Busca

Tag: BNB


14:28 · 01.07.2018 / atualizado às 15:38 · 01.07.2018 por

O Banco do Nordeste está celebrando os resultados do primeiro semestre deste ano.

De janeiro a junho, o BNB aplicou – no financiamento de projetos de micro, pequenas, médias e grandes empresas nordestinas – R$ 16 bilhões, sendo R$ 12 bilhões com recursos do Fundo Constitucional do Nordeste (FNE) e R$ 4 bilhões do programa Crediamigo.

O presidente do banco, Romildo Carneiro Rolim, antecipou a este blog alguns números do saldo de aplicações do BNB, que, neste segundo semestre, fará um esforço no sentido de aplicar o restante dos R$ 32 bilhões do FNE para este exercício e de alargar ainda mais as aplicações do Crediamigo, o programa de microcrédito mais exitoso do País.

Na semana passada, o BNB celebrou parceria com a francesa Vinci, que tem a gestão do Aeroporto de Salvador, de cujo projeto de ampliação participará financiando 70% do total a ser investido, calculado em 738 milhões.

Até a quinta-feira, 5/7, da semana que hoje se inicia, a diretoria do BNB deverá aprovar o financiamento de 70% do projeto de ampliação do Aeroporto Interncional de Fortaleza, no qual a alemã Fraport – sua gestora – investirá R$ 800 milhões.

04:13 · 28.05.2018 / atualizado às 04:13 · 28.05.2018 por

Realiza-se nesta segunda-feira, em Fortaleza, o II Encontro das Associações Comerciais do Nordeste.

Liderado pelo presidente da Associação Comercial do Ceará, João Guimarães, o evento tratará de temas da economia regional e também da cena da política nacional.

Está prevista na manhã de hoje a celebração de um Acordo de Cooperação do BNB com a Federação das Associações Comerciais do Ceará (FACC).

Da programação técnica do encontro, faz parte também a apresentação do cardápio de serviços que o Sebrae-Ceará dispõe para as pequenas empresas comerciais nordestinas.

Ontem, domingo, João Guimarães recepcionou seus colegas presidentes das associações comerciais nordestinas com um jantar no Hotel Marina Park.

10:23 · 08.05.2018 / atualizado às 15:15 · 08.05.2018 por

Se a empresa alemã Fraport obtiver financiamento do Banco do Nordeste para as obras de ampliação do Aeroporto Internacional de Fortaleza, cuja gestão exclusiva ela assumiu em janeiro deste ano, deverão ser obedecidas-na execução do projeto arquitetônico –  as normas técnicas brasileiras estabelecidas pela ABNT. Esta é síntese do ofício que o presidente do Sindicato da Indústria de Mármores e Granitos do Ceará (Simagran-CE), Carlos Rubens Alencar, enviou nesta terça-feira, 8, ao presidente do BNB, Romildo Carneiro Rolim.

O Simagran-CE sugere, no ofício, que o granito a ser utilizado “atenda os índices de qualidade e os requisitos de nomas da ABNT, sendo resistente a abrasão (tráfego de pedrestre e movimentação de carros e bagagens e maletas etc), que tenha pouca porosidade e absorva pouca água, além de uma boa compressão mecânica”.

Como este blog já antecipou, o Simagran-CE desconfia – com base em informações que chegaram à sua presidência – que a empresa Método, líder do consorcio que executa o serviço de ampliação do Aeroporto Pinto Martins pretende, para baratear a obra, utilizar, no piso e no revestimento de áreas daquele terminal, granito de qualidade inferior. O granito cearense – de alta qualidade – é o que foi aplicado nos aeroportos de Dubai, nos Enirados Árabes, e no de Guarulhos, em São Paulo.

O blog ouviu a Fraport, que informou: “O consórcio Método-Passarelli trabalha dentro do que foi acordado em contrato”.

Eis, na íntegra, a carta que o presidente do Simagran-CE encaminhou hoje ao presidente do BNB:

“Fortaleza, CE, 08 de Maio de 2018

Ilmo Sr. Romildo Carneiro Rolim

MD.Presidente do Banco do Nordeste do Brasil

Prezado Sr.

O Sindicato das Indústrias de Mármores e Granitos do Estado do Ceará -SIMAGRAN-CE, por seu representante legal, abaixo assinado, vem a presença de V.Sa., para expor e ao final requerer o seguinte:

A sociedade cearense está muito otimista com o novo momento da economia do Estado do Ceará, incluindo as gestões pelas parcerias com o Porto de Roterdã, bem como com a nova gestão do Aeroporto de Fortaleza, pela FRAPORT.

