Busca

Tag: Ceará


12:04 · 08.12.2016 / atualizado às 12:06 · 08.12.2016 por

melãoEstá chegando ao Nordeste uma missão de técnicos do Ministério da Agricultura do Chile.

Essa missão técnica chilena visitará as fazendas de produção de frutas do vizinho estado, para conhecer rodo o processo de produção de melões e melancias, frutas que o Governo do Chile vai importar do Rio Grande do Norte.

Agora, o detalhe desta informação: as empresas que produzem melão e melancia no Rio Grande do Norte são as mesmas que produziam melão e melancia aqui no Ceará, e que deixaram de fazê-lo porque a Cogerh cortou, no ano passado, a água que elas tinham para irrigar suas plantações.

Resumo: o Rio Grande do Norte ganhou os milhares de emprego que essas empresas davam aqui e passará a ganhar os dólares das exportações.

10:18 · 19.01.2016 / atualizado às 10:18 · 19.01.2016 por
Estado caminha para o quinto ano consecutivo de seca FOTO: Amaury Alencar
Estado caminha para o quinto ano consecutivo de seca FOTO: Amaury Alencar

As chuvas no Ceará entre fevereiro e abril deste ano devem ficar abaixo da média histórica. A Funceme vai anunciar, na manhã de quarta-feira (20), que a probabilidade maior é que o Estado tenha precipitações inferiores à média no período.

O prognóstico decorre do El Niño, que aquece as águas do Oceano Pacífico. Apesar de ter perdido força, conforme adiantado pelo Diário do Nordeste no início deste mês, o fenômeno segue em intensa atividade.

A causa das chuvas dos últimos dias, inclusive a desta terça-feira, que já banha mais de 80% dos municípios cearenses, é o Vórtice Ciclônico de Altos Níveis, que costuma atuar nesta época do ano, provocando chuvas na parte oeste do Nordeste e no Ceará.

Veja os comentários do colunista Egídio Serpa na TV DN

05:54 · 08.06.2013 / atualizado às 05:54 · 08.06.2013 por

Carlos Matos, coordenador do I nsgituto de Desenvolvimnto Industrial do Ceará (Indi), organismo da Federação das Indústrias (Fiec), informa:

No primeiro quadrimestre deste ano, as exportações cearenses caíram.

Calçados, 14,1% a menos; couros, menos 14%; caju, menos 34%.

04:31 · 26.03.2013 / atualizado às 04:31 · 26.03.2013 por

Ex-superintendente da Conab no Ceará, Daniel Martinho Barboza Filho mna dizer a este blog, sobre nota aqui publicada:

A avicultura do Nordeste consome 250 mil toneladas por mês de milho.

A do Ceará, 45 mil toneladas.

“O estoque de milho do Ceará deve ser de 60 mil toneladas”, afirma ele.

Acontece que a Conab está fazendo um leilão de, apenas, 30 mil toneladas para todo o Nordeste.

05:25 · 21.03.2013 / atualizado às 05:25 · 21.03.2013 por

Para os que há 60 anos sonham com a prometida refinaria de petróleo no Pecém, eis um trecho do Fato Relevante publicado pela Petrobras na 4ª feira, 19, dia de São José, padroeiro do Ceará:

“Os investimentos em expansão da capacidade de refino da carteira em avaliação avançaram na maturidade da fase de elaboração dos seus respectivos projetos. Atualmente, passam por otimização buscando o alinhamento com métricas internacionais”.

Traduzindo o linguajar “petrolês”, fica a notícia de que a Refinaria Premium II – a prometida para o Ceará – é um projeto que, certamente, será prometido de novo pelo sucessor – ou sucessora – da presidente Dilma Rousseff, na eleição de 2018.

05:15 · 15.03.2013 / atualizado às 05:15 · 15.03.2013 por

Reage a indústria cearense – principalmente a do setor têxtil que fabrica tecidos de malha sintética e de algodão.

De acordo com o IBGE, também crescem as empresas industriais cearenses que produzem biscoitos, cerveja, calçados e artigos de couro e cimento.

05:07 · 14.01.2013 / atualizado às 05:07 · 14.01.2013 por

Permanece cinzenta a perspectiva de inverno (estação de chuvas) neste ano.

No Ceará, o céu continua azul, o sol abrasador consome pela evaporação a água dos açudes, muitos dos quais já estão literalmente secos, e as populações isoladas do sertão repetem sua rotina de caminhar meia légua ou légua inteira em busca do que dar de beber às suas crianças.

Esta é a pior seca dos últimos 50 anos, e o drama social só não é maior por causa das bolsas federais que garantem o dinheiro para a compra do feijão, da farinha e da carne salgada.

Se o homem não voltar a respeitar a natureza, esse drama só piorará.

07:02 · 12.01.2013 / atualizado às 07:02 · 12.01.2013 por

Preocupa-se o Governo do Ceará com o atraso do início das obras da nova ampliação do Porto do Pecém – que ganhará uma nova ponte de aceso e um píer para uso exclusivo da Petrobras.

O cronograma da obra – que deveria ter sido iniciado em meados do ano passado – já foi revisto e sua conclusão, prevista originalmente para o fim de 2014, já está assinalada para 2015.

Há um culpado: a burocracia do Ibama, que, segundo a lenda, olha com os maus olhos da política para o que é de interesse da economia do Ceará.

Vale lembrar – só para agravar o cenário – o caso da refinaria da Petrobras, cujas obras, para começar, dependem de um parecer final da Funai, organismo federal com sede em Brasília, onde está também o Ibama.

Até parece algo planejado.

06:43 · 12.01.2013 / atualizado às 06:43 · 12.01.2013 por

Dentro de mais 60 dias, o Ceará estará na condição de exportador de energia elétrica.

Já é tempo de o Governo do Estado criar uma Secretaria específica.

É a sugestão da atual circunstância.

05:10 · 11.01.2013 / atualizado às 05:10 · 11.01.2013 por

No ano passado, caiu a exportação da indústria do Ceará – o setor de calçados registrou queda de 7,46%, o têxtil recuou 16,39% e o do beneficiamento de lagosta sofreu mais: menos 42,05%.

Porém, na contramão industrial, cresceu a exportação do agronegócio cearense, que mostrou força ao longo de 2012, tirando proveito do dólar valorizado.

Assim, as exportações de couros e peles cresceram 11,83%, as de frutas frescas – com o melão em primeiro lugar – subiram 5,87%, as de cera de carnaúba mais 14,82% e as de sucos de frutas mais 14,14,92%.

Foi o terceiro ano consecutivo de crescimento da exportação do agronegócio do Ceará.

Aliás, esse setor – como informa a Diretoria de Agronegócio da Adece – responde por 50% da exportação total do Ceará.