Busca

Tag: Coelce


04:32 · 09.11.2016 / atualizado às 04:35 · 09.11.2016 por

enelAgora, é definitivo:

A Coelce, que durante mais de 30 anos distribuiu no Ceará a energia gerada pela Chesf, desapareceu.

Foi extinta.

Agora, em seu lugar, entrou a Enel, uma multinacional italiana incluída entre as maiores empresas de energia da Europa e que tem o controle do capital e da gestão da Coelce.

Pois bem: ontem, terça-feira, 8/11, foi o dia de estreia da Enel, e ela não deu sorte.

Caiu sobre Fortaleza, bem cedinho da manhã, uma chuva de apenas 7 milímetros, mas suficiente para causar um estrago na subesestação São João do Tauape.

Resultado: faltou energia em parte da cidade. O trânsito de veículos ficou paralisado no lado Leste de Fortaleza, onde houve o caos por cerca de 30 minutos.

O fornecimento de energia foi restabelecido meia hora depois e tudo voltou ao normal.

Foi, como viu, um batismo diferente.

A Enel promete entregar aos cearenses um serviço de qualidade.

Vamos aguardar para ver se os italianos da Enel cumprirão o que prometem.

04:16 · 25.10.2016 / atualizado às 04:18 · 25.10.2016 por

enel solarUma informação instigante:

A multinacional italiana Enel, dona da Coelce e uma das gigantes mundiais do setor de energia elétrica, ganha dinheiro, e muito dinheiro, aqui no Ceará, onde distribui a energia elétrica consumida por todos os cearenses, pessoas físicas e jurídicas.

Pois bem: a Enel, na hora de fazer investimentos, olvidou o Ceará e preferiu os estados da Bahia e do Piaui.

Na Bahia, ela constrói três usinasde geração de energia solar.

No Piauí, a Enel implanta a maior usina solar do Brasil, que gerará, quando estiver pronta e em operação, 292 MW de energia produzida pelos raios do sol.

Pergunta: por que o Ceará ficou de fora dos investimentos da Enel?

01:07 · 29.08.2016 / atualizado às 01:09 · 29.08.2016 por

MADRUGADA SEM ENERGIA CAUSA DESCONFORTO A POPULA«√O DOS BAIRRO ALDEOTA, E CIDADE 2000.- NO DETALHE, FUNCIONARIOS DA COELCE CONSERTANDO O TRANSFORMADOR QUE FOI QUEIMADO, 21NE0906, 21/02/2014, NEGOCIOS, KID JUNIOR,

A Coelce, que é a empresa distribidora de energia elétrica na geografia do Estado do Ceará, recolhe, mensalmente, ao Tesouro estadual, exatos R$ 120 milhões de reais.

Essa montanha de dinheiro tem origem na cobrança do ICMS da conta de energia elétrica de cada consumidor cearense, ou seja, de cada cliente da Coelce.

Uma fonte da Coelce, cujo capital é controlado pelo grupo italiano Enel, um dos maiores da Europa na área da energia, disse ao blog, quando a economia brasileira sair da atual crise, esse recolhimento deverá aumentar em no mínimo 20%.

04:27 · 19.08.2016 / atualizado às 04:30 · 19.08.2016 por

solar no piauíA Coelce, empresa que distribui energia elétrica na geografia do Estado do Ceará, é controlada pelo grupo italiano Enel.

Pois bem: esse grupo, por meio de sua subsidiária Enel do Brasil, está investindo US$ 300 milhões na implantação da maior usina de geração de energia solar da América Latina.

A usina, cuja construção já foi iniciada, localiza-se aqui ao lado, no vizinho Estado do Piauí, cujo governo tem aplicado com eficiência uma política de atração de investimentos na área energética.

No seu empreendimento piauiense, a Enel gerará 292 MW, o suficiente para iluminar uma cidade de 300 mil habitantes.

O projeto da Enel  ocupará uma área de 690 hectares que serão cobertos de placas fotovoltaicas. O Piauí, assim como o Ceará, é um dos estados brasileiros com maior índice de insolação no mundo.

04:22 · 14.03.2016 / atualizado às 04:22 · 14.03.2016 por

Uma informação curtinha, mas importante:

Um empresário integrante do Conselho de Consumidores da Coelce, que é a empresa que distribui a energia elétrica em toda a geografia do Ceará, contou que a concessionária tem hoje 18 mil ligações em atraso.

