Busca

Tag: BNB


04:13 · 19.04.2018 / atualizado às 04:13 · 19.04.2018 por

O Banco do Nordeste e a Confederação Nacional da Agricultura estão há duas semanas mantendo entendimentos com vários objetivos, um dos quais é o de renegociar as dívidas que pequenos agricultores da região nordestina têm com o BNB.

O presidente da Federação da Agricultura do Ceará, Flávio Sabóya, disse que essa renegociação será apoiada na Lei 13.340, que trata, digamos assim, de uma espécie de Refis para os produtores rurais em débito com a rede bancária por causa dos efeitos dos mais de seis anos de pouca chuva que castigaram o Nordeste.

Flávio Sabóya espera que, em menos de 60 dias, o BNB e a CNA estarão celebrando a parceria, por meio da qual os pequenos agricultores nordestinos renegociarão suas dívidas com o BNB.

03:58 · 17.04.2018 / atualizado às 04:00 · 17.04.2018 por

Nesta terça-feira, 17, técnicos do Banco do Nordeste e da Agência de Desenvolvimento do Ceará (Adece) vão reunir-se com o objetivo de juntarem esforços no sentido de reestruturar o setor agropecuário deste Estado.

A reunião será na sede do BNB, no Passaré, aqui em Fortaleza.

O diretor de Agronegócio da Adece, Sílvio Carlos Ribeiro, está entusiasmado com o encontro, uma vez que a iniciativa partiu do  próprio BNB, que ser parceiro do esforço do Governo estadual na execução de 19 projetos de apoio aos agropecuaristas cearenses.

Esses projetos consumirão recursos de R$ 19 bilhões, metade dos quais virá do Tesouro estadual cearense.

Os empresários agropecuaristas estão otimistas diante das boas chuvas que caem no interior, já recarregando, embora discretamente ainda, os grandes açudes do Estado.

Com água, a agropecuária poderá dobrar sua produção.

04:45 · 02.04.2018 / atualizado às 04:45 · 02.04.2018 por

O Ministério da Integração Nacional informa que o Fundo Constitucional do Nordeste (FNE), operado pelo BNB, já está autorizado a financiar projetos de microgeração de energia solar fotovoltaica.

Com um detalhe: essa linha de financiamento foi criada para atender, exclusivamente, a pessoas físicas.

Isto vai interessar diretamente pequenos produtores rurais do sertão do Ceará, que poderão agora obter, por meio do Banco do Nordeste, empréstimo para a compra e instalação de kits de geração de energia solar para a sua residência ou para a sua atividade agropecuária.

Uma boa providência.

Deve ser lembrado que os juros do FNE são os mais baixos da rede bancária brasileira.

04:22 · 28.03.2018 / atualizado às 04:22 · 28.03.2018 por

O presidente do Banco do Nordeste, Romildo Rolim, disse a um grupo de empresários cearenses do agronegócio, com os quais se reuniu segunda-feira, 26, que a sobrevivência do BNB depende da boa gestão do Fundo Constitucional do Nordeste, o FNE.

Ele tem razão, pois o que não falta em Brasília são assessores com ideias contra o BNB.

Só para este exercício de 2018, o BNB tem no caixa R$ 30 bilhões do FNE para financiar projetos de micro, pequenas, médias e grandes empresas nordestinas, de todas as atividades econômicas.

Romildo Rolim disse aos empresários que ele, sua diretoria e todos os 7 mil funcionários do Banco do Nordeste estão dedicados a levar os recursos do FNE a quem deles precisa.

Os financiamentos do FNE têm as taxas de juros mais baixas da rede bancária.

Dos R$ 30 bilhões do orçamento do FNE para este ano, 61% já têm demanda, informou também o presidente do BNB.

08:42 · 27.03.2018 / atualizado às 08:42 · 27.03.2018 por

O presidente do Banco do Nordeste, Romildo Rolim, reuniu-se segunda-feira, 26, com empresários cearenses do agronegócio, aos quais revelou que, no ano passado, havia 660 mil operações em atraso, isto é, com inadimplência. Desse total, 220 mil já foram solucionadas, o que quer dizer renegociadas. Detalhe: 90% dos casos referem-se a operações com produtores do Programa de Agricultura Familiar.

De acordo com Rolim, das operações em atraso 80 mil eram do Ceará.

O valor das dívidas, no ano passado, chegou a R$ 16 bilhões.

Hoje, depois das renegociações, esse valor foi reduzido à metade.

