Busca

Tag: Camarão


02:35 · 20.06.2018 / atualizado às 02:37 · 20.06.2018 por

Caiu o preço do camarão nas fazendas de produção e também nos restaurantes de Fortaleza.

Motivo: os altos estoques causados pela greve dos caminhoneiros que, durante 11 dias, interrompeu o transporte de camarão do Nordeste para os centros de consumo na região e também no Sudeste.

Produtores e grandes redes de restaurantes – incluindo a cearense Coco Bambu, que, mensalmente, compra 100 toneladas de camarão – reuniram-se e fecharam um acordo que barateou o produto para o consumidor final.

Não se sabe até quando irá o novo preço praticado pelos produtores. O que se sabe é que, agora, a produção, o transporte e o preço do camarão voltaram à normalidade.

04:28 · 06.06.2018 / atualizado às 04:28 · 06.06.2018 por

Uma informação curta, que chega da região do Jaguaribe, no Ceará:

Os pequenos produtores de arroz do Médio e do Baixo Vale do Jaguaribe estão abandonando essa atividade e se transferindo para a da carcinicultura, que é a criação de camarão.

Cerca de uma centena deles já investe na atividade camaroneira, aproveitando a água salobra do sub-solo daquela região.

Agora, o detalhe: os antigos rizicultores revelam que a criação de camarão dá mais lucro, mas muito mais lucro do que a cultura do arroz.

Mas o presidente da Associação dos Criadores de Camarão do Ceará, Cristiano Maia, adverte que criar camarão exige muita atenção e muito sacrifício. E algum dinheiro. Mas que dá lucro, dá.

04:06 · 04.06.2018 / atualizado às 04:08 · 04.06.2018 por

Está mesmo proibida, sob condição, a importação de camarão do Equador.

Ela está condicionada a uma Análise de Risco, segundo determina decisão tomada na semana passada pela presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Carmem Lúcia.

A ministra, com sua decisão, restabeleceu a liminar que proibia a importação do camarão equatoriano, contra o qual os criadores brasileiros levantam denúncias de várias doenças que podem infestar os criatórios nacionais.

O presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Camarão, empresário cearense Cristiano Maia, celebra a decisão da ministra Carmem Lúcia. “Estamos defendendo a carcinicultura nacional, livrando-a de pragas e doenças importadas”, disse ele ao blog.

04:23 · 30.05.2018 / atualizado às 04:24 · 30.05.2018 por

Quatrocentas toneladas de camarão, produzidas pela fazenda Potiporã, do empresário cearense Cristiano Maia, estão ameaçadas de perda total se, nos próximos cinco dias, a carga não chegar ao seu destino, que são restaurantes de cidades do Nordeste e do Sudeste do País.

Essa carga está em caminhões frigoríficos que se encontram retidos pela greve dos caminhoneiros em estradas nordestinas.

A fazenda Potiporã, que é a maior produtora brasileira de camarão em cativeiro, localiza-se no vizinho estado do Rio Grande do Norte. É ela que fornece pós-larva (filhotes de camarão) à maoria dos carcinicultores do Ceará.

04:17 · 07.05.2018 / atualizado às 04:19 · 07.05.2018 por

O empresário Cristiano Maia, presidente das associações  Brasileira e Cearense de Criadores de Camarão, manda dizer ao  blog que sua fazenda Potiporã (foto), no vizinho Estado do Rio Grande do Norte, bateu, no passado mês de abril, seu recorde histórico de produção.

Foram produzidas 770 toneladas de camarão, totalmente comercializadas, inclusive em estados do Sudeste do País.

A Potiporã é a maior fazenda da carcinicultura brasileira, dispondo de um laboratório – o maior do País – que, nos últimos 15 meses, contribuiu decisivamente para a redução quase total da doença da mancha branca.

É a Potiporã, aliás, que fornece quase todo o pós-larva (filhotes) para a maioria dos carcinicultores cearenses.

04:14 · 14.03.2018 / atualizado às 04:14 · 14.03.2018 por

O empresário cearense Cristiano Maia, eleito há uma semana novo presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Camarão, disse ao blog que está fazendo um esforço pessoal junto aos seus colegas da entidade no sentido de que entendam o que se passa no setor.

