Busca

Tag: BNB


04:57 · 20.10.2017 / atualizado às 04:59 · 20.10.2017 por

O Ceará está vivendo o sexto ano consecutivo de baixa pluviometria.

Por causa disso, os açudes secaram. Consequência: os pequenos agricultores e agroindustriais cearenses, cuja produção foi quase nada neste ano, estão devendo, e muito, aos bancos que lhes emprestaram dinheiro, principalmente o BNB e o Banco do Brasil.

O que fazer?

Na quarta-feira passada, a Assembleia Legislativa, por meio de sua Comissão de Desenvolvimento Regional, presidida pelo deputado Carlos Matos, reuniu representantes dos inadimplentes e decidiu que, no próximo dia 23, será criada uma força-tarefa – com BNB, Ematerce e Adagri, entre outros organismos – para mapear os inadimplentes e propor acordos com os bancos credores.

Este blog apurou que o número de pequenos produtores endividados é realmente grande e que eles atuam nos setores de carne, tilápia, mel, carnaúba, camarão, leite, doce e frutas.

Para que se tenha uma ideia do problema, basta dizer que foram feitas pela rede bancária, nos últimos cinco anos, aqui no Ceará, 236 mil operações de crédito para pequenos agricultores e agroindustriais.

05:02 · 05.09.2017 / atualizado às 05:02 · 05.09.2017 por

O presidente da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas, empresário Honório Pinheiro, que também é o sócio majoritário da rede Pinheiro Supermercados, está aplaudindo com entusiasmo a parceria que o Banco do Nordeste e a Agência Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) celebraram segunda-feira, 4, em Fortaleza.

Para ele, neste momento de dificuldade para a obtenção de crédito, essa parceria permitirá que o BNB conceda financiamento de até R$ 10 milhões a micro, pequenas e médias empresas da região nordestina, as do Ceará no meio.

Segundo Honório Pinheiro, que esteve na semana passada na França, participando de um curso de atualização técnica em gestão, o empresário nordestino, independentemente de seu tamanho, é criativo e saberá aplicar e reproduzir esse financiamento, que, na sua opinião, chega em boa hora.

04:20 · 30.08.2017 / atualizado às 04:20 · 30.08.2017 por

O Banco do Nordeste está estruturando – e o financiará – um projeto de pesquisa para dar validade, ou não, a várias experiências de sucesso que estão sendo realizadas no Ceará e no Rio Grande do Norte para o cultivo da palma forrageira gigante com irrigação por gotejamento.

O que mais chama a atenção dos técnicos do BNB é a experiência do agrônomo Alexandre de Medeiros Vanderley, que, nos municípios de Angicos e Lages, no sertão potiguar, está obtendo uma produtividade recorde: 800 toneladas de palma por hectare, algo jamais obtido no semiárido nordestino.

Aqui no Ceará, na Chapada do Apodi, estão em curso vários projetos de plantação, também irrigada por gotejamento, da palma forrageira.

Todos esses projetos estão tendo grande sucesso.

E é por causa desse sucesso que o BNB decidiu investir na validação, ou não, dessas pesquisas.

O agrônomo Zuza de Oliveira, ex-presidente da Adece e hoje consultor em agropecuária, não tem dúvida de que a palma forrageira será, no curto prazo, a grande fonte de alimentação do rebanho bovino leiteiro do Ceará e do Nordeste.

04:09 · 18.07.2017 / atualizado às 04:09 · 18.07.2017 por

O Banco do Nordeste, com sede em Fortaleza, está celebrando, ao longo desta semana, 65 anos de atividades.

O BNB é o principal instrumento de financiamento com que conta a região nordestina para o seu desenvolvimento econômico, social e cultural.

O economista Marcos Holanda, atual presidente do BNB, está dizendo que a melhor maneira de comemorar estes 65 anos é estar preparado os próximos 65 anos.

Ele tem razão, e sua gestão está contribuindo para isso, pois investe na modernização tecnológica da instituição, que é, sem dúvida, um centro de excelência do serviço público, apesar de ter enfrentado, em passado muito recente, momentos de grande turbulência.

O BNB é um organismo técnico e como tal deve ser administrado, e é isto o que vem fazendo a atual diretoria do banco, que rapidamente se adequa às exigências do mercado e garante, assim, o apoio ao empreendedor nordestino de pequeno porte, oferecendo-lhe suas várias linhas de financiamento.

Vida longa ao BNB.

04:21 · 11.07.2017 / atualizado às 04:21 · 11.07.2017 por

Uma boa notícia está chegando de Sobral, capital da região Norte do Ceará.

A Prefeitura municipal sobralense deu início na noite de segunda-feira, 10, a um curso especial de empreendedorismo, para o qual se inscreveram 200 jovens.

A aula inaugural foi pronunciada pelo empresário Honório Pinheiro, presidente da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas e ex-presidente da Federação dos Clubes de Dirigentes Lojistas do Ceará e, ainda, sócio majoritário da rede de lojas Pinheiro Supermercados.

Antes de falar para as duas centenas de jovens, futuros empreendedores, Honório Pinheiro falou com este blog, pelo telefone, sobre a nova linha de crédito que o BNB criou para financiar o capital de giro das empresas nordestinas do comércio, as do Ceará no meio.

Honório informou que essa linha de crédito já está operando a toda velocidade, sendo um poderoso aliado para o incremento do varejo no Nordeste.

Essa linha de crédito usa 80% de recursos do FNE e 20% de dinheiro próprio do BNB.

Com uma vantagem: não cobra IOF e com taxa de administração bem menor do que as cobradas pelo mercado bancário.

