Busca

Tag: Beto Studart


14:04 · 06.10.2017 / atualizado às 14:55 · 06.10.2017 por

Beto Studart acaba de declarar ao blog que permanecerá na presidência da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec) até o final do seu mandato.

Studart transmitiu esta notícia ao final demais uma reunião extraordinária da diretoria plena, realizada nesta sexta-feira, 6/10. A reunião foi tumultuada.

“As coisas tomaram um rumo inesperado, tisnando a imagem da Fiec, razão pela qual decidi permanecer na presidência por mais dois anos, ou seja, até o fim do meu mandato”, em 2019, disse ele.

A crise começou quando o próprio Beto Studart anunciou que proporia à diretoria plena da Fiec a mudança no estatuto da entidade, reduzindo de cinco anos para três anos o mandato da atual e das futuras diretorias da Federação.

A proposta, aprovada por 19 dos 25 integrantes da diretoria plena, que se reuniram na semana passada e hoje, não chegou a ser levada à consideração do Conselho de Representantes (integrado pelos delegados dos 40 sindicatos filiados).

Houve hoje uma nova reunião da diretoria plena, durante a qual se registraram pronunciamentos dos representantes de cada um dos dois grupos em que a entidade está hoje dividida.

Com a decisão de Beto Studart de manter-se na presidência da entidade – chega ao fim a crise que durou uma semana.

19:58 · 04.10.2017 / atualizado às 20:03 · 04.10.2017 por

Uma fonte da Federação das Indústrias do Ceará transmitiu a este blog uma informação que corrige notícia anterior a respeito do que decidiu nesta quarta-feira, 4/10, em reunião extraordinária, a diretoria plena da entidade.

De acordo com a informação, os 19 dos 25 diretores presentes à reunião decidiram encaminhar ao Conselho de Representantes da Fiec (integrado pelos delegados dos 40 sindicatos filiados) proposta de redução de cinco para três anos do mandato não só do presidente, mas de toda a sua diretoria plena.

A proposta será detalhada na próxima reunião da diretoria, marcada para sexta-feira, 6/10.

O Conselho dos Representantes, por sua vez, deverá reunir-se na próxima semana.

As eleições da futura diretoria da Fiec – se a proposta for aprovada – acontecerá dentro de 30 dias, segundo estimou hoje o próprio presidente da entidade, Beto Studart.

18:25 · 04.10.2017 / atualizado às 18:38 · 04.10.2017 por

Terminou há poucos instantes a reunião da diretoria plena da Federação das Indústrias do Ceará, convocada pelo presidente da entidade, Beto Studart.

Compareceram 19 dos 24 diretores. Todos os presentes decidiram encaminhar ao Conselho de Representantes (constituído pelos delegados dos 40 sindicatos filiados à Fiec) a proposta de redução do mandato do presidente da Federação das Indústrias.

Esse mandato é hoje de cinco anos, mas será reduzido para três se a proposta for aprovada.

Não há, até agora, uma data marcada para a reunião do Conselho de Representantes.

A diretoria plena voltará a reunir-se na próxima sexta-feira, 6/10, para detalhar a proposta de reforma dos estatutos da Fiec. Isto quer dizer que o Conselho dos Representantes só se reunirá na próxima semana.

08:13 · 04.10.2017 / atualizado às 08:13 · 04.10.2017 por

A poucas horas da reunião da diretoria da Federação das Indústrias do Ceará, convocada pelo seu presidente Beto Studart para as 16 horas desta quarta-feira (04/10), surgiu entre alguns industriais a ideia da escolha de um “tertius” (uma terceira pessoa) para unir os distintos grupos de interesse da entidade.

Studart – que disse segunda-feira à noite a este blog que não renunciaria – já admite esta hipótese, sobre a qual os diretores convocados para a reunião de hoje serão consultados. Um dos temas dessa consulta será a mudança do estatuto da Fiec para permitir essa eleição.

O próprio Beto Studart admite que, numa eventual eleição para a sua sucessão, apoiará Ricardo Cavalcante, atual diretor administrativo da Fiec. Studart também admite que o adversário de Cavalcante deverá ser Alexandre Pereira, primeiro vice-presidente da entidade, que não concorda com a ideia de mudar o estatuto e de convocação de nova eleição.