Repita-se: 18 mil ligações atrasadas.

A mesma fonte, isto é, o mesmo conselheiro da Coelce, revelou que está em atraso, inclusive, o pedido de uma ligação feito em 2009.

Parece incrível, mas é verdadeiro.

04:50 · 20.01.2016 / atualizado às 04:52 · 20.01.2016 por

IJFO Instituto Dr. José Frota(foto), maior hospital de emergência em traumatologia do Ceará, localizado nocentro urbano de Fortaleza, está trocando e modernizando todo o seu sistema de ar condicionado.

Essa troca foi recomenda pelo Programa de Eficiência Energética da Coelce, e é a primeira que o IJF realiza  depois de inaugurar a sua expansão, o que aconteceu 21 anos atrás.

De acordo com a Coelce, essa providência do IJF permitirá – além da modernização do sistema, com a instalação de equipamentos modernos, de última geração tecnológica – uma economia de 40% no consumo de energia daquele hospital. Vale repetir: 40% de economia na conta de energia.

A propósito: a Prefeitura de Fortaleza está licitando as obras de uma nova ampliação do Instituto Doutor José Frota. É um erro. O IJF é uma fonte geradora de tráfego. Localizado no centro da cidade, ele torna mais complicado o tráfego de veículos ao seu redor. A PMF deveria construir outro IJF na periferia da cidade, à beira do IVAnel Viário, para facilitar o seu acesso. Ou ampliar os Frotinhas localizados na área suburnada.

08:53 · 26.04.2015 / atualizado às 08:53 · 26.04.2015 por

Fruto de uma parceria da Coelce com o Instituto Atlântico, está sendo todo automatizado o processo de cálculo do valor do pagamento por furtos de energia – o “gato” – e por adulteração de medidores.

A parceria criou e desenvolveu um software que reduziu para duas horas algo que demorava 30 dias.

A Coelce informa que essa inovação tecnológica permite até ressarcir consumidores prejudicados por defeitos intrínsecos da empresa.

O software – batizado de Termo de Objeto de Inspeção (TOI) – foi criado por especialistas do Instituto Atlântico, mas a propriedade intelectual do produto é compartilhada em partes iguais pelas dois parceiros.

A comercialização e evolução do negócio é do Atlântico, que paga à Coelce royalties proporcionais à sua propriedade intelectual sobre receitas de vendas

02:01 · 06.02.2015 / atualizado às 02:01 · 06.02.2015 por

Berlim (Alemanha) – O gaúcho Tomas Adamski trocou os pampas pelo Ceará, onde investe na produção de orquídeas em Paraipaba.

Ele já cultiva algumas variedades em uma área ainda pequena – de apenas 1 hectare.

O o negócio parece promissor: Tomas já comprou mais 15 hectares para alargar sua produção.

Mas surgiu uma pedra no caminho de sua boa intenção: a Coelce.

Ele contou ontem a esta coluna, aqui em Berlim, que desde novembro – quando pagou as taxas exigidas pela empresa distribuidora de energia – aguarda que a Coelce ligue o sistema elétrico de sua propriedade, com o qual irrigará sua plantação de orquídeas.

A água virá de um poço já perfurado e com ótima vazão.

Se a Coelce deixar, ele colherá 100 mil hastes de orquídeas por mês, a partir de julho deste ano.

06:31 · 08.06.2014 / atualizado às 06:31 · 08.06.2014 por

Tem crescido, nos últimos dois anos, o mercado de imóveis da região de Cumbuco e Icaraí, no litoral de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza.

Lá, estão sendo construídos hoje prédios de apartamentos de até 18 andares – o que surpreende a própria população local.

Mas há uma pedra no meio do caminho dos empreendimentos:

É muito precário o suprimento de energia elétrica.

A tensão cai ao longo do dia e a Coelce faz de conta que não é com ela.

Mas é.

06:16 · 08.06.2014 / atualizado às 06:16 · 08.06.2014 por

Na véspera da Copa do Mundo, ainda há o inusitado na cidade de Fortaleza, uma das 12 sedes do torneio da Fifa.

Reparem: todos os cabos telefônicos da Operadora Oi, na Rua 412 da 2ª etapa do Conjunto Ceará foram roubados 6ª feira, durante a madrugada.