Busca

Tag: Governo do Ceará


08:54 · 15.11.2017 / atualizado às 08:55 · 15.11.2017 por

Os fiscais da Agência de Defesa da Agropecuária do Ceará (Adagri) prosseguem fazendo sua “operação tartaruga”, o que tem causado prejuízos principalmente às exportações cearenses de frutas.

O blog conversou com vários fruticultores e eles estão a culpar o Governo pela demora da solução para o problema que essa “operação tartaruga” lhes tem causado.

Os fiscais da Adagri querem aumento de salário e pedem, ainda, a melhoria de suas condições de trabalho.

Até agora, as duas partes não chegaram a um acordo.

Uma fonte do Palácio da Abolição disse que, por trás do movimento dos fiscais da Adagri, está escondido o interesse político ligado às eleições estaduais de 2018.

Como se vê, o interesse dos políticos está desvinculado do interesse da sociedade.

04:13 · 14.11.2017 / atualizado às 04:18 · 14.11.2017 por

Está no mar a nova fronteira da economia do Ceará.

De acordo com Élcio Batista, chefe do gabinete do governador Camilo Santana, a economia do mar é o novo foco de atenção do Governo cearense, que está impressionado com o avanço da atividade de captura, beneficiamento e comercialização do atum nas costas do Ceará.

O atum é dos peixes mais nobres e consumidos no mundo todo.

Élcio Batista comenta que uma empresa de pesca espanhola – a Robinson Crusoé – implantada e em operação no litoral norte do Ceará, está beneficiando, mensalmente, 1 mil toneladas de atum.

A captura do atum é feita, aqui no Ceará, com barcos pequenos, de madeira.

Élcio Batista já imagina o que acontecerá quando chegarem aqui os modernos barcos atuneiros, com tecnologia a bordo, e capazes de mais do que triplicar a produção de hoje.

Ele lembrou que isso se passa nas águas do mar, mas fez questão de destacar também que, nas águas interiores do Estado, nos açudes, a criação de tilápia é uma vocação do Ceará.

Mas, por causa da baixa pluviometria que secou os açudes, a produção de tilápia caiu a perto de zero, devendo recuperar-se uando voltarem as chuvas e os açudes forem recarregados.

04:14 · 13.11.2017 / atualizado às 04:19 · 13.11.2017 por

O Governo do Ceará foi sábio para cuidar de suas crianças e para reduzir a mortalidade infantil, mas não teve a mesma sabedoria para cuidar de sua adolescência, que caiu graciosamente nas mãos do narcotráfico.

O crime organizado entranhou-se de tal maneira nas instituições brasileiras, que é preciso agir, urgentemente, para evitar a mexicanização do Brasil. No México, é o crime organizado que dá as ordens.

Quem disse tudo isto foi o sociólogo Élcio Batista, chefe do Gabinete do governador Camilo Santana, ao detalhar os aspectos sociais, econômicos, financeiros e políticos da crise brasileira.

Os empresários da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), para os quais falou na semana passada, ainda seguem analisando o que Élcio Batista lhes disse.

Segundo o sociólogo, a única solução é investir na educação, pois a que o Brasil dá hoje às suas crianças é de péssima qualidade.

A educação tem de ser de tempo integral, disse Élcio Batista, acrescentando que o Ceará, navegando contra essa crise, já instalou e mantém 180 escolas de tempo integral.

A meta é fazer com que todas as escolas do Ceará sejam de tempo integral, mas isso exigirá o esforço coletivo.

E também do atual e dos futuros governos do Estado, disse Élcio Batista.

04:40 · 10.11.2017 / atualizado às 04:42 · 10.11.2017 por

Atenção! O grupo britânico Diageo, dono da cachaça cearense Ypióca e dos mais famosos uísques do mundo, entre os quais o Johnnye Walker, pode transferir para a cidade do Recife a sua unidade industrial de envasamento, localizada na Avenida Washington Soares, aqui em Fortaleza.

O blog apurou que a Diageo solicitou ao Governo do Ceará a prorrogação dos incentivos fiscais que lhe são concedidos.

O Governo , todavia, condicionou a aprovação do pedido a uma providência: a realocação da unidade industrial da Diageo, que aceitou a condição e imediatamente alugou galpões à margem da BR-116, em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza.

Mas há uma pressão do Governo para que a Diageo realoque sua unidade de envasamento em Redenção, bem distantes das rodovias federais, o que dificultará sua logística de distribuição.

Na próxima semana, diretores da Diageo virão a Fortaleza para uma reunião com o Governo cearense.

Dependendo do que for decidido, ela se mudará ou não para Recife.

04:23 · 30.10.2017 / atualizado às 04:25 · 30.10.2017 por

Uma fonte do Governo do Estado disse ao blog que, com a extinção do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), haverá uma economia de gastos da ordem de R$ 50 milhões por ano.

A mesma fonte acrescentou que o Tribunal de Contas do Estado (TCE) assumiu todas as tarefas do TCM, mas esse processo é lento pela sua complexidade e dimensão.

O TCM, a bem da verdade, era um cabide de emprego que sustentava políticos em fim de carreira.

Era também a saída que os governadores tinham para os eventuais problemas de acomodação política.

A função dos conselheiros do TCM, que tinham emprego vitalício, incluindo aposentadoria integral, era fiscalizar as contas das prefeituras municipais, tarefa que o TCE assumiu com o mesmo número de conselheiros e funcionários.