Diante desse impasse, este blog ouviu de um dos diretores convocados para a reunião de hoje que “a melhor solução será a escolha de um tertius”, alguém que possa reunir de novo a Fiec. O mesmo diretor aconselha “bom senso neste momento”, uma vez que “a Fiec é parceira importante do Governo do Estado no esforço de consolidar os grandes investimentos previstos para o futuro próximo do Ceará”.

 

20:24 · 03.10.2017 / atualizado às 20:24 · 03.10.2017 por

O presidente da Federação das Indústrias do  Ceará Beto Studart, convocou todos os diretores da entidade para uma reunião amanhã, quarta-feira, às 16 horas na sua sede. Ele exporá sua posição diante dos últimos acontecimentos relativos a informações de que poderia renunciar ao cargo. Beto Studart disse ontem à este blog que não renunciará.

21:29 · 02.10.2017 / atualizado às 21:31 · 02.10.2017 por

Terminou agora a reunião do presidente da Federação das Indústrias, Beto Studart, com o vice-presidente da entidade, Alexandre Pereira.

Da reunião, realizada na sede da BSpar, empresa de Studart, participaram alguns líderes da indústria cearense.

Houve impasse nas negociações que se restringem à possibilidade de renúncia de Beto Studart à presidência da Fiec e de uma mudança do estatuto da entidade para permitir a eleição de uma nova diretoria.

O blog apurou que as duas partes não chegaram a um acordo e que amanhã, terça-feira, 3/10, haverá novo encontro em busca de uma posição convergente.

Um dos presentes contou que “houve muito estresse” ao longo da reunião, que começou às 15 horas e se estendeu até as 20h30.

12:39 · 02.10.2017 / atualizado às 12:39 · 02.10.2017 por

O presidente da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Beto Studart, terá um encontro nesta segunda-feira, 2/10, às 15 horas, com o o primeiro vice-presidente da entidade, Alexandre Pereira.

Ambos transmitiram esta informação ao blog há poucos instantes.

Na reunião, Studart e Pereira tratarão de uma possível sucessão d=na presidência da Fiec.

Se Beto Studart renunciar à presidência da Fiec, Alexandre Pereira, segundo os atuais estatutos da Fiec, assumirá o comando da entidade.

Mas Beto Studart, ele mesmo, disse ao blog que não será candidato a vice-governador nem a senador em 2018. O que o está levando a provavelmente antecipar o fim do seu mandato é a necessidade que tem de dedicar mais tempo aos seus negócios.

Mas Studart também afirmou, na conversa com o blog, que poderá permanecer na presidência da Fiec até o fim do seu mandato.

 

08:56 · 01.10.2017 / atualizado às 09:41 · 01.10.2017 por

A economia e a política juntaram-se no Ceará. Ambas com os olhos fixos na eleição geral de 2018.

O presidente da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Beto Studart, move-se no sentido de viabilizar seu projeto de candidatar-se a um cargo majoritário no pleito do próximo ano – ou vice-governador ou senador, preferencialmente numa chapa liderada pelo governador Camilo Santana.

Para tornar isso possível, ele terá de renunciar à presidência da Fiec, com cujo “núcleo duro” – grupo de influentes presidentes de sindicatos filiados à entidade – tem mantido reuniões frequentes. A esses interlocutores,  deixou vazar a informação de que, antes de renunciar a presidência da Fiec, tentará mudar seu atual estatuto, que foi, muito recentemente, reformado para, entre outras coisas, impedir a reeleição do presidente.

Essa mudança estatutária permitirá a antecipação da eleição do presidente, ou seja, seria descartada a posse do substituto natural do renunciante, o primeiro vice-presidente Alexandre Pereira, que, coincidentemente, é o presidente do PPS no Ceará. Beto Studart já tem os votos necessários à mudança do estatuto – indica o presidente de um dos sindicatos filiados à Fiec.