O presidente do BNB informou que o prazo para a renegociação dos débitos foi estendido até o fim deste ano.

04:50 · 22.03.2018 / atualizado às 04:50 · 22.03.2018 por

A Superintendência do Banco do Nordeste no Ceará assumiu e vem executando uma política proativa de aproximação com os empresários dos vários setores da atividade econômica.

Na última terça-feira, 20, o superintendente Jorge Antônio Bagdeve, reuniu-se em seu gabinete de trabalho com cerca de 12 empresários da agropecuária do Ceará, aos quais apresentou, e detalhou, as diferentes linhas de crédito que o BNB tem para financiar projetos do setor primário.

Dois empresários que participaram da reunião contaram ao blog que, de acordo com o superintendente, as taxas de juros do BNB são as menores da rede bancária do País, o que entusiasmou os presentes, alguns dos quais disseram que apresentarão projetos para a obtenção desse financiamento.

04:18 · 02.03.2018 / atualizado às 04:20 · 02.03.2018 por

O blog conversou ontem, 1/3, com um empresário do setor da agropecuária cearense.

Ele contou que, há dois meses, o Banco do Nordeste aprovou seu pedido de financiamento para capital de giro de sua empresa, mas até hoje, 60 dias depois da aprovação, os recursos não foram liberados.

O blog perguntou por que, e ele respondeu dizendo que o BNB aguarda a publicação de uma Resolução do Banco Central.

É mais uma queixa que, por intermédio deste blog, fazem empresários da agricultura e da pecuária do Ceará contra o que chamam de burocracia excessiva do Banco do Nordeste.

04:35 · 23.02.2018 / atualizado às 04:37 · 23.02.2018 por

A Federação da Agricultura do Ceará (Faec), em parceria com o Banco do Nordeste e o Sindicato dos Produtores Rurais de Ibaretama, colocou em operação um projeto piloto que, usando energia solar gerada por placas fotovoltaicas, capta e distribui água de um poço profundo na fazenda Triunfo, no interior daquele  município cearense.

Nessa mesma fazenda, a Confederação Nacional da Agricultura e a Embrapa desenvolvem dois importantes projetos: o Bioma Caatinga e o Forrageiras do Semiárido.

O presidente da Faec, Flávio Sabóya, disse ao blog que a experiência com a energia solar na fazenda Triunfo tem sido um sucesso, razão pela qual há vários produtores rurais da região já em contato com o BNB no sentido de obter financiamento para a instalação de unidades de geração de energia solar em suas propriedades.

O BNB tem uma linha de crédito exclusivamente para a micro-geração de energia solar ou eólica.

04:04 · 22.02.2018 / atualizado às 04:05 · 22.02.2018 por

O blog conversou com o presidente do Banco do Nordeste, Romildo Carneiro Rolim (foto), e com alguns dos seus diretores.

Rolim disse que sua gestão tem foco em um objetivo: fazer do BNB o banco da pequena empresa.

Para isso, o BNB já dispõe do que ele chama de “uma esteira de análise técnica e financeira” que procura reduzir a burocracia interna, mas respeitando o regulamento da atividade bancária.

De acordo com o presidente do BNB, o tempo médio gasto entre a apresentação do projeto e a efetiva liberação dos recursos é de 30 dias, desde que o cadastro do cliente esteja em ordem.

Mas pequenos empresários, principalmente os da agropecuária, têm dito a este blog que o BNB está fazendo mais exigências de garantias do que os demais bancos, o que chega a atrasar em vários meses a análise do projeto e a liberação dos recursos.

Nesta quinta-feira, às 17 horas, o presidente do BNB dará entrevista à imprensa para anunciar os resultados financeiros do banco no ano passado de 2017.

O balanço será publicado hoje, logo após o leilão da Bolsa de Valores.

04:15 · 12.01.2018 / atualizado às 04:16 · 12.01.2018 por

Você está devendo ao Banco do Nordeste?

Essa dívida tem alguma relação com financiamento do FNE?

Se tem, eis aqui uma excelente notícia: o Governo Federal autorizou a prorrogação, até 31 de dezembro deste 2018, do pagamento das dívidas relacionadas com financiamentos contratados até 31 de dezembro de 2011.

Tem mais: o BNB também informa que há boas condições de negociação, incluindo grandes descontos para os que desejarem pagar à vista o seu débito.

A decisão do Governo tem um motivo forte: os prejuízos causados aos produtores nordestinos pelos seis anos consecutivos de poucas chuvas.