É por isto que os comerciantes cearenses estão correndo e recorrendo a essa nova linha de crédito do Banco do Nordeste, cujo presidente, Marcos Holanda, ressaltou o conjunto de argumentos e sugestões do presidente da CNDL como importantes para a sua criação.

10:11 · 26.05.2017 / atualizado às 10:11 · 26.05.2017 por

Meio por cento de juros ao ano.

Vale repetir: 0,5% de juros ao ano.

Esta é a taxa de juros embutida na nova linha de financiamento criada pelo Banco do Nordeste (BNB) para projetos de mini-geração de energia solar.

É uma taxa de juros equivalente à cobrada nos Estados Unidos.

O novo programa do BNB chama-se Agroamigo Sol, e se destina ao financiamento de até R$ 15 mil para a compra de equipamentos para a geração de energia solar.

Esses equipamentos são, principalmente, painéis fotovoltaicos, que já são comercializados aqui em Fortaleza.

O financiamento está voltado, preferencialmente, para os pequenos produtores rurais da região nordestina.

Repita-se: o juro é o menor do País – só 0,5% ao ano.

Ao ano!!

09:00 · 22.05.2017 / atualizado às 09:00 · 22.05.2017 por

Nos corredores do Banco do Nordeste (BNB) está correndo a informação de que seu presidente, economista Marcos Holanda, deverá ser substituído.

A motivação – segundo fontes ouvidas por este blog – é política.

As mesmas fontes revelaram que Marcos Holanda – quer está no cargo desde o tempo em que, no governo Dilma Rousseff, era ministro da Fazenda o economista Joaquim Levy, de quem era amigo – foi indicado pelo senador Eunício Oliveira, com quem teria se desentendido nos últimos meses.

Para o seu lugar, está sendo especulado o nome de Romildo Rolim, atual diretor-tesoureiro do BNB e funcionário de carreira da instituição.

No sábado, a coluna Radar, da revista Veja, já noticiara sobre a possibilidade de substituição de Marcos Holanda, que, ao longo de sua gestão, ganhou luz própria.

Há pouco mais de uma semana, Holanda participou – com mais 25 empresários e executivos cearenses – de um curso promovido pela Federação das Indústrias do Ceará (Fiec) na Universidade Internacional da Flórida, em Miami, sobre – vejam que ironia – Gestão Estratégica em Tempos de Incerteza.

Outro detalhe: Marcos Holanda, que investiu na inovação tecnológica, modernizando e desburocratizando as rotinas e processos do BNB, aproximou-se muito do governador do Ceará, Camilo Santana, e também da presidência da Fiec.

Romildo Rolim, na opinião de altos funcionários do BNB, é um técnico competente e correto, embora com pouca experiência.

 

15:11 · 11.04.2017 / atualizado às 15:17 · 11.04.2017 por

Em primeira mão:

O Banco do Nordeste aplicou R$ 2,06 bilhões no primeiro trimestre de 2017 com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), 16% a mais do que no mesmo período do ano passado.

Foram contratadas 135 mil operações, mais 16% do que no primeiro trimestre de 2016.

No Ceará, foram aplicados R$ 316 milhões.

Em tempo: no próximo dia dia 19, acontecerá o I Fórum BNB de Infraestrutura.

O evento, que será realizado na sede do banco em Fortaleza, reunirá agentes do mercado e do Poder Público.

O objetivo é mapear projetos financiáveis pelo FNE Infraestrutura – linha de crédito que dispõe este ano de R$ 11,4 bilhões para investir em obras estruturantes na Região.

11:25 · 06.04.2017 / atualizado às 11:35 · 06.04.2017 por
A  Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Cearà (Faec) promoverá amanhã, sexta-feira, 7, a partir das 8h30, no auditório do NIT, na cidade de Limoeiro do Norte, um encontro com produtores  rurais do Vale do Jaguaribe.
Durante o evento,o presidente do Banco do Nordeste, economista Marcos Holanda (foto), fará a apresentaçāo do Cartāo BNB Agro, novo instrumento do BNB para facilitar o acesso ao crédito.  Estará presente, ainda, o superintendente  Regional do BNB no Ceará, Jorge Antonio Bagdeve de Oliveira.
Na ocasiāo será abordada também a Lei 13.341 que trata  da renegociaçāo das dívidas rurais.
O Presidente da Faec, Flávio Sabóya, destaca a importância do Cartāo BNB Agro, por meio do qual o produtor pode comprar máquinas e equipamentos “de forma rápida e desburocratizada”. Sabóya lembra que, durante a reunião de amanhã, os  produtores receberão maiores infirmações sobre o cálculo de  renegociaçāo de suas dívidas diretamente com os técnicos do BNB, que distribuirāo material infirmativo sobre a Lei.  .
O Auditòrio do NIT, em Limoeiro do Norte fica  localizado  no Centro de Limoeiro do Norte . O  evento será aberto a produtores e  lideranças  do agronegòcio
04:16 · 13.01.2017 / atualizado às 04:17 · 13.01.2017 por

poçosO Banco do Nordeste comunicou à Federação da Agricultura do Ceará (Faec), que dispõe de uma linha de crédito especial para a perfuração de poços rasos e profundos no interior do Estado.

Mais: estão disponíveis no BNB, só para o Estado do Ceará, R$ 90 milhões para aquela finalidade.

A boa nova foi comunicada pela Superintendência do BNB no Ceará à presidência da Faec, que agora mobiliza os sindicatos da agricultura espalhados pelos municípios cearenses no sentido de obter o financiamento para a perfuração de poços neste momento de poucas chuvas.