Isto é o que se passa no endereço da Fiec, na Avenida Barão de Studart, mesma artéria na qual tem domicílio a sede do Governo do Estado do Ceará. No Abolição há também intensos conchavos que têm como foco a eleição do próximo ano.

O governador Camilo Santana, do PT, apoiado pelos irmãos Ferreira Gomes, do PDT, trata de garantir uma tranquila reeleição, para o que tenta costurar uma aliança com o PMDB do senador Eunício Oliveira, que buscará sua reeleição em 2018, e com o PSDB, onde está Studart, ao qual caberia o lugar de vice-governador na grande chapa.

Uma fonte ligada aos Ferreira Gomes revelou a este blog que o lugar de vice na chapa de Camilo “já está acertado para o deputado Zezinho Albuquerque”. A mesma fonte adiantou que Ciro e Cid Gomes já disseram ao governador que a indicação de Zezinho “é imexível”. E adiantou, ainda: Ciro Gomes é contra a presença de Eunício Oliveira na chapa, “mas poderá ser a favor de Beto Studart para o Senado”.

Nas rodas políticas e empresariais, há uma certeza: Camilo Santana e Beto Studart estão mais unidos do que nunca – na política e na economia.

Resumo: os próximos dias serão quentes nos dois endereços da Avenida da Abolição.

05:09 · 05.09.2017 / atualizado às 05:09 · 05.09.2017 por

O presidente da Federação das Indústrias do Ceará, Beto Studart, encaminhou nesta segunda-feira, 4/9, um curto comunicado, dirigido aos diretores da entidade e aos presidentes dos mais de 30 sindicatos a ela filiados. Ele sugere que o empresariado devem, além de gerar empregos, manter a retidão nos negócios.

Eis a seguir a íntegra do comunicado do presidente da Fiec:

“Meus amigos:

“Passei esse final de semana refletindo sobre nossa responsabilidade como empresários para firmar um novo Brasil. Além do papel social de gerarmos empregos e movimentar a economia, todos nós temos o dever de  ressaltar a retidão nos negócios e a honestidade como um valor primordial.

“Gostaria de reforçar, diretamente com vocês, e publicamente, o essencial compromisso das instituições de classe, como a Federação das Indústrias do Estado do Ceará, FIEC, e seus sindicatos filiados, em defender os princípios da ética e da moralidade na condução das nossas atividades e da nossa vida pessoal. São esses princípios que nos garantem legitimidade para seguirmos na defesa de uma indústria forte e com o respeito da sociedade.

“Estaremos sempre juntos, desde que primando pela integridade, responsabilidade, respeito pela legislação e regulamentação e pelo amor ao trabalho, seguindo firmes defensores da legalidade, do bem comum e de um Brasil mais forte. Um forte abraço, Beto Studart”

04:48 · 04.08.2017 / atualizado às 04:49 · 04.08.2017 por

Este blog mete sua colher de pau na panela de pressão da política cearense.

O blog está bem informado sobre o que está acontecendo hoje no Ceará na área da política, que, aliás, está aliada à área da economia.

Nas últimas semanas, por exemplo, tem havido reuniões e encontros de grandes líderes cearenses do mundo dos negócios e do universo da política.

Essas reuniões têm tido dois objetivos comuns:

Primeiro, fazer com que seja preservado o modelo fiscal atual, que tem garantido o equilíbrio das contas do Governo do Estado;

Segundo, que os adversários se respeitem para que a boa convivência entre eles seja preservada. Isso é muito bom, porque, nos outros estados, as divergências chegam a terminar em tragédia.

Aqui no Ceará, o que contribui para essa boa convivência são os novos rostos e as novas ideias de quem está na área da política e do empresariado.

Exemplos de novas caras com ideias novas: o governador Camilo Santana e seus secretários Élcio Batista, César Ribeiro e Nicole Barbosa e Beto Studart, presidente da Federação das Indústrias (Fiec).

Exemplo de caras antigas, mas com ideias adequadas aos tempos atuais: o senador Tasso Jereissati e o engenheiro Maia Júnior, secretário de Planejamento e Gestão do Governo estadual.

O Ceará tem muita sorte.