O nosso aeroporto internacional de Fortaleza, agora sob a administração da FRAPORT, entrará em fase de ampliação e neste contexto, somos sabedores da intenção de eventual pleito desta administradora, junto ao BNB-Banco do Nordeste do Brasil.

Dentre os item que serão contemplados nesta obra, estaria o revestimento do piso, que por suas solicitações, de elevado tráfego de pedestres, teria nas rochas graníticas o produto mais indicado e o mais utilizado em todo o mundo.

O SIMAGRAN-CE, em consonância com outros procedimentos que já vem desenvolvendo em diversas obras no país, tem procurado alertar aos administradores das unidades aeroportuárias, no sentido de que as rochas aplicadas nestas obras deveriam obedecer os requisitos das normas da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas.

Enfim, o SIMAGRAN-CE, gostaria de sugerir a instituição presidida por V.Sa, que caso seja demandada pela FRAPORT, para eventual apoio financeiro,  que inclua entre as prerrogativas para análise técnica de financiamento, a utilização de materiais, que cumpram os requisitos de normas da ABNT. No caso do GRANITO, estaremos preservando a qualidade da obra e os interesses da sociedade cearense.

É importante frisar, que não estamos solicitando, nem demandando que o GRANITO tenha que ser extraído no Estado do Ceará, o que aliás seria razoável, mas, e isto gostaríamos de reiterar, pleiteamos que o GRANITO utilizado atenda os índices de qualidade e os requisitos de normas da ABNT, sendo resistente a abrasão (trafego de pedestre e movimentação de carros de bagagens e maletas, etc), que tenha pouca porosidade e absorva pouca água, além de uma boa compressão mecânica.

Esta ponderação já fizemos em carta datada de 05 de Janeiro de 2018, a CEO da FRAPORT no Brasil, Sra. Andrea Pal e também já oficializamos este mesmo posicionamento ao Governo do Estado, junto ao Secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado do Ceará, Sr.Cesar Ribeiro.

Na busca pela valorização dos produtos naturais, seremos intransigentes, pois sabemos que sem a caracterização tecnológica adequada, a obra irá ficar com o piso bastante comprometido e isto nos prejudicará bastante, pois irá depreciar o nosso produto.

Certo de contar com a possibilidade de análise de V.Sa., para o pleito do Sindicato das Indústrias de Mármores e Granitos do Estado do Ceará – SIMAGRAN-CE, aproveitamos a oportunidade para manifestar votos de estima e da mais distinta consideração.

Mui Cordialmente,

Carlos Rubens A. Alencar

Presidente do SIMAGRAN-CE”

 

 

 

 

03:59 · 27.04.2018 / atualizado às 04:00 · 27.04.2018 por

O Banco do Nordeste e a Agência de Desenvolvimento do Ceará (Adece) vão tornar-se parceiras.

Assinarão, nos próximos dias um Acordo de Cooperação, por meio do qual o BNB apoiará as ações da Adece voltadas para o fortalecimento do agronegócio no Ceará.

O diretor de Agronegócio da Adece, Sílvio Carlos Ribeiro, disse ao blog que esse acordo de cooperação disciplinará e integrará as ações dos dois organismos voltados para o desenvolvimento da agropecuária cearense.

O texto do acordo está sob análise do setor jurídico da Adece.

04:34 · 25.04.2018 / atualizado às 04:34 · 25.04.2018 por

O empresário Cristiano Maia, presidente das associações Brasileira e Cearense de Criadores de Camarão, coordenou, na segunda-feira passada, 26/04, uma reunião da diretoria do Banco do Nordeste com um grupo de empresários da agropecuária.

Nessa reunião, o BNB apresentou aos empresários o cardápio de opções que oferece o FNE para financiar, também, empreendimentos de pequeno, médio e grande portes nas diferentes áreas da atividade agropecuária.

Cristiano Maia disse ao blog que o BNB, pela primeira vez, está sendo proativo, ou seja, tomando a iniciativa de procurar o setor produtivo, que precisa muito do apoio do banco para crescer.

Os agropecuaristas saíram alegres da reunião e prometem agora apresentar projetos a serem financiados pelo BNB com recursos do FNE.

