela unidade dos cristãos, desde os apóstolos até nós que acreditamos na Sua Palavra. A Unidade entre os Seus filhos é desejo do coração do Pai. A melhor maneira de darmos testemunho de que realmente cremos em Jesus Cristo e que Ele é o nosso Senhor é quando vivemos a unidade nos nossos relacionamentos. Viver a unidade é prova de humildade, portanto, uma expressão da verdade. Quando vivemos a Unidade estamos admitindo a união com outras pessoas que são diferentes de nós.  Na maioria das vezes nós pedimos ao Senhor, saúde, riqueza, prosperidade, sucesso profissional, mas de fato, nós deveríamos implorar pela unidade nas nossas relações interpessoais, tanto na família, como na comunidade e no mundo. Podemos ser diferentes uns dos outros, podemos ter ideias, opiniões diversas, entretanto, precisamos ser iguais na mentalidade do amor que é a nossa essência interior. A perfeita unidade dá-se entre o Pai e o Filho porque é gerada no Amor que é o Espírito Santo, formando assim, a Santíssima Trindade. A glória que Jesus nos deu é o Seu Espírito Santo! Portanto, na nossa vida também o Espírito Santo precisa ser a base que sustenta e une as nossas diferenças a fim de que também vivamos a primeira regra de Deus que é o amor. Para que sejamos um, Jesus veio nos dar um novo mandamento: o amor mútuo. É pelas nossas ações concretas de amor que o mundo conhecerá que somos de Deus. Tudo o que fizermos por amor estaremos contribuindo para que o mundo melhore e para que a vontade de Deus se realize terra.   – Para você o que significa amar?  – Você tem unidade com as pessoas da sua família? – Você tem orado por elas? – Por quem você precisa orar para que não entre mais em conflitos?  – Você se sente um (a) com as pessoas da Comunidade onde vive? – Você comunga do mesmo pensamento?

 

Helena Colares Serpa – Comunidade Católica Missionária UM NOVO CAMINHO

04:08 · 16.05.2018 / atualizado às 04:11 · 16.05.2018 por

O agrônomo José Maria Pimenta, ex-presidente da Ematerce, mandou ao blog uma mensagem, na qual aborda a evaporação nos grandes açudes do Ceará, para o fim da qual o setor produtivo está sugerindo que o Governo do Estado crie um prêmio de R$ 50 milhões para atrair a atenção de pesquisadores científicos do Brasil e do mundo.

Pois bem: José Maria Pimenta afirma que só há um jeito de acabar com essa evaporação: a construção de açudes mais profundos e com menor espelho d’água.

“Não há outro jeito”, diz ele.

Pimenta cita como exemplo o que chama de “açudes inteligentes”, que são os construídos durante sua gestão na Ematerce.

“Esses açudes são pequenos em área, mas com muita profundidade. Resultado: eles nunca secam, pois a evaporação é a mínima possível”, explica.

Pode ser uma solução.

04:03 · 16.05.2018 / atualizado às 04:05 · 16.05.2018 por

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi (foto), está desde segunda-feira, 14, na China.

Ele cumpre uma missão: vender mais soja e mais carne de frango, de boi e de suíno para os chineses.

Ou seja, o ministro viajou para cuidar exclusivamente dos grandes negócios da agropecuária brasileira.

Neste exato momento, a China está pretendendo comprar frutas tropicais brasileiras, como o melão e a melancia, mas para essas culturas o Ministério da Agricultura dispensa nenhuma atenção, nenhuma prioridade.

Um fruticultor cearense disse aoblog que os chineses podem comprar, nos próximos cinco anos, até US$ 5 bilhões em frutas brasileiras.

A China quer importar melão e melancia, mas o Brasil terá de importar a pera chinesa, que é muito saborosa.

Acontece que os produtores gaúchos e catarinenses de pera não concordam com essa troca, pois ela poderá prejudicar duramente o seu negócio.

E por esta razão o melão e a melancia não entram na China.

Os fruticultores brasileiros da região Sul têm muito peso na política de Brasília.

03:58 · 16.05.2018 / atualizado às 03:58 · 16.05.2018 por

O agricultor francês Regis Molinat, sócio e diretor de produção da Mirante Vegetais, empresa que produz tomate-cereja em Carnaubal, na Chapada da Ibiapaba, viaja hoje para a França.

Ele terá lá uma reunião com Christine Poncet, diretora do Instituto Francês de Pesquisas Agronômicas, que tem foco prioritário voltado para os setores de energia e água.

Regis Molinat falará com Poncet sobre a possibilidade de ser feita uma pesquisa com o objetivo de reduzir ao mínimo a evaporação nos açudes do Ceará.

Hoje, 50% da água dos grandes açudes são perdidos pela evaporação, prejudicando a agricultura irrigada e reduzindo a oferta de água para a população das cidades.

É mais um apelo que se faz à ciência e à tecnologia.