Cristiano diz que o mercado do camarão rejeita qualquer prática que tenha por objetivo manter alto o preço do camarão.

O preço deve ser o justo, e neste momento ele está acima do desejável, afirmou Cristiano Maia.

O presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Camarão também disse que, nos próximos três anos,  a produção de camarão do País poderá chegar a 100 mil toneladas.

Hoje, ela é a metade.

Cristiano Maia finalizou dizendo que o surto da mancha branca, doença que no ano passado atacou as fazendas de produção, já está quase todo superado.

04:29 · 31.01.2018 / atualizado às 04:29 · 31.01.2018 por

Na noite da última terça-feira, reuniram-se em Fortaleza cerca de 100 criadores de camarão do Ceará e do Rio Grande do Norte.

A reunião, realizada na sede da Associação Cearense dos Criadores de Camarão e convocada pelo seu presidente, Cristiano Maia, debateu sobre a doença da mancha branca, que, no ano passado, reduziu drasticamente a produção de camarão do Nordeste.

Essa doença está sendo vencida graças ao uso de tecnologias laboratoriais, o que, em consequência, tem feito crescer a produção do camarão no Ceará e no vizinho Rio Grande do Norte.

07:39 · 26.12.2017 / atualizado às 07:42 · 26.12.2017 por

Como este blog antecipara, o Ministério da Agricultura autorizou a importação de banana e camarão do Equador, que é um dos maiores produtores mundiais.

A autorização está dada e a importação deverá começar no início de 2018.

Mas os produtores brasileiros de banana e de camarão continuam advertindo o Governo brasileiro para os riscos que essa decisão embute.

O primeiro desses riscos é a existência, tanto na banana quanto no camarão equatorianos, de doenças que o Brasil não tem.

Isto quer dizer que, ao importar banana e camarão do Equador, o Governo brasileiro estará também importando o risco dessas doenças, que poderão dizimar a bananicultura e a carcinicultura brasileiras.

O blog pode informar que os criadores de camarão e os produtores de banana do Brasil estão prontos para entrar na Justiça contra essas duas importações.

Aqui no Ceará, que é um grande produtor de banana e o maior produtor de camarão do País, a situação é de guerra.

04:30 · 06.12.2017 / atualizado às 04:32 · 06.12.2017 por

A doença mancha branca, que atacou as fazendas de criação de camarão no Nordeste todo, inclusive aqui no Ceará, está sendo vencida.

Na maior fazenda brasileira, a Potiporã (foto), do empresário cearense Cristiano Maia, localizada no vizinho Rio Grande do Norte, não há mais mancha branca.

Ela foi extinta por uma série de medidas técnicas e científicas, estendidas também para a sua fazenda cearense no município de Paraipaba, onde também a mancha branca foi eliminada.

O resultado disso tem sido – nas duas fazendas do carcinicultor cearense – o aumento da produção de camarão, que cresce em progressão geométrica, segundo disse Cristiano Maia.

Ele também revelou que, neste momento, o preço do camarão, no mercado interno brasileiro, está melhor do que o do mercado internacional, “onde, aliás, falta camarão”.

04:11 · 20.11.2017 / atualizado às 04:13 · 20.11.2017 por

Quando o mês de janeiro chegar, virá com ele para o Ceará um curso sobre a produção de tilápia e camarão marinho em sistema de bioflocos (foto).

Sistema de Bioflocos é uma tecnologia que reduz ao mínimo – e em algumas vezes dispensa totalmente – a renovação da água dos tanques onde o cultivo é realizado.

Essa tecnologia já vem sendo utilizada com sucesso em algumas grandes fazendas de criação de tilápia e camarão no Ceará e no Rio Grande do Norte.

O curso será realizado de 17 a 19 de janeiro na Escola Técnica de Jaguaruana, onde seus participantes farão uma visita técnica à  fazenda Aquasanta, de propriedade do empresário cearense Cristiano Maia, o maior criador de camarão do Brasil.

O curso será ministrado pelos especialistas Fernando Malamud e Fabrício Galdino.

Como a procura pelo curso foi maior do que a expectativa, seus organizadores resolveram replica-lo aqui em Fortaleza de 25 a 27 de janeiro, com uma visita técnica à fazenda Santa Teresa, em Caucaia.

Eis aí uma prova de que a aquicultura cresce no Ceará.