04:20 · 24.04.2018 / atualizado às 04:20 · 24.04.2018 por

Diretores do Banco do Nordeste reuniram-se ontem, segunda-feira, 23, durante três horas, com empresários do setor agropecuário do Ceará.

Eles conversaram sobre financiamentos do Fundo Constitucional do Nordeste, o FNE, que tem, neste ano, um orçamento de R$ 32 bilhões para projetos do setor produtivo da região nordestina.

Os agropecuaristas ouviram todas as explicações a respeito das taxas de juros e dos prazos de pagamento dos financiamentos do FNE.

Alguns deles já anunciaram que, nos próximos dias, apresentarão seus projetos, os quais incluirão as áreas da fruticultura, carcinicultura, pecuária e até a criação de peixes em cativeiros.

04:13 · 19.04.2018 / atualizado às 04:13 · 19.04.2018 por

O Banco do Nordeste e a Confederação Nacional da Agricultura estão há duas semanas mantendo entendimentos com vários objetivos, um dos quais é o de renegociar as dívidas que pequenos agricultores da região nordestina têm com o BNB.

O presidente da Federação da Agricultura do Ceará, Flávio Sabóya, disse que essa renegociação será apoiada na Lei 13.340, que trata, digamos assim, de uma espécie de Refis para os produtores rurais em débito com a rede bancária por causa dos efeitos dos mais de seis anos de pouca chuva que castigaram o Nordeste.

Flávio Sabóya espera que, em menos de 60 dias, o BNB e a CNA estarão celebrando a parceria, por meio da qual os pequenos agricultores nordestinos renegociarão suas dívidas com o BNB.

03:58 · 17.04.2018 / atualizado às 04:00 · 17.04.2018 por

Nesta terça-feira, 17, técnicos do Banco do Nordeste e da Agência de Desenvolvimento do Ceará (Adece) vão reunir-se com o objetivo de juntarem esforços no sentido de reestruturar o setor agropecuário deste Estado.

A reunião será na sede do BNB, no Passaré, aqui em Fortaleza.

O diretor de Agronegócio da Adece, Sílvio Carlos Ribeiro, está entusiasmado com o encontro, uma vez que a iniciativa partiu do  próprio BNB, que ser parceiro do esforço do Governo estadual na execução de 19 projetos de apoio aos agropecuaristas cearenses.

Esses projetos consumirão recursos de R$ 19 bilhões, metade dos quais virá do Tesouro estadual cearense.

Os empresários agropecuaristas estão otimistas diante das boas chuvas que caem no interior, já recarregando, embora discretamente ainda, os grandes açudes do Estado.

Com água, a agropecuária poderá dobrar sua produção.

04:45 · 02.04.2018 / atualizado às 04:45 · 02.04.2018 por

O Ministério da Integração Nacional informa que o Fundo Constitucional do Nordeste (FNE), operado pelo BNB, já está autorizado a financiar projetos de microgeração de energia solar fotovoltaica.

Com um detalhe: essa linha de financiamento foi criada para atender, exclusivamente, a pessoas físicas.

Isto vai interessar diretamente pequenos produtores rurais do sertão do Ceará, que poderão agora obter, por meio do Banco do Nordeste, empréstimo para a compra e instalação de kits de geração de energia solar para a sua residência ou para a sua atividade agropecuária.

Uma boa providência.

Deve ser lembrado que os juros do FNE são os mais baixos da rede bancária brasileira.

04:22 · 28.03.2018 / atualizado às 04:22 · 28.03.2018 por

O presidente do Banco do Nordeste, Romildo Rolim, disse a um grupo de empresários cearenses do agronegócio, com os quais se reuniu segunda-feira, 26, que a sobrevivência do BNB depende da boa gestão do Fundo Constitucional do Nordeste, o FNE.

Ele tem razão, pois o que não falta em Brasília são assessores com ideias contra o BNB.

Só para este exercício de 2018, o BNB tem no caixa R$ 30 bilhões do FNE para financiar projetos de micro, pequenas, médias e grandes empresas nordestinas, de todas as atividades econômicas.

Romildo Rolim disse aos empresários que ele, sua diretoria e todos os 7 mil funcionários do Banco do Nordeste estão dedicados a levar os recursos do FNE a quem deles precisa.

Os financiamentos do FNE têm as taxas de juros mais baixas da rede bancária.

Dos R$ 30 bilhões do orçamento do FNE para este ano, 61% já têm demanda, informou também o presidente do BNB.