Mas o TCE absorverá uma parte dos funcionários do extinto TCM.

04:45 · 24.10.2017 / atualizado às 04:45 · 24.10.2017 por

Um time de pesquisadores cearenses, liderado pelo engenheiro Fernando Ximenes, decidiu levar do Ceará para outro estado nordestino, ainda não escolhido, as pesquisas que estavam fazendo em torno de uma tecnologia própria de vácuo solar para a instalação de uma usina de dessalinização da água do mar.

Esse projeto pretendia a instalação de uma usina capaz de dessalinizar 10 m³/s.

Por que essa decisão?

O engenheiro Fernando Ximenes disse ao blog que ele e seus colegas de pesquisa foram alijados pelo Governo do Estado, que publicou um edital para a realização de estudos em torno da futura construção de uma usina dessalinizadora com capacidade para apenas 1 m³/s e com tecnologia estrangeira, de osmose reversa.

A tecnologia cearense foi premiada no Congresso Brasileira de Energia Solar, realizado em 2016, mas o Governo do Ceará optou pela tecnologia já existente, o que frustrou Fernando Ximenes e seus colegas de pesquisa.

06:47 · 12.09.2017 / atualizado às 06:47 · 12.09.2017 por

Amanhã, quarta-feira, 13/9, o Chief Executive Officer (CEO) do Porto de Roterdã, Allard Castelein, estará em Fortaleza para cumprir uma programação que inclui uma reunião com o governador do Ceará, Camilo Santana, no Palácio da Abolição, em Fortaleza.

Do almoço participarão os secretários de Desenvolvimento Econômico, César Ribeiro; do Planejamento, Maia Júnior; e da Infraestrutura, Lúcio Gomes, além do presidente da Cearaportos, Danilo Serpa.

Castelein visitará o Porto do Pecém, a ZPE e a usina siderúrgica da CSP, onde será recebido pelo seu presidente executivo, Eduardo Parente.

Será mais uma das várias reuniões, que desde março passado o Governo do Estado e o Porto de Roterdã vêm realizando no sentdo de viabilizar o projeto que prevê a transferência da gestão do Porto do Pecém para o de Roterdã. A perspectiva do governo do Estado é de que, no próximo mês de dezembro, seja assinado o contratado de transferência.

As duas partes estão acertando a parceria, que poderá dar aos holandeses de Roterdã uma participação de 49% no capital da Cearaportos.

05:18 · 11.09.2017 / atualizado às 05:18 · 11.09.2017 por

Uma informação que chega de uma fonte primária:

O Governo do Estado do Ceará e o consórcio Marquise-Ivaí, que executa as obras de mais uma ampliação do Porto do Pecém, estão conversando no sentido de que sejam superados os problemas relacionados à suspensão dos serviços.

O consórcio suspendeu os trabalhos, alegando falta de pagamento.

Mas uma fonte primária mandou para este blog a informação de que, em fevereiro, o Governo do Estado devia ao consórcio R$ 50 milhões, que estão hoje reduzidos a R$ 39 milhões com a promessa de que, neste mês de setembro, essa dívida ficará em R$ 20 milhões.

A obra tem um custo de R$ 1 bilhão; então, uma dívida de 39 milhões é pequena diante do tamanho do investimento.

A mesma fonte disse que “esse esticar da corda não deve durar mais do que 15 dias para ser resolvido”.

A conferir.

05:06 · 11.09.2017 / atualizado às 05:06 · 11.09.2017 por

Este blog tem ouvido opiniões desencontradas acerca do aquário da Praia de Iracema, em Fortaleza, um projeto do Governo do Ceará, considerado o mais importante para consolidar o setor do turismo cearense.

Sobre o aquário, o blog deve dizer o seguinte: todas as cidades que contam com esse equipamento, como Sidney, na Austrália, e Lisboa, na Europa, registram avanços no setor turístico.

O de Lisboa é um dos locais mais visitados da capital portuguesa.

Lá, cada visitante paga 16 euros, ou seja, quase R$ 60, para entrar no aquário lisboeta.

Tem mais: além de ser um centro de atração turística, o aquário é também uma sala de aula sobre a vida marinha, o que quer dizer que os alunos das escolas públicas aprendem nele como é a vida dentro dos oceanos.

O Governo do Estado vai tentar passar para a iniciativa privada a conclusão do aquário da praia de Iracema. Essa tentativa, porém, está demorando mais do que o esperado.

04:10 · 30.08.2017 / atualizado às 04:10 · 30.08.2017 por

O Governo do Ceará está participando, desde ontem, no Rio de Janeiro, do Brazil Winpower, maior conferência latino-americana de energia eólica.

O estande do governo cearense tem 36 m² e nele estão expostos, com ilustrações fotográficas e vídeos, todos os parques eólicos que já foram instalados ou se encontram em instalação no Estado.

Hoje, o Ceará tem 61 parques eólicos, com uma potência instalada de 1.600 MW, sendo um dos cinco maiores geradores eólicos do País.

Aqui no Ceará estão os melhores bancos de vento do Brasil, cuja fator de capacidade é de 47%, ou seja, bem maior do que a média brasileira, que é de 40%.

O esforço do governo do Ceará no Brazil Windpower é para atrair para o Estado novos investidores, nacionais ou estrangeiros.